Número total de visualizações de página

terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

justiça viabiliza leilão dos quadros de Miró

"Apparitiona/Visions", de 30 Agosto de 1935
Tribunal Administrativo rejeita providência cautelar que pretendia a suspensão do leilão dos quadros de Miró.
A informação foi avançada ao Económico por fonte ligada ao processo. Esta decisão viabiliza o leilão de 85 quadros do artista catalão marcado para hoje e amanhã na leiloeira Christie's. 

O facto de as obras terem sido adquiridas por duas sociedades de capitais exclusivamente públicos - concretamente a Parvalorem e a Parups - e não pelo Estado é um dos argumentos com o que o Tribunal justifica a sua decisão.

A colecção, avaliada em cerca de 36 milhões de euros, ficou sob tutela pública após a nacionalização do Banco Português de Negócios (BPN). O Governo pretende utilizar o encaixe da venda para abater à elevada factura da nacionalização.
No entanto, e no seguimento de uma exposição de deputados socialistas, a Procuradoria-Geral da República avançou ontem com uma providência cautelar para tentar suspender o leilão. Contudo, o Tribunal Administrativo de Lisboa indeferiu essa acção, criando condições para o leilão se concretizar.@ Económico

Sem comentários: