Número total de visualizações de página

terça-feira, 3 de dezembro de 2019

"a minha geração diz NÃO!"


         


Comemorou-se, no passado dia 25 novembro, o Dia Internacional “Para a Eliminação da Violência Contra as Mulheres”. Reconhecendo a importância de sensibilizar os jovens para que sejam a geração que faz um corte com o passado, professores e alunos da nossa escola aceitaram o desafio lançado pelo PRESSE no sentido de se sensibilizar a comunidade estudantil para este flagelo que aumenta assustadoramente.





Adotando o lema A MINHA GERAÇÃO DIZ NÃO!, a iniciativa envolveu também pais e amigos que, em casa e mesmo na escola, colaboraram na realização de atividades diversas onde puxaram pela sua imaginação e deram eco ao seu grito.
Os alunos dos 10º A e 10º C penduraram T-shirts com mensagens para que todos os que sobem ao 2.º piso do Pavilhão A5 possam ler, assimilar, refletir e ajudar.
Os alunos do 10º E envergaram faixas.
Os alunos do 12º E envergaram t-shirts, de diferentes cores, com frases por eles escolhidas:
·                      






                        Na violência contra a mulher, nós metemos a colher!
·                            Pela minha mãe/irmã digo Não!
·                            Amar e maltratar não podem rimar. Basta!
·                            Quem ama NÃO humilha, NÃO maltrata, NÃO mata!
·                            A violência não é cultural, é criminal!
·                           O primeiro amor de uma mulher, devia ser o amor próprio!

Uma manta de retalhos, realizada pelo 12º F, contou com a prestimosa colaboração de pais e da amiga Rosário Soares, moradora em Águas Santas, que se disponibilizou para coser à máquina este painel onde pais e alunos quiseram registar o seu protesto em formatos diversos: figuras estampadas, colagens e recortes.
Vivemos num mundo onde o casal perfeito é determinado pela boa aparência. Esquecemo-nos que ninguém sabe o que se passa dentro das quatro paredes. NÃO PODEMOS desvalorizar o primeiro grito por ser o primeiro. Todas as mortes dos milhares de vítimas começaram com um grito. Eles gritam e elas mantêm-se caladas. O silêncio é o maior aliado do agressor. Portanto, hoje, somos nós que gritamos BASTA! Por todas as vítimas e por todas as mulheres, NÓS DIZEMOS NÃO!
A todos os professores, pais e amigos que apoiaram e colaboraram nesta iniciativa, o nosso muito obrigado!
A aluna do 12ºE,
Joana Reis

Sem comentários: