Número total de visualizações de página

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

era uma vez um rei, era uma vez um convento...

A visita dos alunos de 12º ano a Mafra correu de feição. 
Em Mafra, os 80 participantes foram divididos em três grupos, podendo assim usufruir de uma visita guiada pelo Convento, inteiramente relacionada com a obra "Memorial do Convento". 
Por volta das 15 horas, e depois de um almoço piquenique (ai que frio!!!), foi possível assistir à representação de uma adaptação ao texto dramático de  "Memorial do Convento" pelo grupo Éter.
Os professores que acompanharam as turmas foram: Amélia Lopes, Eduarda Ferreira, Manuela Couto, Leonilda Costa, Maria João Albuquerque, Celeste Castro e Humberto Nogueira.

"Gostou? Muito." foi a pergunta mais vezes feita e a resposta mais escutada.
Vale a pena aprender assim.
Biblioteca
Sabia que os morcegos têm aqui "entrada livre" pois ajudam a eliminar os insetos que estragam os livros? :)

Sabia que a distância entre as pontas das asas da pomba representada no centro da cúpula é superior a dois metros?
Padre Bartolomeu e o frasco das "vontades" (Companhia Éter)

a passarola vai voar pela primeira vez

Ficam algumas curiosidades:
Aquilo a que vulgarmente se chama «Convento de Mafra» engloba o Palácio, o Mosteiro, a Biblioteca e a Basílica.
O monumento surge devido a uma promessa de Dom João V para que a rainha, Dona Maria de Áustria, lhe desse um filho varão.
A rainha acabou por conceber um herdeiro, e o soberano, em cumprimento do voto, mandou construir um convento dedicado a Santo António.
A construção do mais imponente monumento barroco português iniciou-se em 1717, sob a orientação do arquitecto alemão Frederico Ludovici.
Em 1730, o edifício estava concluído.

São cerca de 200 metros de fachada, com a Basílica ao meio e o Palácio e o Mosteiro situados lateralmente. 
Os mármores vieram das pedreiras de Pêro Pinheiro e Sintra e as madeiras do Brasil.
De França, da Bélgica, de Itália e da Holanda chegaram os sinos, as estátuas, os carrilhões, as baixelas e a iluminária.
O resultado é um enorme edifício com 880 salas, 300 celas, 4500 portas e janelas, 154 escadarias e 29 pátios.

Sem comentários: