Número total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

era uma vez um rei, era uma vez um convento...

A visita dos alunos de 12º ano a Mafra correu de feição. 
Em Mafra, os 80 participantes foram divididos em três grupos, podendo assim usufruir de uma visita guiada pelo Convento, inteiramente relacionada com a obra "Memorial do Convento". 
Por volta das 15 horas, e depois de um almoço piquenique (ai que frio!!!), foi possível assistir à representação de uma adaptação ao texto dramático de  "Memorial do Convento" pelo grupo Éter.
Os professores que acompanharam as turmas foram: Amélia Lopes, Eduarda Ferreira, Manuela Couto, Leonilda Costa, Maria João Albuquerque, Celeste Castro e Humberto Nogueira.

"Gostou? Muito." foi a pergunta mais vezes feita e a resposta mais escutada.
Vale a pena aprender assim.
Biblioteca
Sabia que os morcegos têm aqui "entrada livre" pois ajudam a eliminar os insetos que estragam os livros? :)

Sabia que a distância entre as pontas das asas da pomba representada no centro da cúpula é superior a dois metros?
Padre Bartolomeu e o frasco das "vontades" (Companhia Éter)

a passarola vai voar pela primeira vez

Ficam algumas curiosidades:
Aquilo a que vulgarmente se chama «Convento de Mafra» engloba o Palácio, o Mosteiro, a Biblioteca e a Basílica.
O monumento surge devido a uma promessa de Dom João V para que a rainha, Dona Maria de Áustria, lhe desse um filho varão.
A rainha acabou por conceber um herdeiro, e o soberano, em cumprimento do voto, mandou construir um convento dedicado a Santo António.
A construção do mais imponente monumento barroco português iniciou-se em 1717, sob a orientação do arquitecto alemão Frederico Ludovici.
Em 1730, o edifício estava concluído.

São cerca de 200 metros de fachada, com a Basílica ao meio e o Palácio e o Mosteiro situados lateralmente. 
Os mármores vieram das pedreiras de Pêro Pinheiro e Sintra e as madeiras do Brasil.
De França, da Bélgica, de Itália e da Holanda chegaram os sinos, as estátuas, os carrilhões, as baixelas e a iluminária.
O resultado é um enorme edifício com 880 salas, 300 celas, 4500 portas e janelas, 154 escadarias e 29 pátios.

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

texto de autor: à Filomena



A Filomena é uma mulher muito bonita. Tem os olhos grandes e fundos de uma cor que nos inunda de esperança. A Filomena tem a boca desenhada e arranja-se como uma senhora de rara elegância. Foca o mundo de frente, como só as mulheres de muito carácter, e isso define-a ainda mais vulcânica a cada imagem que vemos dela. Acho a Filomena admiravelmente bonita, mas preferia nunca a ter conhecido para nunca sequer ousar admirar-lhe as feições. 


16 anos depois de todos nós termos conhecido a Filomena, sabemos que continua a ser bonita mas também conseguimos ver que a vida lhe roubou a expressão. A vida de Filomena tirou-lhe o sorriso e a falta do filho penhorou-lhe a alma.

A exposição de um caso, que Filomena nunca terá sonhado vir a ser mediático, leva-nos, a nós, minúsculos espectadores de um sofrimento inenarrável, a assistir àquilo a que se chama tempo a consumir-lhe peso, conforme lhe leva a energia de uma alma inesgotável de luta.


Admiro tanto a Filomena. A cada imagem que vejo, ela é mais bonita do que na anterior, mesmo que a vida lhe tenha aniquilado a expressão. A cada reportagem que passa, volto a encontrá-la alerta, na convicção de que o amor a leva pelo caminho que nunca teve dúvidas que tinha que continuar a trilhar. Penso no que o tempo significa para esta mulher. O peso do tempo. Os minutos que se lhe mostram mais demorados do que em qualquer um outro relógio de pulso. O pulso dela, firme na esperança, dir-lhe-á que o tempo passa ao ritmo de um batimento cardíaco que não tem maneira de conseguir sossegar por viver no vácuo do que lhe faz falta ao aconchego. A Filomena veio lembrar que continua a querer saber do Rui Pedro, ao avivar a memória dos 27 anos do filho. Surgiu de olhos grandes e fundos da cor que nos inunda de esperança. Apareceu de boca desenhada como uma senhora de rara elegância. Focou o mundo de frente, mais uma vez. Estava mais bonita do que de todas as vezes.

Há uns anos, ouvi o António Lobo Antunes dizer, numa entrevista, uma frase que nunca mais me saiu da memória: “Os pais estão entre nós e a morte”. O Rui Pedro está entre a Filomena e a vida. Seja isso o que quer que seja que lhe continue a dar esperança de ser ainda mais bonita do que aquilo que já é.

quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

as atividades do Desporto Escolar em fevereiro

 Conheça as atividades que o grupo do Desporto Escolar vai desenvolver no mês de fevereiro:
FEVEREIRO
SÁBADO - DIA 1
Voleibol - Infantis B - Feminino

Local: Escola Básica Sofia de Mello Breyner
Jogo 1: EB Sofia de Mello Breyner x AESCAS (9h30m)
Jogo 2: AESCAS x EB/S À Beira Douro, Medas (10h30m)

Boccia

Local: Escola Básica e Secundária de Cerco (9h30m)
AESCAS
Escola Básica e Secundária de Cerco
Escola Básica e Secundária Clara de Resende

SÁBADO - DIA 22
Boccia
Local: Escola Básica Maria Manuel de Sá (9h30m)
AESCAS
Escola Básica Maria Manuel de Sá
Escola Básica e Secundária Clara de Resende
Atividades Rítmicas Expressivas - Dança

Local: Agrupamento de Escolas Valbom
AESCAS
(1 grupo de iniciação-Jorge Mendes)
(1 grupo iniciação /1 grupo avançado-Alexandre Teixeira)



terça-feira, 28 de janeiro de 2014

dia 30 de janeiro: dia escolar da paz e da não violência

fb_009f35114441485ad0598463c01d16c2No próximo dia 29 de janeiro, no âmbito do dia escolar da paz e da não violência, um grupo de alunos de 7º ano de EMRC assinalará esta data, lendo em todas as turmas um pequeno poema de um autor português, sobre o tema.
Se coincidir com a sua aula apelamos à sua compreensão e abertura à iniciativa.

No dia 30 de Janeiro celebra-se o Dia Escolar da Não Violência e da Paz, uma iniciativa do poeta, pedagogo e pacifista espanhol Llorenç Vidal. Desde 1964, que a celebração deste dia pretende chamar a atenção de políticos, governantes, pais, educadores e professores que é necessária uma educação permanente pela Não Violência e pela Paz; que é preciso educar para a solidariedade e para o respeito pelos outros, porque “Uma vez que as guerras nascem na mente dos homens, é na mente dos homens que deve edificar-se a paz”. (Preâmbulo da Constituição da UNESCO)
Porquê a escolha do dia 30 de Janeiro? A escolha da data não foi escolhida ao acaso, mas por que este foi o dia do assassinato de um dos maiores defensores da paz, da não violência, da justiça e da tolerância entre os povos: Mahatma Gandhi.
Considerado o pai da Índia, Gandhi foi um homem de boa vontade que lutou, sem ódio, pela independência da sua pátria e pela paz do mundo.
Dentro do ideal de paz e não violência que ele defendia, uma das suas frases foi: “Não existe um caminho para paz! A paz é o caminho!”.
Sobre Gandhi, Albert Einstein disse que as gerações que hão de vir terão dificuldade em acreditar que um homem como este realmente existiu e caminhou sobre a Terra.
Para Gandhi, a lei de ouro do comportamento é a tolerância mútua, já que nunca pensaremos todos da mesma maneira, já que nunca veremos senão uma parte da verdade e sob ângulos diversos.


domingo, 26 de janeiro de 2014

"indo eu, indo eu, a caminho de..." Mafra

Convento de Mafra
É já amanhã, dia 27 de janeiro, que as turmas de 12º ano se deslocam a Mafra, no âmbito da disciplina de Português, para uma visita guiada ao Convento de Mafra (na parte da manhã) e para assistirem (depois do almoço) a uma representação da obra "Memorial do Convento" de José Saramago.

Façam uma boa viagem e tragam informação para o CRESCER!

sexta-feira, 24 de janeiro de 2014

OUVIR: problema de expressão

Estamos quase quase em fim de semana, pelo que o CRESCER só lhe quer dizer que a Sara Tavares não tem qualquer PROBLEMA de EXPRESSÃO em fazer um cover dos Clã, tal como poderá ouvir em loop:



Fica também a letra para poderem acompanhar a Sara, ou simplesmente para a poderem ler.

Só pra dizer que te Amo,
Nem sempre encontro o melhor termo,
Nem sempre escolho o melhor modo.
Devia ser como no cinema,
A língua inglesa fica sempre bem
E nunca atraiçoa ninguém.
O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe,
Como o mar está do céu.
Só pra dizer que te Amo
Não sei porquê este embaraço
Que mais parece que só te estimo.
E até nos momentos em que digo que não quero
E o que sinto por ti são coisas confusas
E até parece que estou a mentir,
As palavras custam a sair,
Não digo o que estou a sentir,
Digo o contrário do que estou a sentir.
O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe,
Como o mar está do céu.
E é tão difícil dizer amor,
É bem melhor dizê-lo a cantar.
Por isso esta noite, fiz esta canção,
Para resolver o meu problema de expressão,

Pra ficar mais perto, bem mais de perto.
Ficar mais perto, bem mais de perto.

quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

texto de autor: educação, ciência e economia: um ministro pouco sábio


Vários têm sido, no Governo, os candidatos ao título de campeão da asneira. Rui Machete tem-se esforçado, mas, não querendo ficar atrás dessa figura maior do PSD, um político do CDS, António Pires de Lima, ministro da Economia (dividindo a pasta com Paulo Portas), resolveu entrar na competição quando defendeu há meses a introdução nas escolas básicas e secundárias de uma disciplina obrigatória de Empreendedorismo. A ideia não é só dele: é parte da “Estratégia de Fomento Industrial” aprovada em Conselho de Ministros. A escola, pela voz do ministro da Economia e com a aprovação de todo o Governo, tem de estar ao serviço dos negócios. por Carlos Fiolhais @PÚBLICO

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

da blogosfera: esquecimentos do MEC

Esquecimentos do MEC

. Devolver o dinheiro da PACC;

. Publicar a lista de dispensados do período probatório;

. Despachar as colocações ao Plano Casa;

. Publicar a lista de colocados do Concurso Externo Extraordinário – Execução da Sentença.

. Lançar a Reserva de Recrutamento 15, quanto mais não seja para dizer que todos os professores ficam na mesma escola com as tarefas atribuídas no início do ano letivo.

Mais alguma coisa?  

in BlogDeArlindo

terça-feira, 21 de janeiro de 2014

"I have a dream"

Hoje celebra-se, nos EUA, o dia de Martin Luther King. Sabiam que este ativista pelos direitos civis foi o homem mais novo a ganhar um Prémio Nobel? Qual a frase que mais vos inspira? @ NatGeoPortugal
O que me preocupa não é o grito dos maus. É o silêncio dos bons.
No final, não nos lembraremos das palavras dos nossos inimigos, mas do silêncio dos nossos amigos.
Se não puder voar, corra. Se não puder correr, ande. Se não puder andar, rasteje, mas continue em frente de qualquer jeito.
Se alguém varre as ruas para viver, deve varrê-las como Michelângelo pintava, como Beethoven compunha, como Shakespeare escrevia.

metade da riqueza mundial está na mão de 1 por cento da população

CHOCANTE! A riqueza de 85 pessoas é igual à de metade da população do mundo.

daqui

A conclusão consta de um relatório da OXFAM, uma organização não governamental que procura soluções para a pobreza e injustiça no mundo. Portugal consta no relatório como um dos 24 países onde o grupo de pessoas com mais dinheiro conseguiu duplicar a fortuna nos últimos 30 anos. Situação que acentuou as desigualdade económicas e que segundo o relatório motivou, ao mesmo tempo, a promoção de políticas fiscais injustas e estimulou práticas de corrupção. O relatório da Oxfam foi conhecido numa altura em que se realiza o Fórum Económico Mundial de Davos, na Suíça. @ RTP

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

salários com corte agravado começam hoje a ser pagos


daqui
Os funcionários públicos começam hoje a receber os salários de Janeiro, aos quais são já aplicados os cortes previstos no Orçamento do Estado para 2014.
Depois de três anos de reduções salariais entre 3,5% e 10%,que se aplicavam a partir dos 1.500 euros, os trabalhadores do Estado terão, a partir de hoje, um corte agravado, entre 2,5% e 12%, nos salários a partir dos 675 euros.
O Orçamento do Estado para este ano prevê que esta redução progressiva seja aplicada, com carácter transitório, a todos os trabalhadores das Administrações Públicas e do Sector Empresarial do Estado (SEE), bem como dos titulares de cargos políticos e outros altos cargos públicos.
Manter-se-á em vigor o corte adicional de 5% nas remunerações de todos os titulares de cargos políticos.
Segundo as simulações da consultora PricewaterhouCoopers para a Lusa, os cortes previstos para 2014 levarão a que, no caso dos ordenados mais elevados, a perda de salário real entre 2010 e 2014 possa chegar quase aos 19%.
Os trabalhadores vão começar a receber pela ordem que se segue:
Dia 20
Encargos Gerais do Estado;
Presidência do Conselho de Ministros;
Ministério das Finanças;
Ministério da Defesa Nacional;
Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social;
Ministério dos Negócios Estrangeiros.
Dia 21
Ministério da Administração Interna;
Ministério da Justiça;
Ministério da Saúde.
Dia 22
Ministério da Economia.
Dia 23
Ministério da Educação e Ciência;
Ministério do Ambiente do Ordenamento do Território e da Energia;
Ministério da Agricultura e do Mar. @ Lusa/SOL

torneio de Boccia a 25 de janeiro

No dia 25 de janeiro, no  Pavilhão da Escola Sec 2,3 Águas Santas entre as 9h e as 13h, participe na 1ª jornada do Torneio de Boccia.
Não esqueçam que temos um campeão na escola! O Tiago Tavares alcançou o 1º lugar na competição individual Bc3 assim como na competição de pares Bc3, como o CRESCER noticiou aqui.
daqui
Saiba um pouco mais sobre Boccia.

O objetivo deste magnífico desporto é colocar as bolas de cor (seis azuis contra seis vermelhas) o mais perto possível de uma bola alvo (bola branca), que é lançada estrategicamente por um primeiro jogador, para dentro do recinto de jogo (Campo de Boccia).
Não há limite de idade para a prática da modalidade, é um jogo misto e pode ser jogado por pessoas portadoras ou não de dificuldades físicas ou motoras. Os recursos materiais, assim como as Regras de Boccia foram adaptados(as), de forma a possibilitar a prática a pessoas que tenham dificuldades motoras.
A habilidade, agilidade e inteligência tornam-se fundamentais no desenvolvimento das jogadas, assistindo-se muitas vezes a um verdadeiro espetáculo de alternância da vantagem, através da aplicação de técnicas e táticas adequadas a cada circunstância.
A nível nacional contamos com vários atletas de reconhecido mérito e valor internacional, e fruto disso mesmo é a presença nos tops dos Rankings Mundiais da modalidade.

sexta-feira, 17 de janeiro de 2014

VER: os prémios de Hollywood

Bradley Cooper e Christian Bale em Golpada Americana
Em tempos de frio e de gelo mas também de globos e de preparação de óscares, o CRESCER sugere uma ida ao cinema para poder apreciar qualquer um dos filmes mais falados e ter assim uma opinião. 
O filme de David O. Russell, Golpada Americanaparte favorito com dez nomeações, seguido de Gravidade e 12 Anos Escravo, e isto diz tudo sobre os prémios de Hollywood.

Qual é a sua opinião?

a campanha "Papel por Alimentos" continua


A campanha "Papel por Alimentos" continua. Já temos cerca de 300 Kg de papel recolhido.
Relembramos que o papel angariado (jornais, revistas, folhetos, etc.) é convertido em produtos alimentares para quem mais precisa, sendo depois distribuídos a Instituições de Solidariedade Social pelos Bancos Alimentares Contra a Fome. Por cada tonelada de papel angariado é entregue pela empresa Quima o equivalente a 100€ em produtos alimentares básicos.
Esta campanha é uma oportunidade para que cada um de nós, apenas com um pequeno gesto, possa contribuir na luta contra fome e ao mesmo tempo na proteção da natureza.
caixa reciclada
Gostaríamos que esta campanha, pelo que representa, tivesse mais colaboradores. Por isso, pedimos a todos os professores e muito particularmente aos professores que lecionam Educação para a Cidadania, à Associação de Estudantes, Associação de Pais e aos alunos do Agrupamento, para colaborarem com os dinamizadores deste Projeto: Ricardo Silva (12ºC) e Tiago Pereira (12ºC). O contacto preferencial será através do email: gps.aescas@gmail.com
TODOS PODEMOS E DEVEMOS PARTICIPAR!
Não se esqueçam: Nos pavilhões, na Biblioteca e em diversos pontos da escola, encontrarão caixas devidamente identificadas onde podem depositar/entregar o vosso papel.
As caixas de recolha de papel para a Campanha "Troca papel por alimentos" precisavam  sofrer uma reciclagem. A D. Carla do pavilhão A.2 está a fazer essa reconstrução. Vejam o resultado (ver foto)! Agora, vamos lá  encher de papel estes depósitos!
VAMOS GANHAR MAIS ESTE DESAFIO! PARTICIPEM.

quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

da blogosfera: vencimentos dos professores

Conheça os vencimentos dos professores publicados no blogue "pé-ante-pé" de José Marques:

1ª fase do Concurso Nacional de Leitura


Decorreu hoje a 1ª fase do Concurso Nacional de Leitura. Já foram apurados os alunos que transitaram para a 2ª fase. O CRESCER congratula-se com a participação e dá conhecimento dos alunos apurados.
ALUNOS SELECIONADOS PARA A 2ª FASE
3º ciclo


nome

ano


Turma


Joana isabel vaz loureiro




15


a


mafalda esteves




23


k


beatriz novais silva




10


b

secundário



nome

ano


Turma


carolina fonseca salcedas


11º


5


b


ana rita de sousa melo


10º


3


b


josé duarte ferreira


10º


18


b

quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

NSA consegue entrar nos computadores mesmo sem ligação à internet

NSA consegue entrar nos computadores mesmo sem ligação à internetA Agência de Segurança Nacional norte-americana consegue aceder a computadores mesmo que as máquinas não estejam ligadas à internet, noticia o "New York Times", nas vésperas do discurso de Barack Obama sobre vigilância eletrónica.
  
 
foto JIM WATSON/AFP
Protesto contra os processos de espionagem da NSA
 
De acordo com o jornal norte-americano, citado pela agência AFP, há cerca de 100 mil computadores em todo o mundo que estão implantados com um software que permite à Agência de Segurança Nacional norte-americana (NSA, no original) não só aceder ao computador e consultar, alterar ou apagar os dados, mas também criar autoestradas virtuais para lançar ataques eletrónicos.
Na maioria dos casos, o software, que está operacional desde pelo menos 2008, tem de ser implantado fisicamente por um espião ou pelo próprio fabricante, porque utiliza ondas de rádio que podem ser transmitidas a partir de pequenos circuitos eletrónicos ou através de um cartão USB instalado secretamente nos computadores dos utilizadores.
As revelações de um dos diários com maior circulação nos Estados Unidos surgem na mesma semana em que Barack Obama deverá apresentar um importante discurso sobre a reforma do sistema norte-americano de vigilância, um tema que saltou para as primeiras páginas de todo o mundo no seguimento das revelações feitas pelo antigo consultor da NSA Edward Snowden, em junho. @ JN

terça-feira, 14 de janeiro de 2014

4 em cada 10 jovens sem dinheiro para estudar

Portugal tem uma das mais altas percentagens de jovens que queriam prosseguir os estudos, mas não têm possibilidade de os pagar (38 por cento, cerca de 4 em cada 10), revela um inquérito patrocinado pela Comissão Europeia que é hoje apresentado em Bruxelas.
 O estudo incidiu em 5.300 jovens, 2.600 empregadores e 700 instituições educativas de oito países da União Europeia: França, Alemanha, Grécia, Itália, Portugal, Espanha, Suécia e Reino Unido.
Intitulado “Educação para o Emprego: Pôr a Juventude Europeia a Trabalhar”, o designado relatório McKenzie sublinha que entre os oito países estão as cinco maiores economias da Europa (Inglaterra, França, Alemanha, Itália e Espanha), dois dos países mais afetados pela crise (Grécia e Portugal) e um da Escandinávia (Suécia).No conjunto, estes países têm perto de 75 por cento do desemprego jovem na União Europeia a 28.
O valor das propinas pago pelos estudantes nas universidades públicas ultrapassa os mil euros por ano e o relatório indica outro fator que eleva as despesas: a deslocação da área de residência. “45 por cento dos jovens tem de sair da sua cidade para continuar a estudar”.
Neste inquérito, um terço (31 por cento) dos jovens portugueses declarou não ter tempo para estudar porque tinha de trabalhar, o valor mais elevado entre os países analisados. @ DN

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

parabéns, Ronaldo, és o melhor!

Ronaldo vence bola de ouro
O internacional português bateu a concorrência do argentino Lionel Messi (Barcelona) e do francês Frank Ribéry (Bayern Munique).
Depois de ter conquistado o prémio que distingue o melhor jogador a atuar na Europa em 2008, CR7 viu Messi vencer o troféu nos quatro anos seguintes.
Esta é a quarta Bola de Ouro ganha por um jogador português, depois de Eusébio, em 1965, Luís Figo, em 2000, e Cristiano Ronaldo, em 2008. @DD

os sistemas de ensino na Europa

Vale a pena saber como funcionam os sistemas de ensino na Europa. O CRESCER aconselha a leitura deste artigo publicado pela educare. 



Em Portugal, o ensino é obrigatório e prolonga-se até ao 9.º ano com as crianças a começarem a escola aos 6/7 anos. O ano escolar decorre entre setembro e junho, com a duração de 180 dias. No 1.º ciclo o tempo letivo semanal estende-se até às 25 horas, 5 horas por dia, incluindo intervalos. Cabe ao professor gerir o tempo letivo das diferentes áreas de acordo com as características da turma e o horário da escolar. A escola mantém-se aberta até às 17h30 para atividades de animação e apoio, enriquecimento curricular ou atividades extra curriculares. Já no 2.º ciclo passam a existir 16 períodos letivos, de 90 minutos cada, sendo a carga horária diária estabelecida pelos órgãos de gestão dos estabelecimentos de ensino.

No 1.º ciclo, as turmas só com um ano de escolaridade não devem ter mais de 24 alunos e se existirem alunos de mais de dois anos escolares e só um professor, então o número de alunos tem de ser reduzido para 22. No 2.º ciclo procura-se manter a turma do ano anterior e agrupar alunos da mesma idade. Aqui o número de alunos de cada turma pode variar entre os 24 e os 28.

O programa é estabelecido a nível nacional mas estão previstos ajustamentos em função dos recursos e infraestruturas das escolas, bem como de propostas elaboradas no âmbito da sua autonomia. A escolha dos manuais escolares é da competência do conselho de docentes no 1.º ciclo, e do Departamento Curricular no 2.º, de acordo com critérios de apreciação estabelecidos ao nível dos Serviços Centrais do Ministério da Educação.

Em termos de currículo, o programa do 1.º ciclo inclui as seguintes áreas: Língua Portuguesa, Matemática, Estudo do Meio, Expressões (artística e físico-motora), Área de Projeto, Estudo Acompanhado e Formação Cívica.

Já no 2.º ciclo, no plano curricular estão incluídas as seguintes disciplinas: Língua Portuguesa, Língua Estrangeira, História e Geografia de Portugal, Matemática, Ciências da Natureza, Educação Visual e Tecnológica, Educação Musical, Área de Projeto, Estudo Acompanhado e Educação Cívica. Em ambas as etapas a Educação Moral e Religiosa surge como disciplina facultativa.

Para já, no 1.º ciclo o modelo de ensino é globalizante e está a cargo de um único professor, podendo este ser apoiado em áreas especializadas. Já o 2.º ciclo funciona em regime de pluridocência, está organizado por áreas de estudo de carácter pluridisciplinar sendo desejável que a cada área corresponda um ou dois professores.

No que concerne à avaliação, esta tem um carácter sistemático e contínuo. Se o aluno não desenvolver as competências necessárias para progredir com sucesso os seus estudos pode ficar retido. Contudo, no 1.º ciclo, exceto se o aluno tiver ultrapassado o limite de faltas injustificadas, não há lugar a retenção. Em caso de retenção, compete ao professor titular da turma, no 1.º ciclo, e ao conselho de turma, no 2.º ciclo, elaborar um relatório que identifique as competências não adquiridas pelo aluno que deverão ser tidas em consideração na elaboração do projeto curricular de turma em que será integrado no novo ano letivo.

Espanha
Do outro lado da fronteira o ensino é obrigatório dos 6 aos 16 anos de idade e divide-se em duas etapas: a educação primária - três ciclos com a duração de dois anos cada um, equivalente ao nosso 1.º e 2.º ciclo - e a Educação Secundária obrigatória com quatro cursos - equivalente ao nosso 3.º ciclo e Ensino Secundário. A duração do ano escolar é igual, prolongando-se de setembro a junho, e compreende no mínimo 180 dias.

As escolas funcionam durante cinco dias da semana e na educação primária há em media 25 aulas semanais, sendo o número mínimo de horas letivas de 810 horas.

Em termos de currículo, o Governo estabelece as matérias mínimas, que são depois alargadas por cada uma das comunidades autónomas; num segundo nível, cada centro educativo adapta e desenvolve este currículo básico ao seu caso em particular, e, por fim, cada professor programa as aulas de acordo com o grupo de alunos especifico e apresenta determinadas unidades didáticas.

No ensino primário - equivalente ao nosso 1.º e 2.º ciclo - as área obrigatórias são: Conhecimento do Meio Social, Natural e Cultural, Educação Artística; Educação Física, Língua Castelhana e Literatura, Língua Oficial e Literatura Própria da Comunidade Autónoma (se existir), Língua Estrangeira e Matemática. A disciplina de Religião Católica é opcional. Os Centros Educativos têm autonomia pedagógica nas escolha dos diferentes manuais e materiais didáticos que são utilizados.

As turmas têm no máximo 25 alunos e os estudantes são agrupados de acordo com as suas idades. As aulas da educação primária são dadas por um único professor para todas as áreas com exceção de Música, Educação Física e Língua Estrangeira. Só no Secundário é que os alunos passam a ter um professor por disciplina.

A avaliação é contínua e tem em consideração a evolução do aluno nas diferentes áreas. Só se pode repetir de ano uma vez ao longo de toda a etapa e os alunos que passarem de ciclo com avaliação negativa em alguma área devem receber todos os apoios necessários para a sua recuperação. Na educação primária dá-se especial atenção à diversidade dos alunos e à prevenção de eventuais dificuldades de aprendizagem atuando desde logo ao primeiro sinal. É feita uma avaliação de diagnóstico, apenas com um carácter formativo e orientador, das competências básicas alcançadas pelos alunos ao finalizar o 2.º ciclo desta etapa (10 anos).

França
O ensino é obrigatório para as crianças entre os 6 e os 16 anos e divide-se em três etapas: educação primaria (6 a 11); educação secundária baixa (11 aos 15 anos, equivalente ao nosso 3.º ciclo) e educação secundária alta (mais de 15 anos, equivalente ao nosso Ensino Secundário). A educação nas escolas estatais é gratuita.

A particularidade do sistema de ensino francês é que as escolas estão abertas seis dias por semana. No entanto não há aulas à quarta-feira e ao sábado de tarde. No ensino primário - equivalente ao 1.º e 2.º ciclos português - existem por semana 26 aulas com uma hora cada uma, sendo o número total mínimo de horas de aulas de 846 horas.

Também aqui é o Ministério da Educação que determina o currículo, cabendo aos professores a escolha do método de ensino e dos manuais. O ensino primário concentra-se nos conhecimentos básicos de leitura, escrita e aritmética, bem como na educação física. As escolas têm o poder de desenvolver o currículo de modo que estes reflitam as suas necessidades e circunstâncias particulares.

Não existe um limite recomendado para o número total de alunos por turma que variam consoante os responsáveis pelo estabelecimento de ensino e de acordo com as especificidades locais. Em média, no ensino primário existem perto de 25 alunos por turma, agrupados normalmente consoante a idade. Existe um único professor para todas as matérias, enquanto que no ensino secundário passam a existir diferentes professores para áreas distintas.

Alemanha
O funcionamento do sistema de ensino na Alemanha é um pouco diferente uma vez que existe o que eles designam por educação a full-time e a partime. A educação obrigatória em full-time abrange os jovens entre os 6 e os 15/16 anos (dependendo da zona). Para quem não ande numa escola a full-time, então a educação é obrigatória até aos 18 anos. O sistema de ensino está também dividido entre educação primária (6 aos 10 anos), equivalente ao nosso 1.º e 2.º ciclos; educação secundária baixa (10 aos 15/16), equivalente ao nosso 3º ciclo, e educação secundária elevada (15/16 aos 18/19,) equivalente ao nosso Ensino Secundário.

Em termos de duração do ano escolar, na Alemanha está-se perante o ano mais longo uma vez que tem início em agosto e prolonga-se até julho, englobando 188 dias de aulas (nas escolas que funcionam cinco dias por semana) ou 208 dias (nas escolas abertas seis dias por semana). Na educação primária, estão previstas entre 19 e 28 aulas por semana, com uma duração de 45 minutos.

Aqui tudo passa pelos estados federados (Bundesländer), que autonomamente determinam o currículo, recomendam métodos de ensino e aprovam manuais escolares. As áreas da educação primária incluem leitura, escrita, aritmética, introdução às ciências naturais e sociais, arte, música, desporto e educação religiosa.

Segundo dados de 2002, na educação primária as turmas têm em média 22 alunos, agrupados de acordo com a idade. No ensino primário existe apenas um professor para as diferentes matérias e no secundário diferentes matérias são dadas por professores distintos. Os professores do ensino primário são generalistas e os do secundário são especializados nas diversas áreas de ensino.

A avaliação contínua é uma prática comum e baseia-se em provas escritas e participação oral. Os alunos podem ter de repetir o ano, quando se justificar.

Inglaterra
O ensino é obrigatório entre os 5 e os 16 anos e divide-se entre o ensino primário (5-11) e o ensino secundário (11 aos 16). A maioria dos alunos vai diretamente do ensino primário para o ensino secundário mas em algumas zonas de Inglaterra existem escolas "intermédias", que recebem alunos entre os 8 e os 13 anos.

O ano escolar normalmente prolonga-se entre setembro e julho com 190 dias. Estas datas são estabelecidas pelas autoridades locais ou pelo corpo responsável por cada escola. O número de horas semanais de aulas recomendado varia entre as 21 horas (dos 5 aos 7 anos), 23,5 horas (7 aos 11 anos), 24 horas (11 aos 14 anos) e 25 horas (14 aos 16 anos). A maioria das escolas garante mais horas além do mínimo estabelecido. A organização do horário escolar é da responsabilidade de cada escola.

O currículo da educação obrigatória em Inglaterra está dividido em diferentes níveis. O primeiro, dos 5 aos 7 anos, o segundo, dos 7 aos 11, e o terceiro, dos 11 aos 14 anos, inclui Inglês, Matemática, Ciência, Design e Tecnologia, Tecnologias de Informação e Comunicação, Educação Física, História, Geografia, Arte, Design e Música. No 3.º nível é ainda obrigatória uma Língua Estrangeira e Educação Sexual. A Educação Religiosa é obrigatória desde o primeiro nível.

As turmas de alunos entre os 5 e os 7 anos têm um limite de 30 alunos.

No que respeita aos professores na educação primária - que equivale ao 1.º e 2.º ciclo do sistema de educação português -, existe um único professor para todas as matérias. Os alunos só passam a ter um professor específico para cada disciplina no secundário, que equivale ao 3.º ciclo e ensino secundário do sistema educativo português.

Finlândia
O ensino obrigatório começa quando as crianças têm 7 anos de idade e dura nove anos. A educação é gratuita para todo o ensino básico.

O ano escolar também começa a meio de agosto mas acaba mais cedo - no início de junho - e prolonga-se ao longo de 190 dias. As escolas funcionam durante cinco dias por semana e o número mínimo de aulas por semana varia entre 19 e 30 horas, dependendo do nível e do número de disciplinas opcionais existentes. Este sistema tem a particularidade de existir autonomia local para estabelecer dias de férias extra. Nos dois primeiros níveis, um dia de escola não pode ter mais de cinco aulas, no resto dos níveis no máximo podem existir sete aulas por dia. Normalmente uma aula tem a duração de 60 minutos.

Em termos de constituição de turmas, não existe qualquer regra quanto ao número de alunos por turma. Normalmente, agrupam-se os alunos por idade mas, desde que apropriado, alunos com diferentes idades poderão ter aulas juntos.

O currículo é estabelecido pelo quadro nacional de educação e inclui objetivos e critérios de avaliação. De acordo com estas normas, cada escola, juntamente com as autoridades locais, estabelece o seu próprio currículo que atende às especificidades do contexto local. As áreas obrigatórias são Língua Materna e Literatura, segunda Língua Nacional, Línguas Estrangeiras, Ambiente, Educação para a Saúde, Religião ou Ética, História, Estudos Sociais, Matemática, Física, Química, Biologia, Geografia, Educação Física, Música, Educação Visual, Economia do Lar e Aconselhamento.

Nos primeiros seis anos existe um único professor para a maior parte das matérias, mas há aulas que são dadas por professores especialistas, principalmente em áreas como educação visual, música e educação física. A partir do 7.º ano, os alunos passam a ter diferentes professores para a maior parte das matérias.

O sistema de avaliação é contínuo e é feito a partir de testes dados pelos professores. Durante a educação primária o aluno pode também repetir de ano. @ educare.pt