Número total de visualizações de página

sexta-feira, 24 de junho de 2011

segunda-feira, 20 de junho de 2011

Na casa defronte de mim e dos meus sonhos

O poema que se segue foi o contemplado no grupo I da prova de Português de 12º ano.

Na casa defronte de mim e dos meus sonhos,
Que felicidade há sempre!

Moram ali pessoas que desconheço, que já vi mas não vi.
São felizes, porque não são eu.

As crianças, que brincam às sacadas altas,
Vivem entre vasos de flores,
Sem dúvida, eternamente.

As vozes, que sobem do interior do doméstico,
Cantam sempre, sem dúvida.
Sim, devem cantar.

Quando há festa cá fora, há festa lá dentro.
Assim tem que ser onde tudo se ajusta —
O homem à Natureza, porque a cidade é Natureza.

Que grande felicidade não ser eu!

Mas os outros não sentirão assim também?
Quais outros? Não há outros.
O que os outros sentem é uma casa com a janela fechada,
Ou, quando se abre,
É para as crianças brincarem na varanda de grades,
Entre os vasos de flores que nunca vi quais eram.

Os outros nunca sentem.
Quem sente somos nós,
Sim, todos nós,
Até eu, que neste momento já não estou sentindo nada.

Nada? Não sei...
Um nada que dói...

Álvaro de Campos, Poesia
Quarta questão do grupo I A:
. Relacione o conteúdo da última estrofe com as reflexões apresentadas nas duas estrofes anteriores.
Quem responde?

exames

daqui
São 259 014 alunos que, ao longo das próximas cinco semanas, vão submeter-se a exames.
Vão estar mobilizados até meados de agosto mais de 6 mil professores com a tarefa de classificadores. Este ano o ministério da educação não paga aos classificadores das provas do décimo segundo ano.
No ano passado, os professores classificadores das provas do décimo segundo ano receberam 5 euros ilíquidos por cada prova. Uma prova de português do décimo ano demora, em média, uma hora e trinta minutos a ler e a classificar. Uma prova de matemática do décimo segundo ano demora cerca de uma hora... (ler mais, aqui)

domingo, 19 de junho de 2011

come chocolates, pequena, come chocolates!

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.
(...)
(Come chocolates, pequena;
Come chocolates!
Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates.
Olha que as religiões todas não ensinam mais que a confeitaria.
Come, pequena suja, come!
Pudesse eu comer chocolates com a mesma verdade com que comes!
Mas eu penso e, ao tirar o papel de prata, que é de folha de estanho,
Deito tudo para o chão, como tenho deitado a vida.)

Tabacaria, Álvaro de Campos

sábado, 18 de junho de 2011

novo governo

in sicnoticias
Legenda (da esquerda para a direita e de cima para baixo):

Pedro Passos Coelho (Primeiro Ministro)
Paulo Portas (Estado e Negócios Estrangeiros)
Vítor Gaspar (Estado e Finanças)
José Pedro Aguiar-Branco (Defesa)
Miguel Macedo (Administração Interna)
Paula Teixeira da Cruz (Justiça)
Miguel Relvas (Assuntos Parlamentares, Autarquias e Desporto)
Assunção Cristas (Agricultura, Ambiente e Território)
Álvaro Santos Pereira (Economia)
Paulo Macedo (Saúde)
Nuno Crato (Educação e Ensino Superior)
Pedro Mota Soares (Segurança Social)

quinta-feira, 16 de junho de 2011

música para todos

Para quem está a estudar para os exames e para quem está na labuta diária de acabar um ano lectivo e preparar o próximo.

segunda-feira, 13 de junho de 2011

123 anos de Pessoa

Google assinala 123 anos de Fernando Pessoa

A página portuguesa do Google assinala esta segunda-feira o 123º aniversário de Fernando Pessoa com a criação de um doodle do escritor e poeta.
Fernando António Nogueira Pessoa, de nome completo, nasceu a 13 de Junho de 1888, em Lisboa e faleceu a 30 de Novembro de 1935, com 47 anos, de cirrose hepática.
Como poeta, Fernando Pessoa desdobrou-se em várias personagens e criou heterónimos como Ricardo Reis, Álvaro de Campos ou Alberto Caeiro, entre outros. Em virtude de ter vivido na África do Sul, entre os seis e os 17 anos, escreveu ainda em inglês. O crítico literário norte-americano Harold Bloom considerou a sua obra “legado da língua portuguesa no mundo”.
A Google costuma celebrar datas importantes da humanidade com a criação de doodles, que se conjugam com o logótipo do motor de busca da Internet.

quinta-feira, 9 de junho de 2011

aos nossos finalistas

Aos "nossos meninos", que hoje tiveram "as últimas aulas de..." e que também hoje comemoram com o tradicional "baile de finalistas" que abrilhanta o fim da passagem pelo ensino secundário, queremos dizer: 
“O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem. Por isso, existem momentos inesquecíveis, coisas inexplicáveis e pessoas íncomparáveis.” F.P.
Brilhem e voem nas asas das passarolas dos vossos sonhos! Nós ficamos a ver.

quarta-feira, 8 de junho de 2011

e o próximo ministro da educação é...


Deixem-nos aqui ficar os vossos palpites. E, se vos aprouver, argumentem. Quiçá conseguimos uma bela sondagem!

domingo, 5 de junho de 2011

e agora, pá?

Na dura luta dos professores portugueses, existiram vários momentos que nunca esqueceremos. Lurdes Rodrigues foi cínica com os votozinhos e o Secretário Pedreira gozou, em pleno parlamento, com a dor dos professores; chamou-lhes coitadinhos.
E agora? Agora, continuamos desacreditados porque estamos feridos na alma.
Esperamos que, na mudança, as palavras se cumpram e as questões sobre a educação e a escola pública vinguem de acordo com o desejo dos seus protagonistas.

sexta-feira, 3 de junho de 2011

desafio XX

Em tempo de reflexão, propomos sossego, muito sossego, e duas leituras:

Esta, que tanto orgulho nos dá, sobre o arquitecto portuense Souto Moura, galardoado com o Prémio Pritzker: Arquitectura deu uma "boa vingança" ao país, diz Souto de Moura

E esta, que tanta preocupação nos oferece, sobre silêncios ensurdecedores: Silêncio não inocente
Boas reflexões e bom fim de semana!

quarta-feira, 1 de junho de 2011

1 de junho

daqui

Sabiam?
O Dia Mundial da Criança, oficialmente, é dia 20 de novembro, data que a ONU reconhece como Dia Universal das Crianças por ser a data em que foi aprovada a Declaração dos Direitos da Criança. Porém, a data efectiva de comemoração varia de país para país.
Em Portugal, o dia das crianças é festejado a 1 de Junho. O dia da criança foi comemorado, pela primeira vez, no mundo inteiro a 1 de Junho de 1950.

in Wikipedia

E, agora, este vídeo que faz parte do imaginário de tantos "jovens". Vá lá, confessem, quem sabe ainda a letra? Ena, tantos!!! Então, cantem, por favor :)