Número total de visualizações de página

quinta-feira, 20 de junho de 2013

fonte do Ministério garantiu condições de igualdade no acesso ao ensino superior

Questionado hoje pela Lusa, na sequência de uma carta aberta dos pais a pedir esclarecimentos sobre se os alunos que não puderam fazer exame teriam igualdade de oportunidades no acesso ao Ensino Superior, fonte do ministério garantiu que sim.
“Os alunos que realizam o exame de Português no dia 02 de julho terão naturalmente condições de igualdade no acesso ao Ensino Superior, até porque a prova a realizar nesse dia integra a primeira fase do calendário de exames”, lê-se na resposta.
A mesma fonte acrescentou que até ao momento “nada há que implique que o calendário de acesso ao Ensino Superior não possa ser cumprido”.
Um despacho do secretário de Estado do Ensino Básico e Secundário, João Grancho, divulgado na quarta-feira, refere que a “ocorrência de situações impeditivas da realização de exames”, ou seja as greves de 17 e 27 de junho, determina medidas que permitam salvaguardar o interesse dos alunos.

Sem comentários: