Número total de visualizações de página

terça-feira, 30 de maio de 2017

mais 8 graus centígrados até 2100

O aumento da temperatura terá como principais responsáveis o aquecimento global e o efeito “ilhas de calor urbano”.
REUTERS/JASON LEE
A temperatura nas cidades mais populosas do mundo poderá aumentar até oito graus centígrados (8°C) até 2100, segundo um estudo publicado, esta segunda-feira, na revista científica Nature Climate Change.
Cerca de 5% das cidades mais populosas do mundo “poderão registar um aumento de temperatura de 8°C e mais”, disse, em declarações à agência noticiosa francesa AFP, Francisco Estrada, do Instituto de Estudos Ambientais (Holanda), um dos coautores do estudo. Os investigadores, que estudaram uma amostra de 1692 cidades, também estimaram os custos deste cenário para as zonas metropolitanas. 
(...)As cidades representam 1% da superfície do planeta, mas consumem cerca de 78% da energia mundial e produzem mais de 60% das emissões de gases com efeito de estufa provenientes de combustíveis fósseis (gás, carvão, petróleo), segundo frisou a equipa de investigadores.
Em 2015, os 195 países-membros da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovaram em Paris um acordo para limitar o aumento da temperatura do planeta em até 2ºC em relação aos níveis pré-industriais. (adaptado daqui)

Sem comentários: