Número total de visualizações de página

sexta-feira, 30 de novembro de 2012

IR, LER e OUVIR (os barcos)

IR 
O Santa Maria Manuela de regresso ao Porto e ao Douro. Atracou no cais da Estiva na Ribeira do Porto. Um belo navio! 
Até dia 2 de Dezembro está aberto ao Público entre as 10h e as 12h e das 14h às 19h.

Santa Maria Manuela no cais da Estiva

LER
"Até amanhã" de Eugénio de Andrade

Sei agora como nasceu a alegria, 
como nasce o vento entre barcos de papel, 
como nasce a água ou o amor 
quando a juventude não é uma lágrima. 

É primeiro só um rumor de espuma 
à roda do corpo que desperta, 
sílaba espessa, beijo acumulado, 
amanhecer de pássaros no sangue. 

É subitamente um grito, 
um grito apertado nos dentes, 
galope de cavalos num horizonte 
onde o mar é diurno e sem palavras. 

Falei de tudo quanto amei. 
De coisas que te dou 
para que tu as ames comigo: 
a juventude, o vento e as areias. 

Eugénio de Andrade, in "Até Amanhã"


OUVIR
Fausto "O barco vai de saída"


Votos de um bom fim de semana!

morreu e foi notícia há 77 anos


Fernando Pessoa numa rua de Lisboa
Fernando Pessoa (Lisboa, 13 de Junho de 1888 — Lisboa, 30 de Novembro de 1935)

REPRODUÇÃO DA NOTÍCIA DA MORTE E ENTERRO DADA PELO “DIÁRIO DE NOTÍCIAS”
MORREU FERNANDO PESSOA
grande poeta de Portugal

Fernando Pessoa, o poeta extraordinário da Mensagem, poema de exaltação nacionalista, dos mais belos que se tem escrito, foi ontem a enterrar.
Surpreendeu-o a morte, num leito cristão do Hospital de S. Luiz, no sábado à noite.
A sua passagem pela vida foi um rastro de luz e de originalidade. Em 1915, com Luiz de Montalvor, Mário de Sá-Carneiro e Ronald de Carvalho — estes dois já mortos para a vida — lançou o Orpheu, que tão profunda influência exerceu no nosso meio literário, e a sua personalidade foi-se depois afirmando mais e mais. Do fundo da sua «tertúlia» a uma mesa do Martinho da Arcada, Fernando pessoa era sempre o mais novo de todos os novos que em volta dele se sentavam. Desconcertante, profundamente original e estruturalmente verdadeiro, a sua personalidade era vária como vário o rumo da sua vida. Ele não tinha uma actividade «una», uma actividade dirigida: tinha múltiplas actividades.
Na poesia não era só ele: Fernando Pessoa; ele era também Álvaro de Campos e Alberto Caeiro e Ricardo Reis. E era-os profundamente, como só ele sabia ser. E na poesia como na vida. E na vida como na arte.
Tudo nele era inesperado. Desde a sua vida, até aos seus poemas, até à sua morte.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

"propinas" no Secundário?

O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, disse na quarta-feira em entrevista à TVI, que o Governo tem em cima da mesa, para o corte de "pelo menos" quatro mil milhões de euros na despesa pública, mudanças no financiamento da Educação.
Pedro Passos Coelho disse que a Constituição "não trava mudanças no financiamento do sistema educativo que pode assim passar a ser semipúblico com a introdução de copagamentos nos níveis de ensino que hoje são gratuitos".
O secretário-geral da FNE diz que tem de haver um esforço no sentido de "todos acederem aos mais altos níveis de qualificação", nomeadamente a obrigatoriedade de ter uma escolaridade de 12 anos completa e gratuita.

o sucesso começa em casa

O projeto "Sucesso Começa em Casa" (SCC), da responsabilidade da professora Maria João Peres, docente de Matemática,  tem condições de avançar com regularidade na net. 
Vamos lá espreitar e consultar o blogue com regularidade.



O SCC está em: 

http://sucessocomecaemcasa.blogspot.pt/

http://www.facebook.com/sucessocomecaem.casa

Agradecem-se todos os contributos, críticas e, claro, divulgação!

espaço GPS


A nossa escola tem em funcionamento um novo espaço para ti: o GPS - Gabinete da Promoção da Saúde. Funciona no Pavilhão A2 na sala A2.22.
Os horários em que podes usufruir deste espaço estão afixados em vários locais da escola. Mas podes consultá-los aqui:
 
Marca uma visita através do email: gps.aescas@gmail.com

Estamos à tua espera! Vem ajudar a criar/tornar este espaço num espaço único!
Aparece!


os artistas alegram, mais uma vez, a escola






  

 


quarta-feira, 28 de novembro de 2012

olimpíadas da CriAtividade





Aprender metodologias de resolução criativa de problemas e pô-las em prática é a forma como os participantes das Olimpíadas da CriAtividade decidiram enfrentar os desafios atuais, preparando-se para o futuro!  

Realizaram o primeiro desafio criativo no dia 21, tendo assim sido dado o sinal de partida desta iniciativa que, pelos números de adesão e pelo envolvimento real de todos, é já um sucesso.  

26 alunos da nossa escola participaram neste concurso internacional que pretende promover nos jovens competências de resolução criativa de problemas. Em Portugal, estiveram em competição cerca de 1200 alunos. 


Foram inúmeros os contactos, pedidos de esclarecimento, inscrições, assim como as horas de formação que congregaram – e irão continuar a congregar – todos os interessados nesta forma de pensar e agir, que incide sobre uma temática transversal de reconhecida pertinência: a promoção de competências de Resolução Criativa de Problemas, visando a preparação de cidadãos capazes de responder aos desafios atuais e futuros, a nível pessoal e profissional. 

A próxima fase (Meia-Final) decorrerá  no dia 20 de Fevereiro de 2013 e a Final Nacional nos dias 12,13 e 14 de Abril de 2013. Os alunos selecionados nesta última poderão representar Portugal no encontro internacional, nos E.U.A..

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Valter Hugo Mãe vence Grande Prémio Portugal Telecom

 
foto YouTube
O português Valter Hugo Mãe venceu, esta madrugada, o Grande Prémio Portugal Telecom de Literatura, com o romance «A máquina de fazer espanhóis».
O prémio foi entregue ao escritor português no início da madrugada desta terça-feira, em São Paulo, no Brasil.
«Eu escrevia desde pequeno, mas nunca achei que poderia ganhar coisa nenhuma», declarou o escritor no momento em que recebeu o prémio Portugal Telecom de Literatura em Língua Portuguesa, que completou 10 anos nesta edição. @ A BOLA

professores exigem descongelamento da contagem do tempo para progredirem na carreira


 O Sindicato dos Professores Zona Centro reivindicou hoje a valorização do papel dos docentes e exigiu ao Governo que dignifique a sua carreira e proceda ao descongelamento da contagem do tempo de serviço para efeitos de progressão.
Numa resolução aprovada hoje, a direção do sindicato exigiu ainda o "respeito do Ministério da Educação e Ciência (MEC) pelas disposições legais que determinam o pagamento das compensações por caducidade de contratos de docentes, reconhecido por muitas decisões dos Tribunais". @ SOL

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

exposição "Seres vivos do mar"

A turma CEI construiu uma maquete sobre os seres vivos do mar com informações acerca de cada um desses seres. Podem vê-la no pavilhão A1 durante esta semana e ficar a saber um pouco mais.
Isabel Moura
.

30 minutos à conversa com um cientista

auditório cheio
Dr. Filipe Castro
Na última sexta feira desenvolveu-se uma palestra, no âmbito das ciências naturais, que contou com a presença do cientista Filipe Castro, do CIIMAR (Centro de Investigação Interdisciplinar Marinha e Recursos Ambientais), que falou sobre a influência da poluição aquática nos organismos marinhos. Assistiram as turmas 8ºD, 8ºI, 9ºB e 9ºG.

Foi uma manhã diferente!
O grupo de Ciências Naturais

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

LER, OUVIR e VER (as horas)

LER

Havia uma flor bravia de inverno,
E ali estavas tu,
Com o mais puro dos Adeus na mão.
A mais intrépida melodia de arrependimento
Era a mais frágil mensagem
de um efémero suspiro.
(Deixa que fique,
Na casa que nos deixaste, sem receio de ficar com as mãos agarradas no tempo.)
Vamos voltar ao café,
Entrar sem onde,
Voltar sabendo o vento.
(Não vás.)
Não confio na noite.
Não confio na metade de mim
que deixaste (sem tempo)
A mãe chora o teu espelho. Eu
Ainda peço (volta) sem saber.
A resposta inútil deixa que esta carta seja adiada.
A carta do último adeus à flor bravia da tua pele,
Deitada.
(as horas são facas saudosas na vida)


Carvalho Monteiro - "Carta em Sépia"

OUVIR

                                                     

VER
"As Horas"
Em três tempos distintos, três mulheres, três vidas, uma conexão. Nos anos 20, a perturbada escritora Virginia Woolf escreveu seu primeiro grande romance A Senhora Dalloway. Duas décadas mais tarde, a dona de casa Laura Brown, repensa toda sua vida e seus desejos enquanto lê o mesmo livro. Na Nova Iorque dos dias de hoje, a editora Clarissa Vaugham concentra toda sua dedicação ao amigo Richard, um poeta por quem é profundamente apaixonada e que está com SIDA, à beira da morte. Assim como no princípio, as sensíveis histórias dessas três mulheres fundem-se num desfecho surpreendente.


Tenham um bom fim de semana!

a nossa história em 2 minutos

Chegou até ao CRESCER por email. Está no Youtube. Tem som e imagens. Dura dois minutos. Vale a pena ver.


quinta-feira, 22 de novembro de 2012

"THX 1138"

Devido ao encerramento temporário do Cinema Venepor para obras de manutenção, a próxima sessão do Cineclube da Maia terá lugar na Quinta da Caverneira, em Águas Santas. Este sábado, dia 24 de Novembro, será exibida a primeira longa-metragem do aclamado realizador George Lucas, "THX 1138". A anteceder o filme, terá lugar o concerto de "Stereoboy", com início às 21h30.
 
 
Data/Hora: 24 de Novembro de 2012, 21h30
Local: Quinta da Caverneira ( 41º12'6''N, 8º34'35''W )
Preço: 3,5€ normal | 3€ estudante | 1,40€ sócio

Filme: THX 1138
Cor | 1971 | EUA | Ficção Científica | 88min | M12
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Hugo Awards, 1972
Nomeação para melhor guião (Warter Murch)
Nomeação para melhor realização (George Lucas)
------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Sinopse: Algures no futuro, seres humanos vivem numa sociedade subterrânea perfeitamente organizada. Qualquer perturbação é tratada com o respectivo medicamento, cuja toma é obrigatória. Homens e mulheres são autómatos, capazes de trabalhar horas a fio e desprovidos de qualquer emoção. As relações sexuais são proibidas e o seu deus, OMM 0910, está sempre disponível por telefone, pronto a esclarecer qualquer dúvida.
Quando LUH 3417 pára de tomar a medicação, tomando consciência daquele ambiente bizarro, decide substituir as drogas do seu companheiro de quarto, THX 1138, por placebos. Os dois tornam-se emocionais, apaixonam-se, cometem erros e são presos. Na prisão, THX 1138 descobre que LUH 3417 foi morta e decide fugir. Resta-lhe saber do quê e por onde.

via verde para emprego em informática e saúde

Há cursos com total empregabilidade. Economia, Psicologia e Ciências de Comunicação são os que registam maior número de desempregados. Mais de 25 mil diplomados no estrangeiro. Doutores representam 13,5% dos cérebros que fugiram do País.


Engenharia, informática, medicina, medicina dentária e ciências farmacêuticas são os cursos com a porta mais aberta para o mercado de trabalho. Quatro universidades públicas e duas privadas figuram no topo das instituições onde estes graus académicos são sinónimo de emprego. Aliás, a taxa de desemprego nestes casos é praticamente inexistente.
As conclusões são do estudo "Empregabilidade e Ensino Superior em Portugal", realizado pela Agência de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior (A3ES), que na análise à situação de emprego dos estudantes que terminam o ensino superior confirma a crescente "fuga dos cérebros" portugueses. Entre 2002 e 2010 declararam trabalhar no estrangeiro cerca de 25 mil diplomados em todos os graus do ensino superior, sendo que os doutorados já representam 13,5%. Os diplomados nas áreas da Engenharia, Ciências Sociais e Direito representam mais de 53,5% dos que foram trabalhar fora do País. Portugal é o sexto País, em 34, em que a taxa de desemprego entre os licenciados é a mais expressiva. @ DN

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

"Fumar fica-te a matar"

“Fumar fica-te a matar” é o mote da campanha Pulmonale que este ano assinala o Mês do Cancro do Pulmão levando, durante o mês de Novembro, uma equipa de Jovens voluntários do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) a mostrar juntos dos jovens estudantes de cerca de 50 escolas secundárias que fumar é coisa que “fica a matar”. Este sábado, dia 17, a acção saiu para a rua como forma de assinalar o Dia do Não Fumador. O Chiado e o Bairro Alto foram os espaços eleitos para dar a conhecer a campanha que tem como protagonistas os próprios fumadores que darão a cara pela causa.

Esta é uma campanha promovida pela Pulmonale – Associação Portuguesa de Luta Contra o Cancro do Pulmão, com o apoio da Global Lung Cancer Coalition (GLCC), do Instituto Português do Desporto e Juventude (IPDJ) e da Lilly Portugal assinala, este ano, o Mês do Cancro do Pulmão (Lung Cancer Awareness Month). E porque Novembro é o mês escolhido por muitos países para, através das suas Associações de Luta Contra o Cancro do Pulmão, reforçarem o seu papel junto da sociedade e promoverem uma maior sensibilização, em Portugal a Pulmonale assinala a data com o lançamento de uma campanha contra o tabaco. 

terça-feira, 20 de novembro de 2012

mais horas de trabalho?


20 de novembro: dia internacional dos direitos da criança

daqui
No dia 20 de Novembro de 1959, por aprovação unânime, a Assembleia-geral das Nações Unidas proclamou a Declaração dos Direitos da Criança. 
Esta Declaração é uma adaptação especial de algumas partes da Declaração Universal dos Direitos Humanos, mas só para as crianças.
A luta para que esses direitos sejam respeitados é difícil e não acaba nunca. Por isso, quando a Declaração dos Direitos da Criança completou 30 anos, em 20 de Novembro de 1989, a ONU também aprovou a Convenção sobre os Direitos da Criança, documento que enuncia um amplo conjunto de direitos fundamentais – os direitos civis e políticos, e também os direitos económicos, sociais e culturais – de todas as crianças, bem como as respetivas disposições para que sejam aplicados.
A Convenção assenta em quatro pilares fundamentais, que estão relacionados com todos os outros direitos das crianças:
A não discriminação, que significa que todas as crianças têm o direito de desenvolver todo o seu potencial – todas as crianças, em todas as circunstâncias, em qualquer momento, em qualquer parte do mundo.
O interesse superior da criança deve ser uma consideração prioritária em todas as ações e decisões que lhe digam respeito.
A sobrevivência e desenvolvimento sublinha a importância vital da garantia de acesso a serviços básicos e à igualdade de oportunidades para que as crianças possam desenvolver-se plenamente.
A opinião da criança, que significa que a voz das crianças deve ser ouvida e tida em conta em todos os assuntos que se relacionem com os seus direitos.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

semana da Ciência e da Tecnologia na UP

Vale a pena conhecer o que a Universidade do Porto preparou para esta semana, aberta ao público em geral.
Conheça o programa e saiba quais são os especialistas das diferentes áreas que abrilhantam estes dias no Porto, aqui.


homenagem a Manuel António Pina


A luz das palavras

Esta exposição documental, no Museu Nacional da Imprensa, inaugurada este domingo, às 16 horas, reflete múltiplas luminosidades. Que atravessam o jornalismo e a literatura. Trata-se de mostrar, ainda a quente, a vida e obra de um jornalista cuja ausência se torna tão presente. Manuel António Pina tinha a luz das palavras.
A relação de MAP com a essência das palavras é, de resto, muito especial. E surge logo nos seus primeiros poemas, em 1971: "o que é feito das palavras senão as palavras?" (verso de Já não é possível, in "O armário").
MAP é o artesão das palavras que ajudam a pensar as coisas, a vida e o próprio pensamento sobre as coisas e a vida que levamos. Poética e ludicamente, filosofa sobre a (des)construção das palavras. Brinca com elas, numa surpreendente produção de sentidos que constitui uma das caraterísticas mais singulares da sua obra.
Se na poesia e na literatura infantojuvenil foi mestre, mais forte e constante se revelou no papel de cronista sem medo. Nesta dimensão, MAP foi um construtor da consciência cívica. Sobre a análise da vida social, política, económica. Sobre a vida da gente. Ele era o arauto que dizia: venham ver como isto é. Estava escondido, é assim, zás trás pás! Sem medos.
A gente lia e entendia. Só raramente era rebuscado, erudito, pouco acessível. A clareza e a frontalidade imperam nos seus textos. Tanto no "Jornal de Notícias" como noutras publicações.
Nas suas crónicas, MAP desemaranhava a realidade para melhor nos mostrar a essência do real. E com a sua certeza das dúvidas, ajudava-nos a pensar o quotidiano da democracia. Neste sentido, é ainda uma chama de lucidez na opinião pública. Um archote, com cintilações de sarcasmo e ironia. A iluminação pública das palavras. 

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

OUVIR, LER e VER (a luz)

OUVIR
Chico Buarque, Vida


LER
Regresso devagar ao teu 
sorriso como quem volta a casa. Faço de conta que 
não é nada comigo. Distraído percorro 
o caminho familiar da saudade, 
pequeninas coisas me prendem, 
uma tarde num café, um livro. Devagar 
te amo e às vezes depressa, 
meu amor, e às vezes faço coisas que não devo, 
regresso devagar a tua casa, 
compro um livro, entro no 
amor como em casa. 

Manuel António Pina, in "Ainda não é o Fim nem o Princípio do Mundo. Calma é Apenas um Pouco Tarde"

VER

"Nostalgia da Luz" (2010) de Patricio Guzmán


No Chile, a três mil metros de altitude, astrónomos provindos do mundo inteiro reúnem-se no deserto de Atacama para observar as estrelas. Porque aí, a transparência do céu é tal que permite ver até aos confins do Universo. Também é um lugar em que a secura do solo conserva intactos os restos humanos - os de múmias, de exploradores e de mineiros. E também os ossos dos prisioneiros políticos mortos durante a ditadura. Enquanto os astrónomos exploram as galáxias mais afastadas em busca da eventual existência de vida extraterrestre, diante dos observatórios, um grupo de mulheres remove as pedras à procura dos parentes desaparecidos.

dia do desassossego

José de Sousa Saramago (16 de Novembro de 1922 / 18 de Junho de 2010)


Casa dos Bicos muda aspeto da fachada


Aniversário do escritor será assinalado com o primeiro "Dia do Desassossego". Do programa constam várias iniciativas, quase todas inspiradas na obra de José Saramago. O Expresso divulga alguns pormenores, mas só amanhã se verá tudo. 
A Casa dos Bicos, em Lisboa, vai mudar de aparência, ao meio-dia. Janelas e varandas serão transformadas em quadros do pintor José Santa-Bárbara, com cenas do "Memorial do Convento". A iniciativa é apenas uma das muitas preparadas para a comemoração do 90º aniversário de nascimento do escritor José Saramago.
A Fundação José Saramago, cuja sede é na Casa dos Bicos, escolheu fazer desta sexta-feira, data em que o escritor português faria mais um aniversário, para ser o primeiro "Dia do Desassossego", como "chamada de atenção".
"Somos seres pensantes e queremos viver enquanto tal. Não somos massa, nem um número, nem uma estatística, e muito menos um rebanho dirigido. Somos homens e mulheres capazes das maiores proezas, incluindo a de sorrir em tempos sombrios, porque decidimos que ninguém nos gela o sangue nem nos corta a respiração", lê-se no manifesto .
Quanto ao programa da Fundação, ao meio dia, a sua sede sofrerá uma intervenção. As janelas e varandas da Casa dos Bicos exibirão telas do pintor José Santa-Bárbara, com cenas do "Memorial do Convento".
A exposição na fachada é dada a conhecer antes do início de um espetáculo de teatro e música, com a teatralização de excertos do "Memorial" e a interpretação de árias de Domenico Scarlatti, a partir das janelas. À mesma hora, no 4º andar da Fundação, pode ser visitada uma exposição de retratos de Saramago da autoria de nove artistas plásticos portugueses e espanhóis, com textos de José Saramago.
Durante a tarde, as celebrações passam para as ruas da Baixa lisboeta, com a realização de leituras de "O Ano da Morte de Ricardo Reis".
Às 18h, no Teatro de São Carlos - e com entrada gratuita (mas sujeita à lotação da sala) - serão interpretados o Requiem, de Fauré, e a Sinfonia Fantástica, de Berlioz, num concerto de homenagem ao escritor. @ EXPRESSO

a taxa real de desemprego é de 23 por cento


Numa altura em que a taxa de desemprego oficial em Portugal é já de 15,8 por cento, a taxa real de desemprego é de 23 por cento.
De acordo com o Instituto Nacional de Estatística, há mais de 870 mil pessoas inscritas nos centros de emprego. Porém, a este número acresce quem gostaria de trabalhar mais horas mas não tem trabalho – o subemprego parcial – e os inativos, que já desistiram de procurar emprego. 


Tudo somado faz com que haja cerca de 1 milhão e 400 mil portugueses afetados pela falta de emprego, sendo que apenas 370 mil têm direito a subsídio.

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

escola vazia


A agitação, a alegria, o frenesim normal de um dia de aulas na ESÁS deu lugar, na tarde do dia de greve geral, ao silêncio, aos espaços vazios e à falta daqueles para quem a escola se fez.










  

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Europa prepara protesto geral

Amanhã, dia 14 de novembro, quatro países fazem greve geral em simultâneo, Portugal, Espanha, Itália e Grécia, num protesto inédito a nível europeu. E mais de 15 organizam manifestações e ações de solidariedade (consulte o mapa).

imagem do SOL

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

em dia de Merkel

"Em Fevereiro, o país terá um choque quando olhar para a folha de ordenado"

Leonardo Mathias, sócio e administrador da gestora de activos Dunas Capital, defende que o Governo devia aproveitar a visita de Merkel, não para pedir mais dinheiro ou tempo, mas para negociar juros iguais aos do Norte da Europa e mais investimento estruturante. Ou seja: várias Autoeuropas.

Têm surgido muitas vozes a criticar o OE alegando que a economia real vai sucumbir a tanta austeridade. Qual é a sua opinião?

Já quase tudo foi dito, mas entre os aspectos mais significantes vai ser sem dúvida a quebra no consumo derivado do impacto do aumento de impostos. Na economia real o que me assusta é que o rendimento disponível das famílias tem caído sistematicamente nos últimos anos, mas a generalidade dos preços tem-se mantido. As propinas escolares, o preço do pão, dos automóveis, da água, da electricidade se não se manteve, até aumentou, tal como o custo do dinheiro (via spreads). Para o cidadão comum esta equação complicada está a ser muito difícil de resolver. E o seu impacto é em todo lado e diário. Digo-lhe que estou muito preocupado com o dia 2 de Fevereiro.


Porquê?
Tivemos um milhão de pessoas na rua quando anunciaram que os custos sociais iam aumentar em 7%. Agora temos tido manifestações, não da sociedade civil, mas mais organizadas e sectoriais. E ninguém ainda fez contas ao que é que vão ser os salários líquidos no final de Janeiro. As pessoas só vão realizar o que vão perder no dia a seguir à população activa receber o salário líquido. E aí vai haver um choque. 
                                                                                                                                                           Leia toda a entrevista @ PÚBLICO 

escola colorida pelas mãos dos artistas

As turmas das Artes do Secundário, com regularidade, contemplam a escola com alguns dos seus trabalhos. Foi o caso desta semana que passou e da presente semana. Nos corredores e na cantina, os artistas  do 12º D, orientados pelo professor Adriano Mesquita, mostraram como do velho se faz novo e como as telas se fazem colorir.





sexta-feira, 9 de novembro de 2012

VER, LER e OUVIR (quem és tu de novo?)

VER
Uma comédia dos irmãos Cohen, com George Clooney no principal papel, promete.



LER
Ricardo que apenas assina Magalhães e promete fazer-nos pedir bis.


não me recebas. recebe apenas o que sonhei para ti.
trago nas mãos o frio de uma manhã que não quero viver, mas 
o meu peito é um abraço onde te moldo o calor mais cru da nudez.
não me recebas. recebe-nos. 
recebe-nos com o vento na cara, 
recebe-nos onde o sol é luar,
recebe-nos onde chuva é lavada. 

não, não me recebas.
não me recebas assim.

eu também tenho passados,
e sou feito de dias magoados,
mas não vou morrer por aqui.

(fica) 

vou desenhar uma praia de rosas brancas
e esconder-me no cantinho do teu rosto onde a areia conhece o prazer do chá.
fica. 
o teu sorriso mais feliz é uma marioneta no meu olhar, mas
não me recebas a mim.
recebe apenas o que sonhei para nós.

(ficas?)                                                                                                                    Magalhães

OUVIR
Jorge Palma no seu melhor.



Tenham um bom fim de semana!

será este o futuro?


O Governo pretende triplicar o número de jovens que optem pela formação profissional até 2020, ano em que estima que cerca de 100 mil jovens tenham escolhido esta via, afirmou esta quarta-feira o ministro da Economia e do Emprego. @PÚBLICO

quinta-feira, 8 de novembro de 2012

universidades podem ter de parar

O presidente do Conselho de Reitores acredita que as universidades podem ter de parar caso se confirme o corte previsto de 9,4 por cento nas verbas para o Ensino Superior, previsto no Orçamento de Estado para 2013.

Questionado sobre o que significa «ter de parar», António Rendas limitou-se a dizer que espera que não se tenham de «tomar algumas medidas que não queremos tomar de alguma quebra do que são as nossas funções importantes que são o ensino, a investigação e as relações com a comunidade».
«Mas isso só poderemos fazer quando soubermos realmente qual vai ser a nossa realidade e neste momento ainda estamos na expectativa de que as nossas propostas possam ser acolhidas», adiantou.

quarta-feira, 7 de novembro de 2012

professores sem escola

"Professores sem escola" e uma escola cheia de problemas é o que podem ver nesta Grande Reportagem que a SIC transmitiu no dia 4-11-2012. Vale a pena ver e refletir sobre esta realidade.

Obama ganha com larga vantagem sobre Romney


O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, foi reeleito para mais quatro anos de mandato à frente dos EUA, após uma renhida disputa com o republicano Mitt Romney.
Obama é o segundo presidente democrata a obter a reeleição desde a Segunda Guerra Mundial, depois de Bill Clinton. Os próximos quatro anos não prometem ser mais fáceis para o democrata, até porque no Congresso o cenário mantém-se praticamente idêntico.
Milhares de pessoas por todo o país explodiram de alegria quando as principais redes de televisão deram a vitória a Obama que fez história em 2008 ao ser o primeiro negro a ser eleito presidente dos Estados Unidos, sob o lema de mudança e esperança.
O lema para este segundo mandato, "Forward" (Avançar), deixa antever os numerosos desafios perante uma economia que recupera lentamente da pior crise em décadas.

terça-feira, 6 de novembro de 2012

palavras de Sophia


Se Sophia de Mello Breyner fosse viva, faria hoje, dia 6 de Novembro, 93 anos.
Vamos homenageá-la fazendo cumprir aquilo que pede neste belo poema: 

Sacode as nuvens 

Sacode as nuvens que te poisam nos cabelos,
Sacode as aves que te levam o olhar.
Sacode os sonhos mais pesados do que as pedras.

Porque eu cheguei e é tempo de me veres,
Mesmo que os meus gestos te trespassem
De solidão e tu caias em poeira,
Mesmo que a minha voz queime o ar que respiras
E os teus olhos nunca mais possam olhar.


segunda-feira, 5 de novembro de 2012

até já, Rosa e Maria José!


Um destes dias vi ramos de flores na sala de trabalho dos professores. Bonitos! Em tempos idos, não era de estranhar: um aniversário, uma gravidez… e os alunos brindavam com flores. Hoje, o gesto é mais raro. Mas havia um motivo: duas colegas tinham dado as suas últimas aulas. Quem oferecera os ramos? As restantes colegas do grupo disciplinar.
Pois bem, a tradição já não é o que era e não vale a pena chorar.
Vale a pena referir que a Matemática vai ficar mais pobre agora que a Rosa (Saavedra) e a Maria José (Silva) se ausentam para gozar as suas aposentações. E os meninos do ensino básico perdem duas professoras que lhes tentaram mostrar como a Matemática pode ser poesia e como a poesia é amor
Podia escrever mais sobre estas amigas mas as palavras de Millôr Fernandes são capazes de homenagear  a Rosa e a Maria José de forma muito encantadora. Deixo-vos com elas e com um pedido às duas companheiras: façam o favor de serem felizes.
Até já!
Manuela Couto
Às folhas tantas 
do livro matemático
um Quociente apaixonou-se
um dia 
doidamente
por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
e viu-a do ápice à base
uma figura ímpar;
olhos rombóides, boca trapezóide, 
corpo retangular, seios esferóides.
Fez de sua uma vida 
paralela à dela
até que se encontraram 
no infinito.
"Quem és tu?", indagou ele
em ânsia radical.
"Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode- me chamar de Hipotenusa."
E de falarem descobriram que eram
(o que em aritmética corresponde
a almas irmãs)
primos entre si.
E assim se amaram
ao quadrado da velocidade da luz…

Obama ou Romney?


Há quatro anos, Obama venceu o Senador McCain ao alcançar 365 votos eleitorais, bem mais do que os 270 necessários. 5 de Novembro de 2012. Quatro anos passados e a apenas um dia das eleições presidenciais, é impossível dizer quem vai ser o próximo inquilino da Casa Branca. Barack Obama? Ou Mitt Romney?

uma forma de "partir, ficando", diz a Isaura


A nossa colega Isaura Anselmo responde ao "até já!" do CRESCER. 

A todos com quem me cruzei ao longo destes anos, partilhando projectos e dando as mãos, “muitas mãos”… Até já!

Décadas de Ensino como profissão escolhida deixam marcas! Qualquer outra profissão deixará? Talvez, mas esta vive-se na Escola, um microcosmos muito especial.
Escolhi construir o meu percurso não só com a responsabilidade de cumprir programas e dar resposta a currículos, mas também com a disponibilidade necessária para colher o melhor entre múltiplas vozes e olhares. Discutível, como qualquer outra opção na Vida, mas um caminho reconhecidamente enriquecedor, inconformado, que não trocaria por nenhum outro.
Nada se repete nesta interacção! Daí, ser tão rica e inquietante…
Águas revoltas nos têm deixado um sabor amargo, é verdade, mas preparei-me (tal como na minha vida particular) para preservar tudo o que de melhor conseguimos construir ao longo dos anos e que em qualquer momento ressurgirá adaptado a novos tempos e a novas circunstâncias.
Profissão profundamente querida e absorvente, não quero sair e dizer adeus! O caminho é demasiado forte para ser esquecido.
Fiz questão de não me despedir de professores, funcionários, alunos. Estarão sempre presentes em memórias vivas de tudo o que fizemos juntos com dificuldades, persistência e compreensão.
Literalmente, até já! Até já, num país que muito amo e onde é urgente estar aqui e agora, agindo em solidariedade.
Bom ano, melhores futuros anos feitos por nós!
Um abraço do tamanho do mundo!!!!!!!
Maria Isaura Anselmo

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

bom fim de semana!

Fiquem com oito minutos de uma belíssima LOVE STORY.
Depois, tenham um bom fim de semana.

o último concerto dos Ornatos Violeta


Sabemos que foi muito bom e muito emotivo. Aqui fica o tributo do CRESCER à banda nortenha. Ouvimos dizer que o amor pelos Ornatos não acabou.

Ouvi dizer que o nosso amor acabou.
Pois eu não tive a noção do seu fim!
Pelo que eu já tentei,
Eu não vou vê-lo em mim:
Se eu não tive a noção de ver nascer um homem.
E ao que eu vejo,
Tudo foi para ti
Uma estúpida canção que só eu ouvi!
E eu fiquei com tanto para dar!
E agora
Não vais achar nada bem
Que eu pague a conta em raiva!
E pudesse eu pagar de outra forma!
Ouvi dizer que o mundo acaba amanhã,
E eu tinha tantos planos pra depois!
Fui eu quem virou as páginas
Na pressa de chegar até nós;
Sem tirar das palavras seu cruel sentido!
Sobre a razão estar cega:
Resta-me apenas uma razão,
Um dia vais ser tu
E um homem como tu;
Como eu não fui;
Um dia vou-te ouvir dizer:
E pudesse eu pagar de outra forma!
Sei que um dia vais dizer:
E pudesse eu pagar de outra forma!
A cidade está deserta,
E alguém escreveu o teu nome em toda a parte:
Nas casas, nos carros, nas pontes, nas ruas.
Em todo o lado essa palavra
Repetida ao expoente da loucura!
Ora amarga! Ora doce!
Pra nos lembrar que o amor é uma doença,
Quando nele julgamos ver a nossa cura!