Número total de visualizações de página

segunda-feira, 7 de setembro de 2015

dos 48 mil candidatos, 42 mil entraram no ensino superior na 1ª fase

Segunda fase arranca hoje.
© Marcelo del Pozo / Reuters
Dos mais de 48 mil candidatos a uma vaga nas universidades e politécnicos públicos, 42 mil conseguiram entrar, mas apenas metade em primeira opção.
Os resultados da primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior foram divulgados sábado pela Direção-geral do Ensino Superior. Este ano, quase 60% dos cursos não deixaram vagas por preencher. 
Ainda assim, há 48 sem qualquer aluno colocado. O curso de medicina na Universidade do Porto foi o que registou a média mais alta no concurso nacional de acesso ao ensino superior, com 18,67 valores. Os cursos de engenharia recuperaram em candidatos e colocações face ao ano passado.
Em 32 cursos, de norte a sul do país, entraram alunos com média inferior a 10 como aconteceu em Bioquímica, na Universidade do Algarve e Enfermagem no Instituto Politécnico de Portalegre.
Para a segunda fase de acesso ao ensino superior, que arranca hoje, sobraram cerca de 8 mil e 700 vagas.
(Onde ficaram colocados os nossos alunos? Digam coisas.)

Sem comentários: