Número total de visualizações de página

terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

governo búlgaro demite-se após dez dias de protestos

Boiko Borissov
O primeiro-ministro búlgaro, Boiko Borissov, eleito por um partido de centro-direita, anunciou, a 20 de fevereiro passado, a demissão do Governo, após dez dias de manifestações contra o preço da eletricidade, dias que ficaram marcados pela violência. “Nós temos dignidade e honra. Foi o povo que nos deu o poder, hoje percebemo-lo”, afirmou Borissov, eleito em 2009 pelo partido Cidadãos pelo Desenvolvimento Europeu da Bulgária. 

1 comentário:

Maria disse...

Ainda tive esperança que fosse o nosso. Só depois li que era o búlgaro :) Oh!!!