Número total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de maio de 2019

"pelos corredores da nossa escola vê-se o Mundo"

Tantas são as técnicas, os temas ou motivos expostos nos corredores da nossa escola que lembra parafrasear Vergílio Ferreira “pelos corredores da nossa escola vê-se o Mundo”.

Deleitem-se com os trabalhos expostos.
O CRESCER também por lá andou e registou em imagens alguns dos trabalhos. Ora vejam…








Uma escola colorida faz a diferença. A Semana das Artes veio trazer ainda mais cor à nossa sempre colorida escola.


Fotos da "Semana LUDI+ da Família" de Moutidos

E de Moutidos também chegou este momento de convívio.









                                                                                                                                                      cortesia de Ricardo Mazzei

MiniChef Moutidos - Desafio Final


No passado dia 28 de maio realizou-se a 6ª edição do mítico concurso culinário MiniChef Moutidos - Desafio Final JI de Moutidos.
E alguns tabus foram quebrados: pela primeira vez um candidato apresentou uma sopa e a Mariana Dias sagrou-se na 1ª bi campeã da história deste concurso.
As menções honrosas foram para: Afonso Magalhães, Rodrigo Carvalho e Rita Faria.



                                                                                                          







                                                                         
                                                                 cortesia de Ricardo Mazzei

quinta-feira, 30 de maio de 2019

final da CLDE Porto




Realizou-se no passado sábado, 25 de maio, a Final da CLDE Porto da modalidade de Badminton nos escalões de Infantis A e B.
A competição disputou-se na Escola Secundária Garcia de Orta, no Porto.
A aluna Ana Rita Cunha participou nesta final, obtendo um 2º lugar no grupo dela. Desta forma, está de parabéns, pelo comportamento, responsabilidade,  empenho e resultados demonstrados. e por representar a nossa escola em mais uma competição.                                                           
                                                                                                                          cortesia de Carla Isabel Alves

quarta-feira, 29 de maio de 2019

Olimpíadas Portuguesas de Biologia 2019

o premiado João Pedro Rodrigues

o prémio
























     Na sequência da notícia divulgada pelo CRESCER no dia 20 de maio, referente às Olimpíadas Portuguesas de Biologia, aqui se ilustra e noticia o momento da cerimónia de entrega de prémios, realizada no dia 25 de maio, no Pavilhão do Conhecimento, em que o nosso aluno, João Pedro Ferreira Rodrigues, do 10º B, subiu ao palco para receber o seu prémio.     
          
                                                                                             cortesia de Lurdes Cardoso
(post editado)

terça-feira, 28 de maio de 2019

"Semana das Artes" e "Plano Nacional de Cinema"


No âmbito da "Semana das Artes" e do "Plano Nacional de Cinema," serão projetados no anfiteatro dois filmes (para o 3.º ciclo e secundário), na próxima quarta-feira, dia 29 de maio, segundo horário abaixo.


Manhã
 08h30-10h10 – 3.º Ciclo Camille Claudel, 1915 (2013), de Bruno Dumont 
 10H15-12h15 - Secundário - Renoir (2013), de Gilles Bourdos
Tarde
13h30-15h10 - 3.º Ciclo Camille Claudel, 1915 (2013), de Bruno Dumont 
                                                           15H30-17h30 - Secundário - Renoir (2013),   de Gilles   Bourdos                                                                                                         (cortesia de Helena Borges)

"liga-te" contra o cancro!


O Departamento de Educação para a Saúde da Liga Portuguesa Contra o Cancro, vem mais uma vez por este meio comunicar saúde, relembrando datas relevantes para a prevenção do cancro, que se celebram em maio e que o podem inspirar para a ação!

A. Semana Europeia de Prevenção do Cancro - de 25 a 31 de Maio

A Semana Europeia de Prevenção do Cancro coincide este ano com as Eleições Europeias, por isso, desafiamos as escolas a conhecerem e divulgarem o Manifesto Eleitoral dos Membros do Parlamento Europeu Contra o Cancro, disponível em  https://www.europeancancerleagues.org/wp-content/uploads/MAC-Manifesto-PT.pdf


Juntos podemos relembrar aos Eurodeputados, a importância de guiarmos a Europa Contra o Cancro, por isso solicitamos a todos os interessados que assinem o documento no link : https://www.europeancancerleagues.org/mac-manifesto-2019/

segunda-feira, 27 de maio de 2019

começou a "Semana das Artes"

A "Semana das Artes" começou e decorre até 31 de maio. 

O programa da semana pode ser consultado abaixo, ou no blogartes.

cartaz da Semana das Artes
Programa

Divulgação de pequenas animações, para começar bem...
Exposições de trabalhos de alunos - toda a semana
Pintura mural - 3:ª, 4.ª e 6.ª feiras
Apresentação de cenas pelo Grupo de Teatro QCena - 3.ª feira no intervalo grande da manhã
Apresentação de filmes sobre figuras das Artes plásticas - 4.ª feira, manhã e tarde
Sunset Cinema para professores - 4.ª feira, 18:45 horas
Workshop para professores - 5.ª feira, manhã e tarde
Receção aos alunos do 4.º ano - 5.ª feira de manhã
Atribuição dos prémios do Concurso de Pintura Professor Manuel Carneiro - 5.ª feira de manhã

sexta-feira, 24 de maio de 2019

decida o seu futuro - eleições Europeias 26 maio

As eleições parlamentares europeias de 2019 realizar-se-ão em Portugal no dia 26 de maio e terão como fim a escolha dos 21 deputados portugueses com assento no Parlamento Europeu. @ Wikipedia

Veja o vídeo de sensibilização feito pelo Parlamento Europeu, inserido na campanha "desta vez eu voto".

 
Uma vez que a Europa pertence a todos nós, todos nós devemos tomar estas decisões em conjunto. Assim, não só é importante que vote, mas também que a sua família, os seus amigos, vizinhos e colegas votem. Quando todos votam, todos ganham. @ Parlamento Europeu

quinta-feira, 23 de maio de 2019

breve história da Tabela Periódica, comemorando o Ano Internacional da Tabela Periódica


Demócrito



Tudo no Universo é feito de elementos químicos. O ar que respiras, a água que bebes, a comida que te alimenta, os objetos que utilizas, tu mesmo, tudo é formado por elementos químicos.
Cada elemento tem características que permitem, ligando os seus átomos entre si ou com os de outros elementos, formar desde a substância elementar mais simples até às mais complexas como as proteínas ou ácido desoxirribonucleico (ADN) de que em parte és feito.
O Mundo tem a forma que tem devido às propriedades dos átomos de cada um dos elementos.
Dentro da imensidão de substâncias existente, ou possíveis de existir, foi possível, numa tarefa de cooperação intergeracional que vem desde os remotos tempos da Antiguidade e que tem tanto de épico como de demonstração do esplendor do espírito humano, discernir o essencial, os elementos químicos, e, de seguida, ordená-los ou agrupá-los segundo alguma ideias simples num processo perpetuamente inacabado, mas cada vez mais virtuoso.
Que caminhos foram percorridos para que o seu produto, a Tabela Periódica dos Elementos, tenha a forma conhecida de hoje? Ou, quando ou quem começou a sua construção?
Terá sido Demócrito, o filósofo que ri, da Antiguidade, que iniciou a construção quando postulou que toda a matéria é feita de átomos, os indivisíveis?
Terá sido Lavoisier, mais de um milénio depois, o fundador da Química, quando tentou organizar em classes as substâncias que então eram conhecidas?
Terá sido Döbereiner, no início do século dezanove, já depois de estar incorporada a ideia de átomo e de elementos químicos na ciência? Johann Döbereiner descobriu que dispondo determinados grupos de três elementos, com propriedades semelhantes, por ordem crescente de massas atómicas, o átomo do elemento intermédio tinha a massa igual à média das massas dos outros dois. Esta descoberta foi chamada Lei das Tríades e sustentou a crença de que alguma ordem existia e era passível de ser compreendida.
Terá sido Lothar Meyer, também no início do século dezanove, quando descobriu a relação periódica entre o volume atómico e a massa dos átomos?
Terá sido John Newlands quando, agrupando oito elementos de massas atómicas crescentes, descobriu que o oitavo elemento, numa notável semelhança com as notas musicais que constroem as harmonias sonoras, tem propriedades químicas semelhantes do primeiro elemento? Esta descoberta foi pouco aceite pela comunidade científica da época. Consta que um colega, por ironia, perguntou - porque não ordenou, Newlands, os elementos químicos por ordem alfabética?
Ou antes, terá sido Dimitri Mendeliev quando agrupou os elementos químicos, então conhecidos, seguindo linhas e colunas, por ordem crescente de massas atómicas, de modo que os elementos químicos de propriedades semelhantes se dispunham na mesma linha. Mas, Mendeliev fez mais, teve a ousadia de, quando um elemento parecia não dever ocupar a posição destinada, deixar um espaço vazio ou trocar a ordem com um outro vizinho. Aos espaços vazios, sugeriu  corresponderem elementos então desconhecidos e previu as suas propriedades. De facto, pouco tempo depois veio-se a confirmar as previsões de Mendeliev, consolidando a aceitação retumbante da sua Tabela Periódica.
Ou antes, terá sido Henry Moseley, no século vinte quando descobriu que não era a massa atómica que determinava a posição na T P mas sim o número de protões do átomo.
Como se pode concluir não podemos estipular um início. Foi um processo longo em que cada um deu um pequeno/grande impulso para chegarmos à forma atual da Tabela Periódica com cerca de 118 elementos, dos quais apenas 92 têm origem natural, cada um a ocupar uma posição.
Cada posição da Tabela Periódica é ocupada por um elemento com características que não só dele, tem a sua personalidade, e tem também potencialidades ou talentos próprios. Tal e qual como tu.                                                                                             
                                                                                                                                                      cortesia de Sérgio Viana

quarta-feira, 22 de maio de 2019

e dos pequeninos de Moutidos chegou mais uma notícia...

MiniChef Moutidos: desafio final 2019 

                                                                                                                                                            cortesia de Ricardo Mazzei

terça-feira, 21 de maio de 2019

a Guerra Colonial contada por quem a viveu


No âmbito do projeto de leituras Ler + Jovem e da preparação de mais um encontro com os idosos da instituição Amanhã da Criança, a turma 10º K recebeu, na passada sexta-feira, durante as aulas de português, a visita de dois ex-combatentes da Guerra Colonial, o senhor Joaquim e senhor Rocha, que fizeram uma Comissão de Serviço de 25 meses no norte de Angola (uma das zonas onde a guerra era mais intensa e perigosa).
Narraram-nos as suas experiências e percebemos que foi uma época de grande sofrimento para os soldados e para as suas famílias – tanto do lado português, como angolano. Foi, como nos disseram, “uma guerra sem razão”. O senhor Joaquim, respondendo a uma pergunta da turma sobre “ter mesmo que matar?”, pôs-nos a pensar: “Imagina que tu és preto e eu sou branco. Tu tens uma arma na mão apontada a mim, eu tenho uma arma na mão apontada a ti. Se eu não disparar, tu matas-me. Se tu não disparares, eu mato-te. Que mal te fiz eu a ti para me matares, e que mal me fizeste tu a mim para eu te matar? Era assim!, uma guerra sem razão.”  
Uma das coisas que mais nos impressionou durante a conversa foi perceber que, cerca de 48 anos depois desta vivência, os ex-combatentes ainda se emocionam com as recordações do que viveram. Por vezes foi-lhes difícil conter as lágrimas. E a nós também.
A mensagem mais importante que nos deixaram: «A guerra não é solução para nada. Nem para os países, nem para as pessoas, nem na nossa vida diária. Nunca resolvam os problemas com violência, mas com diálogo.»                                                                              
cortesia de Margarida Serralheiro
                                                                                             

segunda-feira, 20 de maio de 2019

Olimpíadas Portuguesas de Biologia 2019










O CRESCER informa que, entre os candidatos às Olimpíadas Portuguesas de Biologia, o aluno do décimo ano da turma B, João Pedro Ferreira Rodrigues, ficou entre os dez primeiros classificados relativamente à classificação do décimo ano.
A cerimónia de entrega dos prémios ir-se-á realizar no próximo dia 25 de maio pelas 15:00h no Pavilhão do Conhecimento - Ciência Viva, em Lisboa.
Parabéns ao aluno vencedor e à professora responsável, Lurdes Cardoso.   

sexta-feira, 17 de maio de 2019

Dia Internacional da Reciclagem


As imagens  que nos chegam, quase diariamente, alertam-nos para o facto da saúde do planeta estar em risco.  São as alterações climáticas, a praga dos plásticos que se espalham pelos oceanos, as enormes lixeiras a "céu aberto", as espécies animais e vegetais em risco de extinção e muito mais. 

Não existe um planeta B.

O que já fizeste para manter o que tens?

A propósito, hoje é o Dia Internacional da Reciclagem instituído pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O CRESCER sugere que em tua casa dês o teu contributo para melhorares a saúde do planeta, efetuando a separação do lixo. Procura a aplicação “Wasteapp” lançada pela Quercus que te ajudará na gestão dos resíduos domésticos.

quinta-feira, 16 de maio de 2019

depois dos Dias da Dança, os dias do teatro: chegou o 42.º FITEI

Nelson Garrido

O Porto entra esta quarta-feira na sua quarta semana consecutiva de festival, para já sem quebras de público. O Brasil continua em foco, mas também há espectáculos portugueses, argentinos e uruguaios para ver até dia 25.
Às 19h desta quarta-feira, quando a Nova Companhia de Martim Pedroso estrear no Salão Nobre do Palácio do Bolhão a sua História Ilustrada do Teatro Português, a 42.ª edição do FITEI – Festival Internacional de Teatro e Expressão Ibérica (FITEI) já irá a meio. Mas após duas semanas em que o palco desta joint-venture que agregou os dois principais eventos de artes performativas da cidade foi todo do Festival DDD – Dias da Dança, e ainda uma semana intermédia de transição, a Semana +, que atraiu ao Porto um inédito contingente de mais de 80 programadores estrangeiros, o FITEI é agora o centro das atenções. @ PÚBLICO

quarta-feira, 15 de maio de 2019

alunos portugueses conquistam medalhas de prata nas Olimpíadas da Ciência da UE

A participação portuguesa na mais recente edição da EUSO (Olimpíadas da Ciência da União Europeia) garantiu ao país duas medalhas de prata, distinguindo os jovens talentos nas áreas da Biologia, Química e Física. 


Foi a primeira vez que Portugal recebeu a competição, com a edição deste ano a decorrer na Faculdade de CIências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa, em Almada. Entre os dias 4 e 11 de maio, foram 150 os alunos, com menos de 16 anos, a participar na Olimpíada, oriundos de 24 países. As duas medalhas de ouro foram atribuídas à Alemanha.
Não é a primeira vez que Portugal conquista medalhas no evento. Na edição de 2018 das Olimpíadas, Portugal já tinha arrecadado medalhas de ouro, tal como aconteceu na edição de 2016.
A preparação desta operação exigiu a intervenção de duas centenas de profissionais (professores e técnicos) ao longo de um ano, o que contribuiu para o grande êxito do resultado: o país fortaleceu a sua capacidade e imagem de envolvimento na arena internacional da ciência, da tecnologia e da inovação. Todos os participantes internacionais (estudantes e mentores) foram unânimes no reconhecimento da forma exemplar como tudo foi planeado e organizado – foram vários os estudantes a quem ouvimos dizer que tinha sido a melhor semana das suas vidas”, afirma o diretor da FCT NOVA, Virgílio Cruz Machado, em comunicado. 
Estas Olimpíadas são compostas por duas provas, sendo que cada uma tem um mínimo de três tarefas, que decorrem ao longo dos dois dias de evento. O primeiro ano destas Olimpíadas foi em 2003, em Dublin, na Irlanda.  @ DN

terça-feira, 14 de maio de 2019

prepare-se: temperaturas vão descer drasticamente

Este fim de semana ficou marcado pela subida repentina das temperaturas: hoje, em Lisboa, os termómetros chegaram aos 34º C, no Porto aos 29º C. Mas tal como subiram muito, também vão descer muito. 


Segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), no próximo fim de semana, as temperaturas vão ser consideravelmente mais baixas. Em Lisboa, por exemplo, os termómetros não vão passar os 20º C e o céu vai estar bastante nublado, com possibilidade de chuva.
O mesmo cenário está previsto para o resto do país, com aguaceiros por todo o território a partir de sexta-feira. O Algarve será a zona mais quente, com as temperaturas a rondarem os 23º C durante o fim de semana. @ SAPO                                                                  

segunda-feira, 13 de maio de 2019

atividade dos JPS de Águas Santas




Na última sexta-feira, no auditório da escola, o 11º J dinamizou mais uma atividade integrada no Projeto de Jovens Promotores de Saúde (JPS). Esta atividade foi apresentada à turma do 9ºI, vencedora do concurso de individuais de tabuleiro, desenvolvido nas aulas de Ciências Naturais sobre a temática do HPV. Foi feita uma apresentação de todas as atividades que os JPS dinamizaram este ano letivo. Os presentes assistiram ainda a um sarau de danças urbanas e à presença da bonita voz da nossa antiga aluna Mariana Guerra. Um especial agradecimento à Mariana Guerra pela sua colaboração no projeto e pelo seu donativo, que reverteu a favor da LPCC (Liga Potuguesa Contra o Cancro).
Os trabalhos desenvolvidos encontram-se em exposição na escola.
                                                                                                            cortesia de Cristina Matos (cartaz e texto)

transferências de energia e ecossistemas na nossa escola

Da teoria à prática!
Depois de aprenderem como se processa a transferência de energia nos ecossistemas, os alunos de 8ºAno, em Oficina Ciências Naturais, construíram, eles próprios, as mais variadas cadeias e teias alimentares. O resultado foi surpreendente!                                                                                                                                                                                                                         cortesia de Isabel Loureiro 



O início é o Sol. 

O Sol que torna a Terra amena e que, com a sua luz, faz crescer as plantas. 

As plantas alimentam os insetos que, por sua vez, são presas dos sapos. Estes últimos são o sustento dos pássaros que são comidos pelos falcões. 

Esta sucessão denomina-se cadeia alimentar. Em cada etapa da cadeia há perda de energia. Valha-nos o Sol que, como é fonte inesgotável, impede o fim deste processo. 
Mas, as plantas também alimentam a lebre que é presa da coruja e, esta última, o é da águia. Também, o pequeno musaranho, comedor de plantas, é presa da coruja e, esta, como está escrito em cima, é presa da águia. A lebre também é presa da raposa que é capturada pela águia. 
A este entrelaçado de cadeias alimentares chamamos teia alimentar e, claro, em cada etapa há perda de energia. 
Fecha-se os ciclos com os decompositores que transformam os restos dos animais em alimento das plantas. 
Algumas ideias mais estão implícitas na exposição de trabalhos dos nossos alunos dos oitavos anos com o tema, transferências de energia nos ecossistemas.




Se gostas de ter motivos de te interrogar e pensares em novos assuntos encontras por lá bons motivos para isso. E, se não encontrares respostas, é uma boa razão para colocares essa pergunta a uma professora de Ciências Naturais.

E tu? Não poderás ser, também, um elo de uma outra cadeia na Terra?


                          cortesia de Sérgio Viana

                                                                                                                  

sexta-feira, 10 de maio de 2019

"Questões em torno da adolescência – um apontamento para pais”


"Questões em torno da adolescência – um apontamento para pais”-  é o mote para um encontro com pais e encarregados de educação, no dia 16 de maio de 2019, dinamizado pelo Gabinete de Acompanhamento e Aconselhamento Psicológico e Pedagógico (GAAPP), da responsabilidade do Pelouro da Juventude da Câmara Municipal da Maia.
A sessão terá lugar na escola sede deste agrupamento às 18h45m no auditório ou anfiteatro.

o que por cá se faz... no Departamento das Ciências Sociais e Humanas

Os professores do Departamento das Ciências Sociais e Humanas também receberam os pais e encarregados de educação dos alunos do 9º ano de escolaridade, os quais tiveram a oportunidade de ver os variadíssimos trabalhos elaborados pelos nossos alunos no âmbito de PROJETO +.



Ainda foram sensibilizados para a importância da frequência das aulas de E.M.R.C. e a sessão de esclarecimento terminou com a divulgação das disciplinas que fazem parte do currículo dos cursos deste departamento, do ensino regular, profissional e Cursos de Educação e Formação (CEF).    

(post editado às 17h10m)

E de Moutidos também chegou...

... o "Moutidos News"!




                                                                                                                                                             cortesia de Ricardo Mazzei