Número total de visualizações de página

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

ainda há boas notícias... no mundo irracional!

Nos Açores, um grupo de cachalotes adoptou um golfinho deficiente deslocando-se com o novo elemento como se fizesse parte da família. O caso está a despertar a curiosidade internacional, uma vez que esta espécie de baleias tem fama de ser pouco sociável.

Os ambientalistas Alexander Wilson e Jens Krause, do Instituto de Ecologia de Leibniz (Alemanha), descobriram, nos Açores, um grupo de cachalotes (espécie de baleias considerada pouco sociável) que tinha adotado um golfinho-nariz-de-garrafa adulto portador de uma deficiência nas costas. Apesar da observação ter ocorrido em 2011, só agora os cientistas divulgaram o fenómeno à comunicação social.

Os investigadores observaram o grupo ao longo de oito dias verificando que, durante esse tempo, o golfinho viajou, alimentou-se e brincou com os mamíferos da outra espécie e os seus filhotes, como se fossem todos da mesma família. Quando o golfinho se mostrava mais carinhoso com as baleias, através do toque, elas muitas vezes retribuíam o gesto.

Embora os golfinhos sejam conhecidos por serem animais sociáveis, Alexander Wilson afirma que esta aproximação às baleias é rara e garante que, até hoje, nunca teve conhecimento de um caso semelhante.

2 comentários:

IL disse...

Maravilhoso!

hc disse...

Uma lição para os humanos