Número total de visualizações de página

quarta-feira, 17 de janeiro de 2018

dependência em videojogos: doença mental ou não?



Em cada edição e/ou revisão das categorias de Perturbações Mentais, os técnicos e especialistas da área da Saúde Mental tentam adaptar e adicionar novos comportamentos que se desviem da norma, de forma a serem considerados patologias. Neste sentido, já em 2018, a Organização Mundial de Saúde irá classificar o vício e dependência em videojogos como sendo uma doença mental.
Já são conhecidos alguns dos sintomas ‘oficiais’ desta perturbação:
  • A pessoa dá prioridade ao vício nos videojogos, sendo que jogar se torna na tarefa mais importante do seu dia, negligenciando outros interesses e tarefas diárias
  • Perder a noção do tempo e frequência que passa a jogar
  • Ignorar os aspetos negativos que este vício lhe traz
Basicamente, esta dependência atua como outras dependências (ex. substâncias tóxicas, açúcar, jogo de azar…), uma vez que são emitidos sinais ao cérebro da necessidade crescente de continuar a satisfazer o desejo de ter aquele comportamento.

Sem comentários: