Número total de visualizações de página

terça-feira, 12 de maio de 2015

cinema em tempos de crise

ARTUR MACHADO / GLOBAL IMAGENs
Esta é a primeira edição da Festa do Cinema, uma iniciativa organizada pelos exibidores e distribuidores portugueses, para "celebrar o ato cultural e social de ir ao cinema", num panorama de quebras consecutivas de espetadores e receitas de bilheteira.
Até quarta-feira, os bilhetes vão custar 2,5 euros para qualquer sessão (com exceção dos filmes com óculos 3D), em qualquer das 500 salas de cinema em atividade, universo que abrange todas as capitais de distrito.
"A expectativa é grande", admitiu Nuno Sousa, que representa os exibidores na organização da Festa do Cinema. Só o facto de exibidores e distribuidores se terem juntado para esta iniciativa "já é uma vitória", disse.
"Quando estamos a falar em 500 salas, são todas. Vai dos grandes grupos de exibição até às salas mais pequenas, aos cineclubes", referiu.
A Festa do Cinema replica uma iniciativa semelhante que existe em França e, em particular, em Espanha, cuja edição acontece precisamente nas mesmas datas. @ JN

Sem comentários: