Número total de visualizações de página

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

adivinha para fim de semana



Uma pergunta de grande dificuldade:

Quem sabe quem venceu a eleição para o Conselho Geral? 



Bom fim de semana!

mais uma campeã!




Telma Silva, aluna do 9°B , sagrou-se campeã mundial de Karaté, na Roménia, nas modalidades de Kata individual e coletivo, escalão de juvenis.


Somos uma escola de campeões!

Parabéns à Telma e a todos os que trabalham com ela e a preparam tão bem. A escola regozija-se com estes valores.

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

as eleições no último dia de Verão

As eleições para o Conselho Geral estão prestes a acabar, bem como está prestes a terminar o último dia de Verão

Das eleições há que relevar a curiosidade de para os diferentes setores com assento no Conselho Geral só se ter apresentado uma única lista. 
Como é lógico, independentemente disso, é necessário votar. Aquele que não vota (seja como for) não se envolve e, por isso, permite que os outros decidam por si.
Efetivamente, nem sempre os jovens entendem esse dever como um direito. Talvez porque nunca tenham vivido sem liberdade! Há que explicar a importância do ato e mostrar que o exercício da cidadania também passa por não ser indiferente e votar. Hoje, puderam votar todos os alunos com mais de 16 anos ou que faziam 16 anos até dezembro.

Não será difícil adivinhar os resultados.

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

o A3 recebe com amor




O pavilhão A3 vestiu-se de nova roupagem para receber os meninos do 2º ciclo.















Entre corações, recomendações e quadros preparados para receber trabalhos das várias turmas é bem evidente a preocupação de todos os profissionais que ergueram este cantinho de amor.

Quem não quer ter aulas neste espaço tão aprazível?

Pedro Carvalho, campeão mundial de Karaté

imagem de FB

O Pedro Carvalho, nosso aluno do 10º F, sagrou-se campeão mundial da modalidade de Karaté, na Roménia.
Muitos parabéns ao Pedro e a todos os que o preparam e com ele trabalham.
Também a escola tem muito orgulho neste prémio.

amanhã há eleições para o Conselho Geral

Chegou via e-mail, por parte da presidente do Conselho Geral e do senhor Diretor,  a seguinte missiva que a todos diz respeito. O CRESCER apenas pretende que não se esqueçam.

"A Administração do Agrupamento de Escolas de Águas Santas rege-se por princípios democráticos, entre os quais se destaca o princípio da participação, contribuindo por isso para desenvolver o espírito e a prática democrática através da participação de todos os intervenientes no processo educativo, garantida através da eleição dos seus representantes, assegurada por Pessoal Docente e Não Docente.
Desta forma, na próxima 5ª feira, dia 21 de setembro, terá lugar a eleição dos seus representantes no Conselho Geral deste Agrupamento, órgão responsável pela definição das linhas orientadoras da atividade desta Escola, existindo listas de candidatos afixadas no Átrio e Sala de Trabalho.
A participação na eleição do Conselho Geral significará que, todos os Docentes e Não Docentes, tem interesse e poderão contribuir desta forma para uma melhor Escola, conjuntamente com os representantes dos alunos, dos pais e encarregados de educação, da Câmara Municipal, bem como outros representantes da comunidade local."

terça-feira, 19 de setembro de 2017

"+ espaço" já existe!

Lembram-se desta notícia?
E do resultado deste concurso?
Gonçalo Morais, mentor do projeto "+ espaço"


Pois bem, houve concurso, houve resultado, o Orçamento Participativo para as Escolas permitiu (ajudou) e o Gonçalo Morais está de parabéns, bem como a escola. 

O Gonçalo defendeu um projeto que denominou como "+ espaço" e a sua proposta consistia em cobrir parte do espaço exterior onde se concentram alguns serviços.

À data, o CRESCER escreveu estar "convicto que esta proposta foi ao encontro de uma necessidade/vontade dos alunos da escola, (...) pois querem ter "+ espaço" coberto na sua escola".

Agora, com o apoio da Direção do Agrupamento, já temos mais zonas de sombra nos dias soalheiros e não teremos de apanhar chuva para aceder a alguns serviços fundamentais da escola nos dias mais invernosos.

Isto de "dar voz aos alunos" e concretizar as suas propostas é muito nobre. Só prova que somos uma escola de "muitas mãos."

partidos políticos na estrada

Do Minho ao Alentejo, passando pela região do Grande Porto, Oeste e Ribatejo, os líderes dos principais partidos vão passar hoje o primeiro dia da campanha oficial para as eleições autárquicas na 'estrada'.
Muita arruada, muitos almoços e muitos jantares e, também, (deseja-se!) muito conteúdo.

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

estar sentado demasiado tempo pode matar, mesmo que faça exercício

Novo estudo concluiu que comportamento sedentário aumenta risco de morte precoce, mesmo que faça exercício depois de muitas horas instalado na cadeira.
foto de Sara Matos da Global Imagens

Estar sentado por períodos de tempo excessivamente longos é um fator de risco para a morte precoce, e nem sequer importa se faz exercício. Esta é a conclusão de um estudo norte-americano, publicado na segunda-feira no Annals of Internal Medicine, e que teve como objetivo analisar a associação entre o comportamento sedentário, em episódios prolongados e ininterruptos, e a mortalidade.

A investigação, conduzida por Keith Diaz, do Departamento de Medicina da Universidade Columbia, em Nova Iorque, teve por base uma amostra de aproximadamente oito mil adultos e verificou a existência de uma relação direta entre o tempo sentado e o risco de mortalidade precoce. À medida que o tempo que cada pessoa passa sentada aumenta, sobe também o risco de morte precoce, sendo que as pessoas que ficam sentadas por menos de 30 minutos registam um risco mais reduzido. Para medir o tempo de sedentarismo, a equipa de investigadores recorreu a acelerómetros.

Analisando os dados, a equipa de cientistas descobriu que o comportamento sedentário representava, em média, cerca de 12,3 horas, na média de 16 horas em que uma pessoa está acordada. @ DN

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

uma boa questão

Qual é a sua opinião? Ensino profissional resolve insucesso no secundário? Governo e antecessores acham que sim

foto de BRUNO LISITA
Mais de um terço dos estudantes deixa o secundário antes de o terminar, revela relatório anual da OCDE. Governo aposta no ensino profissional onde Portugal se distingue por conseguir bons níveis de sucesso. @ PÚBLICO

quinta-feira, 14 de setembro de 2017

acerca da comunicação “Ciência da Vida – Genética da Adaptação e a Diversificação da Vida” do encontro “A Ciência por quem a Faz e por Quem a Ensina”

O Doutor Agostinho Antunes mostrou na sua comunicação como as mutações do ácido desoxirribonucleico (ADN) explicam a diversidade de formas de vida, cada uma adaptada a determinado meio.
Com o advento, na última década, de meios técnicos de sequenciação do ADN e de novas tecnologias de análise aliadas, mais recentemente, de suporte informático, permitiu a atribuição, muito mais fácil, de significado à informação genética presente no ADN.
Através destas técnicas também tornou possível traçar o trajeto da alteração genética dos seres vivos e relacioná-la com a sua adaptação ao meio e evolução das espécies já postulada por Charles Darwin, embora sem evidências genéticas expressivas.
Agostinho Antunes mostrou como a evolução da molécula de ADN e a obtenção de mutações em genes específicos que codificam a produção de proteínas explicam as características de cada espécie. Os genes vão sendo lentamente alterados em pequenos passos ao longo da evolução do organismo. Hoje, este caminho permite-nos compreender a diversificação de formas de vida e as alterações das suas características morfológicas.
Demonstrou-o com vários exemplos numa explosão de formas de vida, interrelacionando as características morfológicas com os genes que as originam. Foram os casos da risca longitudinal dos peixes que lhes confere a sensação ao toque, a adaptação das aves ao voo, a receção tetracromática da luz pelas aves que lhes confere uma perceção extraordinária da cor muito além da receção dicromática pelos mamíferos, sendo os humanos a exceção com a receção tricromática, os recetores olfativos que têm origem numa grande família de genes, a produção de venenos que nem sempre tem carácter predatório podendo também ser defensivo ou mesmo para atribuição de vantagens reprodutoras, a capacidade de obtenção de energia em ambientes pouco oxigenados e alguns outros exemplos.
Na sua apresentação colorida e diversificada por exemplos tornou possível a compreensão, partindo do historial de alteração dos genes, dos fundamentos da adaptação e evolução dos seres vivos.


Sérgio Viana

economia: de graúdos para miúdos

O Gonçalo Morais decidiu iniciar uma nova rubrica no CRESCER. É o olhar de um aluno "graúdo" a tentar explicar aos mais "miúdos" o que é isso da economia.



Após um ano de alguma deliberação e de bastante procrastinação finalmente tive “coragem” de iniciar a redação de artigos que falem da área da economia.
Em primeiro lugar, algo que escapa muito às pessoas é o facto de a economia ser uma ciência social, tal como a geografia, a psicologia, etc. Isto deve-se a esta estudar a “realidade social”, ou seja, a realidade em que todos nos encontramos inseridos, tudo o que se passa no meio social: o desemprego, a imigração, a religião, etc.
Contudo, devido à complexidade da realidade social, os fenómenos não podem ser analisados por uma só ciência. O seu grau de complexidade é de tal modo elevado que necessita de outras ciências. Daí os fenómenos enunciados anteriormente serem considerados fenómenos sociais totais. Logo, é impossível pensar em analisar um fenómeno, como o consumo (por exemplo), só na perspetiva da economia. É necessário olhar para ele “com outros olhos”.
Por fim, resta-me referir que este pequeno artigo esteve mais relacionado com as ciências socias do que com a economia propriamente dita, mas é necessário entender as bases das ciências sociais para podermos compreender a economia como um todo.

Gonçalo Morais

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

de volta às aulas!

O CRESCER saúda os seus leitores e deseja que todos tenham um bom ano letivo.


Parafraseando Ricardo Reis (heterónimo de Fernando Pessoa), desejamos que cada um assuma a máxima:"Põe quanto és no mínimo que fazes."
Assim, todos seremos capazes de atingir os objetivos pretendidos: sucesso educativo e escolar.

terça-feira, 12 de setembro de 2017

olha o sol que vai nascendo...



Podia ser esta a banda sonora da manhã de hoje. 
Os meninos do 5º ano foram recebidos pelos seus diretores de turma e por alguns dos seus professores e, por sua vez, os encarregados de educação puderam ouvir as boas-vindas por parte do Diretor do agrupamento.
Todos gostamos de ser bem recebidos e de entender as perspetivas que nos oferecem e o que desejam de nós. Pois assim aconteceu.






A alegria dos nossos mais pequenos era óbvia, a par de sentirem a responsabilidade de quem pisava pela primeira vez a "escola dos grandes". Esses "grandes" ajudaram a recebê-los e a escola agradece-lhes por isso.

Pois é, meninos do 5º, agora é começar com garra e determinação e logo, logo estão a receber outros "caloirinhos". Só faltam 8 anitos!

Sejam bem-vindos!

segunda-feira, 11 de setembro de 2017

11 de setembro: a Natureza; o Homem e o Encontro de Cientistas

Hoje, a Natureza, na figura do Irma, fez desabar um "inferno de chuva e de vento" na Florida. Vejam como se movimenta este furacão.

Há 16 anos, o Homem fez desabar a crença no próprio Homem. Lembremos para que não se esqueça.

Por cá pela casa, o 7º encontro de cientistas decorreu com grande entusiasmo. Faremos notícia pela voz dos especialistas na área.

sábado, 9 de setembro de 2017

a ciência por quem a faz e por quem a ensina

É já o 7º encontro e com ele a nossa escola projeta-se para o mundo, fazendo a diferença. O centro de formação maiatrofa, com sede na nossa escola, organiza este encontro que terá lugar já no dia 11 de setembro (2.ª feira), aqui mesmo, na Escola Básica e Secundária de Águas Santas. 
À semelhança do que aconteceu nos seis encontros anteriores, durante a manhã haverá palestras proferidas por cientistas portugueses sobre a ciência que por cá se faz e, à tarde, haverá visitas de campo dirigidas aos professores de diferentes áreas.
Pode encontrar o programa no seguinte endereço: www.cfaemaiatrofa.org/encontro2017 .

receção aos professores

Boa noite! Só agora conseguimos aqui chegar. Nós duas: Eduarda Ferreira e Manuela Couto, responsáveis por este jornal. 



A receção aos professores e funcionários que hoje decorreu ilustra bem o espírito que se vive nesta casa. Aqui há dedicação, festa e emoção. E trabalhar em festa, ensinar em festa, aprender em festa é singular e, por isso, extraordinário.

Sejam todos muito felizes a trabalhar!

(não há falta de acento nem falta de AO que esmoreça a delícia do bolinho)

Por fim, queremos saudar todos e deixar-vos palavras que não são nossas, mas que consideramos inspiradoras:

"A escola pode tornar-se (...) uma espécie de porto seguro quando as famílias sofrem e não sabem sê-lo. E os professores, os adultos significativos que com um gesto, uma palavra ou uma expressão, têm em si o poder mágico de evitar que alguém que cresce se zangue para sempre com as pessoas e com a vida.
Ora, claro que isto não é fácil e que existem cansaços, desalentos e frustrações, que conseguem por vezes desgastar os dias e roubar a esperança das histórias seguintes.
E é por isso que eu sei, porque sinto, que os bons professores também precisam de colo, precisam que lhes digam, muitas e muitas vezes, que podem realmente fazer a diferença e ser fonte de inspiração, conquistando assim a enorme honra de não serem esquecidos.
Eu fá-lo-ei sempre com a gratidão de quem sabe que tem o privilégio de aprender todos os dias com aqueles que têm em si o poder de mudar o mundo.
Seja este um bom ano! De escola e de vida." (daqui)




quinta-feira, 7 de setembro de 2017

olá!

Bem-vindo a 2017/2018!
Votos de grandes aprendizagens e de muito sucesso educativo e escolar.
Esta é "uma escola de mãos, de muitas mãos."

sexta-feira, 28 de julho de 2017

três coisas

A todos que por cá passaram e nos ajudaram a crescer.

Àqueles que agora aqui chegaram e que connosco crescerão.

O CRESCER deseja boas e merecidas férias a todos e despede-se para ir renovar energia e poder continuar a crescer com todos vós a partir de setembro.

quinta-feira, 27 de julho de 2017

há 50% de hipóteses de as máquinas superarem os humanos no trabalho em 2061

Apenas 10% dos especialistas acreditam que os efeitos da inteligência artificial serão negativos. Qual é a sua opinião?
REUTERS/ISSEI KATO
"Daqui a sete anos as máquinas vão traduzir melhor do que profissionais humanos, daqui a cerca de 30 poderão escrever romances e realizar cirurgias complexas, e dentro 120 anos farão qualquer tipo de trabalho na perfeição. Os números são de um inquérito global a 352 especialistas de inteligência artificial em todo o mundo, realizado pelas universidades de Oxford e Yale ao longo de 2016. As conclusões, que já tinham sido parcialmente divulgadas em Maio, foram publicadas nesta quinta-feira.
O objectivo era avaliar quanto tempo falta para se atingir a "inteligência artificial de alto nível", que é definida no relatório como "o momento em que as máquinas conseguem desempenhar qualquer tarefa, sem ajuda, de forma melhor e mais barata que os trabalhadores humanos". Em média, os investigadores inquiridos acreditam que há 50% de hipóteses de a inteligência artificial ultrapassar a inteligência humana em todas as tarefas nos próximos 45 anos e de automatizar todos os trabalhos nos próximos 120 anos."@ PÚBLICO

quarta-feira, 26 de julho de 2017

só algumas escolas mudam currículos

Com a flexibilidade curricular restringida a projeto-piloto, a maior parte dos agrupamentos ainda não vai ter de pensar numa nova forma de ensinar.

A 2.ª fase dos exames nacionais do secundário acabou na segunda-feira. É tempo de férias para todos os alunos do ensino não superior e também para muitos dos seus professores. Aproveitando este fim de temporada, o PÚBLICO recorda aqui o que de novo vai trazer o ano letivo que se iniciará em setembro. (adaptado de PÚBLICO)

terça-feira, 25 de julho de 2017

a maioria dos portugueses come mal

Muitos doces e pouca fruta e legumes. É esta a conclusão do estudo da DECO que analisou os hábitos alimentares dos portugueses. Mais de um terço aponta razões económicas para o desleixo alimentar.
O inquérito foi feito em dezembro de 2016 a 1.346 portugueses entre os 30 e os 80 anos

STEPHANIE LECOCQ/EPA

Quatro em cada 10 pessoas inquiridas pela Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor comem doces todos os dias, com o chocolate no topo da lista, e a maioria consome menos fruta e legumes do que devia.
De acordo com os dados do inquérito da Deco sobre hábitos alimentares, que será publicado da edição de agosto da revista Teste Saúde, 77% dos inquiridos não têm hábitos saudáveis e mais de um terço (36%) aponta as dificuldades económicas como principal motivo. O inquérito revela ainda que as leguminosas também não entram no prato tantas vezes como seria desejável, tal como os laticínios e o peixe.
Feito em dezembro de 2016, a 1.346 portugueses entre os 30 e os 80 anos, o inquérito revela igualmente que um terço (33%) não tem hábitos alimentares saudáveis porque simplesmente não consegue resistir a comida menos saudável e 30% é por falta de tempo. Segundo a Deco, pouco mais de um quinto preenche os requisitos mínimos no que se refere à adoção de hábitos alimentares saudáveis. Porém, quatro em cada 10 pensam que estão a seguir todos os preceitos.
Ainda assim, a maioria (77%) garante ter alterado um comportamento alimentar ou mais nos últimos dois anos, sobretudo para prevenir problemas de saúde. Metade passou a beber menos refrigerantes, quase metade (48%) menos doces e mais de um terço (38%) menos alimentos pré-embalados. O inquérito revela ainda que 8% alteraram os hábitos alimentares devido à diminuição dos rendimentos da família. Neste caso, baixou o consumo de peixe, carne, fruta, vegetais e produtos biológicos e integrais.
Quatro em cada 10 inquiridos julgam ter comportamentos muito saudáveis, mas, pelo índice da Deco, tal não corresponde à verdade. Carla Ferreira, psicóloga clínica ouvida pela Deco para esta edição, considera que esta diferença de perceção pode estar relacionada com a informação errada que circula, nomeadamente, na internet.
Os dados revelam ainda que três em cada 10 inquiridos tomam suplementos alimentares, sobretudo cálcio, potássio e magnésio, vitaminas C e D e complexos vitamínicos, mas grande parte não apresenta qualquer doença relacionada com a alimentação.
A Deco recorda que a toma de suplementos alimentares só está recomendada quando as necessidades alimentares não são supridas pela dieta e que o consumo deste tipo de produtos em excesso pode mesmo ser prejudicial para o organismo. @ Observador

segunda-feira, 24 de julho de 2017

há escolas interessadas em calendário anual igual ao das universidades

Há 166 escolas interessadas.
Acabar com os três períodos de avaliação e seguir o modelo universitário de dois semestres, de forma a facilitar a organização escolar e melhorar o rendimento dos estudantes. Esta é a ambição de muitos diretores de escolas do Ensino Básico e Secundário já para o próximo ano letivo, avança o “Correio da Manhã” esta segunda-feira.
Há, pelo menos, 166 escolas ao nível nacional interessadas nesta medida. “Vamos pedir ao Ministério da Educação que no âmbito da nossa autonomia possamos avaliar os alunos semestralmente e acho que poderemos colher frutos desta nova divisão do ano escolar”, disse ao Filinto Lima, presidente da Associação Nacional de Diretores de Agrupamentos e Escolas Públicas (Andaep), ao matutino.
Desta forma, o calendário escolar anual será o equivalente ao que se pratica no regime universitário: o primeiro semestre decorrerá entre setembro e fevereiro, o segundo entre fevereiro e junho. Para os responsáveis escolares, esta nova divisão resolve o problema do desiquílibrio temporal entre os três períodos.
“No último ano letivo, por exemplo, tivemos um primeiro e segundo períodos longos e um terceiro muito curto. Um aluno com positiva nos dois primeiros períodos, no último vai para a escola brincar porque sabe que dificilmente reprova”, explicou Filinto Lima.
O presidente da Andaep, que também é o responsável pelo agrupamento Dr. Costa Matos, em Vila Nova de Gaia, vai tentar implementar esta medida em primeira mão. “Já foi aprovada em conselho pedagógico e vamos apresentar ao ME um pedido para ser aplicada em toda a escola, mas se não for possível queremos aplicar, pelo menos, nas turmas que vão participar no projeto-piloto da flexibilização curricular”, disse ao “CM”.
Até ao momento, mais de 160 escolas/agrupamentos candidataram-se ao projeto-piloto da flexibilização curricular, que arranca já no próximo ano letivo. “Na última reunião sobre este tema, em Aveiro, estavam inscritas 166 escolas”, revelou. @ Expresso

sexta-feira, 21 de julho de 2017

já tardam as férias!

Já tardam as férias! Para as escolas ainda há muito a fazer. Exames para corrigir, turmas para fazer, preparar o próximo ano letivo e, só depois, as férias. Para abreviar esse tempo o CRESCER sugere uma vista de olhos às sugestões da "Evasões" para ir pondo em prática no fim de semana.
Piscina das Marés
Muitos já rumaram a sul para o merecido descanso, mas quem fica pela cidade não tem que entrar em modo de depressão. Há muitos e bons planos para fazer pela cidade e que trazem um pouco do ambiente de férias ao dia a dia urbano. Por exemplo, o Piquenique Dançante da Casa das Artes, que convida a uma tarde de música, comida e bebida, sem sair do sítio.
Cinema ao ar livre, os melhores cocktails de verão e um mergulho para refrescar, são algumas das sugestões para aproveitar já este fim de semana. Conheça-as percorrendo a fotogaleria. @ Evasões

quinta-feira, 20 de julho de 2017

dia do amigo

Dizem que, por cá - em Portugal, hoje é o dia do amigoEntão, o CRESCER partilha este pensamento de Miguel Unamuno:
Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos.

Pensem nisso e tenham um bom dia.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

há 50.838 vagas no ensino superior em concurso a partir de hoje


"As universidades e politécnicos criaram quase 300 novas vagas em cursos das áreas de Informática e Física para o próximo ano lectivo, respondendo positivamente às indicações dadas pelo Governo de que fossem privilegiadas estas formações na altura de definir a oferta do sector. Ao todo, há 50.838 lugares para novos alunos no ensino superior, mais 150 do que no ano passado, o que significa um crescimento pelo segundo ano consecutivo." @ PÚBLICO

começou a 2ª fase


A 2.ª fase dos exames nacionais do ensino secundário arrancou esta quarta-feira com a realização de oito provas do 11.º ano de escolaridade, entre elas a de Física e Química A, que foi a segunda disciplina mais mal classificada na primeira leva dos exames realizada em junho.
Esta fase estende-se até dia 24 de julho. Até lá, ainda há muito trabalho em mãos.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

há marés e marés...

Há marés e marés. E, depois, há o "Marés Vivas".

Já sentimos saudades do Cabedelo. É pequeno para tão grandes nomes, é certo, mas é um teatro natural que não é fácil de reproduzir noutros locais, e Sting mostrou-o.
Marés Vivas regressa no terceiro fim de semana de julho de 2018, num outro local.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

exames nacionais: médias nos exames do 9º ano também sobem


"Depois dos alunos do secundário, esta sexta-feira foi a vez dos jovens do 9º ano saberem como se saíram nas provas nacionais. E tanto a Português como a Matemática as médias também subiram. No caso da primeira disciplina, que normalmente não traz grandes dificuldades aos alunos deste nível de ensino, a média praticamente manteve-se: passou de 57% para 58%. Já a Matemática, a classificação subiu seis pontos percentuais e voltou a colocar-se na positiva: 53%.
No entanto, como as provas finais no ensino básico normalmente não fazem alterar as classificações internas que os alunos recebem dos seus professores - quem parte para o exame com nota 2 precisa de um 4 na prova para saltar para a positiva e aos longos dos anos quase ninguém o tem conseguido - a melhoria não impediu que a taxa de chumbos à disciplina descesse de forma significativa. E quase um em cada três alunos teve negativa a Matemática no final do 9º ano.
A taxa de reprovação tinha sido de 34% em 2016 e foi agora de 32%.
Já a Português, a taxa de retenção continua baixa e até caiu um ponto percentual, fixando-se agora nos 7%.
Ao todo, realizaram-se este ano letivo mais de 185 mil exames de português e matemática." @ Expresso

quinta-feira, 13 de julho de 2017

exames nacionais: médias melhoram a Português e Matemática

Já foram conhecidos os resultados dos exames nacionais de 12º ano.
Foto: Maria João Gala/Global Imagens
Na primeira fase dos Exames Nacionais foram realizadas mais de 332 mil provas. A subida é ligeira, mas ainda assim há melhores notas em Português e Matemática.
No ano passado as provas de Português registaram uma média de 10,8 e este ano subiram para 11,1. Já a Matemática A, a subida é de 0,3 décima para 11,5.
A subida maior registou-se na disciplina de Economia. No ano passado a média foi de 11 valores e este ano está em 12,1.
Os resultados divulgados pelo Ministério da Educação revelam ainda uma descida na disciplina de Matemática Aplicada às Ciências Sociais de 11,4 para 10,1 valores (13 décimas).
A disciplina com pior resultado volta a ser Física e Química, que baixou de 11,1 para 9,9.
Consulte aqui a média dos resultados dos Exames Nacionais na primeira fase, por disciplina. @ TSF

quarta-feira, 12 de julho de 2017

descoberta nova partícula subatómica no CERN

No túnel onde fica o acelerador de partículas LHC, na fronteira franco-suíça DENIS BALIBOUSE/REUTERS
Está posta em causa a existência do sistema solar?
"Trata-se de um barião, uma partícula subatómica composta por outras mais pequenas, os quarks. Os protões e os neutrões são exemplos de bariões.
A nova partícula descoberta, que se supõe ter um papel na maneira como a matéria é composta, tem dois quarks pesados e um mais leve. Normalmente, os bariões costumam ter apenas um quark pesado.Os dois quark pesados que compõem a nova partícula estão permanentemente envolvidos numa espécie de dança, como se fossem dois sóis no centro de um sistema solar, em roda dos quais orbita o quark mais leve.“Há muito tempo que se procurava”, admitiu Guy Wilkinson, considerando que a descoberta do Laboratório Europeu de Física de Partículas Nuclear (ou CERN) abre a porta ao estudo de uma nova variedade de bariões."@ PÚBLICO

icebergue gigante desprendeu-se na Antártida

 LUSA/JOHN SONNTAG / NASA HANDOUT
Muito preocupante!
"São quase seis mil quilómetros quadrados de gelo que estão à deriva, depois de se terem desprendido da plataforma Larsen C, na Antárctida Ocidental. O desprendimento de uma área gelada superior à do território de países como o Brunei, Cabo Verde ou o Luxemburgo foi confirmado nesta quarta-feira por cientistas, através de imagens recolhidas por satélite.
Um fenómeno já registado no passado mostra que estas alterações, com a entrada em oceano de blocos de gelo com um tamanho tão significativo, podem subir o nível do mar." (leia toda a notícia @ PÚBLICO)

sexta-feira, 7 de julho de 2017

descoberta mutação genética que causa doença neurodegenerativa hereditária

Uma equipa de investigadores portugueses do i3S (Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, no Porto) identificou a alteração genética que causa uma doença neurodegenerativa incurável que, para já, só foi diagnosticada em famílias portuguesas das regiões do Sul do país. Num artigo publicado esta quinta-feira na revista científica American Journal of Human Genetics, os cientistas explicam onde encontraram o “erro” que desencadeia a doença. Está no cromossoma 1, num gene chamado DAB1. Agora, “só” falta encontrar uma forma de o corrigir. @ Público

quinta-feira, 6 de julho de 2017

escolas vão ter cinco horas por semana para inovar métodos de ensino

Despacho da flexibilidade curricular já foi publicado.  
foto de Nuno Ferreira dos Santos
"A partir do próximo ano lectivo, as escolas que aderirem ao novo projecto de flexibilidade curricular vão ter a possibilidade de gerir até mais de cinco horas da carga horária semanal atribuída aos alunos do 2.º e 3.º ciclo, o que pode passar — entre outros —, pela criação de novas disciplinas que terão de coexistir com as já existentes, segundo determina o despacho sobre este novo programa que foi publicado nesta quarta-feira em Diário da República.
O Ministério da Educação ainda não divulgou quantas escolas aderiram ao projecto, uma vez ue este número “ainda não está fechado”, segundo disse o secretário de Estado da Educação, João Costa. Mas ao que o PÚBLICO apurou já serão mais de 160 as inscritas." @ Público

quarta-feira, 5 de julho de 2017

alunos do 1.º ciclo vão ter mais meia hora de recreio por dia

LUÍS FORRA/LUSA
Os alunos do 1.º ciclo vão beneficiar de mais meia hora de intervalo entre as aulas durante o período da manhã já a partir de Setembro, avança o Jornal de Notícias. Como o intervalo da manhã vai passar a integrar o tempo letivo do professor, isso implica redesenhar os horários escolares.
Com esta alteração, os alunos no 1.º ciclo passam a dispor de menos tempo de permanência na sala de aula e a mais tempo de recreio. A medida está prevista para entrar em vigor já no próximo ano letivo. @ Observador

terça-feira, 4 de julho de 2017

"Tempo depois do Tempo"

Num tempo que poderá permitir alguma visita ao meio a que a escola pertence, o CRESCER lembra que inaugurou já em junho e estará patente até 28 de agosto no Fórum da Maia, a exposição de fotografia da autoria de Alfredo Cunha, "Tempo Depois do Tempo".
"Páscoa fluvial" de Alfredo Cunha

Com “Tempo Depois do Tempo”, Alfredo Cunha apresenta uma exposição antológica concebida para o Fórum da Maia, que reunirá 333 imagens, que inscrevem a nível cultural, político e social o país no período pós 25 de Abril.
Alfredo Cunha é uma das maiores referências do fotojornalismo português. Nasceu em 1953, em Celorico da Beira, e começou a trabalhar como fotógrafo comercial e publicista nos inícios dos anos 70.
ABERTA AO PÚBLICO: de terça a domingo das 09h00 às 22h00

segunda-feira, 3 de julho de 2017

o melhor é mesmo...

... rir.
Chegou, por amabilidade, via e-mail. O CRESCER, que procurava notícia de destaque para hoje, optou por partilhar. Efetivamente, rir é o melhor remédio.
Este é o nosso destaque de hoje.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

dia mundial das redes sociais


Neste dia mundial das redes sociais, e acreditando que já quase ninguém resiste a elas (para o bem ou para o mal), o CRESCER gostaria de citar umas palavras de Goethe, que o nosso blogue Musikes não esquece de nos lembrar:

"Todos os dias devíamos ouvir um pouco de música, ler uma boa poesia, ver um quadro bonito e, se possível, dizer algumas palavras sensatas.” 

Não esqueçam que as redes sociais, por defeito, são abertas. Por isso, antes de publicar o que quer que seja defina a sua privacidade. Depois, bem, depois, seja sensato.

Fiquem bem. Tenham um bom fim de semana.