Número total de visualizações de página

quinta-feira, 13 de novembro de 2014

"O cometa 67B está a cantar... e a Rosetta ouviu"

Este título parece quase um verso de uma canção, mas é uma feliz frase para referir uma incrível verdade!

Os cientistas ainda estão a perceber a física por detrás do som captado, mas os utilizadores do Twitter já chamam a esta canção "o som da solidão no espaço".
A missão Rosetta viu ontem o culminar de uma viagem de dez anos, com o módulo Philae a aterrar no cometa 67B. Mas antes do alvoroço e das comemorações, os cientistas fizeram uma descoberta inesperada: o cometa está a cantar.
A sonda Rosetta carregava cinco instrumentos para analisar o plasma que circunda o Churyumov-Gerasimenko, cuja alcunha é 67B. O que os cientistas não esperavam era que este ambiente fosse percorrido por um som, a que mesmo eles estão a chamar "canção".
"O cometa está a emitir uma 'canção' sob a forma de oscilações no campo magnético no ambiente do cometa", explica a Agência Espacial Europeia (ESA) numa publicação no blog da missão Rosetta.
O som foi ouvido pela primeira vez pelo Rosetta em agosto, captado pelo seu magnetómetro, e os cientistas creem que é produzido pela atividade do cometa, que liberta partículas de carga neutra para o espaço, que são depois ionizadas (ou seja, ganham uma carga positiva ou negativa).
O cometa "canta" muito abaixo das frequências audíveis pelo ser humano, pelo que o som disponibilizado pela ESA trata-se de uma amplificação em mais de dez mil vezes do som captado pelo Rosetta.
"Isto é entusiasmante porque é completamente novo para nós", disse o investigador Karl-Heinz Glaßmeier, citado pela ESA na mesma publicação. "Não esperávamos isto e ainda estamos a trabalhar para perceber a física do que está a acontecer".
Apesar da explicação científica, os utilizadores do Twitter e do Soundcloud lançaram-se em especulação acerca da natureza do som. Alan Hayward comentou na publicação da ESA no Soundcloud: "Talvez seja o som de um extraterrestre a gritar 'ajudem-me, estou preso dentro de um cometa'". No Twitter, outro utilizador partilhava o som dizendo:"O som da solidão no espaço". Menos poético e científico, o utilizador Dan Maxe no Soundcloud atirou: "Algum ET está a fazer pipocas naquele planeta". @ DN Ciência

A propósito, ou talvez não, "The sound of silence":
 

2 comentários:

Helena ferraz disse...

Obrigada por nos porem a ouvir Simon e Garfunkel. Soube tão bem ouvir este "som do silêncio" que ao contrário do outro é bem audível e calmante

Margarida disse...

Que bom recordar! Obrigada