Número total de visualizações de página

quinta-feira, 11 de abril de 2013

11 de abril: dia mundial da doença de Parkinson


Comemora-se, no dia 11 de Abril, o Dia Mundial da Doença de Parkinson. Descrita em 1817 pelo médico inglês James Parkinson. Esta doença degenerativa apresenta como sintomas o tremor, a rigidez, a acinesia e a instabilidade da postura corporal.
O tremor localizado é, em 70% dos casos, o sintoma que denuncia o início da doença, surgindo, geralmente, num membro superior, propagando-se, depois, para o membro oposto. O tremor ocorre principalmente quando os membros estão em repouso.
A rigidez traduz-se numa dificuldade de relaxamento dos músculos, que pode atingir qualquer tecido muscular, do tronco ou dos membros. Esta rigidez inicia-se muitas vezes somente num membro, pode variar durante o dia, e ser influenciada por fatores como o humor, stress e medicamentos.
A acinesia define-se pela perda da função motora espontânea. Tempo de reação prolongado, execução lenta de movimentos voluntários, dificuldade em alcançar algo com um único e simples movimento, fadiga rápida como consequência de movimentos repetidos, incapacidade para executar ações simultâneas e sequenciais e uma face inexpressiva são algumas das manifestações da acinesia.
A instabilidade postural, associada à marcha do paciente, é usualmente o último dos sintomas a manifestar-se, sendo o mais difícil de tratar. Nesta fase, o paciente tem uma postura encurvada, o que aumenta o rico de quedas.
Com a doença de Parkinson surge, habitualmente, diminuição do apetite, as dificuldades de deglutição, a incapacidade em cozinhar, a perda de peso, a osteoporose e a obstipação, variando a incidência dos sintomas de pessoa para pessoa.
Neste contexto, a alimentação assume um papel fundamental na vida destes pacientes, devendo os cuidadores e os profissionais de saúde intervir e incentivar uma ingestão alimentar equilibrada, onde os nutrientes essenciais estejam presentes.
A ausência de uma alimentação diária completa, equilibrada e variada pode conduzir a uma perda acentuada de peso, num curto período de tempo, capaz de levar à desnutrição e a infeções.
De acordo com a Associação Portuguesa de Doentes de Parkinson, estima-se que existam seis milhões de pessoas portadoras da doença de Parkinson a nível mundial. Em Portugal as estimativas apontam para a existência de 20.000 portadores da Doença, embora não existam dados concretos.

Sem comentários: