Número total de visualizações de página

sábado, 23 de maio de 2015

lute contra a obesidade, seja saudável

O Dia Nacional de Luta Contra a Obesidade é celebrado no penúltimo sábado do mês de maio e visa sensibilizar a população para o problema da obesidade e das doenças associadas, assim como das implicações desta na saúde humana.
A data pretende ainda promover a prática de exercício físico, de forma a prevenir o aumento da obesidade, em especial a infantil e juvenil, e incentivar a adoção de hábitos alimentares saudáveis.
Considerada pela Organização Mundial de Saúde, como a "epidemia do século XXI", a obesidade é uma doença crónica de armazenamento excessivo de gordura corporal. Encarada como um dos maiores problemas de saúde pública mundiais, a obesidade é considerada como a segunda causa de morte passível de prevenção, logo a seguir ao tabagismo.
Elimine da sua rotina o consumo de refrigerantes, molhos, excessivo número de proteínas e... mexa-se. Seja saudável!

sexta-feira, 22 de maio de 2015

mostra fotográfica e trailer do DVD da Gala dos 40 anos da escola

Foram inesquecíveis todos os momentos que se viveram na preparação da Gala dos 40 anos e que resultaram num espetáculo feito de partilhas, de “mãos” e de emoção. 
No dia 21 de maio, pelas 21h, para todos aqueles que participaram e contribuíram diretamente na Gala dos 40 anos, foi feita uma ante-estreia do trailer do Vídeo e a mostra fotográfica. Foi um momento para saborear instantes “feitos” por muitos, com muitos e para todos.
Agora já toda a comunidade educativa pode encomendar o DVD e/ou pen Drive (contêm o vídeo de todo o espetáculo, 700 fotografias e um vídeo com a designação de “Rapidinh@”) e/ou um álbum fotográfico digital de capa dura (na Direção está uma réplica do álbum para quem quiser consultar).
Para isso, basta dirigirem-se à D. Ana Martins, na receção da escola,  que registará os pedidos/as encomendas. Para mais informações podem contactar a professora Margarida Pereira, a professora Carmen Madureira, a professora Amélia Lopes e a professora Cláudia Brito.

II. que nunca nos faltem os artistas!

A festa da cor continua... Com papel amarrotado, capas de CD/DVD, bd de poemas e artistas por artistas.
papel amarrotado

capas de CD/DVD

poema ilustrado

artistas by artistas

dia 22 de maio: dia do autor português

Neste dia, todos os autores portugueses nas diferentes áreas artísticas estão de parabéns. Na sociedade materialista atual, o autor não costuma receber o crédito que merece. Foi com o propósito de homenagear o autor português e destacar a sua importância no desenvolvimento da cultura e do bem-estar da comunidade que se criou esta data em 1982. Este dia assinala igualmente o aniversário da Sociedade Portuguesa de Autores. 
Para celebrar a efeméride realizam-se várias atividades no país, com destaque para o encontro com os autores portugueses e as iniciativas de promoção e incentivo à leitura realizadas nas bibliotecas escolares.

quinta-feira, 21 de maio de 2015

I. que nunca nos faltem os artistas!

Muito obrigado, turmas de 11º e de 12º das Artes e professora Ana César, por nos colorirem a escola com tanto brilhantismo. Parabéns!





o acesso (ao CRESCER já não está) bloqueado

Já estamos "aqui" de novo.
A escola, através dos seus órgãos de Direção e equipa PTE, fez o que foi necessário para que o desbloqueio ao CRESCER acontecesse. A razão por que estivemos bloqueados, só o dgeec.mec saberá responder.
Resta uma curiosidade: nunca se falou tanto do jornal como nestes dois dias. :) 
E a propósito:

quarta-feira, 20 de maio de 2015

“Nós orientamos, tu decides!”

Amanhã, dia 21 de maio, o Serviço de Psicologia e Orientação da AESAS organiza mais uma mostra de educação e formação denominada de “Nós orientamos, tu decides!”


Neste evento participarão todas as entidades de ensino superior do Grande Porto (públicas e privadas), o Politécnico de Viana do Castelo, o Exército e a Força Aérea Portuguesa. Paralelamente, a Força Aérea Portuguesa e o Instituto Superior de Engenharia do Porto dinamizarão palestras informativas sobre as suas ofertas.
Esta mostra destina-se aos alunos do Ensino Secundário, em particular aos do 12º ano, mas todos poderão participar. 

"acesso bloqueado" ao CRESCER

Hoje, através da internet da escola, o acesso ao CRESCER é impossível.
Clicando em jornal CRESCER a mensagem que aparece é a que poderão ver na imagem.


Cientes da V/ compreensão e surpresa, e aguardando que se resolva e se explique o assunto, o CRESCER continuará a publicar e poderão acompanhá-lo através de qualquer internet que não a do nosso (con)domínio.
(Se não fosse estranho era, no mínimo, cómico!)
Deve o CRESCER adiantar que  a escola, de acordo com a sua Direção, já tomou as devidas diligências junto da plataforma de apoio às TIC no sentido de apurar esta situação.

terça-feira, 19 de maio de 2015

buh!

as Artes na entrada da escola
(Promete!!!)

o "ópio do povo"?



O que têm estas imagens em comum? Nada. 


Domingo passado podia ter sido um dia de festa para muitos portugueses. Mas não foi. A festa foi ensombrada por maus comportamentos. E de muita gente.





Quando se confunde festa com desordem; manutenção da ordem com abuso de poder; alegria com vandalismo; responsabilização com permissividade... o futebol deixa de ser o desporto rei e passa a ser o "ópio do povo".

Algo vai mal, muito mal, neste reino! É caso para pensar e tentar interpretar o que se passa neste país.

lembrar para não esquecer


A 19 de Maio de 1954, há 61 anos, na sequência de uma greve de assalariados rurais alentejanos por melhores remunerações, a ceifeira portuguesa Catarina Eufémia foi assassinada, a tiro, pelo tenente Carrajola, da Guarda Nacional Republicana. O mais novo dos seus três filhos, com oito meses, estava ao seu colo quando foi baleada.

Este triste acontecimento transformou Catarina Eufémia num ícone da resistência dos trabalhadores alentejanos contra o regime ditatorial imposto por Salazar, que não permitia qualquer tipo de manifestação por melhores condições de vida.

segunda-feira, 18 de maio de 2015

hoje é dia internacional dos museus


Dia Internacional dos Museus, criado pelo ICOM – Conselho Internacional de Museus, celebra-se anualmente a 18 de maio, através da organização de diversas atividades, sob o tema Museus para uma sociedade sustentável.
No dia 18 de maio os Museus e Palácios da DGPC têm entrada livre.

começa a época de exames/férias!

Mais de 200 mil alunos realizam, a partir de hoje, os exames de Português e Matemática do 4º e 6º ano, que contam 30% da nota final do aluno. Muitos outros alunos ficam em casa, pois os meninos do 3º ciclo, que deveriam ter aulas no turno da manhã, ficam sem salas para o efeito e os seus professores serão vigilantes das provas dos outros.
Baralhado? Não é para menos.


sábado, 16 de maio de 2015

o que é o projeto "Sing the World"?

 
           O Agrupamento de Escolas de Águas Santas aderiu ao projeto “Sing  the World”, o qual pretende divulgar a riqueza do património musical existente em todo o mundo.
     Assim, as professoras de Educação Musical convidaram os alunos, pais, professores e funcionários da nossa instituição educativa a participar nos ensaios, gravações e edição de um DVD com duas canções tradicionais: uma da Escócia “Tae the Weave 's Gin Ye Go” e outra do Quénia “Nyandolo”.
     Os ensaios têm vindo a decorrer e a gravação realizar-se-á no dia 26 de maio na Escola Sede. Posteriormente, os conteúdos gravados na escola serão editados em estúdio para dar origem ao DVD-Master contendo os videoclipes das canções, o hino da escola para além de documentários e entrevistas realizadas a alunos e professores no âmbito deste projeto.
      São 850 os participantes, englobando todos os alunos do 2º ciclo, do Clube de Música, do 3º E da EB1 do Corim (47 alunos), 240 alunos da EB1 da Gandra e ainda 2 grupos de adultos (professores, funcionários e dois elementos da Associação de Pais da Escola Sede). 

literacia de alunos do básico vai começar a ser avaliada antes dos testes PISA

Projeto da Porto Editora para ser aplicado nas escolas arranca no próximo ano lectivo.

"A partir do próximo ano lectivo, os alunos do ensino básico poderão avaliar, nas escolas, se conseguem aplicar o que ali estão a aprender a situações da vida real.

O novo projecto baptizado como Literacia 3D será apresentado nesta sexta-feira pela Porto Editora, responsável pela iniciativa, que tem na sua matriz as provas internacionais aplicadas pela Organização da Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) aos jovens de 15 anos no âmbito doProgramme for International Student Assessmen (PISA).
À semelhança destes testes internacionais, o projecto da Porto Editora visa avaliar a literacia em leitura, matemática e ciências. Na apresentação da iniciativa não se menciona, contudo, o PISA. “Não precisamos de evocar o PISA para perceber que a literacia nestas três áreas é fundamental “, justifica o director de comunicação daquele grupo editorial, Paulo Gonçalves, em declarações ao PÚBLICO.

O projecto foi testado este ano lectivo em cinco escolas, numa experiência piloto a que deram o nome Simulação para Provas Internacionais e que envolveu 1600 alunos. Paulo Gonçalves diz que “o retorno das escolas, tanto da parte dos alunos, como dos professores, foi totalmente positivo” e que por isso esperam que a adesão ao projecto a sério venha a ser “muito grande”.

Entre as razões para a boa adesão dos alunos, Paulo Gonçalves destaca o facto de esta avaliação ser feita exclusivamente através de uma consola virtual e também porque o seu objectivo não é o de testar conhecimentos curriculares, como nos testes habituais, mas sim os modos como estes têm “aplicabilidade na vida real”. Também o facto de o projecto se desenvolver sob a forma de um campeonato nacional ajudou à sua popularidade, acrescentou.

A iniciativa será desenvolvida com base em provas interactivas que estarão ao dispor das escolas por via da plataforma online Escola Virtual, uma aplicação que a Porto Editora lançou há 10 anos com aulas e exercícios virtuais das diversas disciplinas do ensino básico e secundário. Para se aceder a estes exercícios é preciso pagar uma inscrição. Já o novo projecto da Porto Editora “não terá quaisquer custos para os alunos ou escolas”, garante Paulo Gonçalves.

É uma iniciativa com três fases: durante o 1.º período as escolas seleccionarão os alunos com melhores resultados nos testes de literacia. No 2.º período serão apurados os estudantes com melhores resultados por distrito e no 3.º período realizar-se-á uma final nacional. Este modelo também foi testado na experiência piloto: na final, que se realiza também nesta sexta-feira, estarão 17 alunos do 5.º, 7,º e 8.º ano de escolaridade.

Estes são os anos alvo do projecto, uma opção que a Porto Editora justifica pelo facto de querer “evitar qualquer transtorno na preparação” das provas nacionais que os alunos do 6.º e 9.º ano realizam obrigatoriamente no final do ano. Os alunos avaliados serão assim à partida mais novos do que aqueles testados no PISA.

A última edição do PISA, que se realiza de três em três anos, decorreu entre 8 de Abril e 8 de Maio passado. A amostra portuguesa foi constituída por cerca de 10 mil alunos de 248 escolas e agrupamentos. Os testes PISA consistem numa mistura de questões de escolha múltipla com outras que implicam respostas desenvolvidas. No projecto Literacia 3 D terão apenas questões de escolha múltipla." @ PÚBLICO

a luta contra a discriminação ou a "história do dedo e do dedal"

História do Dedo e do Dedal

Era uma vez um dedo que andava sempre com frio. A sua dona, a senhora dona Filipa, para tentar resolver o problema, ofereceu-lhe um dedal. O dedal e o dedo andavam sempre juntos, nunca se separavam. Falavam de tudo e mais alguma coisa. Certo dia, estavam a passear e foram contra as silvas. O dedo não se magoou mas o dedal por sua vez, ficou todo arranhado.
- Estás bem? -  perguntou o dedo.
- Sim, apenas um bocadinho arranhado. Nada de mais.
- Desculpa! Não vi que tinha ali espinhos! - disse o dedo, muito inquieto.
- Não faz mal, está tudo bem.
- Sinto-me mesmo mal! Desculpa, outra vez.
- Esquece isso. Sabes o que é que me apetecia neste momento? Apetecia-me mesmo uma pêra, daquelas muito docinhas que nos levam ao céu.
- Exatamente! E um chá a acompanhar. O que me dizes? Aceitas ir lanchar comigo? É a minha maneira de te pedir desculpa.
- Oh, dedo, tu queres mesmo sair comigo? Como um encontro? - perguntou o dedal.
De imediato o dedo respondeu:
- Sim! Aceitas?
- Mas nós somos dois homens! O mundo vai julgar-nos. Eu não estou preparado para isso.
- Eu acredito que o nosso amor é mais forte do que tudo, dedo. Eu amo-te!
Por breves momentos o dedo corou, e ficou sem saber o que dizer:
- Eu também te amo...
E assim, os dois viveram felizes, na paz do amor, lutando contra a discriminação. 

Cristina Oliveira, 8º B

sexta-feira, 15 de maio de 2015

faltarão professores

Sabe-se que "um em cada três professores está à beira de um esgotamento e 37% com problemas de voz". São mais sinais do plano inclinado da profissão de professor a que se acrescenta o clima de indisciplina que transparece como vigente para a opinião pública.

Há menos de um ano, N. Crato disse, como "conclusão prática", que a existência de 26.500 candidatos para 2.000 lugares no último concurso de vinculação para professores contratados tranquilizava o MEC, e que, por isso, não haveria falta de professores nos tempos mais próximos. Subentendeu-se que o MEC pode continuar a tratar para além da troika os que estão em funções ou os que aspiram a isso. Sublinhou o argumento nas últimas entrevistas (há muito que não fala, realmente) a propósito do número elevado de professores em "fuga" através das rescisões.

Alguns dos que acreditaram em N. Crato tomaram como verdadeiro o seu discurso em nome da elevação do "professor". Imagino, e nota-se bem, a desilusão. A única medida de "elevação" que se conhece do ministro é, na sua tortuosa lógica, a prova de ingresso para os professores contratados. No resto, e mesmo nas questões muito remotamente financeiras, N. Crato nivela por baixo, com desconhecimento e recheado de preconceitos contra a escola pública.

Voltando aos 26.500 candidatos, e sem querer maçar os leitores com detalhes, é bom que se saiba que há grupos de recrutamento, como se diz agora, que a breve prazo não terão candidatos desempregados e muito menos alunos no ensino superior ou nos cursos do ensino secundário que indiquem essa preferência. @ CORRENTES

quinta-feira, 14 de maio de 2015

"corolices" desta santa casa

metade da plateia (os ilustres participantes revelar-se-ão mais adiante)

Se há coisa que me espanta e que me comove é ver que, nesta nossa escola, há gente (muita e boa gente) que, no final de uma longa e desgastante jornada de trabalho, ainda tem a disponibilidade física e mental para (neste caso) ensaiar para vir a cantar e gravar um CD que participará no projeto "Sing the world!".


É, de facto, muito enternecedor e revela muita e muita carolice. Ou será "corolice"? :) Bem hajam!

mc

EQUAmat 2015


O que fazemos na nossa escola fazemos bem, pois o caminho faz-se caminhando. 

Ontem, caminharam duas alunas nossas para a competição de matemática (EQUAmat) para o 3º ciclo, que decorreu na Universidade de Aveiro. 

Parabéns para elas, que são a Filipa Silva Melo e Ana Margarida Coelho, ambas do 7º B e alunas da Dr.ª Luísa​.

 Jorge Seabra, coordenador do projeto

quarta-feira, 13 de maio de 2015

mais um ano no Boccia




O nosso aluno/atleta Tiago Tavares, do 10ºI / 12ºJ, acompanhado pelo Professor Vasco Ferreira e pelo Auxiliar Tiago Figueiredo, durante os próximos quatro dias (14, 15 ,16 e 17 de maio) estará em Lisboa a representar a nossa escola.


Força, Tiago! A escola está contigo! 


da blogosfera: o examinador implacável

leia o texto completo no Correntes

terça-feira, 12 de maio de 2015

cinema em tempos de crise

ARTUR MACHADO / GLOBAL IMAGENs
Esta é a primeira edição da Festa do Cinema, uma iniciativa organizada pelos exibidores e distribuidores portugueses, para "celebrar o ato cultural e social de ir ao cinema", num panorama de quebras consecutivas de espetadores e receitas de bilheteira.
Até quarta-feira, os bilhetes vão custar 2,5 euros para qualquer sessão (com exceção dos filmes com óculos 3D), em qualquer das 500 salas de cinema em atividade, universo que abrange todas as capitais de distrito.
"A expectativa é grande", admitiu Nuno Sousa, que representa os exibidores na organização da Festa do Cinema. Só o facto de exibidores e distribuidores se terem juntado para esta iniciativa "já é uma vitória", disse.
"Quando estamos a falar em 500 salas, são todas. Vai dos grandes grupos de exibição até às salas mais pequenas, aos cineclubes", referiu.
A Festa do Cinema replica uma iniciativa semelhante que existe em França e, em particular, em Espanha, cuja edição acontece precisamente nas mesmas datas. @ JN

segunda-feira, 11 de maio de 2015

hoje é mais difícil chegar à escola

JOÃO MANUEL RIBEIRO/GLOBAL IMAGENS/ARQUIVO

A greve dos trabalhadores da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) está a registar adesão total, disse um dirigente do Sindicato dos Motoristas do Norte, sublinhando que nem os serviços mínimos estão a ser cumpridos.

"Não há autocarros a circular, a adesão é de 100%. Os motoristas estão concentrados nas duas estações de recolha de autocarros, Francos e Via Norte", disse o dirigente do Sindicato dos Motoristas do Norte, Jorge Costa, à agência Lusa.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Parabéns, professora doutora Helena Borges!

o  júri que apreciou a tese de doutoramento

A professora de Português Helena Borges defendeu ontem a sua tese de Doutoramento em Didática do Português, na Universidade de Aveiro.  
A dissertação apresentada, "A poesia: entre o pensar e o sentir", explorou a relação entre a racionalidade tecnológica e a racionalidade poética.

Helena Borges







O Crescer orgulha-se pelo reconhecimento público de mais um professor deste agrupamento.
Parabéns, professora doutora Helena Borges!

o "Turismo" foi ao Porto

No passado dia 5 de Maio de 2015, os alunos do 10.º K realizaram uma visita técnica ao Hotel Vila Galé, hotel emblemático de 4* da cidade do Porto. De seguida visitaram a sede da Agência de Viagens Abreu, considerada a maior rede de lojas de viagens a nível nacional.

As visitas, integradas na temática do programa de TCAT e OTET, tiveram como objetivo principal relacionar os conteúdos lecionados nas aulas com o mundo das empresa turísticas. Em simultâneo, os alunos tiveram, também oportunidade de visitar o Museu e o Estádio do Futebol Clube do Porto.

Durante as diversas visitas, os alunos mostraram-se muito interessados e participativos revelando uma postura exemplar.

Acompanharam a visita de estudo a professora de TIC, Patrícia Filipe, e a professora de TACT e OTET, Ginette Carvalho.

as IV jornadas de Turismo

Assim decorreram as IV Jornadas do Turismo... 

Na exposição "escolhe o teu destino", convidamos a comunidade escolar a votar no seu destino de eleição. Os resultados serão comunicados em breve.
No dia 27/04, o 12º H participou num Seminário, o "Futurismo", a convite dos alunos do 1º ano da Licenciatura em Turismo do Ispgaya.
No dia 28/04, os alunos do 10º K animaram os corredores da nossa escola com sessões fotográficas divertidas.
Finalizamos as Jornadas com a nossa Palestra. Este ano o tema foi: "Jovens com futuro – Escolhe o teu futuro profissional". 
Até para o ano!

quarta-feira, 6 de maio de 2015

pet ou PET?


- Ó professora, o que quer dizer "pet"?


- "Pet" quer dizer animal doméstico. 

- Como?

- Sim, animal que se domestica, como o cão ou o gato.

- Então, é isso que vamos fazer hoje à tarde?

- ?!?!?!

Ups! Afinal, o jovem referia-se ao PET, isto é, Preliminary English Test for Schools (PET), “obrigatório para os 107 mil estudantes do 9.º ano". 
O Instituto de Avaliação Educativa (Iave), confirmou, em resposta ao PÚBLICO, que, se os estudantes não fizerem o Preliminary English Test for Schools (PET), “obrigatório para os 107 mil estudantes do 9.º ano", a consequência será “a não produção de um resultado”. Esclareceu, além disso, que não agendará novo teste se parte dos alunos não o fizer na data prevista.
Estas circunstâncias, acreditam, podem ser favoráveis a uma maior adesão à paralisação por parte dos professores que na quarta-feira são chamados a vigiar as componentes da prova designadas por “listening” (que consta da resposta a questões relativas a um texto gravado num ficheiro áudio) e “writing” (a parte escrita). Os diretores também se mostram tranquilos: nem todos convocaram professores a mais. Admitem que, de um modo geral, os testes concebidos pela Cambridge são “mal-amados” desde o primeiro momento.

Dada a confusão gerada, o trabalho extraordinário, a desconsideração pelos professores corretores e a óbvia inconsequência deste PET, o CRESCER acredita que seria bem mais saudável brincar com um qualquer "pet" do que dar resposta ao PET.

Alimentação Habitual vs Alimentação Natural

No dia 13 de maio de 2015, às 18h45 no Auditório da ESÁS, vai realizar-se um Workshop sobre Alimentação Habitual versus Alimentação Natural. Venha conhecer os benefícios de uma alimentação macrobiótica. Faça a sua inscrição clicando no link.. Se tiver problemas a visualizar ou enviar este formulário, pode preenchê-lo no Formulários do Google.
O dinamizador é Nuno Félix Teixeira*, professor de Macrobiótica do Instituto Macrobiótico de Portugal e Catalunha e técnico de Radiologia do Instituto de Oncologia do Porto
Público-alvo: professores e funcionários não docentes do AEAS

terça-feira, 5 de maio de 2015

5000 ofertas de emprego na área das Tecnologias de Informação

Será? Vale a pena investigar.
@ PÚBLICO
O diretor-geral da Microsoft Portugal João Couto disse esta segunda-feira que existem em Portugal 5000 ofertas de emprego por preencher na área das Tecnologias de Informação, um setor "onde não existe desemprego", sublinhou o responsável.
A Microsoft assinou esta segunda-feira um protocolo com o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), que dá continuidade às 30 Academias IT disponíveis nos centros de emprego, permitindo aos desempregados usar gratuitamente o software da empresa norte-americana durante o período de formação.
A Microsoft estima que cerca de 250 mil desempregados irão beneficiar anualmente do software gratuito nos próximos três anos, durante o seu período de formação.
As academias, lançadas há cerca de um ano, permitem aos desempregados "melhorarem as suas qualificações e estarem mais bem preparados para regressar ao mercado de trabalho", adiantou João Couto na cerimónia onde foram entregues os diplomas aos primeiros oito formandos do IEFP a obter a certificação da Microsoft.
Segundo o presidente da Microsoft Internacional, Jean-Philippe Courtois, o objetivo é certificar mais 10 mil desempregados até 2016.
João Couto salientou que existem "cerca de 5000 vagas por preencher" no setor das Tecnologias de Informação em Portugal e que surgirão nos próximos anos mais de 900 mil ofertas de trabalho em toda a Europa.
O secretário de Estado do Emprego, Otávio Oliveira, também presente na assinatura do protocolo, considerou que esta parceria representa uma "mais-valia para a empregabilidade" dos inscritos nos centros de emprego e assinalou que "as necessidades apontam para um substancial reforço da formação digital".
Considerou ainda que existem oportunidades para a reconversão profissional de diplomados do ensino superior em áreas de baixa empregabilidade para empregos digitais, designadamente na área da programação. @ PÚBLICO

segunda-feira, 4 de maio de 2015

vamos limpar a escola?

O dia "Vamos limpar a Europa", no nosso caso "Vamos limpar a Escola", está a chegar: é já na próxima sexta-feira, dia 08 de maio.

Mais do que mãos para limpar a Escola, precisamos de todas as mãos da Escola a não deitar lixo para o chão! É um trabalho que leva tempo, se faz passo-a-passo. Esta iniciativa é apenas um "passinho".

Apesar dos brasileirismos, vale a pena ver o vídeo (tem a duração de 30 segundos).

repensar Baltimore

Baltimore, que Nina Simone gravou em 1977, não é a sua melhor canção de protesto contra a segregação racial, nem a mais poderosa. Nasce 13 anos depois da grande viragem política da cantora, quando ela já era uma das mais inspiradoras vozes do movimento de direitos civis americano.
Nina Simone queria ser pianista clássica e morrer a tocar Bach. Ao não ser admitida numa escola de música — por causa da cor da sua pele, disse mais tarde —, reinventou-se. Estamos nos anos 1950, Nina Simone tem 21 anos e ainda nem se chama Nina Simone. Porque precisa de dinheiro, começa a dar aulas de música de dia e a cantarstandards americanos em bares de New Jersey à noite. Para a mãe não saber, abandona o nome de baptismo, Eunice Kathleen Waymon, e inventa Nina Simone. E assim ficou, durante anos, entre o jazz, o blues e o piano clássico, num cruzamento que ainda hoje não tem nome.
Um manifestante durante os confrontos com a polícia, em Baltimore, Maryland, esta segunda-feira, na sequência da morte de mais um jovem negro pela polícia SHANNON STAPLETON/REUTERS
Os EUA começavam a ferver. Em 1955 — tinha Nina Simone 22 anos —, num autocarro de Montgomery, Alabama, Rosa Parks recusa levantar-se para dar lugar a um branco, e havia tantos bombardeamentos de casas de negros em Birmingham pelo Ku Klux Klan que a cidade era conhecida como “Bombingham”. Nina Simone via tudo isto mas não gostava das canções de protesto. Tiravam dignidade às pessoas que queriam homenagear, dizia. E foi cantando as “suas coisas”. Até que veio o 12 de Junho de 1963. Do nada, e em plena luz do dia, um membro do Ku Klux Klan assassina Medgar Evers com um tiro nas costas. Evers era um activista negro do Mississípi que se tornara incómodo na luta contra a segregação racial na universidade. Ao chegar ao hospital, não o deixaram entrar. Era um hospital para brancos. John Kennedy já estava na Casa Branca mas ainda faltava um ano para a histórica lei federal que proibiu todas as leis segregacionistas do país. Para Nina Simone, foi a gota de água. Cantou Mississipi Goddam e, meio século depois, a canção continua a ser um grito de dor.Everybody knowsabout Mississippi Goddam!”
Baltimore veio depois, mas a fúria ainda é evidente. A sua voz que enfeitiça canta uma “cidade dura à beira-mar”, onde as “pessoas escondem as caras” porque “a cidade está a morrer” “and they don’t know why”“Oh, Baltimore/ Ain’t it hard just to live?” Todos querem fugir. “Never gonna come back here/ Till the day I die.” Há dez anos, o Governo americano foi derrotado em tribunal por concentrar os negros em bairros de habitação social nas zonas mais pobres de Baltimore, num novo tipo de segregação. Esta semana, Freddie Gray, um jovem negro, foi morto por polícias brancos. Em Baltimore. O rapaz desta fotografia foi para a rua protestar. Ele tem 20 anos e os avós ainda se lembram de tudo. @ PÚBLICO

quinta-feira, 30 de abril de 2015

amanhã é dia do trabalhador

O Dia do Trabalhador é celebrado no dia 1 de Maio em vários países do mundo e começou a comemorar-se em 1891.
selo da época

No século XIX, chegava-se a trabalhar entre 12 e 18 horas diárias. Os reformadores sociais propunham um horário de trabalho de 8 horas.
Com o objetivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diárias, no dia 1 de maio de 1886, milhares de habitantes de Chicago (E.U.A) juntaram-se nas ruas para protestar contra as más condições de trabalho. A manifestação devia ter sido pacífica, mas as forças policiais tentaram para-la, o que resultou em vários feridos e mortos.
Apesar do que aconteceu, só em 1890 é que os trabalhadores americanos conseguiram o seu objetivo, um ano depois do Congresso Internacional em Paris decidir que o dia 1 de Maio passaria a ser o Dia do Trabalhador, em homenagem aos "mártires de Chicago".
Em Portugal só a partir de 1974 é que se começou a celebrar este dia, pois as forças do Estado Novo não o permitiam.

Gonçalo Morais

quarta-feira, 29 de abril de 2015

"Veste com gratidão!"

Chegou em forma de mail dirigido ao correio de todosQuando assim é, o CRESCER não faz notícia, pois assume que a divulgação fica a cargo de quem a enviou por essa via. No entanto, sem que lhe fosse solicitado, o CRESCER entendeu dever divulgar o conteúdo deste mail, pois a informação nele contida deve sair para além das nossas portas. Aí vai:

Arranje espaço nos seus roupeiros  e ajude a vestir uma família
Sabemos que é difícil mudar o mundo
MAS PODEMOS MUDAR UMA VIDA!
Precisamos com urgência de :
Roupa de menino para as seguintes idades: 13/14 anos, 7/8 anos; 3/4 anos.
Roupa de bebé de recém-nascidos (para fazer enxovais) a mais crescidos.
Os pontos de recolha são : Salas de trabalho e de pausa  
Esclarecimentos : Maria Margarida Pereira - Ed. Física
Olinda Fraga - EMRC

Mónica Freitas - EMRC

Grande auditório do Rivoli vai chamar-se Manoel de Oliveira


O grande auditório do Teatro Rivoli, no Porto, vai receber o nome de Manoel de Oliveira. Proposta do presidente da câmara do Porto, Rui Moreira, foi aprovada por unanimidade em Assembleia Municipal, segunda-feira à noite.


O batismo oficial já tem dia marcado: é a 4 de maio. Na mesma data será exibido no Rivoli, local da última aparição pública de Manoel Oliveira, em 2014, quando completou 106 anos, o documentário "Memórias e confissões", que o realizador portuense quis que fosse exibido só depois de morrer.
A Assembleia Municipal (AM) do Porto guardou um minuto de silêncio em homenagem ao cineasta e aprovou uma proposta, lida pelo presidente da AM, Miguel Pereira Leite, no sentido de dar o nome de Manoel Oliveira a uma artéria da Invicta.
Foi também aprovada a proposta para batizar o pequeno auditório do Rivoli com o nome da antiga diretora do Festival Internacional de Marionetas do Porto e ex-responsável artística do Rivoli, Isabel Alves Costa, falecida em 2009. @ JN

terça-feira, 28 de abril de 2015

Águas Santas invadiu Sintra

Aos 24 dias de abril, os alunos de 11º ano da nossa escola, no âmbito da disciplina de Português e a propósito do estudo de "Os Maias", invadiram a pacata vila de Sintra.
O sol contrariou a chuva que se fez sentir no caminho e estendeu os seus raios para acolher Águas Santas.
Os meninos fizeram o seu almoço no Parque das Merendas ou no Parque da Liberdade e concentraram-se na escadaria do Palácio da Vila.
Aproveitaram para apreciar as ruas estreitas e coloridas da vila, apreciaram a sua gastronomia e viram onde ficava o "Hotel Nunes" (onde Carlos se hospedou com Cruges quando foi procurar Maria Eduarda), agora substituído por um Tivoli.
Depois, já em grupo alinhado, passaram pelo Hotel Lawrence (onde se hospedaram os Castro Gomes) e seguiram até Seteais, lugar onde Carlos se aventurou procurar Maria, como último espaço a percorrer.
Desta feita, o bom tempo permitiu que se pudessem fazer fotos do Palácio da Pena, raramente visível através do Arco de Seteais (o tal lugar sobranceiro ao mar, onde se se gritar um "ai" o eco repete por sete vezes (sete ais)).
No regresso, foi possível ver de perto o sonho megalómano do "António dos Milhões" e aproveitar todo o enigmático espaço da Quinta da Regaleira, orientados por um plano-guia.
Por volta das 17horas regressaram às camionetas e chegaram ao Porto pelas 21h 30m.
Parabéns menin@s, professoras e senhores motoristas. Queremos mais visitas destas! E não se esqueceram das queijadas (e dos travesseiros)!!!


fotos de Ana Pinto e de Gabriela Lopes (o Crescer agradece a cortesia)