Número total de visualizações de páginas

segunda-feira, 10 de maio de 2021

concerto dos "appSOUND" às 14h20m de hoje

 Ainda vai a tempo! Como aqui foi divulgado, oappSOUND vão realizar um concerto online, hoje, dia 10 de maio, segunda-feira, pelas 14:20h para toda a comunidade educativa do nosso Agrupamento. 


Os appSOUND são uma banda composta por clientes da Unidade Residencial e do Centro de Atividades Ocupacionais da Associação do Porto de Paralisia Cerebral, coordenada e dinamizada pelo professor Indalécio “Indy” Paiva.

Este concerto está enquadrado no âmbito do protocolo estabelecido entre o Centro de Recursos para a Inclusão e o Centro de Paralisia Cerebral do Porto.

O Conselho Pedagógico do Agrupamento aprovou a divulgação deste concerto por toda a comunidade educativa e autorizou igualmente a participação de docentes e alunos no concerto. Assim, a Equipa Multidisciplinar de Apoio à Educação Inclusiva apela a todos os docentes, independentemente do nível de ensino ou da aula que esteja a ser lecionada nesse horário, que permitam a participação dos alunos (ou o visionamento síncrono) no concerto através dos meios disponíveis em sala de aula.

Os interessados podem participar através do link https://us02web.zoom.us/j/9860072408?pwd=TURvRk14VGVKOEFaOE4vV2JmeHJYQT09, fazendo uso dos dados enviados por e-mail pela equipa EMAEI.

Bom concerto para todos!

“Cinco euros é um valor simbólico pela tarifa social de internet”

O Secretário de Estado para a Transição Digital diz, em entrevista ao JE, aponta para uma mensalidade de cinco euros para um pacote de 10 GB por mês com uma velocidade de download de 30 Mbps.


tarifa social da internet já foi aprovada pelo Governo e vai começar a ser disponibilizada a 1 de julho. O valor ainda não está fechado, mas o secretário de Estado para a Transição Digital, André de Aragão Azevedo, aponta para uma mensalidade de cinco euros (por pessoa) para um pacote de 10 GB por mês com uma velocidade de download de 30 Mbps. Em entrevista ao Jornal Económico (acesso pago), o governante diz que este é um valor simbólico e que prevê que a tarifa seja autofinanciada pelos beneficiários, ou seja, sem dar lugar a compensações às operadoras.

Este diploma ainda vai ter um processo de negociação e audição com os operadores, mas a expectativa que temos é que a tarifa seja autofinanciada pelos beneficiários, tendo por base a referência de um serviço que já hoje é prestado em contexto da Escola Digital”, disse Aragão Azevedo. “No caso da Escola Digital, o Estado é que assumiu o custo, porque entende que se trata da prestação de um serviço gratuito e universal na escolaridade pública e obrigatória. Aqui, como é uma tarifa social, tem uma componente de assunção pelo próprio beneficiário desse custo. O valor, que nos parece simbólico em termos de investimento da família, é cinco euros por mês, por beneficiário”.

Já em relação ao leilão de 5G, que dura há quatro meses, o secretário de Estado rejeita que haja quaisquer problemas, dizendo que o processo está “a decorrer com relativa normalidade” e a captar “enorme interesse” por parte de diferentes operadores pelo espetro nacional. “Correndo o risco de ser acusado de otimismo, sinceramente, não é vantajoso para o país empolarmos uma situação que não é tão grave como parece. O ruído é sempre indesejável. Mas também é verdade que nós não temos nenhuma evidência de que o ruído associado ao 5G esteja a afetar o investimento no nosso ecossistema ou a captação de investimento de base digital”, acrescentou. @ Sapo


Presidente da República promulga Carta de Direitos Humanos na Era Digital

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, promulgou no sábado a Carta de Direitos Humanos na Era Digital, aprovada em abril na Assembleia da República, segundo uma nota divulgada no ‘site’ da Presidência.

RUI OCHOA/PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA/LUSA Lusa

A lei, aprovada em 8 de abril passado, prevê direitos, liberdades e garantias dos cidadãos no ciberespaço, mas também uma tarifa social de acesso à Internet.

A nova legislação foi aprovada em votação final global, com os votos do PS, PSD, BE, CDS, PAN, das deputadas não inscritas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues e a abstenção do PCP, PEV, Chega a Iniciativa Liberal, e resulta de dois projetos, do PS e do PAN, que apresentaram um texto comum, discutidos em plenário em outubro de 2020.

O diploma tem 21 artigos e garante direitos como o “direito ao esquecimento”, o direito à proteção contra geolocalização abusiva ou ainda o direito de reunião, manifestação, associação e participação em ambiente digital.

A lei determina que “o Estado deve promover” a “criação de uma tarifa social de acesso à Internet” para clientes economicamente vulneráveis, a existência de “pontos de acesso gratuitos” em espaços públicos como bibliotecas, jardins e serviços públicos ou ainda a continuidade do domínio “.pt”.

Ao Estado é também pedido que garanta “em todo o território nacional conectividade de qualidade, em banda larga e a preço acessível”.

São igualmente conferidas garantias de liberdade de expressão da utilização do ciberespaço e também é “proibida a interrupção intencional de acesso à Internet seja parcial ou total”.

No plano do combate às “fake news”, a lei determina que o Estado “assegura o cumprimento em Portugal do Plano Europeu de Ação contra a Desinformação” para “proteger a sociedade contra pessoas singulares ou coletiva, ‘de jure’ ou de facto, que produzam, reproduzam e difundam narrativas” desse tipo.

Está previsto que qualquer cidadão tem o direito a apresentar queixas à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) em casos de desinformação.

O diploma determina o “direito ao esquecimento”, ou seja, “o direito ao apagamento de dados pessoais que lhe digam respeito”, nos termos da lei europeia e nacional, ação em que pode pedir o apoio do Estado. @ Sapo

sexta-feira, 7 de maio de 2021

chuva regressa na próxima semana com descida acentuada das temperaturas

Tempestade no Atlântico vai afetar a Península Ibérica. Na Serra da Estrela é esperada queda de neve.


Depois de uma semana com valores de temperatura acima do normal para a época, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê uma "descida acentuada da temperatura máxima" a partir de domingo.
Sábado será o dia mais quente da semana em Portugal Continental, com as temperaturas máximas a oscilar entre os 19º (Beja) e os 19º (Porto e Viana do Castelo) e as mínimas entre os 11º (Bragança) e os 15º (Faro).
Depois, a partir de domingo, o IPMA antecipa uma descida das temperaturas em todo o território continental, tal como períodos de chuva, passando gradualmente a regime de aguaceiros.
Na segunda-feira, as temperaturas máximas deverão variar entre os 20º (Faro) e os 10º (Guarda) e as mínimas entre os 4º (Guarda) e os 13º (Faro) e é mesmo esperada neve na Serra da Estrela. 
A mudança drástica no estado do tempo deve-se à formação de uma tempestade no Atlântico, resultado de uma ciclogénese explosiva, mas cujos efeitos serão sentidos na Península Ibérica a partir da próxima semana, revela a Agencia Estatal de Meteorologia espanhola, citada pela agência EFE@TSF

quase 100 anos depois, o primeiro filme de Fernando Pessoa estreia na próxima semana

 “O Ídolo” foi realizado por Pedro Varela a partir de uma ideia do escritor — tudo foi gravado com um telemóvel.

Fernando Pessoa é, obviamente, um dos autores mais conceituados e conhecidos de sempre da língua portuguesa. Contudo, o artista que morreu em 1935 (apenas com 47 anos), tinha outros interesses relacionados com a escrita. Foi dramaturgo, ensaísta, crítico literário, comentador político, tradutor, publicitário. E ainda fez algumas experiências ligadas ao cinema.

Em 2011, foi publicado “Fernando Pessoa — Argumentos para Filmes”, uma coleção de ideias mais ou menos dispersas para criar histórias de filmes. Foi um trabalho de pesquisa de Patrício Ferrari e Cláudia J. Fischer, que mergulharam a fundo no espólio do escritor para fazerem esta compilação. Alguns dos textos já tinham sido divulgados em 2007, no livro “Courts-Métrages”, de Patrick Quillier.

Um desses esboços de argumento foi “Note for a Thriller, or Film”, que agora foi concretizado pelo realizador e guionista Pedro Varela (“Esperança”, “Os Filhos do Rock”), a partir de uma proposta da Agência Uzina para a Samsung — isto porque o filme foi todo gravado com o novo telemóvel Samsung Galaxy S21 Ultra 5G.

O resultado é “O Ídolo”, uma curta-metragem que tem entre 15 e 20 minutos  que estreia na próxima quarta-feira, 12 de maio, no site da marca — embora Pedro Varela revele à NiT que talvez o filme esteja em exibição nalgumas salas de cinema, de forma gratuita, como incentivo para atrair novamente os espectadores ao grande ecrã. Além disso, o foco também é internacionalizar a curta — a estratégia é fazer uma “estreia mundial” online. @ NiT

hortas biológicas e compostagem comunitária na Maia

A Câmara da Maia decidiu criar hortas biológicas e sociais em empreendimentos no centro do concelho para moradores que adiram a um projeto de compostagem comunitária e exclui o uso de produtos não naturais.
O arranque do projeto aconteceu na tarde desta quarta-feira com a entrega de 56 talhões de hortas sociais biológicas no empreendimento Jardins do Sobreiro [Bairro do Sobreiro], um conjunto de blocos habitacionais onde vivem cerca de 1200 pessoas de 400 famílias.
Os talhões hoje distribuídos abrangem quer moradores deste empreendimento, quer de outros locais da Maia.
O presidente da Câmara da Maia, António Silva Tiago, descreveu a iniciativa como "invulgar por ter sido escolhido um local no centro da cidade" e "inovadora pelas características ligadas à compostagem comunitária".
"Não há nada tóxico que entre nestas hortas. Só produtos orgânicos", sublinhou o autarca, citado pela Lusa.
Na prática, as hortas sociais estarão atribuídas a interessados em gerir um talhão agrícola, mas que se comprometam a usar os dois "compostores inteligentes" localizados no local e que servirão para desenvolver fertilizante natural através dos produtos orgânicos das cozinhas das famílias, nem como os chamados restos verdes.
Dar outro destino ao lixo da cozinha
"As hortas integram um projeto pioneiro no Grande Porto de compostagem comunitária, que permitirá aos moradores darem um destino adequado aos resíduos provenientes da preparação de refeições e que desta forma originarão um composto orgânico que será usado nas hortas, numa lógica de circularidade", pormenoriza a Autarquia.
"A Maia tem hortas em todo o concelho, mas estas são particulares pois estão no centro, a cerca de 100 a 150 metros da Câmara Municipal. O projeto faz parte de metas, temas e discussões que estão na ordem do dia que é a descarbonização", referiu António Silva Tiago.
O autarca destacou, ainda, que o projeto "convida as pessoas a ter uma atividade física a fazer economia", descrevendo as hortas como "jardins com outra utilidade".
Esta iniciativa está inserida no projeto BaZe Net Zero Carbon City que a Câmara da Maia lançou e que, lê-se em informação camarária enviada à Lusa, "visa descarbonizar o território através de um leque de soluções inovadoras, envolvendo e mobilizando o cidadão para a adoção de comportamentos sustentáveis".@ JN

dois cientistas portugueses nas fronteiras da ciência na 'Science'

Pela primeira vez dois investigadores portugueses, Henrique Veiga-Fernandes e Ana Pêgo, foram convidados para o conselho de editores de uma das revistas científicas mais influentes a nível mundial.

Henrique Veiga-Fernandes estuda os meandros da relação entre o sistema imunológico e o sistema nervoso e as portas que isso pode abrir no tratamento de várias doenças inflamatórias. Ana Pêgo investiga nanomateriais que podem ser usados em terapias de medicina regenerativa, também ligada às neurociências, na reabilitação de doenças degenerativas e AVC. Ele é investigador principal na Fundação Champalimaud, ela no i3S - Instituto de Investigação e Inovação em Saúde da Universidade do Porto e, além de outros cargos dentro e fora de portas, vão ser agora os primeiros portugueses a integrar o Conselho de Editores de Revisão da revista Science, um painel com cerca de 200 cientistas especialistas nas diversas áreas que ajudam a avaliar e a propor novos revisores para os artigos submetidos para publicação naquela que é uma das revistas científicas de maior influência a nível mundial – só 7% dos artigos submetidos são publicados. A nomeação por dois anos é oficializada hoje e, apesar de não se conhecerem, a reação ao convite que chegou há um mês por email foi parecida. “Ao início pensei que era phishing”, confessa Veiga Fernandes. Ana Pêgo ri-se quando partilhamos a reação do novo colega:_“Eu também pensei que era spam, a primeira reação era apagar, mas depois lá vi que era um convite muito personalizado.”
A escolha, explicam ambos ao i, terá sobretudo a ver com fazerem investigação em áreas de fronteira e é esse olhar que a Science pede também aos seus conselheiros, que descreve como “embaixadores”, diz Veiga-Fernandes. “São escolhidos cientistas que trabalham em áreas na fronteira do conhecimento e onde se pensa que se encontrarão respostas para as grandes questões da humanidade e civilizacionais do futuro, como tratar o cancro, como resolver o problema das alterações climáticas, como vamos descobrir vida fora do planeta”, exemplifica o investigador, que diz que a escolha de dois portugueses é um “exemplo claro do vigor da ciência nacional.” Ana Pêgo sublinha que é gratificante por isso, o contribuir para “pôr a ciência portuguesa no mapa”, mas também pelo reconhecimento de áreas que começaram há vários anos e agora começam a dar frutos. E é preciso publicar muito na Science para chegar a embaixador? A revista não parece guiar-se por aí. Entre dezenas de artigos publicados, Veiga-Fernandes publicou uma vez na Science e Ana Pêgo é a primeira vez, nestas funções, que vê o seu nome na revista. @ Sapo

quinta-feira, 6 de maio de 2021

Cristiano Ronaldo à beira de mais um feito histórico

 No topo da tabela de goleadores da Serie A 20/21, o internacional português pode tornar-se no primeiro jogador a sagrar-se melhor marcador em três das cinco principais Ligas europeias.

foto: Lusa

É que, a quatro jornadas do fim da presente edição da Serie A, o internacional português lidera destacado a lista de melhores marcadores da prova, com 27 golos, mas seis do que o mais direto perseguidor, Romelu Lukaku, do Inter.

E, se segurar mesmo esta liderança até ao final da prova, CR7 tornar-se-á no primeiro futebolista de sempre a sagrar-se melhor marcador em três das cinco principais Ligas europeias, as chamadas 'big-5', depois de já ter sido goleador máximo da Premier League inglesa em 2007/08 (com a camisola do Manchester United) e da Liga espanhola, em 2010/2011, 2013/2014 e 2014/2015, ao serviço do Real Madrid..(daqui)

"appSound" para todos no dia 10 de maio

foto da web

 equipa EMAEI propôs uma atividade de divulgação e partilha de um Concerto da banda “appSound”. A banda “appSound” (da Associação do Porto de Paralisia Cerebral) vai atuar num concerto online, via Teams, no dia 10 de maio, pelas 14 horas, para toda a comunidade educativa. 

Marcelo defende que são precisas "mais condições" para se ler e falar língua portuguesa

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu [hoje] a necessidade de existirem "mais condições para se falar e ler mais português", considerando que se tal não for feito "o português tenderá não a crescer, mas a morrer".


"É preciso haver mais condições para se falar mais e se ler mais o português", afirmou o Presidente da República, à margem de uma visita à Escola Secundária Carolina Michaëlis, no Porto, a propósito do Dia Mundial da Língua Portuguesa.
Em declarações aos jornalistas, Marcelo Rebelo de Sousa destacou a importância de se dar "uma vida nova" ao Plano Nacional de Leitura, às escolas, às famílias e comunidade em geral.
"Foi muito importante esse plano e a presença do português nos grandes órgãos de comunicação social, nos novos órgãos de comunicação social, no convívio do dia-a-dia dos portugueses, na relação de Portugal e dos países irmãos que falam português", disse.
Destacando que a língua portuguesa é "a mais importante no hemisfério sul e uma das quatro ou cinco línguas mais faladas no mundo", o Presidente da República disse ser necessário "um esforço diário" para celebrar o português.
Questionado pelos jornalistas sobre a atual situação das editoras portuguesas, o chefe de Estado afirmou ser necessário "olhar para o livro e para a política do livro", mas também para a comunicação social.
"Quanto menos se editarem jornais e revistas, quanto mais crítica for a situação das rádios e televisões que falam português, quanto mais difícil for o acesso e leitores à leitura em Portugal, naturalmente, mais o português tenderá não a crescer, mas a morrer", salientou.
Na visita à escola secundária, Marcelo Rebelo de Sousa assistiu a vários momentos que assinalaram o Dia Mundial da Língua Portuguesa, que hoje se celebra, e em conversa com os alunos, alertou para a importância da leitura, mas também da escrita.
O Dia Mundial da Língua Portuguesa, instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) em 2019, assinala-se hoje e as celebrações decorrem em 44 países, com mais de 150 atividades, em formato misto, presencial e virtual, devido à pandemia de covid-19.
O português é falado por mais de 260 milhões de pessoas nos cinco continentes, estimando-se que, em 2050, esse número cresça para quase 400 milhões e, em 2100, para mais de 500 milhões, segundo estimativas das Nações Unidas.
Globalmente, 3,7% da população mundial fala português, que é língua oficial dos nove países membros da Comunidade dos Países (CPLP) e em Macau.
Em conjunto, as economias lusófonas valem cerca de 2.700 milhões de euros, o que faria deste grupo a sexta maior economia do mundo, se se tratasse de um país, de acordo com o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Os países de língua portuguesa representam 3,6% da riqueza mundial. O português é também língua oficial ou de trabalho de cerca de 20 organizações internacionais. @ Sapo

quarta-feira, 5 de maio de 2021

10ª edição "A ciência por quem a faz e por quem a ensina"

Este ano, o habitual encontro "Ciência por quem a faz e por quem a ensina" não decorreu em setembro, por razões óbvias. Mas nunca é tarde! Vai decorrer no dia 8 de maio de 2021, próximo sábado, a 10ª edição e online.


As inscrições ainda estão abertas. Se ainda não se inscreveram e gostavam muito de assistir/participar a/neste encontro, ainda o podem fazer. 

No dia 8 de maio, a partir das 9:30h, e tal como nas edições anteriores, teremos três comunicações científicas de investigadores da Universidade do Porto.


Visite o site do encontro e inscreva-sehttp://www.cfaemaiatrofa.org/encontro2020/


Diivulgue esta mensagem por outros professores de Ciências que possam estar interessados, independentemente de pertencerem ou não ao nosso Agrupamento.

língua dos “sotaques” e da “solidariedade” celebrada em 44 países

 Esta quarta-feira comemora-se o segundo aniversário do Dia Mundial da Língua Portuguesa em mais de 44 países. Nas redes sociais são muitos as publicações sobre a data.

Dia Mundial da Língua Portuguesa é assinalado esta quarta-feira, 5 de maio, em 44 países. Ao todo vão ser realizadas mais de 150 atividades, muitas presencialmente, e outras em formato virtual em virtude da pandemia de Covid-19. Este é o segundo ano em que se comemora esta data, depois de em 2019 ter sido proclamado pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

Nas redes sociais a data está a merecer atenção com várias entidades e personalidades a assinalarem este dia com várias mensagens e publicações. No YouTube, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, através do canal oficial da Presidência da República Portuguesa, deixou uma mensagem onde enalteceu o português como língua de solidariedade com “múltiplos sotaques”.

“O português é uma língua propícia à expressão da solidariedade, da amizade, do amor, desde sempre, da troca de ideias, do debate. É uma língua de acolhimento, em que damos as boas-vindas a quem nos visita ou procura o nosso país para viver ou trabalhar. Uma língua de tempos bons e tempos maus”, disse Marcelo Rebelo de Sousa.

A conta oficial da Presidência do Conselho de Ministros no Twitter também assinalou a data com uma publicação onde sublinhou “o compromisso de continuar a melhorar a integração das pessoas imigrantes através da aprendizagem da língua portuguesa.”

O ministro dos Negócios Estrangeiros Augusto Santos Silva, num vídeo da Sessão solene para assinalar o Dia Mundial da Língua Portuguesa colocado no perfil do Twitter da República Portuguesa, aproveitou a ocasião para anunciar a edição do primeiro dicionário de português de Moçambique.

Só havia em Portugal e no Brasil”, justificou Santos Silva, que foi o primeiro a falar nas comemorações que decorreram no Centro Cultural de Belém e que contou com mais convidados, como António Guterres, secretário-geral da ONU, do Presidente da República de Cabo Verde, Jorge Carlos Fonseca, e do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, entre outros. @ Sapo

recebi um computador do Ministério da Educação, e agora?

É capaz de ser muito útil, não? Obrigado, Bruno Santos.

diretores dos cursos profissionais esclarecem alunos do 9º ano

 

Nestas últimas manhãs - dos dias 3, 4 e 5 de maio - os diretores dos cursos profissionais têm estado disponíveis para prestar informações aos alunos de 9º ano sobre a oferta formativa da escola para o ensino secundário no próximo ano letivo, num stand junto à reprografia.

Lídia Jorge vence Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários da APE

A escritora Lídia Jorge foi a vencedora do Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários, da Associação Portuguesa de Escritores (APE), com o livro "Em Todos os Sentidos", anunciou hoje a organização.

O Grande Prémio de Literatura Crónica e Dispersos Literários APE/Câmara Municipal de Loulé foi atribuído por unanimidade do júri, constituído por Carina Infante do Carmo, José Carlos Seabra Pereira e José Viale Moutinho, indicou a APE em comunicado.
Na ata de atribuição do prémio, o júri justifica a escolha de "Em Todos os Sentidos", de Lídia Jorge, editado pela D. Quixote, com o facto de "se tratar de um livro de mestria cronística".
"Do conjunto de textos resulta uma obra bem afeiçoada e nela se evidenciam: a brevidade impressionista suscitada pela ocasião, pela atualidade que ganha fôlego reflexivo; uma arte bem temperada na composição e intencionalidade da crónica; e o poder de sugestão, inferência e alusão da escrita com laivos ficcionais e poéticos", acrescenta.
O Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários, instituído pela APE, com o patrocínio da Câmara Municipal de Loulé, destina-se a galardoar anualmente uma obra em português, de autor português, publicada em livro e em primeira edição em Portugal, no ano de 2020.
O valor monetário deste galardão é de 12 mil euros.
A cerimónia de entrega do prémio terá lugar no próximo dia 15 de maio, às 10:30, no Auditório da Assembleia Municipal, em Loulé.
No ano passado, o vencedor do Grande Prémio de Crónica e Dispersos Literários foi Mário de Carvalho, com o livro "O que eu ouvi na barrica das maçãs" (Porto Editora).
Em edições anteriores, este prémio já distinguiu os autores José Tolentino Mendonça, Rui Cardoso Martins, Mário Cláudio e Pedro Mexia. @ Sapo 

Julião Sarmento (1948-2021), um artista da inquietação e do desejo

A inquietação e a pulsão do desejo marcam profundamente a obra do artista Julião Sarmento, muito inspirada no cinema, na arquitetura e na literatura, áreas que influenciaram a sua necessidade experimentalista ao longo de mais de 50 anos.
Foto: José Manuel Costa Alves

Usou uma miríade de suportes artísticos, nomeadamente a pintura, desenho, escultura, instalação, fotografia, filme, vídeo, som e a performance, e usando referências eruditas com origem na literatura e na filosofia, na arte e na arquitetura, na música e no cinema.

Considerado uma figura central da arte portuguesa desde 1970, o artista, que morreu hoje, em Lisboa, foi dos primeiros a alcançar amplo reconhecimento internacional.

O quadro, intitulado Where Speech Could Have Been Transcribed , foi vendido em Nova Iorque, em 2010, por 37 122 euros

O seu trabalho está representado em coleções de arte públicas e privadas, em Portugal e no estrangeiro, nomeadamente no Centro Georges Pompidou, em Paris, no Museu de Arte Contemporânea de Serralves, no Porto, no Museu Nacional Centro de Arte Rainha Sofia, em Madrid, no Museu Calouste Gulbenkian, em Lisboa, no Museu de Arte Moderna e no Museu Guggenheim, ambos em Nova Iorque, no Art Institute de Chicago, e na Tate Collection, em Londres.

Julião Sarmento foi agraciado com o grau de Oficial da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada em 1994. (daqui

terça-feira, 4 de maio de 2021

a bênção das pastas na UP

Foto Igor Martins / Global Imagens

Para alguns alunos do ensino superior e suas famílias, a cerimónia da bênção das pastas é um momento de partilha, de regozijo e de emoção. Nestes tempos, a pandemia obrigou a reajustes pois não se deixou intimidar com o centenário do evento.

A Queima das Fitas do Porto celebra este ano o 100.º aniversário. No passado domingo de manhã, o bispo do Porto, D. Manuel Linda, presidiu à Missa da Bênção das Pastas, a primeira celebração da semana académica. A cerimónia, que tinha por hábito ocorrer na Avenida dos Aliados, decorreu na Catedral da Sé, com as devidas distâncias e transmissão nas redes sociais da FAP, devido à pandemia da covid-19. @ JN

ataques de pânico: porque acontecem (agora com mais frequência) e os truques para lidar com eles

                                                                   Getty Images

Durante a pandemia, os ataques de pânico, principalmente em pessoas mais ansiosas, surgiram com mais facilidade. Uma especialista explica à VISÃO o que se pode fazer nestas situações, de forma a minimizar os sintomas e a melhorar o estado de ansiedade que esses eventos provocam.
A pandemia de Covid-19, que provocou maior ansiedade e stress, no geral, pode ter feito, também, com que as pessoas com maior vulnerabilidade psicológica e sensibilidade à ansiedade experimentassem ataques de pânico. Quem o diz é Ana Paula Trindade, psicóloga clínica na CLIPEDAM, na Amadora, Lisboa. “Estas pessoas, ao terem sensações corporais desagradáveis, desconfortáveis ou um pouco assustadoras interpretam-nas erradamente como perigosas e catastróficas, originando uma espiral de ansiedade que pode culminar num ataque de pânico”, explica a especialista à VISÃO.
Em Portugal, estima-se uma prevalência anual de transtornos relacionados com a ansiedade de 16,5%. Neste momento específico e único, podem surgir sintomas que vão ser interpretados como sinais de coronavírus e que vão fazer com que a ansiedade aumente. Consequentemente, o ciclo ansioso inicia-se. Além disto, há várias outras razões podem provocar ataques de pânico em certos momentos. Caraterísticas de personalidade como ter baixa autoestima, pensamentos negativos exagerados e uma tendência para a culpabilidade podem ter um peso na maior tendência ao surgimento de um ataque de pânico, explica Ana Paula Trindade.
Passar, também, por eventos stressantes como a perda de emprego, uma rutura de relacionamento ou a morte de um familiar pode favorecer o surgimento de ataques de pânico, assim como ter um histórico de traumas – abusos sexuais, acidentes ou assaltos -, ou acumular certas tensões ou inibições, acrescenta a psicóloga. Pessoas com depressões também são mais vulneráveis a este tipo de eventos, mas os ataques de pânico podem surgir, também, como resposta a uma situação específica, como uma fobia com a qual teve de se lidar de forma inesperada, por exemplo.
Conseguem identificar-se facilmente os ataques de pânico? E como lidar com eles?
O ataque de pânico caracteriza-se por ser um episódio de medo intenso ou de desconforto que começa de forma súbita e pode fazer parte de algum transtorno de ansiedade. Pode ser, portanto, difícil, principalmente para quem nunca passou por um evento destes, identificar que se está a ter um ataque de pânico. “A crise de pânico é frequentemente acompanhada por uma sensação de perigo ou catástrofe iminente e por um impulso para a fuga. O início é súbito e frequentemente atinge o seu pico de maior intensidade muito rapidamente, habitualmente em menos de 10 minutos”, explica Ana Paula Trindade, acrescentando que a sua duração é limitada, raramente ultrapassando os 15/20 minutos de duração.
Os sintomas mais comuns incluem palpitações, ritmos cardíacos acelerados, suores, estremecimentos ou tremores, dificuldade em respirar, sensação de sufoco, desconforto ou dor no peito, náuseas ou mal-estar abdominal, sensação de tontura, desequilíbrio, cabeça oca ou desmaio, desrealização (sensação de irrealidade) ou despersonalização (sentir-se desligado de si próprio), medo de perder o controlo ou de enlouquecer, medo de morrer, parestesias (dormência ou formigueiros) e sensação de frio ou de calor.  
É importante distinguir aquilo que é um ataque de pânico e o que é a síndrome de pânico, sendo que a primeira acontece durante um período breve, com início repentino e sintomas físicos e emocionais. Já a segunda provoca ataques de pânico recorrentes que causam preocupações excessivas com possíveis ataques futuros. Se uma pessoa tiver eventos destes de forma frequente e modifica o seu comportamento para os evitar deve pedir ajuda psicológica, afirma a especialista. Mas é possível aprender a gerir estes eventos e há algumas dicas que podem ser seguidas para controlar melhor esses momentos:

– Perceber que se está a ter uma crise momentânea; 

– Sentar-se num local sossegado e pensar na ausência de consequências negativas para o organismo; 

– Reestruturar o pensamento desta forma: “Isto vai passar” e “Não vou morrer”; 

– Fazer interpretações corretas do significado das sensações corporais e afastar crenças erradas acerca da sua perigosidade; 

– Concentrar a atenção num objeto exterior e desviando-a, assim, das sensações corporais e pensamentos catastróficos (técnica de distracção). @ Sapo


concentrações de pólenes muito elevadas em Portugal continental

Foto: Pixabay

Os níveis de pólen no ar vão estar muito elevados em Portugal continental durante os próximos dias, o que pode desencadear crises alérgicas, alertou hoje a Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica (SPAIC).

“Com uma maior concentração de pólenes na atmosfera, crianças e adultos alérgicos aos pólenes devem evitar a exposição às substâncias que causam alergia”, aconselha a SPAIC num comunicado em que divulga o seu Boletim Polínico, na semana em que se assinala o Dia Mundial da Asma (05 de maio).

A Sociedade Portuguesa de Alergologia e Imunologia Clínica adverte que até ao dia 06 de maio os pólenes estarão em níveis muito elevados, o que pode desencadear crises alérgicas, incluindo nos doentes asmáticos.

De acordo com o Boletim Polínico, os pólenes encontram-se em níveis muito elevados em todas as regiões de Portugal continental, predominando os pólenes das árvores sobreiro e outros carvalhos, pinheiro e vidoeiro, e das ervas gramíneas, parietária, azeda, tanchagem e urtiga.

Já na região autónoma da Madeira, os pólenes encontram-se em níveis baixos, com destaque para os pólenes das árvores pinheiro e das ervas parietária e gramíneas.

Também em Ponta Delgada (região autónoma dos Açores), as concentrações de pólenes estão em níveis baixos, com predomínio dos pólenes das ervas urtiga e parietária, e da árvore pinheiro. @ Sapo

DESPORTO: Sporting conquista a Champions de futsal

 Sporting bate Barça com reviravolta épica e conquista a Champions de futsal


O Sporting chegou ao intervalo a perder por 2-0 frente ao Barcelona, mas conseguiu uma recuperação épica na segunda parte (4-3) e sagrou-se campeão da Europa de futsal pela segunda vez na sua história.

segunda-feira, 3 de maio de 2021

DESPORTO: Portugal termina em primeiro na qualificação para Europeu de andebol

A seleção portuguesa de andebol garantiu hoje o triunfo no Grupo 4 de qualificação para o Europeu de 2022, ao derrotar em casa a Lituânia, por 30-25, na sexta e última jornada.

Com o apuramento já garantido, o quarto consecutivo, depois da qualificação para o Europeu anterior, para o Mundial e para os Jogos Olímpicos Tóquio2020, a seleção portuguesa assegurou o triunfo na ‘poule’, apesar de ter chegado a perder ao intervalo frente aos lituanos, por 12-11.

Portugal terminou o Grupo com 10 pontos, mais dois do que a Islândia, seis do que a Lituânia e oito do que Israel. (daqui)

experiência: a sensação de passar a maior ponte pedonal suspensa do mundo

A VISÃO esteve na ponte "516 Arouca" para lhe contar [e mostrar] a experiência naquela que é a maior ponte pedonal suspensa do mundo e que poderá visitar, em Arouca, a partir desta segunda feira, dia 3.

É provável é que o leitor já tenha ouvido falar da nova atração turística de Arouca: a maior ponte pedonal suspensa do mundo. Os primeiros a passá-las – a ponte e a experiência – foram os residentes no concelho. Mas a partir desta segunda-feira, 3 de maio, qualquer pessoa pode passar pelo mesmo. Ou seja: percorrer 516 metros de comprimento de tabuleiro que liga as margens da União de Freguesias de Canelas e Espiunca e da Freguesia de Alvarenga. Quando o visitante vê a água do Rio Paiva correr por baixo dos seus pés, está a 175 metros de altura, o ponto mais alto da travessia.

Inaugurada oficialmente este domingo, 2, a ponte “516 Arouca” começou a ser construída em 2018 numa colaboração a três partes, totalmente portuguesa. A empresa que desenhou o projeto, a IteCons, a construtora Conduril – Engenharia SA e o Município de Arouca. Durante este período poucas pessoas terão atravessado mais vezes esta estrutura que Margarida Belém, Presidente da Câmara Municipal de Arouca. Em conversa com a VISÃO, além de garantir a segurança da ponte e o orgulho dos Arouquenses nesta obra, a autarca falou sobre a sensação de a passar.

Decidimos experimentar e confessamos que a primeira passagem não foi agradável. Rodar a cabeça para apreciar a paisagem era muito difícil, baixar a cabeça para ver o fundo era impensável. Olhamos em frente e, ao passo mais acelerado possível, alcançamos a outra margem. Mas ficou o descanso: a ponte parece segura e mal a sentimos mexer-se. É o resultado da engenharia envolvida na sua construção. Desde as catenárias de sete cabos que a suportam ao longo dos 516 metros, até aos pendurais colocados em X para que as forças da ponte trabalhem umas contra as outras para garantir mais estabilidade. A obra é explicada por um dos guias que acompanha os visitantes a cada travessia que, entre ida e volta, tem a duração máxima de uma hora e 30 minutos. Nós não demoramos tanto tempo mas, na segunda vez, a experiência foi bem diferente.

Chegámos ao fim da visita e encontrámos equipas a simular operações de auxílio a quem, por algum motivo, se sinta mal durante o percurso na ponte. No nosso caso não foi necessário, mas a sensação de segurança saiu mais uma vez reforçada. A partir desta segunda feira, Arouca fica assim com mais um motivo para atrair visitantes ao interior, a acrescentar aos concorridos Passadiços do Paiva, por exemplo. Parte desses, aliás, mais concretamente uma escadaria com 500 degraus, que terá de subir para aceder à visita à maior ponte pedonal suspensa do mundo. @ Sapo 

campanha "Uma dieta sem plásticos" começa segunda-feira nas redes sociais

A informação e a sugestão de dicas e de propostas de ação para reduzir a presença de plásticos no dia a dia são os objetivos da campanha europeia que se inicia segunda-feira destinada a aumentar o conhecimento sobre os perigos escondidos nos produtos de plástico usados no quotidiano.


Até 13 de junho decorre a campanha europeia "NonHazCity Plastic Diet / Dieta sem plásticos – o impacto do plástico na nossa saúde”, apenas nas redes sociais.
A campanha pretende impulsionar a mudança de comportamentos de consumo com o objetivo de reduzir a emissão de substâncias perigosas de produtos.
Segundo a associação ambientalista Zero, tratam-se de produtos adquiridos no dia-a-dia, como roupas, brinquedos, utensílios de desporto, acessórios e materiais que contactam com os alimentos.
A campanha não se foca apenas na necessidade de reduzir as quantidades de plástico, mas olha mais especificamente para a composição dos diferentes materiais e quais podem ser as alternativas mais seguras.
Pretende também desafiar os consumidores a testar os seus conhecimentos através de pequenos inquéritos e a fazer uma avaliação da sua casa.
A campanha integrará também o apelo ao uso da aplicação Scan4chem, que está disponível em português e permite aos consumidores solicitar informações aos fabricantes sobre a presença de substâncias perigosas nos seus produtos.
"Uma dieta sem plásticos" é um evento integrado na Green Week da UE e envolve a Alemanha, a Estónia, a Finlândia, a França, a Grécia, a Letónia, a Lituânia, a Polónia, Portugal, a Sérvia, a Suécia e a Rússia.
A campanha incide sobre os plásticos porque muitos dos que usamos podem prejudicar o ambiente, mas também a saúde humana já que muitos plásticos resultam da mistura de polímeros obtidos de combustíveis fósseis com um conjunto variado de aditivos.
O Projeto LIFE AskREACH foi pensado para promover o conhecimento dos cidadãos sobre os seus direitos à informação sobre a presença de substâncias que suscitam elevada preocupação nos artigos que compram. @ Sapo

Marcelo elogia mulheres, "verdadeiras heroínas deste tempo de pandemia", no Dia da Mãe

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, saudou hoje, Dia da Mãe, as mulheres portuguesas que foram "incansáveis" e "verdadeiras heroínas deste tempo de pandemia" numa "sociedade muito desigual".

Numa mensagem em vídeo publicada na página da Presidência da República, Marcelo saúda “todas as mulheres portuguesas, das quais muitas são mães, verdadeiras heroínas deste tempo de pandemia”.
Num momento em que a pandemia de covid-19 está “perto do fim”, embora ainda vá “demorar tempo”, o Presidente elogiou “todos os portugueses”, mas “as mulheres em particular”, numa “sociedade muito desigual”, em que a prática nem sempre acompanha a igualdade que está previsto na Constituição e na lei.
Muitas das mulheres portuguesas são mães, “e têm a sua vida e tiveram a sua vida, atropelada com esta pandemia”, disse.
Porque, afirmou, “a somar às desigualdades do dia a dia, tiveram os custos sociais, do cuidado familiar, nomeadamente dos filhos, da conciliação com uma vida no trabalho, uma vida profissional, particularmente complicada, atribulada, meses após meses, em teletrabalho ou sem teletrabalho, em muitos casos sem teletrabalho”.
“Elas foram incansáveis, e por isso, neste dia que é o dia consagrado às mães portuguesas, eu recordaria, para além das mães portuguesas, todas as mulheres portuguesas, agradecendo o que foi o seu papel, o que é o seu papel e o que será o seu papel ainda, ao longo de um processo que nos testou, que nos desafiou, como pessoas e como comunidade”, concluiu. @ Sapo 

sábado, 1 de maio de 2021

memórias: o primeiro 1º de maio em Portugal

 Este foi o primeiro 1º de maio gozado em liberdade na cidade do Porto, em 1974.

Avenida dos Aliados, Porto, 1 de maio de 1974


A celebração do 1º de maio de 1974, apenas uma semana decorrida após a revolução do 25 de abril, permanece ainda hoje como a maior manifestação popular da história portuguesa. Do norte ao sul do país, centenas de milhares de pessoas saíram à rua nesse dia demonstrando de forma espontânea a sua alegria pela liberdade recentemente conquistada. @ RTP

Se não conhece a história deste dia, feriado em muitos países do mundo, conheça aqui as peripécias que conduziram ao Dia do Trabalhador.

sexta-feira, 30 de abril de 2021

lembrar o dia da Mãe

É no domingo que se comemora. E os alunos EMRC estão a preparar-se para ele. Podemos ver o que fazem no vídeo enviado pelos docentes da disciplina.

Feliz dia para TODAS as MÃES!

Oficina de Poesia: 12º A e 12º G *

A poesia contemporânea infiltrou-se, sem qualquer amarra ou contenção, nas  aulas de Português do 12º Ano. Durante alguns dias, lemos poesia, ouvimos poesia, saboreamos poesia e… escrevemos poesia.

Eis alguns dos textos escritos na Oficina de Poesia 2020/2021 das turmas do 12º A e 12º G.

Quem é Rodrigo Sá Pinheiro?
Para o frio, é o calor
Para o ódio, é o amor
Para o silêncio, é o barulho
Para o nadador, é o mergulho
 
Se o mundo fosse como o Rodrigo
Havia menos pessoas a olhar para o seu umbigo
Porque, melhor que o Sá Pinheiro
É impossível, ele é o nosso dinheiro.
                                                                                       Padeira de Aljubarrota

O teu adeus deixou em mim um misto de emoções
Na barriga senti um frio
E o coração a perfurar os pulmões.
 
Mas aprendi que é assim o teu amor.
Dias cinzentos
E outros sem cor.
                                        Margarida Carvalho
 
A noite é como um paraíso. Tudo sossegado e calado, onde o único som que se ouve é o silêncio. A luz que a lua irradia espeta a terra como um punhal, destruindo todas as sombras cruéis e almas inseguras que ainda não estão a dormir.
                                                                         Inês Mendes      

Poema da sala:
No aquário encontra-se o silêncio do adeus.

                                                                                                          Anónima do séc XXI

No frio da noite, ela sentia o amor a escapar-lhe pelas mãos. Ouvia os seus discursos e acreditava, ou fingia que acreditava. 
                                                       Clara Costa
 
Acreditava que o amor era um sentimento de não querer largar, não deixar fugir e sempre proteger. Mas tudo se resume no adeus entre duas almas que se tocaram em tempos e se separam por um amor inexistente.
                           D. Sebastião do séc. XXI

Branca de Neve
As lágrimas escorrem-lhe a cara como o orvalho da manhã.
Gostava que o meu amor lhe curasse a tristeza e a acordasse do sono da maçã.
Ainda bem que o caçador ficou sem força e mesmo que agora esteja morta, pelo menos parece sã.

                                                                                                                                                                                                                                       Príncipe Encantado

Água que me envolves,
Não me lembrei que era inútil
Para que tu me deixasses
No desperto quente onde a sede
É o teu sinal de adeus.
                                                     Celina
 
Quando o silêncio depois das lágrimas te atacar, quero ser eu a dar-te tudo o que precisas para te ajudar a levantar. 
Quero dar-te o tratamento do silêncio, até lágrimas caírem dos teus olhos.
  
                                                                                                                                                                    Napoleão Bonaparte

A guerra é como um incêndio
Um conflito cheio de dor
É criado com base na raiva
Causando bastante ardor
 
Separa indivíduos como um punhal
Deixando as pessoas desamparadas
As mesmas acabam sem aqueles que amam
Deixando de se sentir amadas
 
Em manhãs de orvalho, as pessoas ainda recordam
Da falta que sentem daqueles que partiram
Mas eles já não estão presentes
Nem o sentimento que no passado sentiram
 
Então eu pergunto:
Valerão as guerras a pena?
Visto que provêm de um lugar cruel e severo
Ou serão apenas as marcas de um regime austero?

                                                                                                                              Henrique Madureira

 
A noite é uma imensa escuridão.
É uma realidade misteriosa,
Repleta de sombras e segredos.
É uma aguarela de cores frias
A noite oculta quem nela se aventura
É um vazio, cheio de vida.
 
                                          Duarte Mendonça   
 
Iniciei a minha jornada através da minha memória
Como se de um paraíso se tratasse
Enquanto sentia o caminho de orvalho,
Leve e tranquilo.
Mas o paraíso desapareceu
E a luz que me guiava se perdeu.
Foi como um punhal no coração
Em que a noite me deu a desilusão.
                                                       Ruben Fonseca     
 
As flores avivam-me a memória
De momentos passados
Aqueles cheiros e cores
Que movimentam os amados
 
São ternuras, mas são desculpas
São alegria, mas são arrependimentos
Flores sem sentimentos
Que sempre trazem um sentimento
 
São amores e tragédias
Em pétalas de ressentimento
Mas são estações do ano
Sem medo de ressentimento 
                                            Raquel Teixeira    

Das antigas memórias
Tiremos as doces lembranças
Os beijos apaixonados
As noites festejadas
E relembremos!
O quão felizes já fomos!

                                       Tomás

 
(In)certeza
 A noite é escura e confusa,
o dia é sóbrio e claro.
Mas a clareza é difusa
e a escuridão traz amparo.
 
Porque o claro é opaco,
e o escuro é translúcido.
E o conhecimento é fraco
quando não é esclarecido.
 
Porque a incerteza é a busca pela certeza,
e o saber é tomar como  garantido.
Então, mais vale afirmar-se ignorante com firmeza,

Do que dar-se por sabido e acabar perdido.
                                                                                                     Ana Silva
 
Já eu vi aquela paisagem,
Onde no orvalho, o sol brilhava,
e era nostálgica a aragem,
que lá passava.
Todos os dias lá ficava,
Refletindo até o sol cair.
Era aquilo que eu mais amava,
Aquilo que me fazia existir.
Mas agora não passa de lembranças,
Já não tenho razão para cá ficar,
Pois aquela aragem não passa de esperanças
Que eu tenho de a voltar a encontrar.
                                                          Miguel Cunha
 
Um sereno dia de primavera
Dono da sua complexidade
Com um calor que espalha saudade
Daquilo que o verão pode transmitir
 
No meu passeio intermitente
Se há algo que gosto de ouvir
É o belo sabor da vida
Misturado com o que faz rir
 
Se me julgam por quem pareço
Não importa se me vão ouvir
Só me importa aquilo que sinto
Que me prova que não estou a dormir.
                                                                       Rodrigo Capelas
 
Cadavre exquis 1
Não tenho nenhuma ideia
Levaste com um pau??!!
Alguns selvagens são mais racionais que certos humanos
E assim é a sociedade do nosso mundo!

Cadavre exquis 2
O pirata da perna de pau disse: au au
Uma cena random
Tenho saudades do bigode do Duarte
E hoje a cantar aquela canção, daquele lugar, do meu coração
Criança que fui e homem que sou, e nada mudou.

Cadavre exquis 3
Viver é colecionar memórias.
Não sei o que a Raquel vai escrever mas não vai ter nada a ver com a minha frase.
Repara bem no que eu não digo
Sentado de pernas para o teto
Mais vale um pássaro na mão do que dois a voar.
#vski foi tudo com que eu sonhei hashtag vski 

                                                                   texto coletivo

cortesia de Amélia lopes, docente de Português

*post atualizado à data de 03.05.2021