Número total de visualizações de página

terça-feira, 29 de maio de 2018

o "Geoatualidades" informa: a economia nacional pode aproveitar o gás dado por Pequim à globalização


© Expresso Portugal na nova rota da seda da China

A economia nacional pode aproveitar o gás dado por Pequim à globalização para valorizar portos e dinamizar os negócios do mar

Não há semana em que a China não manifeste interesse, e de um modo cada vez mais insistente, pela nossa centralidade no Atlântico no cruzamento das rotas marítimas globais, nomeadamente Sines, diz Ana Paula Vitorino, a ministra do Mar, em entrevista ao Expresso. O seu Ministério avançou com um memorando com o homólogo em Pequim para desenvolver o que batizaram de “parceria azul” (usando simbolicamente a cor dos oceanos). A meta será criar uma extensão “azul” da iniciativa das novas rotas da seda, conhecida por Uma Faixa, Uma Rota (Belt and Road), que coloque Portugal no mapa da globalização chinesa. A visita recente a Portugal de Wang Yi, a ministra dos Negócios Estrangeiros, e o encontro com o homólogo português, Augusto Santos Silva, reforçou esta oportunidade.




Sem comentários: