Número total de visualizações de página

sexta-feira, 2 de outubro de 2015

para refletir: quantos mortos vale o nosso medo?


O mundo enfrenta a pior crise de refugiados desde a II Guerra Mundial e a Europa deve contribuir para resolvê-la de forma “decente e civilizada”, afirmou o comissário europeu para as Migrações, Dimitris Avramopoulos. “O mundo encontra-se hoje perante a pior crise de refugiados desde a II Guerra Mundial”, disse o comissário numa conferência de imprensa em Bruxelas.
Quantos mortos vale o nosso medo? Aguardamos as vossas reflexões.

2 comentários:

margarida disse...

O nosso medo não vale nenhum morto. Temos a obrigação de sermos humanos e solidários com aqueles que, por medo da morte, procuram refúgio onde há paz.

Ana Paula disse...

O medo não nos pode impedir de salvar vidas. Uma vida, que seja...
Cada uma daquelas vidas é igual à minha, à tua, à nossa. Tem igual dignidade.
Temos o dever incondicional de ajudar estas pessoas que, afinal, fazem o que todos faríamos: FUGIR DA GUERRA!