Número total de visualizações de página

segunda-feira, 30 de abril de 2018

QCENA!!!


Em nome do QCENA, gostaria de deixar aqui o nosso agradecimento à direção da nossa escola que nos apoiou incondicionalmente, aos colegas e amigos que nos aplaudiram e nos acarinharam, aos pais que nos incentivaram e acreditaram em nós e a toda a comunidade educativa que tornou o nosso sonho possível. O nosso imenso obrigada!

Eu, particularmente, gostaria de agradecer a todos vós a forma como me fizeram sentir pertença desta Escola, desta comunidade. Cheguei este ano, mas sinto-me ligada de alma e coração a esta Escola! 

palavras da professora Elsa Gonçalves

saúde mental: da infância à adolescência


O SPO (serviço de psicologia e orientação) convida toda a comunidade educativa a participar na Ação de Sensibilização: Saúde Mental: da infância à adolescência.

Dia: Próxima quarta feira, dia 2 de maio

Horário: 18h45 

Local: Anfiteatro da Escola Secundária de Águas Santas

Público alvo: Comunidade educativa

Dinamização:  GAAPP- Gabinete de acompanhamento e aconselhamento psicológico e pedagógico da Casa do Alto.

 "...A saúde mental não se aplica só a adultos. Cada vez mais cedo se detetam situações de saúde mental em idades precoces o que vem de encontro ao exposto pela OMS, 7 em cada 10 jovens virão a sofrer de uma perturbação mental...."

Boccia de novo de parabéns

























Decorreu no dia  27 de abril o Campeonato Regional de Boccia na EBS Idães, Felgueiras, tendo a ESAS participado em 3 categorias:
I1 - Tiago Tavares 
I3 - Daniel Lopes 
E2 - Equipa - Pedro  Pinto; Luís Mendes; Diogo Carvalho e Daniel Lopes
























Como árbitros estiveram presentes Filipa Melo, Liliana Carvalho e Rui Pedro.

As classificações obtidas foram as seguintes:
I1 - Tiago Tavares  - 1º Lugar
I3 - Daniel Lopes  - 1º Lugar
E2 - Equipa - Pedro  Pinto; Luís Mendes; Diogo Carvalho e Daniel Lopes - 3º lugar

cortesia texto e fotos de Gabriela Lopes

sábado, 28 de abril de 2018

"Dos livros para a enxada"

Uma memória para os mais velhos e um desafio para os mais jovens.

imagem do documentário da RTP2
No ano de 1974, poucos meses depois do 25 de Abril, cerca de 28 mil jovens pretendem candidatar-se à universidade. São o dobro do ano anterior. Em plena conjuntura revolucionária, torna-se imperativo solucionar a dificuldade do Ensino Superior em receber tão elevado número de estudantes. Ao fim de arrastada gestação, é criado, na primavera de 1975, o Serviço Cívico Estudantil. Não durará mais de dois anos. Os “cívicos”, como são chamados, vão participar em atividades tão diversas como campanhas de alfabetização, educação sanitária, dinamização cultural e desportiva, pesquisa e recolha etnográfica, ou mesmo a construção de infraestruturas.
Mais de uma centena de estudantes, distribuídos por trinta e duas brigadas, partem para o Portugal mais profundo e remoto, ao encontro do povo, na busca das tradições e valências da sua cultura ancestral. Recolhem também um considerável espólio que dá mesmo origem a um museu e a várias publicações académicas.
Promovendo o reencontro, mais de 40 anos depois, de alguns dos brigadistas e dos moradores das aldeias que na altura os acolheram, e recorrendo a imagens de arquivo, algumas inéditas, a fotografias e gravações dos Estudantes, a testemunhos diretos dos participantes e dirigentes do Serviço Cívico e de habitantes das aldeias com quem conviveram, e ainda a depoimentos de investigadores, o documentário de Sofia Leite relembra os confrontos e as vivências que decorreram desta experiência, inovadora em Portugal, decorrida em pleno processo revolucionário.
Veja o documentário em https://www.rtp.pt/play/p4622/e343799/dos-livros-para-a-enxada (e veja se conhece algum dos "brigadistas").

sexta-feira, 27 de abril de 2018

O secundário, e depois?



O que pretendes fazer após a conclusão do ensino secundário?
Se pretendes prosseguir os estudos e estás no 11º ou no 12º ano é altura da grande decisão. Muitas vezes não é fácil mesmo para quem tem média de vinte ou quase. É que está em causa o que cada um irá fazer durante muito, muito tempo.
Para ajudar a escolha, no dia 26 de abril, no âmbito da iniciativa “engenheiras por um dia”, houve uma conferência no anfiteatro que respondeu às seguintes questões:
·       O que faz uma engenheira informática?
·       Serão os cursos de engenharia só para homens?
A engenheira Daniela Costa, fundadora e gestora da dipcode, empresa na área da informática, respondeu a estas perguntas.
Efetuada a sua apresentação, a conferencista lembrou as dúvidas e receios após ter entrado no curso:
- Será que me adaptarei às suas exigências?
- Será que o trabalho não se transformará num sacrifício?
- Terei de passar a vida em frente ao monitor de um computador?
- Será que alguma vez irei gostar de programação?
No decorrer do curso, estas angústias foram-se desvanecendo. As dificuldades iniciais foram sendo ultrapassadas com dedicação e insistência de tal modo que, hoje, na vida ativa, considera que foi uma boa escolha pois a profissão que exerce:
- É um constante desafio, já que participa numa área em que há permanente inovação.
- Está sempre a fazer “coisas” diferentes.
- Ao contrário do que pensava, o trabalho de um informático é sobretudo efetuado em equipa pelo que a comunicação presencial é constante.
- Está sempre a aprender novos métodos e novos assuntos. E aprender pode significar, também, surpreender-se.
Acrescentou que tem a sorte de estar a exercer uma profissão que pode envolver todas as outras.
Em sua opinião, que é também a nossa, a fraca adesão das mulheres nas áreas de engenharia, embora esta esteja a decrescer, é injustificada.
A engenheira Daniela Costa enumerou algumas possíveis causas no caso da engenharia informática:
- Fugir à matemática. A matemática é uma parte essencial na formação de todos os engenheiros. Lembrou que as dificuldades devem ser encaradas de frente. A fuga não é a solução.
- Não têm jeito para a computadores. Considerou que esta ideia é um mito. Pode-se abordar qualquer área da atividade humana com um computador.
- Apenas servem para fazer jogos. Na verdade, é diminuto o número de informáticos que se dedicam a fazer jogos.
No dia logo após comemorarmos o 25 de abril, dia da liberdade, e como tal, também o das escolhas livres e independentes do género feminino ou masculino, a nossa escola festejou a data recebendo o testemunho de uma nossa ex-aluna, a engenheira Daniela Costa, que exerce, com entusiasmo, uma profissão que alguns dirão, sem saber porquê, “própria de homens”.
Terminou a conferência mencionando alguns sítios onde poderás procurar mais informação:
·       Universia.pt
·       ITJobs.pt
·       Meetup.com
·       Sites das faculdades
·       Youtube: vários vídeos a explicar as várias profissões


Pela minha parte sugiro que ”googoles” as seguintes duas palavras separadamente: “Designthefuture” e “dges”.
Estes dois sítios contêm também muita informação de que necessitas para uma boa decisão.

cortesia de Sérgio Viana

"Temos de ensinar as nossas crianças a ter empatia pelos outros e pelo mundo"

Daniel Goleman

Estudos mostram que a nossa mente divaga cerca de 50% do tempo. De acordo com a neurociência, os circuitos cerebrais para  desenvolvermos o autocontrole e a empatia são desenvolvidos ao longo da infância e da adolescência
Por essa razão, o psicólogo Daniel Goleman, autor de Inteligência Emocional e pesquisador de Harvard, e o professor do Massachusetts Institute of Technology (MIT), Peter Senge, uniram-se para escrever Foco Triplo: uma nova abordagem para a educação (editora Objetiva). 
Nele, defendem que a escola e a sociedade devem ajudar as crianças e os jovens a desenvolverem o foco em diferentes esferas para que elas estejam aptas a viver bem no mundo moderno e a tomar decisões que ajudem a preservar esse mundo. 

Em fim de semana, leia tudo aqui.

quinta-feira, 26 de abril de 2018

palestra: "As mulheres na Engenharia"


Poucas? Porquê? Não têm jeito? É um curso de homens? Preconceito?

os workshops Geek Girls Portugal acontecem todos os anos na U.P.

Falar sobre os "medos da escolha", "o que se estuda", saber se "foi uma boa escolha", "o que faz um engenheiro informático", saber "que empregos" pode conseguir, que salário pode auferir, tentar perceber "o porquê de haver poucas mulheres na área" foi o que a engenheira informática Daniela Costa foi tentar explicar, hoje, na escola sede, a um público de alunos do ensino secundário da área das ciências.
A Daniela Costa foi aluna da escola, colaboradora do CRESCER (ver caixa de colaboradores), e, neste regresso a casa, soube bem motivar a plateia e deixar o público curioso.

quarta-feira, 25 de abril de 2018

25 de abril de 1974

44 anos depois, faz-se feriado. A propósito da História recente do nosso país, questione, informe-se. 
Sabe o que significa o cartaz? Talvez bem perto de si alguém lhe consiga contar a história em 1ª pessoa.

amanhã: Palestra de Informação e Prevenção


Atividade de sensibilização: Adição Digital e Tecnológica                                    

 Que perigos?
 ·   Controlar/Supervisionar
 ·   Quando passa a ser adição?
 ·   O que fazer em caso de adição?

Enquadramento: Palestra de Informação e Prevenção dirigida  a pais e todos os que lidam com crianças, jovens e adolescentes que apresentam ou podem vir a apresentar dificuldades em "desligar" do mundo tecnológico. Tal como qualquer outro vício, a dependência das chamadas "novas tecnologias" provoca inúmeros desafios no que concerne ao "normal" desenvolvimento comportamental da criança ou adolescente.

Dinamizadora: Dra. Marisa Gouveia

Dia: 26 de abril de 2018

Hora: 
18:45
Local: Auditório, Escola Secundária de Águas Santas

terça-feira, 24 de abril de 2018

"chorar notícias" em véspera de feriado de liberdade

Foi pelas mãos dos que estudam as áreas do conhecimento que estudam o Homem como ator social que a escola viu nascer estes trabalhos. Foram necessárias muitas mãos para executar e preparar atempadamente aquilo que os nossos olhos podem absorver.

Vejam pelos olhos dos nossos repórteres o que aqui se pode apreciar.



















Efetivamente, as pessoas fazem a História! E “há gente que fica na história, da história da gente”. 

segunda-feira, 23 de abril de 2018

dia mundial do livro e dos direitos de autor

A data tem como objetivo reconhecer a importância e a utilidade dos livros, assim como incentivar hábitos de leitura na população.
A UNESCO instituiu em 1995 o dia 23 de abril como o Dia Mundial do Livro. A data foi escolhida por ser um dia importante para a literatura mundial - foi a 23 de abril de 1616 que faleceu Miguel de Cervantes e a 23 de abril de 1899 que nasceu Vladimir Nabokov. O dia 23 de abril é também recordado como o dia em que nasceu e morreu o famoso escritor inglês William Shakespeare.
A data serve ainda para chamar a atenção para a importância do livro como bem cultural, essencial para o desenvolvimento da literacia e para o desenvolvimento económico.
Ponha a sua leitura em dia. Partilhe um livro com um amigo. Habitue-se a trazer consigo um livro e deixe-se encantar.

semana do departamento de ciências sociais e humanas



O departamento de ciências sociais e humanas expõe trabalhos dos alunos entre os dias 23 e 27.



O CRESCER já espreitou e viu trabalhos fantásticos feitos por alunos do 5º ao 12º ano.



O cartaz do grupo de História, aqui apresentado, já sugere muito sobre a qualidade da exposição.



Na semana em que se celebra o 44º aniversário do 25 de abril, conheça as ciências sociais pelos olhares dos nossos alunos.


Não deixe de visitar esta exposição.

domingo, 22 de abril de 2018

alunos do ICBAS alertaram para o perigo do consumo de açúcares


Nos dias 19 e 20 de abril os alunos do 3º ano da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto (ICBAS), realizaram ações de sensibilização sobre os perigos para a saúde do consumo excessivo de açúcares, muitos escondidos, nos alimentos que comemos no dia-a-dia, dirigido aos alunos do 10ºK, e 11º (A, B e C).
Alertaram os alunos para lerem os rótulos e que há 61 formas diferentes de designar o açúcar, nestes rótulos, alguns dos quais dizem “free sugar”.
O consumo de açúcar tem o mesmo efeito no cérebro que o consumo de drogas ilícitas, como cocaína e heroína.
O elevado consumo de açúcar diminui a performance sexual.
Beber uma lata de refrigerante, por dia, aumenta em 33% a probabilidade de morrer de doença cerebrovascular.
O açúcar causa danos semelhantes ao álcool no fígado.
O açúcar causa cancro e diminui a taxa de sobrevivência em doentes oncológicos. 
O seu consumo excessivo decresce seriamente a possibilidade de viveres uma vida longa e saudável!

Comido em quantidades elevadas, o açúcar causa perda de memória e diminui a capacidade cognitiva.

conclusões elaboradas pelos alunos do ICBAS

40 anos da EB1 do Corim: convite





A Escola Básica 1 do Corim faz 40 anos de existência e as comemorações aproximam-se. Decorrem já no dia 26 de maio.



Se quiser participar/colaborar no evento apareça na reunião do próximo dia 24 de abril, pelas 21h, na EB1 do Corim.


cortesia de Alice Pinto

sexta-feira, 20 de abril de 2018

OUVIR... com o Rúben


Próximo de um fim de semana de descanso, o CRESCER deixa pela mão de um dos jovens colaboradores, Rúben Oliveira, uma sugestão musical transversal a mais velhos e a mais jovens. Segundo ele, "puro talento".
Apreciem.



Magia? Feitiçaria?
Não, puro talento. Um dom.
Os Pink Floyd não precisam de uma introdução, o seu sucesso e reconhecimento internacional falam por si. Foram, são e sempre serão um dos grupos de rock mais influentes e comercialmente bem-sucedidos da história, com as suas músicas progressivas e psicadélicas, o forte uso de letras filosóficas e de críticas sociais, álbuns inovadores e concertos elaborados. Expor por palavras o que é Pink Floyd é um árduo trabalho. Não foram só uma banda, foram, são e sempre serão um símbolo.

Em 1972, os Pink Floyd lançaram um documentário de um concerto dado no antigo anfiteatro romano, em Pompeia. Este concerto no total teve 0 espectadores. Sim. Zero. A banda britânica quis atuar para ninguém, estando apenas no coliseu os músicos e os operadores de câmara. Este concerto único e singular foi marcado pela atitude de indiferença dos músicos, que atuavam como se o coliseu estivesse cheio.

David Gilmour, ex guitarrista e vocalista dos Pink Floyd, deu um concerto, em 2016, exatamente no mesmo sítio onde a banda tinha atuado há 44 anos, só que agora com público. Uma das razões deste concerto foi a promoção do novo disco de David Gilmour, mas claramente foi também em honra e memória da última vez que a banda pisou a arena.


Rúben Oliveira

quinta-feira, 19 de abril de 2018

"Fragmentos", hoje, no Auditório Manuel Correia




Depois do êxito da primeira apresentação da peça "Fragmentos", na escola sede para os alunos e professores, hoje, dia 19 de abril, haverá nova representação no Auditório Manuel Correia (Junta de Freguesia de Águas Santas), para toda a comunidade.



Diga-se que a sessão está esgotada há muito e, por isso, se prevê nova apresentação no dia 28 de abril, no auditório da escola, pelas 19h.



Durante a manhã o grupo entrará em direto na RTP1, no programa "A Praça", que se desloca ao auditório para assistir ao ensaio geral.


Siga tudo na página do Facebook do grupo em: https://www.facebook.com/teatroaescas/

quarta-feira, 18 de abril de 2018

o "Geoatualidades" informa

O projeto "Geoatualidades de cá e de lá" está sempre atento e, desta vez, partilha a seguinte notícia. Sabiam?

Os três dias em que Portugal só usou eletricidade de origem renovável estão a ser usados como exemplo internacional
No mês passado, Portugal esteve quase 70 horas seguidas a utilizar eletricidade produzida apenas por energias renováveis e o caso continua a ser dado como exemplo além fronteiras
"Um debate internacional sobre se é possível ter 100% de energia renovável nos países está a ganhar força. O feito de Portugal, resultado de décadas de investimento em tecnologia de baixo carbono, mostra que isso é possível", escreveu esta semana o site de notícias americano Quartz, relativamente aos resultados obtidos no mês passado.
Entre os dias 9 e 12 de março, o consumo de eletricidade no País foi assegurado na íntegra por fontes renováveis, sobretudo energia eólica. A eletricidade de origem renovável produzida entre as 16 horas dessa sexta-feira e as 13 horas de segunda-feira foi de 521 Giga Watts por hora (GWh), enquanto o consumo elétrico nacional foi de 408 GWh, disse a APREN - Associação Portuguesa de Energias Renováveis - em comunicado, acrescentando que as centrais eólicas nacionais só por si abasteceram o consumo elétrico em 65% daquele período.
"Durante a mesma altura do ano anterior, as energias renováveis forneceram apenas 6% da electricidade de Portugal (graças, em parte, a uma seca que reduziu a sua capacidade hídrica)", lê-se no artigo do Quartz.
Em Portugal, as centrais de energia renovável (hídricas, eólicas, solares, geotérmicas e de biomassa) produzem anualmente, em média, 54% das necessidades elétricas nacionais, o que permite reduzir as importações de combustíveis fósseis em perto de 750 milhões de euros por ano, afirmou a APREN no comunicado, citando dados da REN - Redes Energéticas Nacionais.
"As condições meteorológicas em Portugal foram uma ajuda para a produção de eletricidade a partir de fontes renováveis, já que o tempo húmido e ventoso significaram maior criação de energia a partir das turbinas eólicas e barragens", escreveu o site inglês The Independent, também esta semana.
O popular site "I Fucking Love Science", que tem 25 milhões de seguidores no Facebook, também destaca os resultados de Portugal como "impressionantes", considerando que o País já tem, por si só, "uma pegada de carbono relativamente pequena e uma situação única de fornecimento de energia". A partilha do artigo recebeu mais de 18 mil reações e já foi partilhada, até agora, mais de 3500 vezes. @ Visão




texto de autor



Como é habitual nesta rubrica, publicamos textos da responsabilidade dos seus autores. É com muito agrado que hoje se publica um poema da autoria da avó de uma nossa aluna.


Apreciem.


SAUDADE

À noite quando me deito
Na cama que é o meu fado
Minha almofada são penas
Por não te ter a meu lado.
O lençol que me cobre
É lenço prás minhas lágrimas
O cobertor não aquece
Coração cheio de mágoas.
No sono que nunca chega
Sonho contigo, amor
Porque te julgo a meu lado
Pressupondo o teu calor.
De manhã quando acordo
Da noite sem ter dormido
Eu volto a adormecer
Só para sonhar contigo.
Ao nascer da alvorada
Eu continuo acordada
E o dia nasce sem dó
Prevalecendo a noite 
Porque  continuo só.
Para mim a noite e o dia
Têm a mesma claridade
Os meus olhos já cegaram
Pela força da saudade.
Ninguém morre de saudade
Tantas vezes já ouvi
Mas não pode ser verdade
Meu coração vai morrendo
Aos pedacinhos por ti.


Rosa Pinto 

terça-feira, 17 de abril de 2018

alunos de EMRC espreitam Penafiel


Na passada sexta feira, os alunos de EMRC do 5.º ano de escolaridade viveram um dia diferente: da parte da manhã ficaram a conhecer as tradições étnico-religiosas da população de Penafiel através de uma visita ao Museu Municipal e de outra visita à aldeia de Quintandona (situada na freguesia de Lagares). 



A excelente dinamização das visitas guiadas pelos técnicos locais proporcionou a interligação entre as tradições de caráter religioso (visíveis nas festas locais - Corpo de Deus e S. Martinho) e toda a sua influência na vida quotidiana da população, nas artes e ofícios, na gastronomia, no comércio, etc. As visitas foram seguidas de atividades práticas (oficinas) que pretendem recriar e levar os alunos a experimentarem a execução das artes e ofícios locais.




Seguiu-se o almoço e uma tarde de excelentes atividades lúdicas na "Magikland" que esteve totalmente ao dispor dos nossos alunos devidamente orientados pelos monitores. Assim se proporcionaram momentos de convívio num contexto diferente do habitual que se espera que possam contribuir para uma maior aproximação entre todos.

cortesia texto e fotos de Emanuel Mesquita

segunda-feira, 16 de abril de 2018

diploma e convite para Baile de Finalistas

A Comissão de Organização do Baile de Finalistas pede para informar os alunos de 12º ano que, até ao dia 10 de maio de 2018, podem apresentar um projeto para o diploma e o convite para o referido evento. 

O diploma deve:
1 - respeitar as cores branco e dourado;
2 - conter o nome d@ alun@;
3 - conter a fotografia d@ alun@;
4 - conter o logótipo do Agrupamento.
5 - pode incluir um pequeno texto/poema/dedicatória.

O convite tem que respeitar também as cores branco e dourado.

Os projetos de diploma e convite devem ser enviados para o email: finalistas@aescas.net

"Os Maias" vieram à escola pela mão da A.T.E.

foto da página de FB da companhia



Hoje, no âmbito das atividades do grupo de Português, os alunos das turmas do 11.º ano, regular e profissional,  puderam assistir à dramatização da obra "Os Maias", no auditório da escola.

Foram duas sessões com auditório cheio. O público assistiu com agrado e aplaudiu. Um dos nossos alunos foi convidado a fazer de ardina e abriu a ação da  representação vendendo jornais com notícias muito atuais.

A companhia de teatro Arte Teatro Educação (A.T.E.) adaptou a obra e permitiu que os nossos alunos pudessem compreender melhor o romance de Eça de Queirós que é de leitura obrigatória e poderá ser objeto de exame nacional da disciplina de Português.

Gostamos muito! Voltem sempre.

escola conquista medalha de prata nas Olimpíadas de Química


os nossos vencedores

Parabéns a Ana Margarida Silva do 9ºD; Dulce Maria Dias do 9ºA e Gonçalo Moutinho do 8ºB. Estes foram os alunos  selecionados numa prova interna, para constituírem a equipa representante da Escola nas Olimpíadas de Química Júnior 2018. 
A prova teórica e prática, realizou-se este sábado, dia 14 de abril na FEUP, tendo a equipa conquistado a medalha de prata.

cortesia da professora Helena Ferraz

(notícia editada às 15h46m)

sexta-feira, 13 de abril de 2018

e de Moutidos chegou...

Foi feito em março e o CRESCER publica agora para que não se esqueça este trabalho destes nossos jovens alunos.

O "Jornal da Tarde"

 E o "Moutidos News"


geoatualidades: África começou a dividir-se em dois continentes


Assustador!
O continente africano vai dividir-se em dois. A Somália, metade da Etiópia, o Quénia, a Tanzânia e parte de Moçambique irão separar-se para formar um novo continente. Vai acontecer daqui a uns milhões de anos – mas já começou.
As discussões na comunidade científica sobre a forma como o continente africano se está a dividir em dois continentes avivaram-se depois se no dia 19 de março ter aparecido no Quénia uma gigantesca fissura, que rasgou a meio um vale e cortou uma estrada importante da região do Narok, no oeste do país.
A enorme fissura, com vários quilómetros de comprimento, tem cerca de 15 metros de profundidade e mais de 20 de largura, mas não é o primeiro fenómeno deste tipo a manifestar-se no continente africano. Há dezenas ou centenas de pontos fracos ao longo do chamado Grande Vale do Rift, que atravessa o continente desde o Corno de África, na Somália, até Moçambique. (ler texto na íntegra @ ZAP)

quinta-feira, 12 de abril de 2018

quando o AMOR paira no ar... a poesia torna-se VISUAL




O conjunto de poemas visuais aqui apresentado surge de um trabalho interdisciplinar entre Português e Educação Visual, nas turmas A, B e C do 9.º ano. 





As professoras Luísa Ferreira e Cristina Magalhães abordaram a temática da poesia visual nas aulas e o resultado final está agora exposto.  





Encontre, quem puder, os poemas e os versos trabalhados, nas várias criações originais dos nossos alunos. 





Os alunos da turma do 9.º E  trabalharam em Educação Visual.