Número total de visualizações de página

terça-feira, 7 de outubro de 2014

prémio nobel da medicina: um GPS interno

A Academia Sueca atribuiu o Nobel de Fisiologia ou Medicina ao americano-britânico John O'Keefe e ao casal norueguês May-Britt e Edvard Moser.
JONATHAN NACKSTRAND/AFP
Os laureados foram distinguidos pelas suas descobertas sobre as "células que constituem um sistema de geoposição no cérebro", uma espécie de GPS interno, segundo o comité Nobel.
Este "GPS" (sistema de posicionamento global) no cérebro permite que nos orientemos num determinado espaço, mostrando a base celular de uma função cognitiva superior, adianta o júri do Nobel num comunicado.
O sistema permite responder a questões simples, tais como: "Como sabemos onde estamos? Como conseguimos encontrar o caminho entre um local e outro? Como guardamos esta informação de modo a podermos encontrar rapidamente o caminho uma outra vez?".
O norte-americano-britânico John O'Keefe descobriu em 1971 o primeiro componente deste "GPS". Foi preciso esperar até 2005 para que May-Britt e Edvard Moser identificassem um outro componente-chave do sistema, células nervosas que criam um sistema de coordenadas para determinar as posições.
A recompensa de oito milhões de coroas suecas (cerca de 881 mil euros) será entregue em duas partes, metade para O'Keefe e metade para o casal Moser. @ JN

Sem comentários: