Número total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

última hora: laboratórios abertos


Hoje, dia 25, seguindo uma tradição com vários anos, os alunos do 4º ano de todas as escolas do agrupamento vieram ter a sua primeira experiência laboratorial.

No laboratório da biologia, foi possível ver de perto diversas partes do corpo humano, tais como esqueletos, crânios e outros afins, bem como tocar num coração de porco. Na estação seguinte, os meninos viram um "vulcão", também puderam fazer bolas de sabão permanentes, que não rebentavam, e ainda, puderam tocar num “pega-monstros”.
No laboratório de física, viram como quando se embebe um papel ou uma nota (o que foi usado para a demonstração) em água e álcool e se ateia, estes não ardem. Também viram o efeito da refração, no modo como a água permite ver bem os objetos (neste caso, os pesos). Passando para o seguinte “posto”, os meninos viram a diferença de pressões com a água quente e a fria faz com que, num efeito de sucção, a lata fique amolgada, e ainda viram como a força gravitacional afeta as molas de modo a que estas desçam as escadas.
Os meninos perceberam que o ar quente tem tendência a subir e o frio a descer. Por fim, perceberam que o nosso som, convertido em correntes elétricas, é possível ser visto num gráfico e que o diapasão é o único instrumento que produz som puro.

Concluindo, o dia da ciência, é uma das primeiras oportunidades, para os mais pequenos poderem entrar num ambiente laboratorial e para se irem ambientado à escola que provavelmente vão frequentar.
Gonçalo Morais

2 comentários:

Serafim Borges disse...

Boa tarde. A iniciativa é interessante, mesmo não sendo o dia 15!

CRESCER disse...

As reportagens feitas em cima do acontecimento fazem com que se carregue na tecla errada e se troque o 2 pelo 1. O dia é de hoje, 25, e a pressa é inimiga da perfeição.
Obrigado pelos olhares atentos que nos permitem melhorar e corrigir.