Número total de visualizações de página

sexta-feira, 21 de julho de 2017

já tardam as férias!

Já tardam as férias! Para as escolas ainda há muito a fazer. Exames para corrigir, turmas para fazer, preparar o próximo ano letivo e, só depois, as férias. Para abreviar esse tempo o CRESCER sugere uma vista de olhos às sugestões da "Evasões" para ir pondo em prática no fim de semana.
Piscina das Marés
Muitos já rumaram a sul para o merecido descanso, mas quem fica pela cidade não tem que entrar em modo de depressão. Há muitos e bons planos para fazer pela cidade e que trazem um pouco do ambiente de férias ao dia a dia urbano. Por exemplo, o Piquenique Dançante da Casa das Artes, que convida a uma tarde de música, comida e bebida, sem sair do sítio.
Cinema ao ar livre, os melhores cocktails de verão e um mergulho para refrescar, são algumas das sugestões para aproveitar já este fim de semana. Conheça-as percorrendo a fotogaleria. @ Evasões

quinta-feira, 20 de julho de 2017

dia do amigo

Dizem que, por cá - em Portugal, hoje é o dia do amigoEntão, o CRESCER partilha este pensamento de Miguel Unamuno:
Cada novo amigo que ganhamos no decorrer da vida aperfeiçoa-nos e enriquece-nos, não tanto pelo que nos dá, mas pelo que nos revela de nós mesmos.

Pensem nisso e tenham um bom dia.

quarta-feira, 19 de julho de 2017

há 50.838 vagas no ensino superior em concurso a partir de hoje


"As universidades e politécnicos criaram quase 300 novas vagas em cursos das áreas de Informática e Física para o próximo ano lectivo, respondendo positivamente às indicações dadas pelo Governo de que fossem privilegiadas estas formações na altura de definir a oferta do sector. Ao todo, há 50.838 lugares para novos alunos no ensino superior, mais 150 do que no ano passado, o que significa um crescimento pelo segundo ano consecutivo." @ PÚBLICO

começou a 2ª fase


A 2.ª fase dos exames nacionais do ensino secundário arrancou esta quarta-feira com a realização de oito provas do 11.º ano de escolaridade, entre elas a de Física e Química A, que foi a segunda disciplina mais mal classificada na primeira leva dos exames realizada em junho.
Esta fase estende-se até dia 24 de julho. Até lá, ainda há muito trabalho em mãos.

segunda-feira, 17 de julho de 2017

há marés e marés...

Há marés e marés. E, depois, há o "Marés Vivas".

Já sentimos saudades do Cabedelo. É pequeno para tão grandes nomes, é certo, mas é um teatro natural que não é fácil de reproduzir noutros locais, e Sting mostrou-o.
Marés Vivas regressa no terceiro fim de semana de julho de 2018, num outro local.

sexta-feira, 14 de julho de 2017

exames nacionais: médias nos exames do 9º ano também sobem


"Depois dos alunos do secundário, esta sexta-feira foi a vez dos jovens do 9º ano saberem como se saíram nas provas nacionais. E tanto a Português como a Matemática as médias também subiram. No caso da primeira disciplina, que normalmente não traz grandes dificuldades aos alunos deste nível de ensino, a média praticamente manteve-se: passou de 57% para 58%. Já a Matemática, a classificação subiu seis pontos percentuais e voltou a colocar-se na positiva: 53%.
No entanto, como as provas finais no ensino básico normalmente não fazem alterar as classificações internas que os alunos recebem dos seus professores - quem parte para o exame com nota 2 precisa de um 4 na prova para saltar para a positiva e aos longos dos anos quase ninguém o tem conseguido - a melhoria não impediu que a taxa de chumbos à disciplina descesse de forma significativa. E quase um em cada três alunos teve negativa a Matemática no final do 9º ano.
A taxa de reprovação tinha sido de 34% em 2016 e foi agora de 32%.
Já a Português, a taxa de retenção continua baixa e até caiu um ponto percentual, fixando-se agora nos 7%.
Ao todo, realizaram-se este ano letivo mais de 185 mil exames de português e matemática." @ Expresso

quinta-feira, 13 de julho de 2017

exames nacionais: médias melhoram a Português e Matemática

Já foram conhecidos os resultados dos exames nacionais de 12º ano.
Foto: Maria João Gala/Global Imagens
Na primeira fase dos Exames Nacionais foram realizadas mais de 332 mil provas. A subida é ligeira, mas ainda assim há melhores notas em Português e Matemática.
No ano passado as provas de Português registaram uma média de 10,8 e este ano subiram para 11,1. Já a Matemática A, a subida é de 0,3 décima para 11,5.
A subida maior registou-se na disciplina de Economia. No ano passado a média foi de 11 valores e este ano está em 12,1.
Os resultados divulgados pelo Ministério da Educação revelam ainda uma descida na disciplina de Matemática Aplicada às Ciências Sociais de 11,4 para 10,1 valores (13 décimas).
A disciplina com pior resultado volta a ser Física e Química, que baixou de 11,1 para 9,9.
Consulte aqui a média dos resultados dos Exames Nacionais na primeira fase, por disciplina. @ TSF

quarta-feira, 12 de julho de 2017

descoberta nova partícula subatómica no CERN

No túnel onde fica o acelerador de partículas LHC, na fronteira franco-suíça DENIS BALIBOUSE/REUTERS
Está posta em causa a existência do sistema solar?
"Trata-se de um barião, uma partícula subatómica composta por outras mais pequenas, os quarks. Os protões e os neutrões são exemplos de bariões.
A nova partícula descoberta, que se supõe ter um papel na maneira como a matéria é composta, tem dois quarks pesados e um mais leve. Normalmente, os bariões costumam ter apenas um quark pesado.Os dois quark pesados que compõem a nova partícula estão permanentemente envolvidos numa espécie de dança, como se fossem dois sóis no centro de um sistema solar, em roda dos quais orbita o quark mais leve.“Há muito tempo que se procurava”, admitiu Guy Wilkinson, considerando que a descoberta do Laboratório Europeu de Física de Partículas Nuclear (ou CERN) abre a porta ao estudo de uma nova variedade de bariões."@ PÚBLICO

icebergue gigante desprendeu-se na Antártida

 LUSA/JOHN SONNTAG / NASA HANDOUT
Muito preocupante!
"São quase seis mil quilómetros quadrados de gelo que estão à deriva, depois de se terem desprendido da plataforma Larsen C, na Antárctida Ocidental. O desprendimento de uma área gelada superior à do território de países como o Brunei, Cabo Verde ou o Luxemburgo foi confirmado nesta quarta-feira por cientistas, através de imagens recolhidas por satélite.
Um fenómeno já registado no passado mostra que estas alterações, com a entrada em oceano de blocos de gelo com um tamanho tão significativo, podem subir o nível do mar." (leia toda a notícia @ PÚBLICO)

sexta-feira, 7 de julho de 2017

descoberta mutação genética que causa doença neurodegenerativa hereditária

Uma equipa de investigadores portugueses do i3S (Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, no Porto) identificou a alteração genética que causa uma doença neurodegenerativa incurável que, para já, só foi diagnosticada em famílias portuguesas das regiões do Sul do país. Num artigo publicado esta quinta-feira na revista científica American Journal of Human Genetics, os cientistas explicam onde encontraram o “erro” que desencadeia a doença. Está no cromossoma 1, num gene chamado DAB1. Agora, “só” falta encontrar uma forma de o corrigir. @ Público

quinta-feira, 6 de julho de 2017

escolas vão ter cinco horas por semana para inovar métodos de ensino

Despacho da flexibilidade curricular já foi publicado.  
foto de Nuno Ferreira dos Santos
"A partir do próximo ano lectivo, as escolas que aderirem ao novo projecto de flexibilidade curricular vão ter a possibilidade de gerir até mais de cinco horas da carga horária semanal atribuída aos alunos do 2.º e 3.º ciclo, o que pode passar — entre outros —, pela criação de novas disciplinas que terão de coexistir com as já existentes, segundo determina o despacho sobre este novo programa que foi publicado nesta quarta-feira em Diário da República.
O Ministério da Educação ainda não divulgou quantas escolas aderiram ao projecto, uma vez ue este número “ainda não está fechado”, segundo disse o secretário de Estado da Educação, João Costa. Mas ao que o PÚBLICO apurou já serão mais de 160 as inscritas." @ Público

quarta-feira, 5 de julho de 2017

alunos do 1.º ciclo vão ter mais meia hora de recreio por dia

LUÍS FORRA/LUSA
Os alunos do 1.º ciclo vão beneficiar de mais meia hora de intervalo entre as aulas durante o período da manhã já a partir de Setembro, avança o Jornal de Notícias. Como o intervalo da manhã vai passar a integrar o tempo letivo do professor, isso implica redesenhar os horários escolares.
Com esta alteração, os alunos no 1.º ciclo passam a dispor de menos tempo de permanência na sala de aula e a mais tempo de recreio. A medida está prevista para entrar em vigor já no próximo ano letivo. @ Observador

terça-feira, 4 de julho de 2017

"Tempo depois do Tempo"

Num tempo que poderá permitir alguma visita ao meio a que a escola pertence, o CRESCER lembra que inaugurou já em junho e estará patente até 28 de agosto no Fórum da Maia, a exposição de fotografia da autoria de Alfredo Cunha, "Tempo Depois do Tempo".
"Páscoa fluvial" de Alfredo Cunha

Com “Tempo Depois do Tempo”, Alfredo Cunha apresenta uma exposição antológica concebida para o Fórum da Maia, que reunirá 333 imagens, que inscrevem a nível cultural, político e social o país no período pós 25 de Abril.
Alfredo Cunha é uma das maiores referências do fotojornalismo português. Nasceu em 1953, em Celorico da Beira, e começou a trabalhar como fotógrafo comercial e publicista nos inícios dos anos 70.
ABERTA AO PÚBLICO: de terça a domingo das 09h00 às 22h00

segunda-feira, 3 de julho de 2017

o melhor é mesmo...

... rir.
Chegou, por amabilidade, via e-mail. O CRESCER, que procurava notícia de destaque para hoje, optou por partilhar. Efetivamente, rir é o melhor remédio.
Este é o nosso destaque de hoje.