Número total de visualizações de página

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

árvore dos afetos (dia 2)

Paulatinamente, a árvore (que dizem ser de afetos) vai-se enchendo de folhagem "escrita" pelos alunos nas aulas de Português. 
Hoje, citando Florbela Espanca, o CRESCER deixa aqui a sua "folha": 

Dize-me, amor, como te sou querida,
Conta-me a glória do teu sonho eleito, 
Aninha-me a sorrir junto ao teu peito, 
Arranca-me dos pântanos da vida.

Sem comentários: