Número total de visualizações de página

segunda-feira, 4 de maio de 2015

repensar Baltimore

Baltimore, que Nina Simone gravou em 1977, não é a sua melhor canção de protesto contra a segregação racial, nem a mais poderosa. Nasce 13 anos depois da grande viragem política da cantora, quando ela já era uma das mais inspiradoras vozes do movimento de direitos civis americano.
Nina Simone queria ser pianista clássica e morrer a tocar Bach. Ao não ser admitida numa escola de música — por causa da cor da sua pele, disse mais tarde —, reinventou-se. Estamos nos anos 1950, Nina Simone tem 21 anos e ainda nem se chama Nina Simone. Porque precisa de dinheiro, começa a dar aulas de música de dia e a cantarstandards americanos em bares de New Jersey à noite. Para a mãe não saber, abandona o nome de baptismo, Eunice Kathleen Waymon, e inventa Nina Simone. E assim ficou, durante anos, entre o jazz, o blues e o piano clássico, num cruzamento que ainda hoje não tem nome.
Um manifestante durante os confrontos com a polícia, em Baltimore, Maryland, esta segunda-feira, na sequência da morte de mais um jovem negro pela polícia SHANNON STAPLETON/REUTERS
Os EUA começavam a ferver. Em 1955 — tinha Nina Simone 22 anos —, num autocarro de Montgomery, Alabama, Rosa Parks recusa levantar-se para dar lugar a um branco, e havia tantos bombardeamentos de casas de negros em Birmingham pelo Ku Klux Klan que a cidade era conhecida como “Bombingham”. Nina Simone via tudo isto mas não gostava das canções de protesto. Tiravam dignidade às pessoas que queriam homenagear, dizia. E foi cantando as “suas coisas”. Até que veio o 12 de Junho de 1963. Do nada, e em plena luz do dia, um membro do Ku Klux Klan assassina Medgar Evers com um tiro nas costas. Evers era um activista negro do Mississípi que se tornara incómodo na luta contra a segregação racial na universidade. Ao chegar ao hospital, não o deixaram entrar. Era um hospital para brancos. John Kennedy já estava na Casa Branca mas ainda faltava um ano para a histórica lei federal que proibiu todas as leis segregacionistas do país. Para Nina Simone, foi a gota de água. Cantou Mississipi Goddam e, meio século depois, a canção continua a ser um grito de dor.Everybody knowsabout Mississippi Goddam!”
Baltimore veio depois, mas a fúria ainda é evidente. A sua voz que enfeitiça canta uma “cidade dura à beira-mar”, onde as “pessoas escondem as caras” porque “a cidade está a morrer” “and they don’t know why”“Oh, Baltimore/ Ain’t it hard just to live?” Todos querem fugir. “Never gonna come back here/ Till the day I die.” Há dez anos, o Governo americano foi derrotado em tribunal por concentrar os negros em bairros de habitação social nas zonas mais pobres de Baltimore, num novo tipo de segregação. Esta semana, Freddie Gray, um jovem negro, foi morto por polícias brancos. Em Baltimore. O rapaz desta fotografia foi para a rua protestar. Ele tem 20 anos e os avós ainda se lembram de tudo. @ PÚBLICO

quinta-feira, 30 de abril de 2015

amanhã é dia do trabalhador

O Dia do Trabalhador é celebrado no dia 1 de Maio em vários países do mundo e começou a comemorar-se em 1891.
selo da época

No século XIX, chegava-se a trabalhar entre 12 e 18 horas diárias. Os reformadores sociais propunham um horário de trabalho de 8 horas.
Com o objetivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diárias, no dia 1 de maio de 1886, milhares de habitantes de Chicago (E.U.A) juntaram-se nas ruas para protestar contra as más condições de trabalho. A manifestação devia ter sido pacífica, mas as forças policiais tentaram para-la, o que resultou em vários feridos e mortos.
Apesar do que aconteceu, só em 1890 é que os trabalhadores americanos conseguiram o seu objetivo, um ano depois do Congresso Internacional em Paris decidir que o dia 1 de Maio passaria a ser o Dia do Trabalhador, em homenagem aos "mártires de Chicago".
Em Portugal só a partir de 1974 é que se começou a celebrar este dia, pois as forças do Estado Novo não o permitiam.

Gonçalo Morais

quarta-feira, 29 de abril de 2015

"Veste com gratidão!"

Chegou em forma de mail dirigido ao correio de todosQuando assim é, o CRESCER não faz notícia, pois assume que a divulgação fica a cargo de quem a enviou por essa via. No entanto, sem que lhe fosse solicitado, o CRESCER entendeu dever divulgar o conteúdo deste mail, pois a informação nele contida deve sair para além das nossas portas. Aí vai:

Arranje espaço nos seus roupeiros  e ajude a vestir uma família
Sabemos que é difícil mudar o mundo
MAS PODEMOS MUDAR UMA VIDA!
Precisamos com urgência de :
Roupa de menino para as seguintes idades: 13/14 anos, 7/8 anos; 3/4 anos.
Roupa de bebé de recém-nascidos (para fazer enxovais) a mais crescidos.
Os pontos de recolha são : Salas de trabalho e de pausa  
Esclarecimentos : Maria Margarida Pereira - Ed. Física
Olinda Fraga - EMRC

Mónica Freitas - EMRC

Grande auditório do Rivoli vai chamar-se Manoel de Oliveira


O grande auditório do Teatro Rivoli, no Porto, vai receber o nome de Manoel de Oliveira. Proposta do presidente da câmara do Porto, Rui Moreira, foi aprovada por unanimidade em Assembleia Municipal, segunda-feira à noite.


O batismo oficial já tem dia marcado: é a 4 de maio. Na mesma data será exibido no Rivoli, local da última aparição pública de Manoel Oliveira, em 2014, quando completou 106 anos, o documentário "Memórias e confissões", que o realizador portuense quis que fosse exibido só depois de morrer.
A Assembleia Municipal (AM) do Porto guardou um minuto de silêncio em homenagem ao cineasta e aprovou uma proposta, lida pelo presidente da AM, Miguel Pereira Leite, no sentido de dar o nome de Manoel Oliveira a uma artéria da Invicta.
Foi também aprovada a proposta para batizar o pequeno auditório do Rivoli com o nome da antiga diretora do Festival Internacional de Marionetas do Porto e ex-responsável artística do Rivoli, Isabel Alves Costa, falecida em 2009. @ JN

terça-feira, 28 de abril de 2015

Águas Santas invadiu Sintra

Aos 24 dias de abril, os alunos de 11º ano da nossa escola, no âmbito da disciplina de Português e a propósito do estudo de "Os Maias", invadiram a pacata vila de Sintra.
O sol contrariou a chuva que se fez sentir no caminho e estendeu os seus raios para acolher Águas Santas.
Os meninos fizeram o seu almoço no Parque das Merendas ou no Parque da Liberdade e concentraram-se na escadaria do Palácio da Vila.
Aproveitaram para apreciar as ruas estreitas e coloridas da vila, apreciaram a sua gastronomia e viram onde ficava o "Hotel Nunes" (onde Carlos se hospedou com Cruges quando foi procurar Maria Eduarda), agora substituído por um Tivoli.
Depois, já em grupo alinhado, passaram pelo Hotel Lawrence (onde se hospedaram os Castro Gomes) e seguiram até Seteais, lugar onde Carlos se aventurou procurar Maria, como último espaço a percorrer.
Desta feita, o bom tempo permitiu que se pudessem fazer fotos do Palácio da Pena, raramente visível através do Arco de Seteais (o tal lugar sobranceiro ao mar, onde se se gritar um "ai" o eco repete por sete vezes (sete ais)).
No regresso, foi possível ver de perto o sonho megalómano do "António dos Milhões" e aproveitar todo o enigmático espaço da Quinta da Regaleira, orientados por um plano-guia.
Por volta das 17horas regressaram às camionetas e chegaram ao Porto pelas 21h 30m.
Parabéns menin@s, professoras e senhores motoristas. Queremos mais visitas destas! E não se esqueceram das queijadas (e dos travesseiros)!!!


fotos de Ana Pinto e de Gabriela Lopes (o Crescer agradece a cortesia)

desafio ao leitor

Faz hoje 160 anos que nasceu o autor deste quadro que com certeza já viste.
O quadro tem por título “Fado”
Será capaz de saber o nome do seu autor?  

domingo, 26 de abril de 2015

visita ao museu do vinho do Porto e ao museu do carro elétrico

No passado dia 21 de abril, as turmas do 11º G e 11º H saíram em visita de estudo ao Porto, no âmbito das disciplinas de  História e de Geografia, para uma visita guiada ao Museu do Vinho do Porto e ao Museu do Carro Elétrico.  
No Museu do Vinho do Porto, ouviram atentamente as informações prestadas pela guia que explicou como a história da cidade do Porto não se pode dissociar da história do vinho que a tornou reconhecida em qualquer lugar do mundo, mostrando assim a importância que o Vinho do Porto e o seu comércio tiveram no desenvolvimento da cidade.



No Museu do Carro Elétrico, com muito boa disposição, embarcaram num carro eléctrico de 1910, com capacidade para transportar 28 passageiros sentados, para percorrer a Linha da Restauração, até ao Carmo, um dos percursos mais memoráveis da cidade do Porto  e um dos mais representativos para a história do carro eléctrico, pois foi na rua da Restauração que, em Setembro de 1895, a cidade do Porto viu circular o primeiro carro eléctrico.


Pelo caminho, houve lugar para mais duas passageiras, a D. Deolinda e a D. Linda, duas varinas da Afurada que surpreenderam todos com a sua boa disposição e os seus falares tão característicos  do Porto!

Por fim, admirando a coleção de carros eléctricos de grande valor histórico e patrimonial, ouviram-se histórias de outros tempos junto ao carro americano, meio de transporte ligeiro coletivo de passageiros em circulação meados do século XIX e precursor do carro elétrico.

Mais uma vez, aliando o prazer de aprender ao prazer de conviver, realizou-se uma visita de estudo que foi do agrado de todos.

quinta-feira, 23 de abril de 2015

as portas que abril abriu






nós e o CNL

Decorreu no passado dia 22 de abril, no Auditório da Biblioteca Almeida Garrett, a 9ª edição da Final Distrital do Porto do Concurso Nacional de Leitura.
A nossa escola fez-se representar pelos alunos do ensino básico: Elisa Verónica de Andrade Pires, nº12, 9ºG; Francisco de Almeida e Magalhães, nº9, 8ºJ e Rúben Ramalho Gonçalves, nº25, 8ºA e pelos seguintes alunos do ensino secundário: Mafalda Bessa Duarte, nº19, 10ºC; Mariana Raquel Monteiro, nº13, 10ºE e Inês Conceição, nº12, 10ºC.
 
os nossos meninos
a Mafalda é a segunda menina do lado direito
Depois de uma manhã preenchida com as provas escritas, a tarde decorreu com as provas de oralidade a que os cinco finalistas do ensino básico e secundário tiveram que se submeter, perante um júri.
o nome da Mafalda no quadro de honra
A Mafalda Bessa Duarte foi uma das cinco finalistas do ensino secundário. Respondeu a todas as questões que lhe foram colocadas e esteve sempre segura no seu discurso. Apesar de não ter obtido a 1ª classificação, a sua presença na etapa final do concurso deixou a marca da nossa escola escrita no ecrã gigante do palco e isso já foi uma grande vitória que enche a ESÁS de orgulho.

Parabéns a todos os participantes.

quarta-feira, 22 de abril de 2015

atividades na ESD de Melgaço


No passado dia 17 de Abril, as turmas de 11º ano dos Cursos Profissionais de Informática de Gestão, Comércio e Eletrotecnica, deslocaram-se às instalações da Escola Superior de Desporto e Lazer de Melgaço, na companhia dos professores Carlos Simão, Susana Santos, Mª Dores Leite, Helena Torres e Humberto Nogueira, para realizar um conjunto de atividades que estão inseridas num dos módulos curriculares da disciplina de educação física.

As atividades correram com a enorme participação de todos os alunos, numa dinâmica organizativa muito bem estruturada por professores e alunos daquela instituição.
Foi mais uma atividade muito bem sucedida e esperamos que no futuro mais atividades deste género sejam realizadas em parceria com aquela instituição.
Um agradecimento sincero ao diretor da escola, Professor Doutor Luís Paulo Rodrigues e a toda a sua equipa de professores e funcionários que, em conjunto, ajudaram a que esta iniciativa se pautasse de enorme sucesso.

como era Portugal antes da democracia?

O CRESCER, a propósito do 25 de abril, das aulas de História e da obra "Felizmente há luar"! de Luís de Sttau Monteiro, sugere um pequeno documentário (montagem para utilização didática em aulas de História) realizado a partir de extratos da série "Portugal, um Retrato Social", de António Barreto e Joana Pontes. 

a revolução dos cravos

de Gonçalo Morais
No dia 25 de abril de 1974, o MFA (Movimento das Forças Armadas) atuou com rapidez e precisão pondo fim ao regime salazarista. Em pouco mais de 12 horas, os militares passaram a dominar pontos estratégicos das principais cidades. Não houve praticamente resistência e derramamento de sangue. Uma particularidade desta revolução é que os soldados puseram cravos vermelhos nos canos das armas como forma de demostrar a paz e a não-violência.
Marcelo Caetano, primeiro-ministro na época, refugiou-se no Quartel do Carmo partindo para o Brasil seguidamente (passando pela ilha da Madeira) após se ter rendido ao General Spínola.
Depois de derrubado o Estado Novo era altura de se criar um novo governo. Para isso constituiu-se a Junta de Salvação Nacional presidida pelo General Spínola cuja função era governar Portugal até à formação de um governo provisório.
A revolução portuguesa contribuiu para derrubar as ditaduras espanhola e grega.

Gonçalo Morais

Divulgação e Promoção da cultura científica

No dia 20 de abril, pelas 14 horas, o auditório da nossa escola foi palco de um momento único de divulgação e promoção da cultura científica. 
Os alunos tiveram a possibilidade de contactar com um investigador da área da Astronomia, da Universidade de Coimbra, José Manuel Fernandes. O objetivo desta interação foi o de criar a possibilidade de diálogo face a face, entre alunos do 10º ano de Ciências e Tecnologias e um investigador, que partilhou as suas experiências e alguns dos seus conhecimentos científicos, com apresentação de recursos e materiais da sua atividade profissional, numa linguagem adaptada ao nível de ensino. Participaram também na palestra os alunos do 7ºH e 8ºH. 

Do auditório os alunos foram levados para o exterior da escola para observarem “ao vivo” o sol com auxílio de um telescópio, onde observaram algumas manchas solares. 


terça-feira, 21 de abril de 2015

o nosso mar tornou-se num imenso cemitério

Desde domingo, 700 a 900 pessoas pagaram com a vida uma ilusão que para elas não se cumpriu. 
Às portas da Europa, o nosso mar tornou-se num imenso cemitério. 





Os Dias do Departamento das Ciências Sociais e Humanas



O Departamento das Ciências Sociais e Humanas vai, mais uma vez,  brindar-nos com os dias em que prestam uma especial atenção a grandes temas da atualidade, abertos à discussão, observação e partilha.
Consulte o mapa. De 21 a 30 de abril, na nossa escola.


segunda-feira, 20 de abril de 2015

o SPO na "Qualifica 2015"



O SPO da AESCAS esteve na "Qualifica 2015" - Feira de Educação, Formação, Juventude e Emprego, que decorreu na Exponor entre 9 e 12 de abril.


Visitámos os diversos expositores, recolhemos informações e estabelecemos contactos que poderão ser importantes para os nossos alunos.

A oferta formativa era bastante diversificada, mostrando o leque de oportunidades que os jovens dispõem, para a escolha do seu futuro escolar e profissional. Observámos também profissionais no seu trabalho e experimentámos alguns produtos por eles confecionados. Para além disso, existiam espaços de lazer e diversão. 

Nós apreciamos particularmente o espaço das forças armadas! Vai uma voltinha?

domingo, 19 de abril de 2015

cinco minutos por Mariano Gago

A comunidade científica portuguesa vai homenagear, às 12 horas de segunda-feira, o antigo ministro da Ciência, Mariano Gago, com uma paragem de cinco minutos das atividades dos centros de investigação e faculdades.

foto Expresso
O Blog De ArLindo propõe que se faça o mesmo em todas as escolas do ensino público/privado ao meio dia e por um período de 5 minutos. 
"Porque como disse, não terá havido ministro mais consensual nas últimas duas décadas.
E seria uma justa homenagem a quem tanto deu na área da investigação e do ensino que todo o sistema educativo deveria reconhecer e não apenas os centros de investigação e as faculdades.
Fica o desafio para cada um de nós passar esta mensagem nas escolas onde estamos e promover uma paragem de cinco minutos ao meio dia em ponto." 

sexta-feira, 17 de abril de 2015

vamos chegar aos 150 kg de pilhas/baterias usadas?

Sabem que se até final de maio acumularmos 300 kg de pilhas/baterias usadas, a escola será premiada com um cheque da Staples no valor de 100 euros?

Ainda nos faltam cerca de 150 kg de pilhas/baterias usadas
Assim, agradecemos a colaboração de todos vós.

Agradecemos também aos colegas Diretores de Turma e/ou Educação para a Cidadania a divulgação da informação junto das turmas e sensibilização dos alunos.

Vamos lá! Um por todos, todos por um: o Ambiente :)

Eco-Saudações.

As imagens do post anterior pretendem ilustrar os locais a que muitos alunos e professores se têm deslocado em visitas de estudo, recentemente: as grutas de Miradaire; Aveiro; Mafra e Sintra (ainda a ir).


Com um país tão bonito, não faltam oportunidades para viajar até aos mais diferentes locais e poder aprender conhecendo.
Boas viagens e bom estudo!

quarta-feira, 15 de abril de 2015

desafio: sugestões para IR?





então, há novidades?


cartoon de Luís Afonso

Concurso Logótipo Projeto “Delícias de Estufa”

Na sequência do prémio escolar  atribuído ao Projeto "Delícias de Estufa" pelo Montepio Geral, o Grupo de Educação Especial leva a efeito um concurso para a elaboração do respetivo logótipo.


a equipa vencedora de 2013/2014

Para tal, a partir do dia 20 de abril até ao dia 22 de maio, o Grupo de Educação Especial do Agrupamento de Escolas de Águas Santas leva a efeito um concurso para apresentação de propostas para o logótipo do projeto “Delícias de Estufa”Os trabalhos serão avaliados por um Júri composto pelo Diretor, pela Coordenadora do Grupo de Educação Especial, um docente da UAEEAM da EB2/3/S de Águas Santas, por um docente do Grupo de Biologia do Agrupamento, um docente do grupo de Artes Visuais, um elemento da Associação de Estudantes e um elemento da Associação de Pais.Compete ao Júri a abertura das propostas recebidas, a verificação da conformidade das propostas com os requisitos do concurso, a avaliação dos trabalhos aceites e sua seriação. As cinco propostas selecionadas pelo júri serão colocadas para votação online acessível a toda a comunidade escolar.
Serão atribuídos os seguintes prémios:
1º classificado: 1 tablet;
2º e 3º classificados: cheques-oferta FNAC.
Consulta o regulamento aqui no Jornal Crescer.
Participa!

terça-feira, 14 de abril de 2015

Portugal entre os quatro países com mais desemprego jovem na OCDE

A taxa de desemprego entre os jovens na OCDE chegou aos 14,3% em Fevereiro, a percentagem mais baixa desde Novembro de 2008. Portugal é um dos quatro países da zona euro com a taxa mais alta.
foto de PAULO PIMENTA
A taxa de desemprego entre os mais jovens (entre os 15 e os 24 anos) nos países da OCDE (Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Económico) caiu 2,5 pontos percentuais em fevereiro, face ao mesmo mês do ano passado, chegando aos 14,3%, o valor mais baixo desde novembro de 2008.
A organização, que abrange 34 países de todo o mundo, divulgou nesta segunda-feira os dados globais sobre o desemprego e concluiu que, apesar da descida média, a taxa de desemprego jovem permanece “excepcionalmente elevada” em vários países da zona euro como Portugal (35%), Grécia (51,2%, dados de Dezembro, os últimos disponíveis), Itália (42,6%) e Espanha (50,7%).
Em fevereiro, a taxa de desemprego global caiu 0,1 pontos percentuais, face ao mês homólogo de 2014, para 7%, com uma descida acumulada de 1,1 pontos percentuais desde o pico registado em janeiro de 2013. Entre os países que compõem a OCDE, há 42,9 milhões de pessoas sem trabalho, menos seis milhões do que em janeiro de 2013, indica a organização.
Analisando apenas a taxa de desemprego nos países da zona euro, registou-se uma ligeira descida de 0,1 ponto percentual para 11,3%, 0,8 pontos abaixo do maior pico, alcançado em abril de 2013. Os maiores aumentos foram registados na Finlândia, Portugal e Itália.
Nos Estados Unidos, a taxa de desemprego caiu para 5,5%, a mais baixa desde maio de 2008. No Japão a redução foi de 0,1 pontos percentuais para 3,5%. Ao mesmo tempo, no Canadá aumentou 0,2 pontos para 6,8%. A OCDE indica que dados mais recentes mostram que houve uma estabilização no desemprego nos EUA e Canadá.
Recentemente, o Eurostat deu conta que Portugal registou, em fevereiro, uma taxa de desemprego de 14,1%, acima da média europeia. Também o Instituto Nacional de Estatística (INE) divulgou os números do desemprego em fevereiro, dando conta de um aumento de 0,3 pontos percentuais face a janeiro e um recuo de 0,8 pontos face a fevereiro do ano passado, para 14,1%. A população desempregada em Portugal era de 719 mil pessoas. @ PÚBLICO

segunda-feira, 13 de abril de 2015

e porque hoje é o "dia mundial do beijo"...

... o CRESCER deixa aqui o apontamento final do filme "Cinema Paraíso". Para ver e rever.

o Sistema Solar: a nossa casa nas estrelas

Durante o mês de abril podem visitar, na biblioteca da ESAS, a exposição “O sistema Solar – a nossa casa nas estrelas”. Destina-se a alunos dos diferentes níveis de escolaridade, a partir do 1º ciclo.
O Roteiro Pedagógico O SISTEMA SOLAR A NOSSA CASA NAS ESTRELAS é uma ferramenta de apoio à “Exposição nas Escolas”, que conta com o patrocínio da Vodafone. Este projeto entra na sua 7.ª edição consecutiva, desta feita dedicada ao SISTEMA SOLAR, possibilitando o enriquecimento da vida escolar em cerca de 300 estabelecimentos de ensino em Portugal Continental.
Tem como principal objetivo oferecer aos professores meios para trabalhar este tema, propondo atividades e indicando diferentes instrumentos para a exploração desta temática. O roteiro está estruturado em três partes: a apresentação dos conteúdos da exposição, organizados de acordo com os painéis; sugestão de atividades transdisciplinares para desenvolver em sala de aula; e fontes de documentação para ler, pesquisar e visitar.
Com esta exposição desejamos que usufruam de uma experiência divertida e memorável, demonstrando, ao mesmo tempo, que a Educação Científica pode ser um exercício plural, criativo, em que a aplicação de conceitos da Física e da Matemática nos permitem compreender o UNIVERSO, o Mundo em que vivemos e, em última instância, a nossa real escala enquanto ecossistema e civilização.
Visitem a Exposição. Os alunos, acompanhados pelos professores de Ciências, Física e Química, Matemática, Língua Portuguesa, ainda poderão resolver um desafio sobre o Sistema Solar.
Um pequeno vídeo foi partilhado com a biblioteca, com os professores de Biologia e Geologia e de Ciências e Matemática, que permite tirar maior proveito da exposição.
Bom trabalho!
A professora responsável

M. Lurdes Cardoso

sexta-feira, 10 de abril de 2015

quinta-feira, 9 de abril de 2015

o "cantinho cor-de-rosa" do Crescer

O CRESCER esteve presente de forma ativa na Gala dos 40 anos da ESÁS. Contribuiu com a edição comemorativa em papel, bem como na receção aos convidados na passadeira vermelha, convidando-os a posar para as câmaras, à frente dos painéis criados com as capas dos jornais ao longo dos anos.
Na árdua tarefa de registo dessas imagens teve a colaboração preciosa do fotógrafo Paulo Serra (http://www.facebook.com/PJSerra; http://www.pauloserra.ptgeral@pauloserra.pt), ex-aluno da escola, que graciosamente disponibilizou o seu trabalho. O CRESCER agradece imenso o seu contributo.
Em baixo, clique na legenda da imagem para poder aceder às fotos da passadeira vermelha. É o "cantinho cor-de-rosa" do CRESCER.