Número total de visualizações de página

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

estar sentado demasiado tempo pode matar, mesmo que faça exercício

Novo estudo concluiu que comportamento sedentário aumenta risco de morte precoce, mesmo que faça exercício depois de muitas horas instalado na cadeira.
foto de Sara Matos da Global Imagens

Estar sentado por períodos de tempo excessivamente longos é um fator de risco para a morte precoce, e nem sequer importa se faz exercício. Esta é a conclusão de um estudo norte-americano, publicado na segunda-feira no Annals of Internal Medicine, e que teve como objetivo analisar a associação entre o comportamento sedentário, em episódios prolongados e ininterruptos, e a mortalidade.

A investigação, conduzida por Keith Diaz, do Departamento de Medicina da Universidade Columbia, em Nova Iorque, teve por base uma amostra de aproximadamente oito mil adultos e verificou a existência de uma relação direta entre o tempo sentado e o risco de mortalidade precoce. À medida que o tempo que cada pessoa passa sentada aumenta, sobe também o risco de morte precoce, sendo que as pessoas que ficam sentadas por menos de 30 minutos registam um risco mais reduzido. Para medir o tempo de sedentarismo, a equipa de investigadores recorreu a acelerómetros.

Analisando os dados, a equipa de cientistas descobriu que o comportamento sedentário representava, em média, cerca de 12,3 horas, na média de 16 horas em que uma pessoa está acordada. @ DN

Sem comentários: