Número total de visualizações de página

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

o último desencontro entre Ofélia e Fernando Pessoa


Restos mortais do único amor do poeta deixaram vala comum e foram para o cemitério dos Prazeres. Ofélia namorou Pessoa quando tinha 19 anos, mas só viria a casar aos 38, três anos após a morte do seu carismático namorado.

Maria da Graça Queiroz, sobrinha-neta de Ofélia, ontem, sexta, nos Prazeres, na trasladação dos restos mortais da tia-avó TIAGO MIRANDA
Escreveu ele: “Gosto muito, mesmo muito, da Ofelinha. Aprecio muito, muitíssimo, a sua índole e o seu carácter. Se casar não casarei senão consigo.” Respondeu ela: “Agradeço muito os teus beijos e envio-te também muitíssimos e muitos chi-corações apertados. Da tua, sempre mesmo muito tua, Ofélia.”
Ofélia Maria Queiroz Soares, que a história reconhece como a única namorada de Fernando Pessoa, (vai ser) foi homenageada este domingo, às 14h, numa cerimónia organizada pela Câmara Municipal de Lisboa no cemitério dos Prazeres. Morreu em julho de 1991, com 91 anos, sem nunca ter querido tirar benefício da relação discretíssima que manteve no início do século XX com aquele que viria a ser considerado um dos maiores génios da literatura portuguesa.@ Expresso

Sem comentários: