Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

visita de estudo ao Centro de Medicina de Reabilitação Rovisco Pais

No dia 19 de fevereiro, as turmas do Curso Profissional de Técnico Auxiliar de Saúde do 10º e 11º anos foram em visita de estudo ao Centro de Medicina de Reabilitação Rovisco Pais.


Os alunos tiveram a oportunidade de contactar com diversos serviços clínicos desta Unidade de Saúde: a unidade de cuidados continuados, a unidade de reabilitação geral de adultos, a unidade de lesionados-vertebro-medulares e o Pavilhão Santana Maia (destinado à medicina física e de reabilitação, ao desporto adaptado, terapêutico, enfermagem de reabilitação, fisioterapia e terapia ocupacional).
Por fim, os alunos tiveram a oportunidade de experienciar o desporto adaptado. 
                               

Esta visita proporcionou um contacto com a dinâmica do funcionamento dos serviços, a observação de material e equipamento específicos e a importância das atividades do Técnico Auxiliar de Saúde para o trabalho em equipa.                                                                                
cortesia de Cristina Matos

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

"há marcas que ninguém deve usar"

Hoje trabalhou-se o anúncio publicitário.
Perguntas e instruções como:
O que mais te atrai num anúncio?
Quais os clips de áudio que sabes de cor?
Aponta um slogan que repitas com facilidade.
Pensa numa boa campanha e aponta um bom slogan.
Selecionamos este como slogan bem conseguido: "há marcas que ninguém deve usar".


Já depois: oiçam esta música... (sem ver nada) e identifiquem o produto. Respostas certeiras e risos. "Somos mesmo influenciados!"
Percebem, assim, a importância da melodia?
E, agora, se o anúncio não tivesse movimento nem som...
Refere uma marca que bem ajuste o slogan ao produto.
Pensa, por fim, num produto, cria o nome e sugere um slogan forte que obrigue as pessoas a quererem saber o que se promove (este foi o TPC).

Nós queremos que ninguém use marcas destas. E assim se faz exercício de cidadania.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

2ª Jornada de Badminton



No passado sábado, dia 16 de fevereiro de 2019, decorreu a 2ª Jornada de Badminton do Desporto Escolar, organizada na Escola Básica de Pedrouços.

Todos os atletas estão de parabéns pelo comportamento, responsabilidade,  empenho e resultados demonstrados.

À semelhança da 1ª Jornada, os alunos Rafael Ferreira, Ana Rita Cunha e Inês Pinheiro alcançaram o 1º lugar na competição. Todos os restantes atletas obtiveram melhorias nas suas prestações.                     
cortesia de Carla Isabel Alves
                                                                            

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

"a mais bela carta de amor"



Tal como já foi divulgado pelo biblio@aesc@s, no âmbito do dia de São Valentim, realizou-se o Concurso Literário "A mais bela carta de amor".

Participaram 31 alunos e a decisão dos membros do júri foi a seguinte:


1º PRÉMIO

Ana Margarida Monteiro da Silva, nº 2, 10ºB


2º PRÉMIO

 João Pedro Rodrigues, nº 13, 10ºB


3º PRÉMIO

 Guilherme Santos, nº7, 11ºA

Parabéns a todos os concorrentes. Aguardamos a possibilidade de conhecer as missivas vencedoras.

olimpíadas da língua portuguesa

Vários alunos do ensino básico e do ensino secundário candidataram-se às “Olimpíadas da Língua Portuguesa” e realizaram a 1ª fase das provas na passada sexta-feira, dia 15 de fevereiro.
Pretende-se com esta iniciativa aumentar o interesse dos alunos pelo conhecimento da norma-padrão do Português Europeu e promover a educação linguística entre os alunos desta faixa etária.
Ficarão aprovados para a 2ª fase os alunos que obtiverem 90 pontos num total de 100 pontos no ensino básico e 180 pontos num total de 200 pontos no ensino secundário, a qual se realizará na Escola Coordenadora Regional que, na região Norte, é o Agrupamento de Escolas Aurélia de Sousa.
Serão atribuídos prémios aos três melhores classificados de cada escalão (escalão A, ensino básico e escalão B, ensino secundário) que obtiverem a classificação igual ou superior a 80 pontos em 100 pontos (no ensino básico) e 160 pontos em 200 pontos (no ensino secundário) nesta 2ª fase.
O valor dos prémios a atribuir aos três primeiros classificados em cada escalão será o seguinte:
1º classificado – 500 euros; 2º classificado – 300 euros e 3º classificado – 200 euros.


O CRESCER fica a guardar pelos resultados finais. 

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

homenagem ao Rúben Pinto


Hoje a escola parou às 10h05m.


Dependendo do local onde se encontravam, todos fizeram um minuto de silêncio pelo Rúben Pinto.

Junto dos portões da escola registou-se a maior concentração de alunos. Foi comovente. A esse minuto, seguiu-se uma salva de palmas.

Homenagem sentida numa "escola de mãos".
Até sempre, Rúben!

olh' ó Jornal da Tarde!

                   

cortesia de Ricardo Mazzei
contributo especial de Júlia Meira

chegou o Moutidos News!





cortesia de Ricardo Mazzei
contributo especial de Júlia Meira

o projeto Gira Volei já chegou ao Agrupamento de Escolas de Águas Santas

O projeto Gira Volei já chegou ao Agrupamento de Escolas de Águas Santas!

Com a coordenação do professor Paulo Pinho assume-se como um projeto transversal a todas as unidades escolares que compõem o agrupamento e que pretende ocupar os jovens para a prática desportiva em geral e para a aprendizagem, em particular, do voleibol, em ambiente lúdico e mais simplificado, sem perder a noção da sua importância competitiva e em contexto de jogo 2x2.

Em ação no agrupamento desde o ano letivo anterior, assumiu maior predominância no 1º CEB, com sessões semanais de 1 hora em cada uma das escolas. Este ano, enquanto se aguarda a criação de condições nos recreios daquelas unidades, o Lukas - mascote de serviço  - visita mais vezes a escola básica e secundária com dois treinos semanais no pavilhão desportivo. Inicialmente com 4 atletas em atividade, tem atualmente cerca de 30 atletas, ávidos por conhecer um pouco mais a modalidade.

A grande novidade deste ano assenta na organização de uma vertente competitiva - Circuito Escolar de Gira Volei de Águas Santas - que para além de favorecer a competição local entre atletas do mesmo centro, poderá também acolher atletas de centros vizinhos. No portal da escola poderás encontra toda a documentação relativa a esta competição: regulamento, cartazes de prova, formulário de inscrição e ranking da classificação de cada atleta. São dez provas no total que contam para a classificação geral!

Não percas a oportunidade de aprender e divertir com uma das modalidades mais educativas do programa curricular.

Já sabes, não deixes a bola cair!
cortesia de Paulo Pinho

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

o GIA e o CAD e as palestras sobre SIDA

Tal como aqui o CRESCER noticiou, as palestras sobre SIDA/VIH decorrem esta semana, uma vez que se comemora o Dia dos Namorados, no dia 14 de fevereiro. E porque o amor é, também, responsabilidade e prevenção de infeções sexualmente transmissíveis.





Então, o GIA (Gabinete da Informação ao Aluno), juntamente com as enfermeiras do Centro de Saúde de Águas Santas e uma enfermeira e uma psicóloga do CAD  (Centro de Atendimento e  Deteção  do VIH) dinamizaram uma Palestra sobre SIDA/ VIH, no dia 12 (toda a tarde) e dinamizará outra no dia 15 (de manhã, a partir das 9:15) de fevereiro.






O CAD traz, novamente, a sua unidade móvel para ser visitada.

Estas palestras terão lugar no Auditório da Escola e os professores/turmas já foram convidadas pelos alunos do Curso Profissional de Saúde,10º L.

a violência no namoro, o dia de S. Valentim e o amor

Hoje, os resultados de um estudo da União de Mulheres Alternativa e Resposta (UMAR) vieram revelar números assustadores.


Mais de metade dos jovens diz ter sofrido violência no namoro

O estudo Violência no Namoro 2019 revela que 58% dos jovens já foram vítimas de violência, mais 2% do que em 2018. E 67% acha isso natural, ligeiramente menos do que em 2018, mas ainda assim uma percentagem elevada.
O outro dado que os investigadores da UMAR salientam é a quantidade de jovens que entendem as práticas violentas como naturais. São 67% no inquérito deste ano, quando no ano passado eram 68,5%.

Apesar disso, a escola, fonte de fé e de esperança, encheu-se de mensagens de amor. 

Na biblioteca nasceu um painel e uma árvore de afetos.




No corredor principal, podem ver-se os beijos mais emblemáticos do cinema.



Por isso, haja esperança nesta geração que tem por obrigação ser cada vez mais consciente. Como diz a Inês Alves: "if dating is easy all the relationships would work out".



quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

a nossa bandeira está a meia-haste


Hoje havia muitos olhares pesarosos. Muitas lágrimas não contidas. Muita indignação. 
- "Porquê", indaguei.
- "O Rúben! Aquele menino que assistia às nossas aulas por vídeo conferência..."
- "Estou tão triste! Fica-me no coração", referiu uma sua professora.

Percebi, então, que a nossa bandeira está a meia-haste pelo Rúben Pinto, nosso aluno do ensino secundário. Permanecerá na memória de todos quantos com ele conviveram como exemplo de resiliência e de sorriso franco.

À família, sentidos pêsames.

dizer amor não é fácil

É mesmo, para muitos, "um problema de expressão". Na proximidade do dia dos namorados, talvez valha a pena tentar dizer amor.
O letrista Carlos Tê criou esta composição que Manuela Azevedo dos Clã interpretou. Aprecie a letra e usufrua da melodia. Depois tente vencer esse "problema de expressão".
Só pra dizer que te amo
Nem sempre encontro o melhor termo
Nem sempre escolho o melhor modo
Devia ser como no cinema
A língua inglesa fica sempre bem
E nunca atraiçoa ninguém
O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe
Como o mar está do céu
Só pra dizer que te amo
Não sei porqué este embaraço
Que mais parece que só te estimo
E atá nos momentos em que digo que não quero
E o que sinto por ti são coisas confusas
E até parece que estou a mentir
As palavras custam a sair
Não digo o que estou a sentir
Digo o contrário do que estou a sentir
O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe
Como o mar está do céu
E é tão difícil dizer amor
É bem melhor dizê-lo a cantar
Por isso esta noite, fiz esta canção
Para resolver o meu problema de expressão
Pra ficar mais perto
Bem mais de perto
Ficar mais perto
Bem mais de perto


terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

1º concurso de pintura para os alunos do agrupamento




Como já aqui noticiamos, o grupo de Artes Visuais vai realizar um Concurso de Pintura para todos os alunos do agrupamento. 


A inscrição é feita online, até 30.04.2019, e os melhores trabalhos serão premiados.


De que estão à espera para participar?


Toda a informação está no Blogartes.


O concurso conta com o apoio da Direção e da Associação de Pais.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

o amor é, também, responsabilidade e prevenção

GIA (Gabinete da Informação ao Aluno), juntamente com as enfermeiras do Centro de Saúde de Águas Santas e uma enfermeira e uma psicóloga do CAD  (Centro de Atendimento e  Deteção  do VIH) irão dinamizar novas Palestras sobre SIDA/ VIH, dias 12 (toda a tarde) e 15 (de manhã, a partir das 9:15) de fevereiro.

O CAD trará, novamente, a sua unidade móvel para ser visitada.

Estas palestras acontecem nesta semana, uma vez que se comemora o Dia dos Namorados, no dia 14 de fevereiro. E o amor é, também, responsabilidade e prevenção de infeções sexualmente transmissíveis.

Estas palestras terão lugar no Auditório da Escola e os professores/turmas já foram convidadas pelos alunos do Curso Profissional de Saúde,10º L.

3º Encontro Atividades Rítmicas e Expressivas


No passado sábado, dia 9 de fevereiro de 2019, decorreu o 3.º encontro de Atividades Rítmicas e Expressivas dos grupos de Desporto Escolar, desta vez organizado pela Escola Secundária Dom Afonso Henriques, na Vila das Aves.

O nosso Agrupamento esteve presente com os dois grupos de Dança da EBS de Águas Santas.
Foi a seguinte a classificação:
 - O Grupo de Dança Contemporânea obteve o 2º Lugar no nível introdutório.  
 - O Grupo de Danças Urbanas obteve a Medalha de Prata no nível Challenge dance;

Os meus parabéns aos elementos dos grupos pelo empenhamento e responsabilidade demonstrados.O meu muito obrigado ao nosso painel de juízes-árbitros pelo seu  profissionalismo  e um agradecimento especial aos Encarregados de Educação e grupo de alunos do 11ºC que nos acompanharam e ajudaram nas tarefas de organização, adereços e restante logística necessária ao acompanhamento dos grupos equipas.

cortesia de Filomena Madureira

1.º Encontro de Natação do Desporto Escolar


No sábado passado, dia 09.02.2018, os alunos da nossa Escola participaram no 1.º Encontro de Natação do Desporto Escolar, nas Piscinas Municipais da Póvoa de Varzim. Estiveram todos de parabéns pela empenho e espírito de equipa, sendo com muito agrado, que verificamos a obtenção de classificações meritórias em todas as provas. 
A destacar o 3.º lugar, da aluna Ana Senhorinha Silva, na prova 200m Bruços e 2.º lugar na prova de 100m Costas Infantis B feminino. A obtenção do 2.º lugar na prova 200m Bruços e 100m Mariposa, escalão Juvenis masculino, do aluno João Araújo. Registamos ainda a pontuação máxima por equipa, na prova de 100m Costas, no escalão de infantis B feminino e a encerrar a tarde, o 1.º lugar na prova de estafetas 4x50m Livres, no escalão de Infantis B Feminino. 
De salientar, por último, os elogios da organização à postura exemplar da nossa equipa de árbitros!

cortesia de Daniel Braga

já escreveu a sua carta de amor?

Dia dos Namorados, em alguns países chamado Dia de São Valentim é uma data especial e comemorativa na qual se celebra a união amorosa entre casais e namorados, em alguns lugares é o dia de demonstrar afeição entre amigos. Sendo comum a troca de cartões e presentes com símbolo de coração, tais como as tradicionais caixas de bombons. Em Portugal e em Angola, assim como em muitos outros países, comemora-se no dia 14 de fevereiro. No Brasil a data é comemorada no dia 12 de junho, véspera do dia de Santo António de Lisboa, conhecido pela fama de "Santo Casamenteiro".


Há várias versões sobre a sua origem, entre elas as seguintes: 
1. A versão mais disseminada conta que, por alturas do séc. III, o Imperador Cláudio II, querendo formar um poderoso exército romano, decidiu proibir temporariamente a celebração de casamentos para garantir que os jovens se concentrassem mais facilmente na guerra e na vida militar. Contudo, o bispo Valentim contrariou as ordens e continuou a celebrar casamentos, agora na clandestinidade. A afronta à vontade do Imperador levou a que Valentim acabasse preso e condenado à morte. Até à sua execução, foi recebendo flores e bilhetes (o que explica a troca de postais, cartas e presentes, hoje em dia) enviados por anónimos como demonstração de apoio e consideração pela sua conduta.
2. A milagrosa história de amor: a filha do carcereiro de Valentim, que era cega, movida pela curiosidade, terá pedido para o visitar no cárcere e, mal se aproximou dele, recuperou a visão. Ambos se apaixonaram um pelo outro. Numa carta escrita à sua amada, o bispo ter-se-à despedido com a expressão “do seu Valentim”, que ainda é usada na língua inglesa (“valentine“) para designar namorado. Mas esta história não tem final feliz: ainda segundo a lenda, a ordem de execução dada por Cláudio foi cumprida e Valentim acabaria por ser decapitado num 14 de fevereiro de finais dos anos 200 (séc. III). Devido à indefinição e à falta de factos históricos comprovados para além de qualquer dúvida, a Igreja Católica não celebra oficialmente esta data. Não é por isso, no entanto, que o Dia de São Valentim, dia dos namorados, 14 de fevereiro, deixa de ser festejado em todo o mundo, tendo passado a fazer parte das tradições nacionais. Assim sucede há séculos – em Portugal, por exemplo.   



3. Oleira de Guimarães mantém viva tradição da ‘cantarinha dos namorados’: a ‘cantarinha dos namorados’ de Guimarães continua a ser uma prenda muito oferecida por alturas de São Valentim, mantendo-se assim viva uma tradição antiga que atualmente é alimentada pelas mãos da mestre oleira Bela Alves. Segundo a tradição, quando um rapaz se dispunha a fazer o pedido oficial de casamento oferecia primeiro à namorada uma cantarinha, moldada em barro. Se a prenda fosse aceite, estava formalizado o pedido particular, passando a depender apenas da vontade dos pais o anúncio do noivado. Uma vez dado o consentimento, a cantarinha servia então para guardar as prendas que o noivo e os pais da noiva ofereciam, designadamente peças em ouro.
Bela Alves, 39 anos de idade e oleira há 14, aprendeu o ofício com o mestre Joaquim Oliveira, entretanto falecido, e hoje continua a “dar à luz” ‘cantarinhas de namorados’, na sua oficina instalada na Plataforma das Artes, em Guimarães. “Na altura de São Valentim, é quando se vende em maior quantidade”, refere, enquanto molda a argila e, com o pé, vai girando a típica roda de oleiro. Se a tradição mandava que fossem eles a oferecer a cantarinha, hoje, revela Bela Alves, a iniciativa deve “andar ela por ela”, ou seja, os compradores são tanto homens como mulheres.
Atualmente, as cantarinhas já não são propriamente usadas para pedir a mão a alguém nem para guardar jóias, mas assumem-se como “guardiãs” de segredos e de histórias de amor. “Quem as oferece, fá-lo pelo simbolismo que elas encerram”, sublinha Bela Alves. (agência Lusa)

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

um exemplo a seguir, não?


A APPACDM Gaia promove, diariamente, a melhoria das condições de vida de centenas de pessoas com necessidades especiais. Muitas vezes, conquistar um resultado pode ser ver um sorriso num rosto.
“Há 46 anos a cultivar sorrisos”. O núcleo de Vila Nova de Gaia da Associação Portuguesa de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental (APPACDM) dá apoio directo a cerca de 180 utentes com problemas de saúde mental e apoio indirecto a mais de 400 pessoas no concelho. Em estreita colaboração com o Município, a APPACDM é, também, responsável pela dinamização de algumas terapias alternativas que estimulam física e intelectualmente crianças e adultos com necessidades especiais. 
Com três centros no concelho, dois dos quais lares residenciais, a APPACDM de Gaia conta com uma equipa de 105 funcionários efectivos a trabalhar, diariamente, para proporcionar melhores condições de vida a estes “jovens”. “Jovens”, é assim que Joaquim Queirós, presidente da instituição, ternamente se refere aos utentes: “para nós, são todos jovens, alguns com mais de 60 anos”.
Para esta IPSS, tal como para todas, as sinergias são fundamentais. Especialmente nos casos dos utentes com patologias que impedem uma maior autonomia no dia-a-dia, todos os apoios são bem-vindos. Para as famílias, é essencial poderem contar com técnicos especializados. Para os “jovens” utentes da APPACDM, todas as actividades que lhes proporcionem melhores condições de vida e uma melhor integração na sociedade são fundamentais. “Temos o ‘know how’ necessário e os nossos técnicos, melhor do que ninguém, sabem o que deve ser feito”, assegura Joaquim Queirós, há mais de 18 anos na instituição e desde o início de 2015 enquanto presidente da direcção. 

Sobre este acompanhamento contínuo e essencial à vida destas pessoas, Joaquim Queirós destaca dois programas implementados em colaboração com a Câmara Municipal de Gaia: a integração de utentes em Centros de Actividades Ocupacionais e as iniciativas no âmbito do Gaia Aprende+(i). “Há quase 30 anos que, em parceria com o Município, temos utentes integrados nos chamados CAO socialmente úteis. No Parque Biológico de Gaia, temos cerca de 20 pessoas com deficiências não severas que têm capacidades para desenvolver determinado tipo de actividades”, afirma.​
Sobre o Gaia Aprende+(i), destaca, desde logo, o facto de ser direccionado para crianças tão novas. Com o propósito de promover a igualdade de oportunidades, independentemente da condição física e intelectual das crianças, o programa inédito, criado pela Câmara Municipal de Gaia com o apoio das IPSS do concelho, proporciona actividades únicas a cerca de 300 crianças com necessidades educativas especiais (NEE). Engloba actividades como a cinoterapia e a hipoterapia - terapias assistidas por animais - além do Karaté adaptado e da hidroterapia. Desde 2016 que a APPACDM dá apoio a algumas dessas actividades e assegura a dinamização dos períodos não lectivos no âmbito deste programa. O repto veio directamente do presidente da Câmara, que desafiou a instituição, como recorda Joaquim Queirós, a “tirar os miúdos com NEE das salas de ensino regular e desenvolver com eles outro tipo de actividades, mais úteis para a vida deles”. São os auxiliares da APPACDM que acompanham a hidroterapia, a hipoterapia e o karaté adaptado, por exemplo. @PÚBLICO

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

vamos dar de beber ao nosso "chorão bebé"?

o nosso "bebé" a querer impor-se

Quem não se lembra da nossa velha palmeira? Foi, até há bem pouco tempo, o nosso cartão de identidade. Passou da velha escola para a nova, mantendo o seu porte ereto e único.


Porém, esta árvore foi vítima do escaravelho que tantas congéneres dizimou, como aqui noticiamos, e necessitava de ser removida do "hall" de entrada da escola e dar lugar a outra "irmã".


Escrevia o CRESCER, à data de 19 de outubro de 2018, «aguarda-se que o nosso símbolo venha a ser continuado por uma outra digna "irmã", vertical e cúmplice, pois esta nossa palmeira soube que "as árvores morrem de pé".»

Ora, a Junta de Freguesia de Águas Santas cooperou com a escola nesta difícil tarefa, dando resposta a um apelo do Senhor Diretor na ceia de Natal. 

Assim, a velha palmeira foi removida e a seu lado cresce agora um novo companheiro, um simpático "chorão", que, se bem tratado, dará uma beleza rara à nossa entrada.

O salgueiro chorão, apesar de exigir regas regulares nos primeiros anos de vida, é uma árvore tolerante tanto a períodos de forte calor, quanto a terrenos com excesso de humidade. Sofre com geadas e não suporta ventos, é uma árvore de sol pleno, que precisa de solo fértil. 

Deste modo, o CRESCER quer deixar aqui a gratidão à Junta de Freguesia por, de forma muito discreta, ter permitido que a despedida da palmeira não fosse muito dolorosa (pois saiu em interrupção de atividades letivas) e também por nos ter oferecido um novo "bebé".

assim será o nosso "bebé", se formos bons cuidadores

Apelamos a todos, que deem de beber ao nosso "chorão bebé" para que possa crescer feliz e saudável.

"Há mais mundo com o ensino profissional - profissões da primeira circum-navegação"


A Agência Nacional para a Qualificação e o Ensino Profissional (ANQEP), em parceria com a revista Mais Educativa, irá dinamizar, entre os meses de fevereiro e março, o roadtrip "Há mais mundo com o ensino profissional - profissões da primeira circum-navegação" que irá percorrer 40 escolas de ensino básico de Portugal Continental. 
Esta viagem itinerante insere-se no âmbito das Comemorações do V Centenário da Viagem de Circum-Navegação comandada por Fernão de Magalhães, em conformidade com o disposto no Programa das Comemorações aprovado pela Resolução do Conselho de Ministros n.º 52/2018, de 4 de maio. 
Com este projeto pretende-se celebrar o V Centenário da primeira Viagem de Circum-Navegação comandada por Fernão de Magalhães (pioneiro e construtor do mundo global que hoje conhecemos e vivemos) e dar a conhecer a diversidade de cursos de ensino profissional e promover a sua procura por parte dos jovens que, estando a finalizar o ensino básico terão de optar por uma das ofertas educativas e formativas de nível secundário para continuarem a sua viagem pelo mundo da qualificação. 
Uma equipa composta por vários profissionais de comunicação e por um youtuber (Alin –Mihai), deslocar-se-á no dia 26 de fevereiro durante o período da manhã, esta equipa para além de efetuar uma reportagem em vídeo, in loco, das atividades que serão realizadas na escola, ajudará na divulgação do concurso "Há mais mundo com o ensino profissional - profissões da primeira circum-navegação" e dará a conhecer um leque alargado de opções que os jovens poderão ter na escolha de um percurso de qualificação de nível secundário, através da apresentação de um concurso. 
Intitulado "Há mais mundo com o ensino profissional - profissões da primeira circum-navegação", este concurso destina-se a jovens que se encontram a frequentar o 9º ano de escolaridade e convida os jovens, à semelhança do que se sucedeu com Fernão de Magalhães e com os seus marinheiros, a empreenderem uma viagem mas, desta vez, à descoberta do ensino profissional. Esta descoberta  deverá ser traduzida num vídeo, com a duração máxima de 4 minutos, através do qual, dando asas à criatividade, os jovens deverão efetuar um périplo pelo ensino profissional, o vídeo deverá ainda integrar um slogan que concilie os termos: “Ensino Profissional”, “Viagem” e “Mundo”.
Estamos em crer que se trata de uma iniciativa com elevado cariz pedagógico e relevante para a orientação escolar dos alunos,  solicitamos assim, a vossa colaboração, na divulgação desta informação.  De realçar que esta ação apenas decorrerá nos intervalos, não interferindo com o normal funcionamento das atividades letivas.
 cortesia de Ana Monteiro

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

JPS ajuda a esclarecer o que é o HPV

Confuso com as siglas? Então leia o que escreveu o 11º J.


No âmbito do Projeto Jovens Promotores de Saúde (JPS), na passada terça-feira realizou-se no auditório da escola uma palestra sobre o HPV (sigla em inglês para Papilomavírus Humano).
O evento foi organizado pelo 11ºJ, turma do curso profissional de técnico auxiliar de saúde, que convidou duas turmas do secundário a assistirem à apresentação da Drª Patrícia Pinto, psicóloga da LPCC ( Liga Portuguesa Contra o Cancro).
Ficámos a saber que o HPV não é a mesmo que HIV (HIV é o vírus da imunodeficiência humana). Trata-se de uma infeção causada pelo papilomavirus humano, não apresenta sintomas e pode resultar em verrugas ou evoluir para cancro. Por isso, apostar na prevenção é o melhor remédio. A partir deste ano vai estar disponível a vacinação para os rapazes.
cortesia de Cristina Matos

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

o QCENA vai começar a "viajar"

   
    
    "Somos um grupo de alunos de vários níveis de escolaridade e integramos o grupo de teatro QCENA, do AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DE ÁGUAS SANTAS - MAIA, coordenado por duas professoras com formação em ensino de Português e em Expressão Dramática. 

    Ao longo do ano letivo, escrevemos, ensaiamos e promovemos a peça «Viagens» que irá estrear, no início do mês de maio.

     Recorremos aos Órgãos de Comunicação Social/ Associações Culturais para nos ajudarem na divulgação de um projeto que consideramos relevante e de extrema importância na educação integral dos nossos alunos."
   
     Podem encontrar mais informação na nossa página de Facebook e reservar os Vossos bilhetes

"Juntos por uma Internet melhor"



As celebrações sobre o Dia da Internet Segura, que se celebra em mais de 140 países, já começaram e irão decorrer durante todo o mês de fevereiro. A campanha “Juntos por uma Internet melhor” pretende chamar a atenção dos jovens, crianças, pais, professores, incentivando para a união e criação de um espaço ainda melhor para todos na Internet.
A turma 10.º J, com a ajuda da professora Susana Santos, realizou uma faixa que se encontra afixada na entrada na escola, que comemora o “Dia da Internet Segura” e, num futuro mais próximo, irá decorrer uma atividade que irá envolver uma turma por ano, desde o 5.º ano até ao 9.º ano, orientada pelos alunos de 10.ºe 11.º ano do Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos.
foto e texto de Dulce Ribeiro, 10.º J

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

Eu Sou e Eu Vou (2)

Neste dia 4 de fevereiro, comemora-se o Dia Mundial da Luta Contra  o Cancro.
A escola, em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, desenvolveu algumas atividades, entre elas os cartazes alusivos ao tema e ilustrados com fotos de alunos de quando eram crianças.

A turma 10º L, do curso profissional Técnico Auxiliar de Saúde fez os posters que podem ser vistos no pavilhão A3, bufete, secretaria, A5 e biblioteca e também no seu jornal CRESCER, como noticiamos aqui.
Entretanto, hoje chegaram mais dois posters que aproveitamos para divulgar no sentido de reforçar a importância deste dia e da tomada de decisões.




























contributo especial de Júlia Meira

os ecrãs impedem os jovens de desenvolver empatia...

... e as sociedades tornam-se "brutais".

JOHN HOLCROFT/GETTY IMAGES
"A resiliência constrói-se. Num ambiente de segurança, o cérebro de alguém que sofreu um trauma regenera-se “muito mais rapidamente do que imaginamos”. Mas, atenção, avisa o psiquiatra Boris Cyrulnik, uma criança que cresce a olhar para ecrãs não consegue desenvolver empatia.
A nossa capacidade de resistência à adversidade – a chamada resiliência – não está inscrita nos genes. Não nascemos com uma determinada predisposição, antes somos moldados pelo ambiente desde o útero materno e pela vida fora, e é isso que nos torna mais ou menos resilientes.
O defensor desta ideia, o neuropsiquiatra francês Boris Cyrulnik – que esteve em Portugal esta semana para fazer uma conferência na Noite das Ideias, iniciativa da Embaixada de França e do Instituto Francês, dia 31 de Janeiro, na Fundação Calouste Gulbenkian, em Lisboa – sabe do que fala. Ele próprio é um exemplo de resiliência e tornou-a o tema principal das suas pesquisas e do seu trabalho de toda a vida.
Hoje com 81 anos, este sobrevivente do Holocausto tem trabalhado com pessoas, sobretudo crianças e jovens, que passaram por situações traumáticas. “A resiliência”, diz, “é uma construção constante, é um fenómeno de desenvolvimento e nós desenvolvemo-nos o tempo todo, a nível biológico, psicológico, afectivo, social.” E acrescenta, com um sorriso de garoto: “Só paramos de nos desenvolver aos 120 anos. Depois disso, é possível, mas é difícil.”
Muito do processo de regeneração de um cérebro que sofreu um trauma passa pela segurança mas também pela empatia com os outros. Ora, actualmente, com a presença constante da tecnologia nas nossas vidas, é precisamente a capacidade de criação de empatia que começa a estar em risco. E que consequências isso tem para uma sociedade?
Está também a surgir nas nossas sociedades outro fenómeno que preocupa o psicanalista: a dificuldade de desenvolver empatia, que afecta sobretudo os mais jovens. A empatia é algo que implica interacção humana, sublinha. E quando grande parte da relação com o mundo é feita não através de outros seres humanos mas sim de ecrãs de televisões, computadores ou telemóveis, é muito mais difícil aprender a empatia.
E, no entanto, esta é algo que um bebé recém-nascido adquire com uma surpreendente facilidade. “Os bebés compreendem imediatamente a menor variação da mímica facial da mãe, desde muito pequenos. Somos uns virtuosos, únicos entre as espécies vivas a lidar com a mímica facial.” Daí que seja difícil criar um robot que possa realmente substituir uma pessoa." @ PÚBLICO

sábado, 2 de fevereiro de 2019

o Teatro veio à escola

Tiago, Edi e Mafalda
"Para dar provas da originalidade do seu trabalho, Gil Vicente propôs-se a criar uma obra a partir de um ditado popular escolhido por aqueles que o acusavam de plágio – “mais quero asno que me leve, que cavalo que me derrube”. E acabou, desta forma, por escrever a sua obra mais complexa ao nível da estrutura dramática e narrativa.
A história da Inês Pereira pode ser a de qualquer uma outra moça casadoira e filha do povo. Apesar de vir, no desfecho da farsa, a revelar-se um exemplo dos maus costumes que Vicente satiriza, nunca deixa, ao longo de toda a narrativa, de ser um exemplo da rebeldia jovem, numa voz feminina que destaca a sua força num tempo de silêncios conformados.
Mas em toda esta farsa, o teatro transborda da literatura, nas personagens bem recortadas, nas situações e ações que devem mais ser feitas que lidas. E este espetáculo é a transformação de uma das maiores obras escritas de Gil Vicente, em acontecimento e ação, para que os estudantes da Farsa de Inês Pereira possam ver Inês com os seus próprios olhos, aos seus pretendentes e a todas as personagens que escrevem em tempo real esta comédia em toda a sua dimensão satírica.
Não vamos ler a obra com os alunos, vamos mostrá-la, dá-la a provar e depois digeri-la em conversa." @ Teatro do Bolhão

E não vieram ler a obra com os alunos, vieram antes brindar o público de 10º ano com a verdadeira arte de bem representar. Depois de cada uma das duas divertidas sessões de representação, os atores Tiago, Edi e Mafalda ainda conversaram com os grupos de alunos presentes, que não se inibiram de colocar questões, as quais foram muito bem esclarecidas pelos atores.
Bravo! Voltem sempre. Nem imaginam a quantidade de "estaladas" que aconteceram nas aulas de Português! ;)

sexta-feira, 1 de fevereiro de 2019

Eu Sou e Eu Vou (1)

Na próxima segunda-feira, dia 4 de fevereiro, comemora-se o Dia Mundial da Luta Contra  o Cancro.
A escola, em parceria com a Liga Portuguesa Contra o Cancro, desenvolveu algumas atividades, entre elas estes cartazes alusivos ao tema e ilustrados com as fotos dos alunos na altura em que eram crianças.

A turma 10º L, do curso profissional Técnico Auxiliar de Saúde fez os posters que podem ser vistos no pavilhão A3, bufete, secretaria, A5 e biblioteca e também aqui, no seu jornal CRESCER.
Fica o apelo para que cada um decida quem é e para onde vai














contributo especial de Júlia Meira