Número total de visualizações de página

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

perto de 300 professores e educadores de infância pediram para rescindir com o Estado


Programa de rescisões por mútuo acordo na Educação arrancou no dia 15 de Novembro.
Em duas semanas, houve 277 requerimentos de professores e educadores de infância para saírem do Estado, ao abrigo do programa de rescisões por mútuo acordo que abrange os funcionários públicos ligados à Educação, de acordo com dados divulgados nesta terça-feira pelo Ministério da Finanças.
Iniciado a 15 de Novembro, o programa tem como alvo os docentes integrados na carreira de educadores de infância e os professores dos ensinos básico e secundário e termina no dia 28 de Fevereiro.
Em Outubro, os dirigentes das duas mais representativas federações de sindicatos de professores (da CGTP e da UGT) abandonaram as negociações sem chegar a acordo com o Governo e multiplicaram os avisos aos docentes para que analisassem bem “todos os contras” antes de optarem pela rescisão amigável. @ PÚBLICO

1 comentário:

Ele disse...

Há tanta gente que gostaria de "bater com a porta"!