Número total de visualizações de página

quinta-feira, 4 de abril de 2013

professores dinamarqueses protestam contra aumento de horas semanais


Há dois dias que perto de 900 mil alunos não têm aulas na Dinamarca. Cerca de 90 mil professores estão nas ruas, num protesto inédito no país, contra o aumento das horas de aulas semanais e que seja dado poder aos municípios para determinarem os horários escolares.
Atualmente, os professores dinamarqueses passam uma média de 16 horas semanais nas salas de aulas. Os municípios querem agora determinar o tempo que os professores lecionam e defendem que estes passem até 25 horas por semana nas escolas, sem que esse tempo extra seja remunerado. @PÚBLICO

Sem comentários: