Número total de visualizações de página

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

olá, UAEM da Pícua!

 A Unidade de Apoio Especializado para a Educação a Alunos com Multideficiência e Surdocegueira Congénita (UAEM) destina-se a alunos com deficiência mental, motora e/ou sensorial associadas que requerem cuidados de saúde diferenciados.
Os alunos com multideficiência podem apresentar características muito diferentes, as quais são determinadas, principalmente pela combinação e gravidade das limitações que apresentam, pela idade em que surgem e pelas experiências vivenciadas.
A UAEM do Centro Escolar da Pícua, Águas Santas, tem cinco alunos entre os sete e doze anos, duas assistentes operacionais e duas professoras. Durante a semana os alunos têm atividades extracurriculares (AECS), nomeadamente Expressão Musical, Atividade Física e Desportiva e Tecnologias de Informação e Comunicação. Usufruem ainda de Terapia Ocupacional, Terapia da Fala e Fisioterapia, constituindo todas estas diferentes terapias uma mais valia para estes alunos. Nesta UAEM, a maior parte dos alunos não usa a fala para comunicar, pelo que a comunicação (através de imagens ou símbolos) deve ser considerada a principal área a desenvolver para deste modo se poder responder às necessidades individuais dos alunos, aos seus interesses e desejos.
Em termos de trabalho, a UAEM organiza-se numa perspetiva funcional utilizando tecnologias de apoio adequadas às necessidades de cada aluno, proporcionando experiências diversificadas que contribuem para a promoção da autonomia dos alunos sobretudo na realização de atividades de vida diária. Estas atividades têm como finalidade, não só o presente, mas também o futuro. Sempre que possível, os alunos participam em atividades no mesmo contexto educativo, com os seus pares sem necessidades especiais, para que todos fiquem mais enriquecidos e desde cedo se habituem a lidar com as diferenças.
Numa escola inclusiva ter sucesso não significa apenas sucesso escolar, devendo envolver igualmente o bom relacionamento pessoal e social, respeitando sempre as diferenças de cada aluno. O sucesso escolar é muito importante, mas não pode estar dissociado das restantes dimensões do ser humano, para que o jovem aluno possa, posteriormente, transformar-se num adulto realizado pessoal, social e profissionalmente.
“Se aprende com as diferenças e não com as igualdades” (Paulo Freire)

Anabela Almeida (Docente da UAEM)
Maria de Fátima Fradinho (Docente da UAEM)

Sem comentários: