Número total de visualizações de página

terça-feira, 17 de junho de 2014

um dia para mostrar ao mundo o "heroísmo" de Aristides de Sousa Mendes

Aristides de Sousa Mendes vai ser homenageado esta terça-feira, 17 de junho, em igrejas e sinagogas de vários lugares do mundo. 

A ideia de criar o Dia da Consciência partiu de João Crisóstomo, um português residente em Nova Iorque.
O objetivo é que "o nome de Aristides Sousa Mendes seja falado a nível internacional". Em 1996, João Crisóstomo chegou a uma conclusão: "É um nome e uma história desconhecidos fora de Portugal", diz à Renascença.
Desde então, João Crisóstomo tem promovido iniciativas que ajudam "a dar a conhecer ao mundo o nome de Sousa Mendes (1885-1954), a sua dignidade e o seu heroísmo." Colóquios, conferências, publicação de livros, além das celebrações de 17 de Junho, estão entre os principais gestos.
Foi no dia 17 de Junho de 1940 que Aristides Sousa Mendes decidiu "seguir a consciência, contra as indicações dos seus superiores", e conceder vistos do Ministério dos Negócios Estrangeiros de Portugal a todos quantos fugiam às tropas nazis.
Durante cinco dias, o diplomata permitiu que milhares de judeus e outros perseguidos conseguissem abandonar Bordéus e, assim, não serem mortos pelos homens do Terceiro Reich. @RR

Sem comentários: