Número total de visualizações de página

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

vamos aprender: diferença entre dizer Daesh ou Estado Islâmico

da REUTERS
Azeredo Lopes, professor de direito internacional público, acha bem que passe a utilizar-se o termo "Daesh" em vez de "Estado Islâmico". Antes de mais, porque lhe retira o peso simbólico. "Se é uma organização que existe essencialmente para nos destruir, eu acho muito bem que, de uma vez por todas, não lhe façamos o favor de a promover, reconhecendo-lhe dois estatutos fundamentais que eu me recuso reconhecer-lhe: o estatuto de Estado, que, do ponto de vista jurídico-político, é o estatuto mais nobre do direito internacional, e o estatuto de representação islâmica, que eu recuso aceitar que possa ser corporizado por uma associação de bandidos, assassinos e terroristas", sublinha.
Daesh é a expressão literal não traduzida do auto-denominado Estado Islâmico ou ISIS, a sigla de Islamic State, em inglês. Azeredo Lopes sugere que "se passarmos a designá-lo com um nome mais neutro, menos conquistador, menos forte, menos poeticamente apelativo, seguramente que estamos a combatê-lo, porque ele combate-nos também através da difusão do medo e da eficiência de uma imagem que conseguiu universalizar, muitas vezes aproveitando a circunstância de, em termos comunicacionais, nós sermos relativamente infantis". O que significa que divulgamos e consumimos de forma indiscriminada a propaganda gráfica do terror e "comemos gulosamente um produto que foi concebido para nos aterrar".
O professor de direito internacional lembra "o impacto que teve nas nossas mentes" os vídeos "onde são degoladas pessoas", para frisar que "até desse ponto de vista, esta organização é muito mais aperfeiçoada do que alguma vez foi a Al Qaeda". Por isso, Azeredo Lopes entende que a comunicação social não devia divulgar essas imagens, porque, com isso, está a fazer um favor ao Daesh: disseminar o medo.
Acresce que, em árabe, a sonoridade da palavra é semelhante a outros vocábulos que têm, para os terroristas, sentido pejorativo e que significam "esmigar" e "esmigalhar". @ TSF

Sem comentários: