Número total de visualizações de página

domingo, 19 de junho de 2011

come chocolates, pequena, come chocolates!

Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo.
(...)
(Come chocolates, pequena;
Come chocolates!
Olha que não há mais metafísica no mundo senão chocolates.
Olha que as religiões todas não ensinam mais que a confeitaria.
Come, pequena suja, come!
Pudesse eu comer chocolates com a mesma verdade com que comes!
Mas eu penso e, ao tirar o papel de prata, que é de folha de estanho,
Deito tudo para o chão, como tenho deitado a vida.)

Tabacaria, Álvaro de Campos

4 comentários:

um dia vai ficar como devia estar ! disse...

" Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo."

Adoro este excerto do Fernando Pessoa :)

mc disse...

É lindo, sim!:)

Sara disse...

Nunca é tarde nem cedo para deixar uma marca.
Há tantas pequenas coisas que nos marcam e trazem sorrisos doces quando aparecem por entre as nossas memórias.
"Como chocolates, pequena, come chocolates" é uma frase que nunca irei esquecer. Por todas as vezes que foi dita, por todos os sorrisos que provocou, pelo significado especial que fez uma pequena lembrança ter no final do ano lectivo que passou.
Espero que o chocolate tenha tido um sabor especial e que a foto tenha sido guardada com carinho. (Não duvido que assim tenha sido.)
Um beijinho e um grande obrigada por tudo , professora Manuela Couto.
Uma directora de turma, uma companhia, uma amiga. :)

mc disse...

Muito obrigada, Sara. Foi um privilégio trabalhar convosco. Tu serás sempre a minha assessora de eleição.
Quanto às memórias, ficarão sempre guardadas com o maior dos carinhos.
Ficas aqui publicamente obrigada a dares notícias sobre a tua vida futura.
Xi coração