Número total de visualizações de página

sexta-feira, 14 de junho de 2013

falharam as negociações entre sindicatos e MEC

Ao fim de dez horas de reuniões com os sindicatos, o Ministério da Educação resolveu manter o exame de Português do 12.º ano para a próxima segunda-feira, dia de greve dos professores.
O cenário de adiamento do exame para dia 20, como sugeriu o colégio arbitral na decisão em que decidiu não estabelecer serviços mínimos, esteve em cima da mesa, mas acabou por não se concretizar.
Apesar de os sindicatos terem dado a garantia de que não remarcariam a greve em caso de alteração da data do exame, o ministro da Educação decidiu manter o calendário que estava definido.
Ainda nesta sexta-feira à noite o ministro Nuno Crato deverá explicar as razões desta posição do ministério.
Nesta sexta-feira, o Ministério da Educação e Ciência (MEC) fez chegar às escolas a indicação clara de que ainda que a greve de professores impeça a realização do exame nacional de Português numa sala, na próxima segunda-feira, a prova deverá ser realizada nas restantes salas do mesmo estabelecimento de ensino. @PÚBLICO

Sem comentários: