Número total de visualizações de página

sexta-feira, 16 de dezembro de 2011

"o manifestante", pessoa do ano na Time

A revista americana Time fez uma escolha inusitada para a pessoa do ano que vai terminando. Em vez de eleger um político ou celebridade, como tem feito quase todos os anos desde 1927, a revista nomeou para 2011 “o manifestante”.

A capa da edição especial estampa um desenho do rosto de uma pessoa coberto, com os olhos de fora, e a inscrição “The protester – from the Arab Spring to Athens, from Occupy Wall Street to Moscow” (O manifestante – da Primavera Árabe a Atenas, do Ocupe Wall Street a Moscou).
Segundo a revista, a homenagem não foi feita a nenhum protesto em especial, mas ao conjunto de manifestações populares que ocorreram ao longo do ano, como as revoltas da Primavera Árabe, que completa um ano, o movimento Occupy Wall Street, nos Estados Unidos, e protestos em cidades europeias. “Em 2011, os manifestantes não apenas deram voz às suas reclamações; eles mudaram o mundo”.
Não é a primeira vez que a publicação faz escolhas assim. Em 1982, por exemplo, o computador foi eleito personagem do ano. Em uma ainda mais inusitada escolha, a revista apontava os leitores como personagem de 2006, justificando: “Sim, você (You). Você controla a Era da Informação. Bem-vindo ao seu mundo”.

Sem comentários: