Número total de visualizações de página

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

"dar voz aos alunos"

Já é do conhecimento de todos os alunos. Agora, mãos à obra. Fica o link da legislação para poderem consultar.
Bons projetos!

"a paz é o caminho"

O DIA ESCOLAR DA NÃO VIOLÊNCIA E DA PAZ começou como uma iniciativa do poeta, pedagogo e pacifista espanhol Llorenç Vidal. Desde 1964, que a celebração deste dia pretende chamar a atenção de políticos, pais, educadores e professores que é necessária uma educação permanente pela Não-Violência e pela Paz; que é preciso educar para a solidariedade e para o respeito pelos outros. Porquê a escolha do dia 30 de janeiro? A escolha da data não foi ao acaso, mas porque este foi o dia do assassinato de um dos maiores defensores da paz, da não-violência, da justiça e da tolerância: Mahatma Gandhi. Considerado o pai da Índia atual, Gandhi foi um homem de boa vontade que lutou, sem ódio, pela independência da sua pátria e pela paz do mundo. Dentro do ideal de paz e não-violência que ele defendia, uma de suas frases foi: “Não existe um caminho para paz! A paz é o caminho!”. 
Neste dia tão especial, os alunos e professores de EMRC lançam um desafio a toda a comunidade escolar: Diz NÃO à violência! Sê tu, também, um agente de PAZ!

segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

Palácio de Mafra candidato a Património Mundial da UNESCO

biblioteca do Palácio
O dossiê de candidatura do Palácio Nacional de Mafra e respetiva tapada a Património Mundial da UNESCO foi entregue na passada semana ao comité internacional desta organização, anunciou o município.
A entrega do dossiê com a proposta para inscrição daquele edifício na lista de Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) “correspondeu a uma etapa histórica neste complexo e exigente processo, que permitirá a tomada de decisão da UNESCO”, afirmou a Câmara Municipal em comunicado publicado no respetivo site.
Desde 2004 que Mafra consta da lista bens patrimoniais portugueses a serem alvo de processo de classificação proposta pela comissão nacional da UNESCO.
Em 2016, voltou a constar da listagem, depois de uma recomendação da UNESCO em 2013 para que fossem atualizadas as listas dos Estados-membros, a cada 10 anos, pré-requisito para a inscrição de bens na lista do património mundial.
O dossiê foi coordenado pelo município e pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC), com a colaboração do Palácio Nacional, Escola das Armas, Tapada Nacional e paróquia de Mafra. A Lusa aguarda mais esclarecimentos da câmara e da DGPC.
Caso venha a ser atribuída a classificação, os parceiros querem fazer coincidir o anúncio UNESCO com as comemorações dos 300 anos do lançamento da primeira pedra do palácio, que se assinalam este ano e têm o ponto alto a 17 de novembro. @ Observador

sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

o nosso "Turismo" foi ao aeroporto


No dia 26 de janeiro, os alunos do 10º I do curso Profissional de Técnico de Turismo deslocaram-se até ao aeroporto Francisco Sá Carneiro para uma visita técnica orientada pela assistente técnica Rute, da Portway. Os alunos realizaram o percurso de um passageiro no terminal do aeroporto passando pela área pública de partida, o controlo de segurança com rastreamento, a sala de embarque, o canal de transferências, a sala de recolha de bagagem, a alfândega e finalmente a área pública de chegadas.
De seguida, visitaram a loja interativa do Turismo Porto e Norte de Portugal, E.R., onde a Dra Lucília Monteiro explicou o papel importante da localização da mesma assim como a sua função no desenvolvimento turístico da região.

G.C.

hoje é dia de... quê?

Recordar para não esquecer...


O dia 27 de janeiro, criado pela Assembleia Geral da ONU, é o dia em que são lembradas as mortes de milhões de vítimas ocorridas durante a Segunda Guerra Mundial, provocadas pelo holocausto contra todos aqueles considerados “diferentes” como judeus, ciganos, homossexuais, entre outros.
O dia foi escolhido por ter um significado especial, pois há 72 anos atrás, no dia 27 de janeiro de 1945, deu-se a libertação dos prisioneiros do maior e principal campo de concentração nazi, o campo de Auschwitz.
 o campo de Auschwitz @ BBC news


Atualmente, neste dia, decorrem, entre outras iniciativas, as cerimónias de homenagem àqueles que perderam a vida durante o holocausto.

Liliana Ferreira e Patrícia Miranda

por onde andaram à chuva???





Sim, por onde andaram muitos dos alunos de 11º neste dia chuvoso? 

O Português associou-se à História e à Geografia e, com o apoio da Educação Física, conseguiram encantar os olhos de quem passeou por estes lugares.


Por onde andaram? Quem sabe? 





Quem vem e atravessa o rio
Junto à serra do Pilar
vê um velho casario
que se estende até ao mar

Quem te vê ao vir da ponte
és cascata são-joanina
erigida sobre um monte
no meio da neblina.

Por ruelas e calçadas
da Ribeira até à Foz
por pedras sujas e gastas
e lampiões tristes e sós.

E esse teu ar grave e sério
num rosto de cantaria
que nos oculta o mistério
dessa luz bela e sombria





Tudo está bem quando acaba bem, diz-se. Então, o sol e o arco-íris brindaram o grupo já no caminho de regresso.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Serralves prolonga exposição dos Mirós e arranca com a Casa do Cinema Manoel de Oliveira


A exposição A Time Coloured Space, que o artista francês Philippe Parenno concebeu em diálogo com a arquitectura de Álvaro Siza, e que abrirá a 3 de Fevereiro, ocupando todo o Museu de Arte Contemporânea, é o primeiro grande momento da programação de Serralves para 2017, apresentada esta terça-feira pela directora do museu, Suzanne Cotter, e pela presidente da administração da fundação, Ana Pinho, que aproveitou a ocasião para anunciar que a mostra Joan Miró: Materialidade e Metamorfose, com encerramento previsto para este sábado, irá permanecer na Casa até 4 de Junho.  

Além da decisão de prolongar a exposição de Miró – vista por cerca de 95 mil pessoas desde a sua inauguração, a 30 de Setembro –, Ana Pinho anunciou também o arranque da construção da Casa do Cinema Manoel Oliveira em Julho próximo. O projecto de Álvaro Siza prevê um centro de documentação para o espólio do cineasta, um auditório e um espaço para exposições, e vai ser construído no extremo nordeste do Parque, aproveitando a antiga garagem do conde de Vizela. @ PÚBLICO

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

desacordo vs acordo

O manifesto lembra que o Acordo teria de ser ratificado por todos os Estados envolvidos, mas que Angola e Moçambique nunca o fizeram
NUNO FERREIRA SANTOS

A discussão do Acordo Ortográfico de 1990 (AO90) está de novo em cima da mesa: mais de uma centena de académicos, escritores e personalidades de diversas áreas lançou esta segunda-feira o Manifesto: Cidadãos contra o “Acordo Ortográfico” de 1990, logo após a comissão parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto ter aprovado uma proposta de criação de um grupo de trabalho destinado a avaliar o impacto da aplicação do AO90.

o gosto pela leitura foi premiado


O gosto pela leitura tem de ser premiado.
E assim aconteceu com os vencedores da primeira eliminatória do Concurso Nacional de Leitura.
A nossa escola será representada a nível distrital pelos alunos Ana Margarida Cordeiro( 9ºB), Diogo Martins (7ºB), Patrícia Santos (9ºC), Marta Cardoso (10ºC), Sara Santos (10ºG) e Fernando Silva (10ºC).
Estes alunos realizarão uma prova a partir de obras selecionadas para o efeito pela Biblioteca Municipal a que nos deslocaremos entre março e maio (local e data a designar).
Parabéns a todos os que se envolveram e participaram no Concurso Nacional de Leitura.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2017

muito trabalho e pouco sono, a mistura explosiva


Arianna Huffington, 66 anos, tira o pulso às consequências da falta de descanso do cérebro e explica, citando várias pesquisas, por que razão é um erro vivermos “na ilusão de que conseguimos fazer o nosso trabalho tão bem com quatro ou cinco horas de sono como com sete ou oito”. A privação de sono torna-nos mais vulneráveis a doenças e, acrescenta, a incidência de morte por qualquer causa sobe em 15%, quando dormimos cinco ou menos horas por noite.




hoje é dia de... quê?

O Homem não vive sem Liberdade, porém a nossa liberdade acaba onde a do outro começa.
Hoje, dia 23 de janeiro, celebra-se o dia mundial da liberdade. Este dia foi criado pela ONU e proclamado pela UNESCO.
O que é a liberdade?
Liberdade é o direito que todos os seres humanos têm para fazer as suas escolhas com vista à sua vida futura. Esta é defendida pelos artigos 1º e 2º da Declaração Universal dos Direitos do Homem em que se diz:
 "Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. Dotados de razão e de consciência, devem agir uns para com os outros em espírito de fraternidade.” 
   “Todos os seres humanos podem invocar os direitos e as liberdades proclamados na presente Declaração, sem distinção alguma, nomeadamente de raça, de cor, de sexo, de língua, de religião, de opinião política ou outra, de origem nacional ou social, de fortuna, de nascimento ou de qualquer outra situação.” 

Apesar deste dia se celebrar mundialmente no dia 23 de janeiro, em Portugal celebra-se no dia 25 de abril.
Liliana Ferreira e Patrícia Miranda

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

clube de yoga do riso

O professor Manuel Monteiro, da EB1/JI da Pícua, vai implementar o Clube do Riso (Yoga do Riso) no Centro Hospitalar de São João, em Parceria com a ADL (Associação de Apoio a Doentes com Leucemia e Linfoma). Este Clube é destinado a pessoas que fizeram ou ainda se encontram a fazer tratamentos Oncológicos.
Este Clube irá funcionar todas as segundas feiras das 17h00 às 17h45min, a começar na 1ª segunda feira de fevereiro.
No dia 27 de janeiro, pelas 17h30, haverá uma aula aberta a toda a comunidade em geral na morada que consta do cartaz.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Blogartes, yes you can!

A professora Cristina Magalhães publica no Blogartes desde há um ano trabalhos realizados no âmbito das artes visuais.

Hoje decidiu partilhar com toda a comunidade a mensagem sobre a exposição, patente na escola e no Blogartes, dos traçados geométricos dos alunos do 7.º ano  - "we can".

Ficamos todos muito agradados com estas iniciativas e com o valor dos trabalhos expostos. Por isso, a mensagem que o CRESCER deixa é "yes, you can and we love it"!


quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

à descoberta da Biodiversidade

Voltou a rubrica do professor Pedro Pimenta, "à descoberta da Biodiversidade". Este ano, junta-se o conhecimento à arte do desenho com os alunos de 7º ano da professora Ana César. Desta vez, a ilustração a cores é da Rita Bonifácio do 7º L e a ilustração a preto e branco é do Rodrigo Bonina do 7º I.




Pardal-de-telhado
Passer domesticus (Linnaeus) 1758

Descrição
C 14-16 cm.
Robusto, com corpo largo e cabeça grande com bico grosso. Plumagem relativamente eriçada e solta. Dorso castanho com riscado preto. : Babete e zona dos olhos pretos. Coroa cinzenta com lados cor de avelã. Garganta esbranquiçada. Barra alar branca e larga. Bico predominantemente preto. : Partes inferiores brancas acinzentadas e partes superiores castanhas com dorso riscado preto.
Distribuição global
Apresenta uma distribuição muito ampla, que abrange a Eurásia, a África, a Austrália e a América.
Distribuição nacional
É uma das aves mais abundantes no nosso país. Está presente em todo o território.
Habitat
Frequenta uma grande diversidade de meios como parques, jardins, áreas agrícolas e matos.
Alimentação
Sementes e insetos.
Águas Santas
Em Águas Santas, onde é residente, reparte-se pela generalidade da freguesia. Espécie gregária, apresenta boas densidades em toda a área.
Reprodução
Inicia-se na segunda metade de março, prolongando-se a agosto. Nidifica em edificações humanas, mas também em árvores ou em ninhos de aves de grande porte. Põe de 3 a 5 ovos incubados pela fêmea durante 13-14 dias. Os juvenis permanecem no ninho 15 dias.
Referências
Equipa Atlas (2008). Atlas das aves nidificantes em Portugal (1999-2005). Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Parque Natural da Madeira e Secretaria Regional do Ambiente e do Mar. Assírio & Alvim. Lisboa.

Mullarney, K., Svensson, L., Zetterstrom, D. & Grant, P.J. (2003). Guia de Aves. Guia de campo das aves de Portugal e Europa. Assírio & Alvim. Lisboa.

verdadeiras "conversas de café" até à Primavera

café Martinho da Arcada
Eunice Muñoz, Freitas do Amaral, Cruzeiro Seixas, Manuel Alegre, Elisabete Matos e Marcelo no regresso das tertúlias ao Martinho da Arcada para comemorar os 235 anos do café lisboeta.

Foi em 2009 que se realizou no Café Martinho da Arcada, em Lisboa,a primeira série das tertúlias intituladas Rostos da Portugalidade.
Essas conversas, dirigidas por Luís Machado, deram na altura origem a um livro. Entre os convidados desse ciclo estavam Carlos do Carmo, Eduardo Lourenço, Rui de Carvalho, Júlio Pomar, Manoel de Oliveira e também Mário Soares. Por ironia do destino, no sábado, dia 7, quando decorria um almoço comemorativo dos 235 anos do Café Martinho da Arcada (que foi fundado a 7 de Janeiro de 1782 e era frequentado por Fernando Pessoa que ali escrevia) e estava a ser feita a apresentação de um novo ciclo de tertúlias que terá o mesmo nome, soube-se da morte do antigo Presidente da República.

hoje é dia de... quê?



Já Charlie Chaplin dizia. "Um dia sem riso é um dia desperdiçado". Apesar de esta frase dizer que temos que sorrir todos os dias, há um em especial que deve ser celebrado, sendo este o dia 18 de janeiro em que se celebra o dia internacional do riso.
Tudo começou em 1995 quando, como método de terapia, um médico indiano, de nome Madan Kataria, criou o 1º clube do riso.
Atualmente, este dia celebra a importância do riso e os seus benefícios para a saúde (reduz o stress, queima calorias, melhora a qualidade do sono,…).

Por isso, sorria. Além disso, está na Maia.

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

os meninos do CEI na "Farsa"


No âmbito da disciplina de expressão dramática, o Carlos, a Cláudia, o Daniel, o Diogo, o Luís, o Ricardo, o Miguel e o Pedro, acompanhados pela professora Cláudia Brito, pela D. Tânia e pela D. Celeste, foram ver a peça "Farsa de Inês Pereira", no auditório da junta de freguesia de Águas Santas. E gostaram tanto, que quiseram ver o que se passava por trás da cortina do palco. Assim, falaram com os atores e com a produção, visitaram os bastidores, observaram os cenários, pegaram nos figurinos, foram ver os camarins... enfim, foi uma tarde verdadeiramente artística. E prometeram voltar.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

saber gerir o tempo está a arruinar-nos a vida?

Há uma semana entrou em vigor em França uma lei que dá aos trabalhadores o “direito a desligar” o email depois do horário de trabalho. Há anos que os gurus da eficiência e produtividade nos querem ensinar a trabalhar melhor (leia-se, mais e em menos tempo).

A verdade é que frequentemente esbarramos com exemplos de como todas estas técnicas pensadas para nos facilitar a dita “produtividade” acabam por ter o efeito contrário, exacerbando as nossas ansiedades. Quanto mais hábeis parecemos estar na forma como gerimos o tempo, mais parece que ele nos escapa por entre os dedos. Não foi por concluírem o desafio “Inbox zero” que as pessoas ficaram mais calmas. Alguns interpretaram o sistema como se cada email merecesse uma resposta, logo ficaram ainda mais agarrados ao correio electrónico – “O que me deixa doente”, confessa Mann. Outros ficaram ainda mais nervosos com a ideia de que, deixando entrar novos emails, estariam a conspurcar uma caixa de correio que se deveria manter imaculada, e consequentemente passaram a consultá-la de forma ainda mais obsessiva. A mim, a experiência do “Inbox zero” deixou-me aterrado: à medida que me ia tornando hipereficiente a limpar a caixa, mais mensagens iam entrando. E, no final das contas, o acto de responder a um email leva a nova troca de emails e assim sucessivamente. (Pelo contrário, quando se é negligente a responder, descobre-se que isso até traz vantagens. E das duas uma: ou as pessoas acabam por descobrir uma solução alternativa para aquilo que estavam tão ansiosas por resolver ou então a tal crise que achavam poder vir a acontecer nunca acontece.)
O fascínio por esta doutrina de gestão do tempo é que, talvez um dia, possamos, finalmente, ter tudo sob controlo. Vivemos, contudo, numa economia moderna para a qual o trabalho é cada vez mais ilimitado. E se parece não haver limite para o número de emails que recebemos, então a ideia de um “Inbox zero” acaba por não ser redentora. Continuamos, quais Sísifos, a fazer rolar o pedregulho montanha acima até ao fim dos nossos dias – só que o fazemos um bocadinho mais rápido. (adaptado de PÚBLICO)

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

"Que cena!" apresentou a "Farsa de Inês Pereira"



Na passada terça-feira, dia 10 de janeiro, o clube de Teatro da Escola Básica e Secundária de Águas Santas ("Que Cena") apresentou na Junta de Freguesia, a famosa peça teatral: "Farsa de Inês Pereira", aos alunos do 10º ano.

A principal responsável por esta encenação foi a professora Maria Amélia Lopes, que juntamente com os alguns alunos do 12º ano, fez com que esta apresentação fosse possível.

Os jovens atores afirmam que foi trabalhoso, mas que o resultado final foi bastante satisfatório, salientam também que já foram variadíssimas vezes parabenizados pelas suas extraordinárias exibições.

Resumindo, foi um sucesso! 
                                                                                                                                      Jorge Pereira

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

yes!


mensagem de EMRC para os docentes da escola

cortesia de Liliana Ferreira


Docentes da Escola Básica e Secundária de Águas Santas!
Apesar da época natalícia já ter findado, os mais sábios dizem que o "Natal é quando o Homem quer", e, como tal, vimos convidar todos os docentes da nossa escola e respetivas famílias a participarem no Sarau que terá lugar na nossa escola na próxima sexta feira, dia 13, por volta das 21 horas. 
Os bilhetes terão um custo simbólico de 2€, que reverterá a favor dos alunos de 12.º ano com vista à realização da viagem a Itália no âmbito da disciplina de EMRC, e podem ser adquiridos à entrada do Sarau. 
Irão atuar grupos de dança e música, num espetáculo variadíssimo, repleto de cor e animação, com muitas surpresas fantásticas!
Contamos com a vossa indispensável presença para nos apoiar nesta nossa emocionante iniciativa!


Os alunos e professores de EMRC

quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Álvaro Feijó : os dois sonetos de amor da hora triste


I

Quando eu morrer — e hei de morrer primeiro
Do que tu — não deixes de fechar-me os olhos
Meu Amor. Continua a espelhar-te nos meus olhos
E ver-te-ás de corpo inteiro.

Como quando sorrias no meu colo.
E, ao veres que tenho toda a tua imagem
Dentro de mim, se, então, tiveres coragem,
Fecha-me os olhos com um beijo.

(Eu, Marco Póli)

Farei a nebulosa travessia
E o rastro da minha barca
Segui-los-á em pensamento. Abarca

Nele o mar inteiro, o porto, a ria...
E, se me vires chegar ao cais dos céus,
Ver-me-ás, debruçado sobre as ondas, para dizer-te adeus,


II

Não um adeus distante
Ou um adeus de quem não torna cá,
Nem espera tornar. Um adeus de até já,
Como a alguém que se espera a cada instante.

Que eu voltarei. Eu sei que hei de voltar
De novo para ti, no mesmo barco
Sem remos e sem velas, pelo charco
Azul do céu, cansado de lá estar.

E viverei em ti como um eflúvio, uma recordação.
E não quero que chores para fora,
Amor, que tu bem sabes que quem chora

Assim, mente. E, se quiseres partir e o coração
To peça, diz-mo. A travessia é longa... Não atino
Talvez na rota. Que nos importa, aos dois, ir sem destino.

                                                                     António Feijó

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

texto de Saramago, inédito em língua Portuguesa, publicado na revista Blimunda


Um texto do escritor José Saramago sobre a Europa, originalmente publicado no jornal francês Libération, é publicado pela primeira vez em língua portuguesa no último número da revista digital Blimunda, disponível no site da Fundação José Saramago.
Só um pedacinho para aguçar a vontade de ler mais:
"Nenhum país, por mais rico e poderoso que seja, deveria arrogar-se uma voz mais alta", nem "propor-se como mentor ou guia dos restantes", porque as culturas não são melhores nem piores, nem mais ricas ou mais pobres, umas que as outras, e é pela diferença que se justificam."

o que faz falta à escola? alunos votam e decidem

foto de Daniel Rocha


É uma medida dirigida aos alunos do 3.º ciclo do ensino básico e do ensino secundário de estabelecimentos públicos de ensino. E pretende dar voz aos estudantes e criar incentivos ao seu envolvimento nas decisões que afetem os seus interesses e os da escola. O objetivo é que proponham e votem projetos que contribuam para a melhoria da sua escola. Despacho com regras para o Orçamento Participativo das Escolas foi publicado em Diário da República.

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

uma parede nova



Hoje a nossa sala de pausa ficou mais enriquecida com a afixação, numa parede, do texto da autoria da colega Manuela Couto em homenagem aos professores e funcionários da escola.
Obrigada a quem o redigiu e obrigada a quem o tornou eterno.



As palavras em destaque “ensinar”, “amar”, “viver”, "poesia”, “sorrir”, “descoberta”, “professor”, “fazer”, “estar”, “ser”, “percurso”, “alunos”, “festa”, “dedicação”, “fidelidade” refletem o espírito que se vive nesta casa, uma grande casa feita de “muitas mãos”. 
Se umas “partem” outras “chegam” e a partilha mantém-se, não fossem estas “mãos” purificadas pelas nossas “Águas Santas”.

Eduarda Ferreira


(fotos gentilmente cedidas por colegas que hoje fizeram de repórteres)

sábado, 7 de janeiro de 2017

morreu Mário Soares



7 de dezembro de 1924 - 7 de janeiro de 2017


Morreu Mário Soares.







o 9º ano foi ao Estádio do Dragão



As turmas do 9º ano visitaram o estádio do Dragão - Museu e estádio.
A Atividade, no âmbito da disciplina de Educação Física, deu a conhecer um pouco da história e das instalações de um grande clube da mui nobre e leal cidade do Porto.
Segundo o CRESCER apurou, foram muito bem recebidos e foram momentos bem passados.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

cuide-se! vá.


Risco de demência é maior para quem vive perto de estradas movimentadas











Um estudo publicado na revista científica 
The Lancet diz que o risco de demência pode aumentar até 7% para quem vive a menos de 50 metros de uma estrada muito movimentada.

Por isso, o CRESCER sugere uma fuga até um local calmo e bonito aproveitando o SOL que se fará sentir nos próximos dias.


Ir é um grande remédio!

Votos de um excelente fim de semana.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

geringonça???

"Geringonça" é a palavra do ano. Escrita por Vasco Pulido Valente para classificar a solução das esquerdas, ganhou voz através de Paulo Portas e, como hoje se diz, tornou-se viral.

quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

hoje é dia de... quê?


Hoje, dia 4 de janeiro, faz 208 anos que nasceu um dos homens mais influentes na integração de pessoas invisuais na sociedade, Louis Braille. Este ficou conhecido por ter criado um sistema de Leitura e Escrita para pessoas com dificuldades visuais, facilitando efetivamente as suas vidas e que ainda nos dias de hoje é utilizado.
                Natural de Coupvray, França, Louis Braille não teve um início de vida fácil, visto que aos 3 anos de idade, ao brincar na oficina do seu pai, feriu-se, tendo ficado cego. Apesar disso, tal não o impediu de prosseguir com a sua vida, entrando em 1819 no Instituto para Jovens Cegos em Paris.
                Louis Braille, por volta dos seus 15 anos, melhora o sistema criado pelo Capitão Charles Barbier, acabando, em 1829, por publicar um novo código que  fez com que o seu nome fosse tão enaltecido.     
                Assim sendo, fez-se a impressão em Braille para facilitar a perceção do conteúdo, por exemplo em livros, folhetos, medicamentos, cds, dvds, etc
O código de Braille é composto por 64 sinais, estampados em papel em relevo. Estes sinais são combinados em duas filas verticais e justapostas, à semelhança de um dominó ao alto. A leitura faz-se da esquerda para a direita.

Em Portugal, no Dia Mundial do Braille organizam-se vários eventos para celebrar a efeméride.
Liliana Ferreira e Patrícia Miranda

terça-feira, 3 de janeiro de 2017