Número total de visualizações de página

terça-feira, 7 de outubro de 2014

senhor ministro da educação, e agora?



Na sexta-feira, vários agrupamentos de escolas receberam orientações do Ministério da Educação para anularem as colocações de professores do concurso da bolsa de contratação, cujos resultados foram conhecidos a 12 de setembro.
"É preciso assumir o erro e retirar as consequências que decorrem desse erro e da incapacidade de resolver os problemas que se colocam no dia-a-dia", considerou Marcos Perestrello, deputado do PS, referindo que "estamos perante uma ação absolutamente inacreditável de desacreditação da escola pública".
As aulas começaram há cerca de um mês e, segundo o deputado, atualmente há alunos que já estão a fazer testes e outros que não têm sequer professores.

Sem comentários: