Número total de visualizações de página

terça-feira, 13 de outubro de 2015

mais computadores = melhores resultados na escola?

Júlio Lobo Pimentel/Global Imagens
No arranque de mais um ano lectivo, a OCDE revela que Portugal é o país onde mais alunos têm acesso a computadores nas escolas. Foi com o Magalhães que se massificaram as tecnologias de informação e comunicação no nosso país mas, mais uso, não significa melhores notas. Este relatório, que teve por base o PISA 2012 mostra que o sucesso parece estar no meio termo.
Os estudantes que usam moderadamente os computadores na escola tendem a ter melhores desempenhos do que aqueles que os usam raramente.
Mas, na altura de aprender, os alunos que recorrem a eles com muita frequência saem-se muito pior. As conclusões são da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico, no relatório que analisa a competências digitais dos alunos, que tem por base o PISA 2012.
Da lista dos 31 países, Portugal é onde mais estudantes têm acesso a computadores nas escolas: 98 por cento. Passam em média 25 minutos por dia na internet. Mas, apesar destes valores, os alunos portugueses não se destacam nos testes, quando comparados com outros países com menos oferta.

Sem comentários: