Número total de visualizações de página

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

o CERN veio até nós

No passado dia 18 de janeiro, a nossa escola teve o prazer de receber o físico Pedro Abreu, professor e investigador do Instituto Superior Técnico, da Universidade de Lisboa, para uma palestra sobre a Física das Partículas.
Pedro Abreu apresentou, para alunos do secundário, das turmas de Ciências e Tecnologias, um tema que a todos suscitou interesse e admiração. “Anjos e Demónios: Matéria, Antimatéria e (des)conhecimento”.
Começou por desvendar alguns mistérios por detrás do filme “Anjos e Demónios”, onde evidenciou as cenas reais e fictícias, na parte do filme filmada no CERN.
Deixando a ficção, o físico tentou esclarecer os alunos acerca da analogia entre a matéria (constituída por partículas) e a sua antimatéria (constituída por antipartículas), falou do grande laboratório Eurupeu – o CERN, onde se faz esta investigação e do bosão de Higgs, lá descoberto. 
Após explicar tudo aquilo a que os cientistas têm acesso direto através de métodos experimentais, focou-se naquilo que ainda não há capacidade de visualizar e assim comprovar: o desconhecido.
O professor Pedro Abreu terminou a sua palestra suscitando nos alunos algum interesse em relação à Física, argumentando que 95% do Universo é ainda desconhecido e que poderia ser um de nós, no futuro, a desvendá-lo.
Podemos assim finalizar dizendo que todos os alunos presentes saíram da palestra um pouco mais próximos do cerne da questão: afinal, o que é que nós conhecemos quando comparado àquilo que ainda há por descobrir?

Eduardo Coelho e Márcia França, 11ºC

Sem comentários: