Número total de visualizações de página

terça-feira, 20 de março de 2018

à descoberta da Biodiversidade


Biodiversidades pela Bruna Rocha, do 8º I.

Chapim-real
Parus major Linnaeus 1758

Descrição
C 13-15 cm
O maior dos chapins, facilmente identificado por partes inferiores amarelas com barra central negra, cabeça preta e manchas das faces brancas. O dorso é verde. Patas e bico fortes.
Distribuição global
A espécie distribui-se pela Europa, noroeste de África e pela maior parte do continente asiático.
Distribuição nacional
Distribui-se de norte a sul.
Habitat
Frequenta habitats florestais de folhosas e resinosas, para além de jardins, pomares e matas ribeirinhas.
Alimentação
Alimenta-se de insetos.
Águas Santas
Aparece, sobretudo, em parques e jardins.
Reprodução
Inicia-se a meados de abril, situando-se o ninho em buracos de árvores. Põe 8 a 13 ovos, incubados pela fêmea durante 13 a 14 dias. Os juvenis permanecem no ninho por 16-22 dias.
Referências
Equipa Atlas (2008). Atlas das aves nidificantes em Portugal (1999-2005). Instituto da Conservação da Natureza e da Biodiversidade, Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves, Parque Natural da Madeira e Secretaria Regional do Ambiente e do Mar. Assírio & Alvim. Lisboa.
Mullarney, K., Svensson, L., Zetterstrom, D. & Grant, P.J. (2003). Guia de Aves. Guia de campo das aves de Portugal e Europa. Assírio & Alvim. Lisboa.

Sem comentários: