Número total de visualizações de página

quinta-feira, 21 de março de 2013

texto de autor

Aqui está o primeiro texto do leitor que o CRESCER publica. É da responsabilidade de um professor da casa e é dedicado às mulheres.


Maria, Laurinda, Francisca, Conceição, tantas outras, são mulheres sem dia internacional, sem imagem e sem presença procurada pelas páginas do mediatismo. São mulheres anónimas, de luta, gestoras domésticas, capazes de se imporem pela sua dignidade, pela sua honestidade e franqueza, capazes de virar o mundo do avesso, hoje como ontem, em tempos difíceis, de crise, de fome, de imprevistos previstos.

São estas mulheres que fazem o mundo, que educam os filhos, que constroem o edifício da vida. São estas mulheres de sabedoria refinada que do pouco fazem muito, que não choram, que cerram os dentes, que passam ao lado do elitismo feminista, que coram de vergonha pelas tropelias alheias.
Estas mulheres, sim, são a minha referência, a fonte onde refresco as minhas ideias, as atitudes, onde procuro um naco de humildade e de humanidade. Homenageá-las? Não. Respeitá-las, sim. Recordá-las, sim. Saber ler os seus ensinamentos? Sempre. Obrigado por tudo. A todas.

                                                                                                                                                 SCoutinho
8.Março.2013 Dia Internacional da Mulher

2 comentários:

mc disse...

Que bom é descobrir talentos escondidos! :)

AR disse...

Ainda bem que há pessoas que nos surpreendem pela sua sensibilidade. Bem haja colega.