Número total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

Dia da Ciência

      No Dia da Ciência na Nossa Escola tivemos a visita de alunos do quarto ano e pretendemos surpreendê-los com a alquimia necessária para se juntarem a nós num futuro próximo.











   No laboratório de Física mostramos-lhes latas que colapsam em água fria, uma massa simultaneamente dura e mole, corpos em equilíbrio periclitante, um circuito elétrico que exige perícia especial para não ser acionado, um tornado numa garrafa e muito mais.
      No laboratório de Biologia também houve surpresas. Mostramos-lhes células, essa unidade básica da vida, um vulcão em erupção, órgãos tais como nós somos feitos e outras coisas.
      Tudo isto foi apresentado por nossos alunos que já foram, há algum tempo, visitas na nossa escola.
cortesia de Sérgio Viana (texto e fotos)

os nossos afilhados de Moçambique





      Durante este segundo período letivo vamos ajudar os nossos afilhados de Moçambique, que vivem na Província de Nampula. Há um ano atrás oferecemos as despesas escolares a 180 crianças, apadrinhando 3 alunas do Secundário (a Benilde, a Cecília e a Haliquina) e 3 turmas (cada uma tem 60 crianças) do Pré-Escolar (Escolinha de São Pedro de Mahunha, Infantário Provincial de Nampula e Escolinha de Ilokone).



      O nosso objetivo é juntar 429 abraços, para continuarmos a apoiar estas crianças. Cada um de nós só precisa de poupar nas guloseimas e oferecer 1 moeda (1€), para se tornar Madrinha/Padrinho destas crianças. As nossas moedas serão entregues à HELPO, uma ONG portuguesa que está a trabalhar e a ajudar as populações do norte de Moçambique. Precisamos da ajuda de todos, pois Muita gente pequena, em muitos lugares pequenos, fazendo pequenas coisas mudarão a face da terra. (provérbio africano)
       Obrigado a todos pela partilha e solidariedade!
  Esta e outras atividades podem ser acompanhadas através do BLOG do Espaço EMRC  em   http://espacoemrc.blogspot.com                                                                            

                                                                                                                                                      cortesia de Eleutério Gomes

o voluntariado em destaque na Escola de Moutidos


       Durante o mês de janeiro recebemos duas visitas de um voluntário especial, na Escola de Moutidos.
Rogério Gonçalves contou-nos a sua experiência e respondeu a todas as perguntas sobre o voluntariado que tínhamos preparado nas aulas da AEC - Atividade de Enriquecimento curricular de Agir para mudar o mundo.   
    O nosso convidado explicou que todos podemos ser voluntários, basta ter força de vontade. Pois, segundo ele, "querer é poder e na escola podemos começar sendo solidários uns com os outros, ajudando os colegas quando precisam".
    Ficamos a saber que os voluntários se organizam em grupos e ajudam quem está a passar uma fase menos boa na vida, sejam pessoas, animais ou a natureza.
    Durante a visita à nova escola de Moutidos, Rogério Gonçalves congratulou-se por ver que tínhamos rampas de acesso à escola e casas de banho para pessoas com mobilidade reduzida. Durante a sessão todos entendemos melhor a necessidade de não deixar casacos e mochilas nas rampas, nos corredores e à porta das salas, pois impede a passagem de quem se movimenta em cadeira de rodas.
    No final oferecemos um coração de voluntário e a nossa mascote da AEC de Agir. Agradecemos o carinho, o entusiasmo e as histórias tão importantes que nos trouxe.
     As nossas sessões contaram ainda com a presença de um elemento da Assopais que nos ajudou em toda esta viagem.
     Rogério Gonçalves faz voluntariado há vários anos no Coração na Rua a e na Cruz Vermelha.

                                                                                           Alunos da AEC de AGIR para mudar o mundo
                                                                                           Professora de AGIR Berta Falcão Oliveira
                                                                                           Professora de AFD Ana Telinhos

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

a biblioteca da escola de Moutidos

                                                                                                                   cortesia de Olga Dias (texto e fotos)

jornal "Moutidos News"




                                                                                                                                                        cortesia de Ricardo Mazzei

quarta-feira, 29 de janeiro de 2020

as Artes fazem a Escola crescer

       Não há como não reparar nos nossos corredores permanentemente coloridos e decorados com as obras dos nossos artistas. Ainda recentemente a feira promovida pelo grupo disciplinar de Inglês, "Portobello Road", não teria sido a mesma  sem os fantásticos trabalhos dos alunos e professores das Artes Visuais.
cartaz

      Mas acontece que os trabalhos dos nossos alunos das Artes já saíram da escola e estão agora uma  Exposição temática, "O cigarro mata", no MaiaShopping, entre os dias 24 de janeiro e 13 de fevereiro, no piso 1.
       A abertura da exposição aconteceu no dia 24 de janeiro, às 14h00, e contou com a presença de várias entidades locais, direção do agrupamento, professores, alunos e familiares.
      Não percam a oportunidade de apreciarem estes trabalhos, que aqui nasceram, e sintam-se orgulhosos da pertença.


foto do blogartes
      Parabéns, alunos e professores das Artes Visuais!

eleições: Parlamento dos Jovens (3º ciclo)


       

        Decorreu na Nossa Escola no dia 28 de janeiro a Sessão Escolar do Parlamento dos Jovens (3º Ciclo). A Sessão Escolar permitiu elaborar o Projeto de Recomendação da Escola (três medidas no âmbito da violência doméstica e no namoro) e respetiva fundamentação a apresentar na sessão distrital do próximo mês de março. 
      Nesta etapa do processo foram eleitos como deputados efetivos para  representar a Escola, a aluna Carolina Ferreira (9º A), o aluno Tomás Afonso (9º I)  e como suplente o aluno Hugo Nogueira (9º B). Para candidata à presidência de mesa eleitoral distrital a aluna Cristiana Batista (9º I). 
    Neste processo eleitoral e de trabalho todos os “Senhores Deputados” revelaram grande responsabilidade e sentido participativo. Destacamos o envolvimento dos alunos e reforçamos a  dinâmica de trabalho colaborativo no campo da cidadania ativa e democrática. “Entendemos" que os discentes devem sentir-se felizes, recompensados pelo seu esforço e dedicação. "Elogiemos" os nossos alunos pela participação, que asseguramos que foi magnífica e empenhada. 
Rumo à fase distrital! 
                                             
                                                                                                                                               O coordenador do PJ Paulo Barros                                                                   
                                                           

QCENA recebe prémio Leya

O QCENA está de parabéns. Recebeu o prémio Leya.                
Eis a nota que saiu na editora:

Dia 27 de janeiro, no belíssimo espaço da Casa do Corim, Maia.
Um novo momento Escola Amiga da Criança!
Assistimos a uma pequena mostra performativa do grupo de teatro escolar Qcena, um dos vencedores da 2.ª edição, na categoria atividades extracurriculares.
Uma obra prima da interdisciplinaridade, mais de 120 alunos e um conjunto professores de diversas áreas disciplinares: português, expressão dramática, música, expressões artísticas.
Neste dia 27 de janeiro de 2020 assistimos acima de tudo ao distinguir de todas as Escolas Amigas da Criança do concelho da Maia, que aceitaram o desafio de partilhar as suas boas práticas.
Parabéns à fape MAIA.
Um especial agradecimento ao município e autarquias que muito têm feito em prol da educação no concelho da Maia.
Deixamos aqui ficar o registo vídeo do grupo escolar Qcena. Em breve o álbum de fotografias deste evento.
https://www.facebook.com/leyaeducacaoportugal/videos/869631286826436/
Escola Amiga da Criança!
Uma Escola que Educa e faz Feliz
Participe!


eleições: Parlamento dos Jovens (Secundário)


No dia 27 de janeiro realizaram-se as eleições para a eleição dos deputados à Sessão Escolar. A lista vencedora foi a C que elegeu 10 deputados, a lista S elegeu 7 e a lista A elegeu 6. A Sessão escolar decorreu no dia 28 de janeiro e foram aprovadas as medidas de recomendação assim como as três deputadas, Rita Ferreira, a Mariana Morais e a Inês Mendes (duas efetivas e uma suplente), que irão representar a nossa escola na Sessão Distrital.
cortesia de Carmen Madureira (texto e fotos)

terça-feira, 28 de janeiro de 2020

visita de estudo à Feira Internacional de Turismo – FITUR 2020

      Nos dias 24, 25 e 26 de janeiro, a turma do 12º H do curso Profissional de Técnico de Turismo rumou a Madrid para a realização de uma visita de estudo à Feira Internacional de Turismo – FITUR 2020.
No 1.º dia, a manhã foi dedicada à viagem de avião que, para alguns alunos, foi “uma estreia”. Durante a tarde, realizou-se  a descoberta à cidade através do sightseeing tour para conhecer alguns locais de interesse turístico, tais como o Templo de Debod, o Jardim del Retiro, a Plaza Mayor, a mercado de San Miguel, o Palácio Real, entre outros.  
     

      A visita à FITUR ocupou o 2º dia. Para os alunos do curso de Turismo, a visita a esta feira internacional torna-se uma experiência fundamental para perceberem a envolvência mundial da indústria do turismo. Todos os continentes estão representados, tal como todo o tipo de destinos turísticos. Em pouco tempo, e com alguma imaginação, consegue-se dar a volta ao mundo! A par dos pavilhões de cada país, há um conjunto de outros intervenientes desta indústria que movimenta, anualmente, milhões de euros e milhares de pessoas como agências de viagens, operadores turísticos, hotéis, estâncias turísticas...  
     

      Já no 3.º e último dia de viagem, foi possível visitar El Rastro, um mercado ao ar livre onde se encontra uma variedade de objetos, desde roupas usadas até filmes, móveis ou artigos de decoração.
 

Apesar de cansativos, o balanço dos três dias de viagem foi extremamente positivo. Pela viagem em si, pelas experiências que proporcionou, pelo contacto com o mundo do turismo, pela confraternização entre alunos e professores, pelo contacto com uma cultura diferente, pelo esforço de comunicação em espanhol, quer nas breves conversas sociais com as pessoas abordadas nas ruas, quer em contexto de comércio e restauração, e em outras situações não referidas, quiçá por esquecimento, mas que no conjunto fizeram destes dias passados em Madrid uma das mais marcantes experiências, inolvidável e única, que a Escola faz questão de proporcionar aos seus alunos.                               Ginette Carvalho (texto e fotos)


segunda-feira, 27 de janeiro de 2020

recordar Auschwitz para não repetir

Cumprem-se hoje 75 anos da libertação do maior campo de concentração e extermínio da II Guerra Mundial erigido pelo regime nazi. A data, que não por acaso coincide com a celebração anual do Dia da Memória do Holocausto, é marcada pela cerimónia em Auschwitz- Birkenau e pela presença de 200 sobreviventes, além de chefes de Estado e embaixadas de todo o mundo. 
 

Será que, como disse Jonathan Littell ao Expresso, “70 anos é o máximo para as pessoas manterem uma memória coletiva sobre o horror do passado”? Que três gerações de paz é “o máximo a que podemos aspirar”?

Símbolo do extermínio

Não é certamente por acaso que o Dia da Memória do Holocausto, também comemorado hoje, coincide com o da libertação do mais mortífero campo de concentração e extermínio da II Guerra Mundial. Porque Auschwitz é o símbolo do horror nazi, é o resumo, a síntese do seu auge. Houve muitos horrores nesses anos, disseminados por muitos países, mas poucos ultrapassam o deste local em grandeza e estatísticas, em aplicação satisfatória da ‘solução final’, em precisão das técnicas encontradas, em quantidade de meios mobilizados para o objetivo do ‘trabalho até à morte’.
Esta segunda-feira, na cerimónia anual em Auschwitz-Birkenau, acessível em streaming no site do Museu a partir das 14h30 (hora portuguesa), os sobreviventes são os principais convidados. Esperam-se pelo menos 200, vindos dos Estados Unidos, Canadá, Israel, Austrália, além de alguns países europeus. Em termos de chefes de Estado, conta-se com a presença dos de Austrália, Áustria, Alemanha, Bélgica, Bulgária, Croácia, Finlândia, Grécia, Hungria, Irlanda, Israel, Letónia, Lituânia, Holanda, Noruega, Polónia, Roménia, Eslovénia, Reino Unido e Ucrânia, além de uma vintena de embaixadores - Portugal está representado pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva. (excertos de notícia de Expresso)
Há dois anos, uma ex-aluna e colaboradora do jornal escrevia estas palavras, após ter feito uma visita, com a escola, a Auschwitz, cuja notícia aqui publicamos:
"Auschwitz (...) desperta-nos para o mundo atual, que está repleto de conflitos que põem em causa os direitos humanos e nos transmitem a mensagem que somos nós que traçamos o nosso futuro e que estamos a tempo de impedir muitas crueldades. Afinal de contas, todas estas atrocidades não aconteceram assim há tanto tempo! Efetivamente, e citando George Santayana, “Aqueles que não são capazes de recordar o passado estão condenados a repeti-lo.” Margarida Morais 12ºF

o Reino Unido vai, por fim, sair da União Europeia. O que acontecerá à sua língua nas instituições da União?

    

     A União Europeia orgulha-se de não ter escolhido uma só língua como língua oficial. Não escolheu uma, nem duas, nem três: escolheu 24! Quais são? O Tratado da União Europeia diz, no seu artigo 55.º: 
   "O presente Tratado, redigido num único exemplar, nas línguas alemã, búlgara, checa, dinamarquesa, eslovaca, eslovena, espanhola, estónia, finlandesa, francesa, grega, húngara, inglesa, irlandesa, italiana, letã, lituana, maltesa, neerlandesa, polaca, portuguesa, romena e sueca, fazendo fé qualquer dos textos, será depositado nos arquivos do Governo da República Italiana, o qual remeterá uma cópia autenticada a cada um dos Governos dos outros Estados signatários".
     Se teve paciência para contar, terá concluído que são 23 as línguas do tratado. A estas línguas há que acrescentar o croata, que se tornou língua oficial em 2013, por força da adesão da Croácia. O irlandês, apesar de estar no tratado, só começou a ser considerado língua oficial em 2007 — e ainda hoje está numa espécie de limbo, oficial na teoria, mas não na prática.
     Portanto, as línguas oficiais da União são 24. A legislação europeia é publicada, habitualmente, nestas línguas todas (com a excepção habitual do irlandês) e todas as versões são igualmente válidas: uma directiva em alemão vale tanto como a mesma directiva em português. 
     Pois bem: o Reino Unido vai sair da União e os outros dois estados que usam o inglês com carácter oficial (Irlanda e Malta) têm outras línguas a que dão primazia constitucional: o irlandês e o maltês. A partir de sexta-feira não haverá nenhum membro da União em que a língua mais importante do Estado seja o inglês. Será que o inglês deixará de ser uma das línguas oficiais da União?
     Não me parece que tal vá acontecer. Em primeiro lugar, o inglês continua inscrito nos tratados. O acordo de saída do Reino Unido nada diz em contrário e, assim, as versões inglesas dos tratados e da legislação continuam a ser válidas. Depois, a Irlanda tem, de facto, o irlandês como língua nacional e prioritária, mas esta, na prática, é falada por uma minoria da população. O inglês é não só uma das línguas oficiais, como é também a língua materna da grande maioria dos irlandeses e a língua usada no dia-a-dia em quase toda a Irlanda — os irlandeses, que já ficaram com tantas dores de cabeça por causa do Brexit, não gostariam de ver a sua língua eliminada das instituições da União.
    Mas há outras razões: nos corredores das instituições, as línguas mais usadas nas discussões informais são o francês e o inglês. Dificilmente essas conversas informais passarão para outra língua de um dia para o outro. O inglês é também muito importante na tradução e interpretação. Só como exemplo, serve, em muitos casos, de língua intermediária — um deputado europeu que fale em estónio será interpretado para inglês e daí para muitas das outras línguas. Seria possível mudar este estado de coisas? Claro! Mas seria necessário bastante tempo — e também muita força de vontade. Não parece estar em curso nenhuma Grande Substituição da Língua Inglesa... @Sapo

sexta-feira, 24 de janeiro de 2020

eleições: Parlamento dos Jovens (Básico)

mesa de voto junto do bar, no refeitório
       Decorreu ontem, com grande sentido de responsabilidade, a eleição para o Parlamento Jovem Básico. Para o Parlamento Jovem Secundário a eleição será na 2ª feira.

"Portobello Road"

Ainda não sabemos quão lucrativo foi este evento, que reverterá a favor da nossa Unidade CAA, mas que foi admirável de ver, foi. 
De parabéns estão os organizadores, os alunos envolvidos e todos aqueles que fizeram com que pudéssemos sentir estar mesmo em Portobello Road, pelos excelentes desenhos que forravam as paredes.






fotos de Luana Rodrigues




                                                                                                                            fotos de Pedro Pinheiro

Minichef Moutidos

cortesia de Ricardo Mazzei

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

2ª Jornada de Badminton do Desporto Escolar

     


     No passado sábado, dia 18 de janeiro de 2020, decorreu a 2ª Jornada de Badminton do Desporto Escolar, organizada na Escola Básica de Pedrouços.
     Todos os atletas estiveram de parabéns pelo comportamento, responsabilidade,  empenho e resultados demonstrados.
     Os alunos Gonçalo Lamares e Luana Pinto alcançaram o 1º lugar na competição individual. Já na competição a pares, as alunas Luana Pinto e Sofia Carvalho também obtiveram o primeiro lugar e a Lara Paiva e Rita Cunha o segundo lugar na competição. Todos os restantes atletas obtiveram melhorias nas suas prestações.                                                                                                cortesia de Carla Isabel Alves

resultados dos torneios de ténis de mesa e badminton

      Nos dois últimos dias do 1º período, 16 e 17 de dezembro de 2019, decorreram os torneios de Ténis de mesa e Badminton, este ultimo intitulado “BADESCAS”.
No 1º dia, realizou-se o torneio de Ténis de mesa, com a colocação de 8 mesas para a sua realização. Houve uma grande adesão por parte de todos os alunos dos vários ciclos, num total de 260 alunos. O torneio foi dividido do seguinte modo: 2º ciclo com 90 alunos; 7º/8º com cerca de 80 alunos; 9º /10º com 64 alunos e 11º/12º com 28 alunos.

Os vencedores do torneio de ténis de mesa foram os seguintes:
5º / 6º Masculinos:                                              5º / 6º Femininos
1º  – Pedro Lopes – 6º C                                  1º  – Leonor Evangelista – 5º E
2º  – Salvador – 6º C                                         2º  – Sara Silva – 6º B
3º  – João Teixeira – 6º J                                3º  – Mariana Pereira – 5º E
7º / 8º Masculinos:                                           7º / 8º Femininos
1º  – Rodrigo Moura – 8º B                             1º  – Ana Nunes – 7º L
2º  – Tiago Truta – 8º B                                   2º  – Matilde Queirós – 7º E
3º  – Tiago Carvalho – 7º F                             3º  – Darya Kry – 7º L
9º / 10º Masculinos:                                          9º / 10º Femininos:
1º  – Pedro Vieira – 10º H                                 1º  – Ana Nunes –
2º  – Eduardo – 10º K                                        2º  – Joana Vaz–
3º  – Rafael – 10º I                                            3º  – Rafaela –
11º / 12º Masculinos:                                            
1º  – Tiago Moura– 12º E                   
2º  – David – 11º A                                   
3º  – Rodrigo Sá– 11º F                           

No torneio de Badminton também houve grande adesão, tendo participado no total 199 alunos. Os anos de escolaridade foram agrupados do seguinte modo: 7º / 8º anos masculinos com 54 alunos; 7º / 8º femininos com 39 alunas; 9º / 10º anos masculinos com 44 alunos; 9º / 10º anos femininos com 24 alunas e 11º / 12º em pares com 38 alunos. 
As atividades decorreram de uma forma bastante positiva, tendo sido plenamente atingidos os objetivos propostos. 
As atividades tiveram a colaboração dos alunos das turmas 12º G – Informática e 12º H – Turismo no Badminton e no Ténis de Mesa a colaboração das turmas do Cef ( 9º M e 9º N) na organização, arbitragem, recolha e tratamento informático dos resultados dos jogos. Este apoio foi fundamental dado o elevado número de jogos e alunos participantes.

Os vencedores do torneio de badminton foram os seguintes:
7º / 8º Masculinos:                                              7º / 8º Femininos
1º lugar – Francisco Eugénio – 7º F                    1º lugar – Lara Teixeira – 8º H
2º lugar – Carlos Vieira – 7º L                              2º lugar – Darya Kry – 7º L
3º lugar – Bernardo Silva – 8º I                            3º lugar – Matilde Queirós – 7º E
9º / 10º Masculinos:                                             9º / 10º Femininos:
1º lugar – João Santos – 10º I                               1º lugar – Diana Gomes – 10º B
2º lugar – Ricardo Mendes – 10º I                       2º lugar – Sara Ribeiro – 9º B
3º lugar – Duarte Pinheiro – 9º A                         3º lugar – Irís Torres – 9º B
11º / 12º Pares:
1º lugar - André Moreira / Ruben Silva – 11º K
2º lugar – Sara Pinto / Pedro Marques – 11º C
3º lugar – Inês Cruz / Tiago Moura – 12º E

Os responsáveis pelas atividades:
Jorge Mendes
Marta Paiva
Filomena Madureira
António Portela


"nós orientamos, tu decides"

      Com a colaboração do SPO, na última segunda-feira, dia 20 de janeiro, várias faculdades e departamentos de várias Universidades públicas e privadas do país disponibilizaram informação aos nossos alunos pré-universitários sobre o futuro.
       Todos os que se inscreveram assistiram a uma dinâmica sessão denominada "acesso ao ensino superior" e, depois, puderam optar por esclarecimentos sobre as diferentes áreas de estudo e também por workshops temáticos.
       É que "nós orientamos", mas "tu decides."




fotos de Luana Rodrigues