Número total de visualizações de página

sábado, 24 de junho de 2017

O Pássaro Arco-Íris chegou e encantou!










O projeto do Departamento da Educação Pré- Escolar “De Mãos em Mãos” foi um grande desafio para todos. Teve como objetivo sensibilizar as crianças para a importância do livro e promover o gosto pelo mesmo.
A história criada e partilhada pelas crianças da educação pré-escolar deste Agrupamento viajou de escola em escola, de sala em sala de cada Jardim de Infância e de mãos em mãos, foi crescendo.
As crianças brincaram com as palavras, as letras, os sons e com a sua imaginação e criatividade nasceu o livro “ O Desejo do Arco-Íris” apresentado com muita emoção, no dia 21 de junho.
As crianças cantaram e encantaram os presentes.
O espaço estava repleto.Todo o trabalho foi reconhecido e os livros “não chegaram para as encomendas”.

sexta-feira, 23 de junho de 2017

haja S. João, mas sem balão!

A PSP vai fiscalizar os festejos RUI FARINHA / NFACTOS


Lançar balões de São João é este ano proibido, podendo levar a uma multa até aos cinco mil euros por pessoa singular, e a PSP do Porto disse esta quinta-feira que irá proceder à fiscalização durante os festejos.@ Público

Mas há muita forma de haver diversão. Ela está garantida e o número de visitantes previsto para hoje à cidade do Porto ultrapassa qualquer expectativa.

Desfrute. Vá. Com animação e sem balão.

quinta-feira, 22 de junho de 2017

nunca é tarde





Nunca é tarde para noticiar momentos verdadeiramente inclusivos.


No passado dia 2 de junho, os alunos da turma F, de Artes, do 11º ano foram visitar a          Fundação de Serralves na companhia dos alunos da Unidade de Multideficiência que estão integrados nesta turma para verem a exposição subordinada ao tema: “Joan Miró: Materialidade e Metamorfose”.






Depois de terem apreciado as famosas obras deste artista catalão foram até ao Parque da Cidade onde fizeram um piquenique e passaram uma deliciosa tarde. 


quarta-feira, 21 de junho de 2017

vem aí o pássaro Arco-Íris!


O grande dia chegou !

Vem a voar e chega às 18h. 

O pássaro ARCO-ÍRIS vai apresentar uma surpresa na Escola Sede do Agrupamento de Águas Santas.


Departamento de Educação Pré-Escolar

terça-feira, 20 de junho de 2017

"O inferno visto do céu"

O título é do jornal PÚBLICO.
A imagem é da NASA.
A pergunta é do CRESCER: como é possível?
WORLDVIEW/ NASA 
Os pontos vermelhos assinalam anomalias térmicas e incêndios

A tragédia deste sábado foi registada pelos satélites da Agência Espacial Norte-Americana (NASA). A dimensão da área ardida, vista a quilómetros de altura, ilustra o pesadelo vivido em Pedrógão Grande, distrito de Leiria, naquele que é já o maior incêndio desde que há registo em Portugal.
Só no distrito leiriense arderam aproximadamente 30 mil hectares. Das chamas resultaram, pelo menos, 64 mortos e 135 feridos. Um balanço que poderá aumentar nas próximas horas, alertaram as autoridades.
As imagens recolhidas mostram o fumo das chamas que lavram o país. A vermelho estão ilustrados os pontos geográficos do país onde ocorrem incêndios e anomalias térmicas.

segunda-feira, 19 de junho de 2017

turmas "Best" no Azurara Parque



Não há só tempo para exames. Também há tempo para prémios!
Foi o caso das turmas Best (5º I e 7º I) que rumaram até ao Azurara Parque Aventura no último dia de aulas para atividades verdadeiramente radicais. As fotos que se disponibilizam são apenas do 7º I.

será que os exames como os conhecemos têm os dias contados?


Exames multidisciplinares e questões cada vez mais centradas na resolução de problemas são algumas das soluções que os especialistas apontam para modernizar as provas nacionais. Flexibilização curricular que o Governo vai testar a partir do próximo ano pode ter impacto nas avaliações.



Testes que conjugam matérias de mais do que uma área, questões centradas na resolução de problemas ou perguntas que não têm uma reposta certa ou errada. Vão ser assim os exames nacionais no futuro? As respostas de vários especialistas em avaliação à questão feita pelo PÚBLICO são diversas. Numa coisa, porém, todos estão de acordo: mesmo mudando, as provas nacionais não acabarão. Apesar dos seus inconvenientes, não têm substituto à altura.
“Ainda não podemos viver sem eles”, comenta Domingos Fernandes. Ainda que a investigação mostre que “os exames tendem a ter mais desvantagens do que vantagens”, desde logo o fenómeno de “afunilamento do currículo”, ou seja, a tendência para que professores e alunos se centrem nas matérias que sabem de antemão que vão sair nos exames, as provas nacionais têm funções de que não podem ser dispensadas. “Têm a vantagem de tenderam a moderar a avaliação interna”, diz Fernandes. E são ainda determinantes para certificar a conclusão do ensino secundário e permitir o acesso ao ensino superior. @ PÚBLICO

até já, professora Natália!


No último dia de aulas, sexta-feira, dia 16 de junho, houve um "assalto" a uma aula da professora Natália Caminha. 

É que não era uma aula qualquer. Era a sua última aula e colegas e amigos quiseram prestar-lhe uma espécie de homenagem e despedida. 

Assim, aqueles que puderam fazer parte desta surpresa, brindaram com flores e carinho a professora que vai aposentar-se muito em breve. 

Foi, sobretudo, um gesto de reconhecimento pelo percurso profissional de entrega a esta nossa escola.  

Foi uma homenagem a uma amiga que vai deixar saudades.

Até já, professora Natália!

sexta-feira, 16 de junho de 2017

FIM

Hoje é o FIM das aulas para todos.
Para alguns, o prolongamento das preocupações, com os exames e resultados. Para outros, o início de um tempo de lazer que têm de saber gerir.
A TODOS o CRESCER deseja um ótimo TEMPO para evidenciarem e desenvolverem as competências adquiridas ao longo do ano letivo.

quinta-feira, 15 de junho de 2017

viveu-se "mais um momento histórico do nosso agrupamento”


Ontem, viveu-se "mais um momento histórico do nosso agrupamento”. 
Decorreu, com a formalidade necessária a estas ocasiões e também em clima de festa como é natural nesta escola, a tomada de posse do Diretor Manuel Carneiro Ferreira.
A escola vestiu-se de festa, houve discursos formais, texto e vídeo de homenagem, descerramento de placa do auditório com nome do Diretor, expressões do mesmo gravadas em lugares estratégicos da escola, canto e música dos meninos e um catering final. 
De tudo isto, o CRESCER destaca a genuína emoção do Diretor, a dedicação de todas as mãos envolvidas no evento e a satisfação de todos os presentes. 


Senhor Diretor, votos de muitas felicidades neste novo mandato!

quarta-feira, 14 de junho de 2017

como vivem os alunos de 12º ano, por estes dias?

"Hoje, os jovens vivem esta época assim? Amanhã traremos mais informação."


Ontem acabamos uma publicação desta forma. Hoje damos-lhe continuidade com as opiniões dos nossos atuais alunos.

"Estou horas seguidas a estudar. Quando faço uma paragem e depois recomeço sinto dificuldade de concentração. Mas durmo bem." disse o Diogo.

"Estou ansiosa porque receio os exames bem como qualquer tipo de provas escritas. Sei que sei muito mais do que demonstro naquele tempo definido para responder. A minha oralidade e o meu quotidiano demonstram bem isso. No exame contará apenas o que ficar escrito naquelas folhas e isso pode condicionar o meu futuro.", referiu a Liliana.

"Eu como e durmo bem. Faço pausas no estudo, caminhadas ao fim da tarde e à noite relaxo a ver um filme ou converso com os amigos e família. Defini um horário de trabalho: não estudo mais do que oito horas por dia. ", respondeu confiante a Ana.

"Os nossos professores são muito queridos. Temos vindo "estudar" com eles. Isso dá-me muita confiança. Quando vamos para casa, ao estudarmos sozinhos, sentimo-nos mais seguros. Apesar disso estou/estamos cansados.", disse, satisfeita, a Diana. 

terça-feira, 13 de junho de 2017

o tempo dos professores deve ser ocupado no processo de ensino e não em burocracias

Daniel Rocha
O Conselho Nacional de Educação (CNE) defendeu, nesta quinta-feira, que para garantir o sucesso escolar dos alunos é necessário “recentrar a missão docente no essencial ou seja, no processo de ensino/aprendizagem”, em vez de se sobrecarregar os docentes, cada vez mais, com outras tarefas que nada têm a ver com aquele que deve ser o exercício da sua profissão.

“Torna-se evidente que a condição docente não se compagina com a multiplicidade de tarefas que lhe são presentemente atribuídas, antes exige que beneficie de condições de trabalho e de aperfeiçoamento, permitindo-lhe cumprir melhor a sua missão e adaptar-se de forma contínua às novas situações”, escreve o CNE. @ PÚBLICO

como vivem os alunos do 12º ano esta fase prévia aos exames?

Em época de exames nacionais a vida de um estudante muda. Provavelmente deixar-se-á tomar pela ansiedade e pode comer demais ou dormir de menos. O PÚBLICO foi ouvir alguns especialistas e deixa as suas recomendações. 
Daqui a uma semana (segunda-feira, 19), 161.306 alunos do 11.º e 12.º anos vão iniciar a época de exames. As provas servem para terminar o ensino secundário, mas também para ingressar no superior. Por estas duas razões, além de outras — como as expectativas da família ou mesmo da escola para que obtenham bons resultados —, a pressão é imensa. (ler toda a informação do PÚBLICO aqui)

O CRESCER falou com alguns ex-alunos, bem sucedidos em exames nacionais, que referiram o que a seguir se transcreve. Vale a pena ler.

"Nunca fiz dos dias anteriores aos exames, dias diferentes. Antes, e ao longo dos três anos do secundário, procurei ter as matérias em dia, pelo que nessas alturas, tive apenas de rever e praticar com muitos exercícios", disse o João, agora Engenheiro pela UP.

"Fiquei muito ansiosa, particularmente porque sabia que estava em jogo o meu futuro. Mas eu sou sempre ansiosa. Lembro-me de comer muitas bolachas e chocolates, o que sei ser um erro. O que sempre fiz foi dormir pelo menos 8 horas diariamente", referiu a Ana, hoje Nutricionista pela UP.

"Por muito que digam que são dias iguais, não são. Sabemos das expectativas dos nossos pais,  das nossas, dos nossos professores, sabemos quão altas são algumas notas de acesso, sabemos o quão falível pode ser uma prova de exame. Temos consciência de que, às vezes, o factor sorte/azar é determinante e, por isso, vivemos esses dias ansiosamente. Hoje, à distância, recomendo que todos tenham para o futuro um plano B." palavras da Marta, jornalista pela UP.

Hoje, os jovens vivem esta época assim? Amanhã traremos mais informação.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

palavra de ordem: exames

Provas e Exames


Abriu a época!
EXAMES é a palavra de ordem. Seja porque os meninos mais novos estão a fazer EXAMES; seja porque há secretariado de EXAMES a funcionar; seja porque há vigilantes e coadjuvantes dos EXAMES; seja porque os professores estão a dar apoios aos seus alunos para os EXAMES; seja porque os meninos mais velhos estudam para os EXAMES; seja porque os alunos receiam os EXAMES; seja porque os professores que com eles trabalharam ficam ansiosos com os EXAMES; seja porque há muitos EXAMES para corrigir; seja porque só se fala em... EXAMES.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

um elevador novo




Partilhamos convosco a alegria da Unidade dos 2º e 3º ciclos ao receber esta magnífica prenda da Associação Solidário ao Quadrado: 
um elevador de transferência.

O Paulo foi o primeiro a estrear.

O nosso profundo agradecimento a todos os que tornaram esta oferta possível.

Até breve!
Rute Guimarães


quinta-feira, 8 de junho de 2017

prémios "So you think you can... in English?"

A entrega de prémios do concurso de talentos "So you think you can... in English?" decorreu no dia 5 de junho na biblioteca. Parabéns aos vencedores e aos apresentadores que fizeram um excelente trabalho.
Parabéns também a todos os participantes que abrilhantaram a Semana das Línguas com os seus talentos.
Até para o ano!



quarta-feira, 7 de junho de 2017

ainda a propósito da festa de finalistas

Chegou até ao CRESCER um pedido de publicação de um texto que o professor Carlos Simão levava preparado para dizer ontem, mas que, por contingências de tempo, acabou por não ser lido.
Estas palavras são da sua responsabilidade, pelo que visarão os seus alunos. As fotos são também do professor Simão.

"Parabéns, finalistas!
É a minha homenagem a vocês, A TODOS, mas principalmente àqueles que entre 2011 e 2014, distribuídos pelas turmas 7ºA até 9ºA e 7ºF até 9ºF, foram meus alunos e que estão agora a terminar o ensino secundário. Também é uma homenagem aos alunos do Ensino Profissional do 12º ano, turmas F, G e H, que entre 2014 e 2017 fizeram comigo esse percurso. Apenas a turma de Turismo começou no ano letivo 2015/2016.
Que ninguém fique triste perante uma despedida. Uma despedida é, sempre, necessária para nos voltarmos a encontrar e um reencontro, depois de um momento ou depois de toda uma vida, é algo inevitável, se o sentimento e a consideração forem verdadeiros.
Cada vez que nos despedimos de alguém que nos é querido, faz-se noite no nosso coração e sempre que um reencontro acontece, de novo se faz dia. O Sol volta a brilhar como se essa pessoa fosse imprescindível para que haja diferença entre o dia e a noite.
É na agonia de uma despedida, quando forçosamente esse momento acontece, é nesse instante que percebemos a profundidade dos nossos sentimentos e o valor de uma amizade.
Muitos jovens já passaram pela minha vida nestes 26 anos como professor e 31 anos como treinador de voleibol, uns cruzaram-se comigo e nunca mais soube delas, ou porque a vida de cada um não nos permitiu ou porque simplesmente pouco se manifestou em comum para que de novo nos cruzássemos.
Outros há que, se o destino existe e partindo do princípio que cada um de nós tem o seu traçado, quis o dito que cruzassem a minha vida e na minha vida ficassem. Esses, são aqueles que, muito mais que meros seres humanos com quem tive o privilégio de trabalhar, partilhar momentos, sentimentos, sorrisos, brincadeiras, vitórias, derrotas, alegrias e lágrimas,  são aquelas que entraram na minha vida e aí permanecem. São essas que não nos esquecem e eu não mais esquecerei.
Não me despeço de vocês, porque na realidade, ainda que na vossa ausência física, vocês estarão, eternamente, comigo.
As recordações constroem caminhos que me permitem ainda hoje, sentir muitas das emoções vividas nas aulas no pavilhão, no exterior, nas aulas de dança e em todas as invenções que criámos, nas auto-avaliações, nas palestras, nas caminhadas na serra, nas atividades ao ar livre… Enfim, lembro-me de quase tudo ("quase" porque a idade não perdoa).
Sei que barafustei, berrei, zanguei-me, houve alguns castigos. Alguns de vocês certamente lembram-se bem deles. Sei que não tinha esse direito, mas os adultos são assim!
Permanecerá a lembrança dos vossos rostos sempre sorridentes e felizes que compreendiam tudo silenciosamente que acalmavam a minha injusta conduta de "adulto" para convosco. Acima de tudo vejo a amizade, o carinho, a enorme ternura que sempre senti por vocês. Por todos vós!

Não esquecerei nem um de vocês, podem estar certos disso.
O eterno rosto pessoal, o jeito, os maus feitios….um a um.
Estou plenamente convicto que nesta hora do "SEJAM FELIZES", apetece-me levar-vos para sempre comigo, prender a vossa atenção a tudo o que aconteceu e, acima de tudo, pedir-vos DESCULPA.
O meu pedido de desculpas prima por ser autêntico, verdadeiro, sincero e sei que todos vocês, sem esquecer um, me perdoará, com um abraço, sem mágoa, sensíveis como sois não só nas tristezas, como nas alegrias da vida.
Foram traquinas, irrequietos, mas isso só vos dá um valor incalculável. As vossas brincadeiras são fruto da vossa tenra e doce altura para o fazer.
Para mim, como professor, felicito-vos pela compreensão, resignação e alegria com que aceitaram as minhas censuras aos vossos atos, por vezes menos corretos, que entendi dever ter para convosco para melhorar a situação. Reconheço que a dureza das palavras pudesse ter sido substituída por outra solução mais entendedora e calma.
Por isso, cada gesto, cada palavra, cada som, cada atitude vossa, serão preservadas como um tesouro imenso, uma riqueza incalculável que ficará sempre comigo.

Nesta hora, só me ocorre dizer-vos OBRIGADO E ATÉ SEMPRE!
Tenho o olhar fixo no Vosso encanto.
De cada um.
Um a Um.

Um grande grande abraço,
Carlos Manuel Simão
Professor de Educação Física"

Surf inclusivo



No dia 2 de junho, um grupo de alunos da nossa escola, no âmbito do desporto escolar adaptado, surfaram as ondas da praia de Matosinhos acompanhados pelos docentes e estagiários de Educação Física e orientados pelos monitores da escola de Surf. Apesar do frio, foi muita a diversão e muita a gargalhada! É para repetir!


Tiago Tavares na seleção nacional de Boccia

O nosso aluno Tiago Tavares, campeão de Boccia, foi convocado para representar a seleção nacional.

Tiago Tavares é atleta da equipa de Boccia do FC Porto e foi convocado para representar a seleção nacional nos Jogos Europeus da Juventude, que vão decorrer em Génova, em Itália, entre 9 a 15 de outubro. Luís Costa (SC Braga) será o outro representante português.
É a primeira vez que Tiago Tavares (que se fará acompanhar do parceiro de competição Rui Rodrigues), de 20 anos, é convocado para representar Portugal. O atleta veste a camisola azul e branca desde 2015/2016 e trouxe de volta a classe BC3 ao boccia do FC Porto. Foi tricampeão nacional no Desporto Escolar e campeão nacional Sub-23 pelos Dragões. (daqui)



quem diz que numa despedida não há Amor?

Esta frase reúne tudo o que se sentiu ontem à noite nesta nossa escola.
Foi muito comovente e muito bonita a festa de finalistas dos nossos alunos de 12º ano.
Começando por serem recebidos com passadeira vermelha, tendo sido fotografados em grupo-turma ou par, um serviço de catering conduziu dignamente as entradas, num tempo em que orgulhosamente alunos e professores conversaram e apreciaram a beleza de dada um.
Depois, já na sala de refeições, desfilaram os pratos e as bebidas ao som de vozes melodiosas que embalaram o público. Entre os pratos e a sobremesa houve tempo para lançar fogo de artifício e largar balões que continham mensagens/desejos de cada um.
Só depois voltaram à sala e foi tempo para se sucederem os vídeos das várias turmas e tempo para escutar as palavras amáveis e sentidas dos alunos dirigidas aos seus professores.
É sempre um momento de grande emoção, mas diz quem sabe que quando há Emoção há Arte e foi isso que aconteceu.
A equipa de professores do CRESCER esteve presente como convidada, pelo que opta por disponibilizar apenas duas imagens simbólicas.

Muitos parabéns a todos: aos nossos finalistas, aos professores que os conduziram, à organização do evento e à Direção da escola por insistir que este momento seja vivido na casa que acolheu estes jovens durante todo o seu percurso académico.
"Quem diz que numa despedida não há Amor?"

terça-feira, 6 de junho de 2017

contagem decrescente



Falta um dia, este dia, para o fim das aulas dos alunos que vão ter exames nacionais.
É hoje, para os alunos de 12º ano, o último dia de aulas do ensino secundário. Vai terminar em baile. Esperemos que em beleza! 🌝

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Portugal coloca o Planeta na linha vermelha, diz a Zero

daqui
No dia Mundial do Ambiente, ficamos a saber que os níveis de consumo dos Portugueses são muito superiores à média mundial.
Em seis meses, a forma de estar dos portugueses leva o Planeta Terra à linha vermelha. Os portugueses desperdiçam recursos naturais e se todas as pessoas no mundo usassem os recursos do planeta como eles, nesta segunda-feira acabavam, alertou o presidente da associação ambientalista Zero, no Dia Mundial do Ambiente.
"Se todos os atuais habitantes do planeta fizessem um uso dos recursos igual àquele que os portugueses estão a fazer, a 05 de junho, precisamente no Dia Mundial do Ambiente, nós esgotaríamos os recursos renováveis do planeta", alertou o presidente da Zero -- Associação Sistema Terrestre Sustentável.
O responsável adiantou que a conclusão é retirada da avaliação que a associação ambientalista fez, em conjunto com a organização Global Footprint Network, à pegada ecológica dos portugueses e que traduz o consumo de recursos por cada um dos habitantes e do país, juntamente com a capacidade do planeta em regenerar esses mesmos recursos. @ TSF

estrelas da pop unem-se em Manchester

A cantora norte-americana Ariana Grande voltou a Manchester para um concerto de homenagem às vítimas do atentado suicida de 22 de Maio, no final de um concerto da sua digressão. O concerto de beneficência começou com um minuto de silêncio em memória das vítimas do ataque naquela cidade, mas também do atentado da noite anterior em Londres. Depois do silêncio, o concerto deste domingo foi sobretudo marcado por música, lágrimas e mensagens de apoio, força e amor.

sábado, 3 de junho de 2017

2º prémio para Ana Sousa, aluna de Artes Visuais

trabalho da Ana Sousa
Ana Sousa, aluna de Desenho A do 11º ano do curso de Artes Visuais,  ganhou 2º prémio no concurso de ilustração ARRISCAR: participação num workshop na "1.ª Bienal Internacional de Ilustração Solidária Ajudaris” (BIISA). + material Viarco.
Este concurso, de nível nacional, foi promovido pela Associação AJUDARIS e contou com o patrocínio da Fábrica de Lápis Viarco, em São João da Madeira. 


fotos e texto do blogartes


o momento tão esperado chegou!


Já se conhecem os trabalhos premiados nesta Edição do Projeto+ 2017. 
Já decorreu a cerimónia que distinguiu os trabalhos pela sua excelência e qualidade. 
Já se atribuíram prémios de distinção e as menções honrosas foram muitas. 
Foi uma noite de festa para todos os envolvidos, que muito orgulha a comunidade de Águas Santas.

Foram muitos os trabalhos submetidos. O empenho que os alunos colocaram na realização dos projetos está bem patente na qualidade que estes apresentam.
A tarefa do Júri não foi fácil, mas foi concluída.
Parabéns a todos!


Podem ver o nome dos trabalhos premiados no link:

sexta-feira, 2 de junho de 2017

"Os Lusíadas" e poemas traduzem-se sempre numa descida de notas nos exames

Será? Meninos, há que prevenir.


Análise de sete anos de exames nacionais do secundário confirma que os problemas, as situações novas e o espírito crítico continuam a ser o calcanhar de Aquiles dos alunos portugueses. @ PÚBLICO

Serralves em festa

Serralves já está em movimento



O Serralves em Festa chegou à Baixa do Porto com as espirais hipnóticas de Ola Maciejewska e do seu vestido vindo dos primórdios da dança moderna. 




Seguem-se 50 horas sem parar — e o habitual banho de multidão.