Número total de visualizações de página

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

a FNAC, a campanha infeliz e o Facebook

As redes sociais, em especial o Facebook, tornaram-se num verdadeiro livro de reclamações. Desta vez é a gigante FNAC que se vê envolvida numa polémica, que despertou uma sucessão viral de comentários e partilhas naquela rede social, depois de ter lançado uma campanha promocional que não agradou aos clientes e, que por isso, já foi alterada.

foto do expositor
A fotografia partilhada é sempre a mesma e mostra um expositor de uma loja FNAC com o anúncio em destaque. Com o lema “A Cultura Renova-se”, a campanha da FNAC promove a entrega de livros, CD ou DVD usados, oferecendo um vale de cinco euros para descontar em compras de valor igual ou superior a 15 euros. Todo o material recolhido tem como destino a AMI. Até aqui tudo bem, não fosse o exemplo usado na campanha: “Troque ‘Os Maias’ por Meyer”.
O trocadilho e os dois livros em questão, em especial a forma como a loja apela à troca de obras como o romance “Os Maias”, de Eça de Queirós, por uma história de amor entre vampiros e humanos, são a principal reclamação que se tem multiplicado de várias formas pelo Facebook. Há quem fale em desvalorização do autor português e acuse a cadeia francesa de desrespeitar a cultura portuguesa, mas há outros que entendem a ideia, aplaudem a campanha, mas consideram a promoção uma piada de mau gosto. “Comunicação infeliz”, lê-se em muitos dos comentários.

o Porto volta a ter um festival de BD

Ao longo de dois fins-de-semana de Março (dias 10 e 11, 17 e 18), na Faculdade de Belas-Artes do Porto


A inglesa Melinda Gebbie, o Príncipe Valente e a banda desenhada independente europeia são os destaques do MAB - Festival Internacional Multimédia, Artes e BD, que, ao longo de dois fins-de-semana de Março (dias 10 e 11, 17 e 18), na Faculdade de Belas-Artes do Porto, assinala da banda desenhada à Invicta. Da Grã-Bretanha, chegam Gary Erskine e a já citada Melinda Gebbie (co-autora de "Lost Girls", com Alan Moore), e do universo da banda desenhada independente francófona e alemã, uma lista que impõe respeito: Thierry Van Hasselt, Ulf K., Anke Feuchtenberger, Ulli Lust, Olivier e Denis Deprez. Quanto às exposições, os nomes são bem mais clássicos. O Príncipe Valente, de Hal Foster, é o sujeito de uma mostra comissariada por Manuel Caldas na estação de metro de São Bento, e o universo do editor/autor italiano Sergio Bonelli, criador de "Cowboy Tex", estará patente na Faculdade de Belas-Artes. O MAB, projecto de Manuel Santo, conta ainda com a presença de autores nacionais (Regina Pessoa, Filipe Abranches e Pedro Serrazina), e terá extensões ao espaço Casa Viva e ao metro de São Bento.

segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

gostamos...

Premiado pela BBC com o galardão "Sound of 2012, Michael Kiwanuka é mais uma das novidades para este ano. Lançou em 2011 o álbum " Home Again ". Apreciem.

Seed of Science «Ciências da Terra, do Mar e da Atmosfera» distingue José Xavier


José Xavier, na Antártica

O investigador José Xavier, do Instituto do Mar da Universidade de Coimbra, é o «Seed of Science 2012» na categoria «Ciências da Terra, do Mar e da Atmosfera». Doutorado pela Universidade de Cambridge (Inglaterra), onde é também investigador convidado, na British Antarctic Survey, é o biólogo português que mais tempo passou na Antártida em investigação.
Publicou em 2011 «Guia de bicos de Cefalópodes para o Oceano Austral», de grande utilidade para quem estuda o Pólo Sul. Ainda o ano passado foi distinguido com o prémio internacional Martha T. Muse 2011, para a ciência e política na Antártica.
José Xavier só tomou hoje conhecimento do Seed que o distingue, depois de estar dois meses na Antártica sem qualquer acesso à Internet. Quando finalmente viu a proposta do prémio, respondeu imediatamente que aceitava o prémio “com todo o prazer”. (ler mais aqui)

domingo, 29 de janeiro de 2012

relembrando

E se hoje fica por casa, porque não relembrar "Citizen Kane" de Orson Wells, 1941, em português, "O Mundo a Seus Pés"?


ou "Tirez Sur le Pianiste", Truffaut, 1960, com Charles Aznavour , em português, "Disparem sobre o pianista"?

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

VER, LER e OUVIR: o homem do leme

E mais um fim de semana se aproxima. Desta feita, propomos um só tema, em três perspetivas:

VER
Uma ida à Foz, mesmo que chova, para ver o mar e admirar o HOMEM do LEME

LER
"O Mostrengo", de Pessoa, que não consegue atemorizar o destemido "homem do leme"

O mostrengo que está no fim do mar
Na noite de breu ergueu-se a voar;
A roda da nau voou três vezes,
Voou três vezes a chiar,
E disse: «Quem é que ousou entrar
Nas minhas cavernas que não desvendo,
Meus tectos negros do fim do mundo?»
E o homem do leme disse, tremendo:
«El-Rei D. João Segundo!»

«De quem são as velas onde me roço?
De quem as quilhas que vejo e ouço?»
Disse o mostrengo, e rodou três vezes,
Três vezes rodou imundo e grosso.
«Quem vem poder o que só eu posso,
Que moro onde nunca ninguém me visse
E escorro os medos do mar sem fundo?»
E o homem do leme tremeu, e disse:
«El-Rei D. João Segundo!»



Três vezes do leme as mãos ergueu,
Três vezes ao leme as reprendeu,

E disse no fim de tremer três vezes:
«Aqui ao leme sou mais do que eu:
Sou um povo que quer o mar que é teu;
E mais que o mostrengo, que me a alma teme
E roda nas trevas do fim do mundo,
Manda a vontade, que me ata ao leme,
De El-Rei D. João Segundo!»

OUVIR 
a interpretação dos Xutos, com a participação de Camané, do seu "Homem do leme"

Governo e sindicatos iniciam negociações para autonomia das escolas

O Governo iniciou reuniões com os sindicatos de professores para alterar o modelo de gestão das escolas, no sentido de conferir mais liberdade aos estabelecimentos de ensino na escolha dos seus projectos pedagógicos.
“Hoje apresentámos um conjunto de princípios”, disse aos jornalistas o secretário de Estado do Ensino e Administração Escolar, João Casanova de Almeida, depois de se reunir com delegações da Federação Nacional da Educação (FNE) e da Federação Nacional dos Professores (FENPROF), em Lisboa.
Segundo o governante, o objectivo é acautelar condições para as escolas terem “mais tempo para pensarem o seu projecto educativo”, ou seja, aquilo que as vai diferenciar.
“As escolas têm recursos diferentes, comunidades envolventes diferentes, alunos diferentes”, sustentou, defendendo que são necessárias respostas diferentes. (ler mais aqui)

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

GAVE: banco de itens


Procura o Banco de Itens, aqui.

Família tem mais poder que os amigos no bem-estar e auto-estima dos jovens

A sensação de bem-estar e auto-estima dos jovens depende mais das relações familiares do que das ligações entre colegas, que só ocupam o lugar da família quando esta se ausenta, segundo um estudo de investigadores portugueses. (ler mais aqui)                     

texto de autor: a gratidão

Uma das nossas leitoras enviou-nos este texto para partilharmos no CRESCER.
Aqui vai:
Quando nascemos, encontrámo-nos cercados de ternura. Rapidamente fomos descobrindo pessoas e coisas que nos interessaram imenso e que tentámos discernir. As descobertas sucederam-se em catadupa, até nos habituarmos ao ambiente da casa e depois ao que víamos lá fora: árvores, ruas, outras casas, outras pessoas, carros passando, árvores, o sol e as sombras, os misteriosos sons vindos de toda a parte… Aprendemos a caminhar neste mundo maravilhoso com cuidado, porque os sustos também eram muitos, e apercebemo-nos de que viver era uma espécie de jogo em que tínhamos de tomar posição. Havia tanto a observar e a fazer, que todo o tempo era pouco para experimentar o que víamos e para nos experimentarmos a nós mesmos. Ao princípio, tudo era nosso: antes de dizermos «eu», começámos a dizer «meu» - a defender-nos. Depressa nos compenetrámos de que era dos outros também.
A partir daí, a educação. Se nos ensinam a viver com os outros e para eles também, tudo se suaviza: aprendemos a lei suprema da vida, que é amar, começando por agradecer; se não, o egoísmo cresce, gera a lei do mais forte, e torna-se muito difícil vencer o maior obstáculo da paz, da felicidade e até da produtividade: a soberba.
Há muitas perspectivas válidas para analisar a nossa famosa «crise». Mas uma delas é esta: sem gratidão pelo mundo riquíssimo e maravilhoso que recebemos ao entrar no mundo; sem reconhecermos o que milhares de gerações por nós fizeram; sem nos sentirmos na mais elementar obrigação de pagar como pudermos o que, sem merecer, recebemos desde a nascença; sem essa exigência básica de justiça para com Deus e para com todos os que nos servem de mil maneiras, que havemos de esperar senão a «exploração do homem pelo homem», a «competitividade», não a da competência e do serviço, mas da agressividade, das armadilhas e da fraude?
Não serão as leis e os regulamentos que nos salvarão, mas uma nova educação no espírito de gratidão e de responsabilidade pessoal, desde a infância. Não me sai da memória a resposta de um grande clínico a quem aconselharam descansar: - «Sabe? A sociedade investiu muito em mim!»
Pe. Hugo de Azevedo

quarta-feira, 25 de janeiro de 2012

resultados do concurso do logótipo do agrupamento

Realizou-se, no primeiro período, um concurso dinamizado pelo grupos de ciências da natureza e ciências naturais no âmbito da "Semana europeia da redução dos resíduos".

A este concurso concorreram 147 alunos do agrupamento que apresentaram 66 trabalhos.
O Júri, constituído por 4 elementos - representante da direção, um representante dos funcionários, um representante da associação de pais e um representante da associação de estudantes - após longa deliberação e tendo em conta os materiais usados e a fidelidade ao logótipo original concluiu que os melhores trabalhos foram:
1º prémio
Jardim de Infância de Moutidos
2º prémio
Francisca 5ºJ

 








 
3º prémio
Bruno 5º J
menção honrosa
Rui Teixeira 5º J
Parabéns a todos os concorrentes pelos excelentes trabalhos! Parabéns aos premiados!
Parabéns ao JI de Moutidos!      
                                   
 

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

FUTSAL: equipa dos professores com estreia promissora

Os elementos da nossa equipa Serafim Borges, António Coimbra, Patrícia, Rui, Rui Ferreira, Óscar Brandão, Manuel Ferreira (capitão), António Portela e Luís Alves numa foto de conjunto com os colegas da Escola Básica/2,3 de Castelo da Maia
            Foram “muitos” os que acorreram para ver “ao vivo” a estreia da equipa de futsal dos professores da nossa Escola no I Torneio Concelhio de Futsal organizado pela Casa do Professor da Maia.
O jogo foi disputado no pavilhão gimnodesportivo da Escola Básica 2,3 de Moreira da Maia perante uma “multidão” que enchia praticamente as bancadas do recinto de jogo, apoiando freneticamente as duas equipas.
Iniciou-se a partida com a atuação um pouco irregular da nossa equipa, capitaneada pelo nosso diretor Manuel Ferreira, tendo sido cometidas algumas falhas de marcação aos adversários, traduzindo-se o resultado num desnivelado 1 – 4.
No entanto, a pouco e pouco, fruto das substituições operadas, o nosso “team” rapidamente patenteou todo o seu potencial futebolístico, fazendo trocas de bola ao primeiro toque e colocando na sua “arma secreta”, Patrícia, muitas bolas de jogo.
Com efeito, foram marcados cinco bonitos golos pela ponta-de-lança de “serviço” da nossa equipa. Virou-se, assim, de um resultado negativo de 3 - 8  para um mais do que merecido empate de 8 – 8 com que terminou o jogo.
Perante uma arbitragem regular, os nossos professores “ensinaram” os seus colegas de Castelo da Maia a arte de bem jogar futsal, numa primeira jornada extremamente agradável, onde o convívio e a boa disposição se sobrepuseram ao aspeto competitivo.
Aguardamos com ansiedade a segunda jornada do torneio, em que os “bravos” de Águas Santas irão ter como adversários os colegas da Escola Básica 2,3 da Maia.
Mário Pavão
         

segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

visita de estudo ao Porto Romântico e Porto Barroco

à porta da Biblioteca Almeida Garrett
No dia 18 de Janeiro, saímos da escola, pela manhã, acompanhados pela turma do 11ºL do Curso Profissional de Técnico de Animação Sócio-cultural, com destino ao Porto.
Começámos por visitar o Museu Romântico, onde tivemos uma visita guiada à casa que procura reconstituir o ambiente vivido pela alta burguesia da época. De seguida, desfrutamos de um almoço convívio muito agradável, ao ar livre, nos jardins românticos do palácio de Cristal. Aproveitámos para visitar a Biblioteca Almeida Garrett.


Depois do almoço, fizemos um pequeno percurso a pé até à Torre do Clérigos e à Cadeia da Relação.
na escadaria da Igreja de S. Francisco

Para terminar em grande, chegámos à Igreja de São Francisco onde tivemos uma visita guiada e ficamos a conhecer a sua grande história. Para terminar, descansámos na grande escadaria, para tirar as fotos de grupo.
Sara Gomes,  11ºJ, Curso Profissional de Técnico de Turismo

sexta-feira, 20 de janeiro de 2012

sugestões: LER, OUVIR, VER e IR

E cá estamos em mais um fim de semana. E com ele as nossas sugestões. Chamemos-lhes LER, OUVIR, VER e IR.
LER
O Amor és Tu de  João Negreiros (vencedor do Prémio Nuno Júdice 2009)
0 amor é intemporal.
Imagina um livro que celebra isso mesmo: a união, a beleza do encontro e a mágoa do desencontro que não é mais do que adiar a felicidade. Este livro reúne os poemas feitos à medida de todos nós. Nós que somos fortes por amor, fracos por amor, belos por amor, rudes por amor, loucos por amor e, quem sabe até, sábios por amor. Este livro exalta o amor. Se o acharem piegas é de propósito, se o acharem desgovernado é de propósito, se o acharem ridículo é de propósito, se o acharem genial é de propósito, se o acharem perfeito é sem querer.
É a prenda justa para quem gostamos, é a prenda certa para quem gostaríamos de gostar, é a prenda exacta para quem ainda não conhecemos. É o livro do carinho dos corpos e da alma que todos temos à flor da pele.
É um livro de poemas de amor. Só isso já bastaria, mas talvez seja muito mais. (daqui)
IR e OUVIR
Edu (Mouco) & I Am Sam
"Decidiram unir forças corria o ano de 2010, após experiências a solo e em parcerias, e desde então a dupla Edu (Mouco) e I Am Sam tem percorrido diversos espaços da animada noite da Invicta.
Os seus sets assentam no ecletismo sonoro (do jazz ao indie, do rock & roll à electrónica, dos one hit wonders às versões, da soul à pop intemporal) tentando sempre ajustar-se aos locais e clientela de modo a proporcionar uma noite bem passada sempre com boa música."
E este fim de semana, de 21 para 22, estarão no Era uma vez no Porto.
 
 
VER
É conhecido como um vulto na história do cinema, mas Stanley Kubrick (2001- Uma odisseia no espaço; Laranja Mecânica) começou a carreira artística como fotojornalista. Foram muitas as fotografias enviadas para a revista Look, capturando Nova Iorque e os seus habitantes entre 1946 e 1950. Foi neste último ano que deixou a redação e se dedicou ao cinema.
__________________________________________________________________________________

exa(c)tamente Antunes

Até 12 de fevereiro, no Teatro Nacional de S. João, de Jacinto Lucas Pires, a partir de "Nome de Guerra" de Almada Negreiros

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

para refletir...

"A verdade é aquilo que todo o homem precisa para viver e que ele não pode obter nem adquirir de ninguém. Todo o homem deve extraí-la sempre nova do seu próprio íntimo, caso contrário ele arruina-se."
Franz Kafka

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

parabéns ao ciberdúvidas!

O Ciberdúvidas, plataforma digital cuja principal tarefa é a resposta a dúvidas de Língua Portuguesa, celebrou 15 anos no domingo. Otimista com os resultados, mas apreensivo quanto ao seu futuro, disse à Lusa José Mário Costa, um dos fundadores.
O otimismo do linguista que, em 1997, fundou o Ciberdúvidas com o jornalista João Carreira Bom, já falecido, é justificado por ser «o único [sítio] na lusofonia» com uma consulta diária de cerca de 70 perguntas e 20 novas respostas, já que algumas perguntas feitas são recorrentes.
José Mário Costa mostra-se todavia «apreensivo» quanto ao futuro pela insegurança de apoios, nomeadamente do Governo que, através do Ministério da Educação, «apenas nomeia dois professores».
Por outro lado, o Ciberdúvidas lançou este ano a “Ciberescola”, um «projeto com o qual o Governo anterior se comprometeu e [ao qual] o catual, alegando falta de verbas, não deu qualquer apoio, apesar do investimento feito», disse José Mário Costa.
As preocupações financeiras do fundador adensaram-se com a saída de um dos patrocinadores e pela «precariedade de alguns protocolos estabelecidos», nomeadamente com meios de comunicação social.
Ana Martins, uma das professoras que trabalha desde 2006 no Ciberdúvidas, disse à Lusa que «o balanço é positivo dado o volume de trabalho» e realçou «o grau de especificidade das perguntas atualmente colocadas».
«Há cada vez mais perguntas mais difíceis de responder e que requerem uma maior especificidade», afirmou Ana Martins.
Para a docente, «a comunidade está mais alerta para o fenómeno linguístico e as pessoas têm maior consciência em falar coreto, sendo até mais defensoras de uma tendência normativa, isto é, não aceitam tanto que possa haver mais que uma opção para uma expressão ou palavra».
Questionada pela Lusa quanto à reação das pessoas ao Acordo Ortográfico, Ana Martins afirmou não notar «qualquer tom de crítica ou revolta, mas antes de se quererem informar».
Ana Martins salientou o trabalho que está ser feito através da “Ciberescola”, que disponibiliza cerca de mil exercícios práticos para alunos do 5.º ao 12.º ano, mas que é de acesso universal, isto é, qualquer cidadão pode aceder.
Esta plataforma tem também uma vertente de Português para estrangeiros, nos seis níveis estipulados internacionalmente.
José Mário Costa adiantou à Lusa que está em projeto uma plataforma «especialmente vocacionada para os cidadãos dos Estados Unidos e do Canadá, com o apoio da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento».
O sítio do Ciberdúvidas na Internet disponibiliza cerca de 30 mil respostas e perto de 40 mil textos.
Ana Martins afirmou que a consulta do site «é grande, havendo meses em que o número de consulentes brasileiros ultrapassa o de portugueses». Resto da Europa e Ásia são as regiões seguintes, sendo a consulta africana «muito residual».
Este facto foi justificado pela docente e pelo linguista pelas dificuldades de acesso aos meios de comunicação naquele continente.
José Mário Costa gostaria de desenvolver um «projeto específico para as realidades africanas» que só está na gaveta «dada a falta de apoio financeiro». @Lusa/SOL

__________________________________________________________________________________________

o corpo

De 18 a 27 de Janeiro de 2012, está patente na Biblioteca a exposição “ O Corpo ” desenvolvida pelas turmas de 10ºano dos Cursos Científico-Humanísticos, no âmbito da disciplina de Formação Cívica.

Os trabalhos apresentados resultam duma abordagem interdisciplinar, realizados numa perspetiva histórica, científica, artística e literária do corpo, durante o 1º período.

______________________________________________________________________________________________

palavras

"É um fenómeno curioso: o país ergue-se indignado, moureja o dia inteiro indignado, come, bebe e diverte-se indignado, mas não passa disto. Falta-lhe o romantismo cívico da agressão.
Somos, socialmente, uma colectividade pacífica de revoltados."

                                                                                            Miguel Torga, Diário IX, ( Chaves,17 de Setembro 1961)

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

personificar II

Hoje, às 21h30m, no Tribeca Jazz Club
Helena Martins, narradora & Renato Diz no piano.
Há pessoas alegres Pessoas tristes Pessoas resignadas Pessoas sonhadoras Pessoas que nadam contra a corrente Pessoas que não nadam e flutuam Pessoas velhas, novas, vivas, mortas, artísticas, cinzentas, monótonas, infelizes, empenhadas na felicidade dos outros, vítimas, agressores, aborrecidas, eufóricas? E cada pessoa tem a sua história. E cada história merece ser contada e - porque não? ? musicada.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

a escola em movimento

O grupo de Educação Física habituou a escola a mexer. Não bastavam as aulas e os fantásticos torneios das várias modalidades que levam os nossos meninos ao rubro, este ano letivo brindaram-nos com um corta-mato que fez as delícias de todos, em especial dos mais novos. Foi em dia 13, a uma sexta feira, mas tudo correu da melhor maneira.
As fotos falam por si.
_______________________________________________________________________________________________________________________________________________

e o prémio vai para...

O trabalho abaixo publicado consiste numa carta escrita em registo de língua familiar/popular, propositadamente, pois é o resultado de uma atividade a partir do estudo do conto queirosiano «No Moinho». A atividade foi realizada a pares e os alunos escolheram o destinatário da carta, selecionando as fórmulas de saudação e de despedida, no âmbito de quatro temas orientados: Adrião (personagem do conto) escreve ao primo a agradecer o apoio; Adrião escreve a Maria da Piedade; João Coutinho escreve ao seu advogado, pedindo-lhe para processar Adrião; uma beata, que soube da história, escreve a uma amiga.

A publicação do texto é a forma de premiar o melhor trabalho (subordinado ao último tema) de duas alunas do 9º D,  Filipa Rodrigues e Sofia Figueiredo, da professora Sandra Fonseca.
Vila da Amorosa, 14 de novembro de 1887
Joaquina,
            Ai mulher! Nem te passa o que tem acontecido, aqui na Amorosa! Sabes, aquela cachopa que casou com o entrevado do Coutinho? Olha, aquela desavergonhada anda a enganar o pobre coitado!
            Então não é que estava o meu José a caminho do nosso campo, que até passa pelo moinho para chegar lá mais depressa, quando, para espanto do homem, ele chegou ao moinho e viu a moça aos beijos com outro! E sabes com quem, Joaquina? Pois bem, com o famoso Adrião, o primo do Coutinho! Onde é que já se viu, uma mulher trair o marido com o seu primo?! Cruzes! Credo!
            Quando o meu homem chegou a casa e me contou aquilo, eu fiquei danada, mas, por um lado, fiquei satisfeita. Assim, já podia esfregar na fronha do Nunes e do Abílio de que ela não era nenhuma santa como eles diziam. Tenho pena é dos fedelhos e do Coutinho, estão todos doentes e têm uma mãe e esposa assim...
            Oh mulher... Se o meu José me fizesse isso, eu nem sei o que lhe faria!
            Olha, Joaquina, tenho de me despedir. Está na hora de ir tratar dos meus cachopos. Vou-te dando notícias aqui da vila.
              Beijos da tua amiga,
Maria Albertina
            P.S.: Espero que esteja tudo bem contigo e com o teu António. Não te esqueças do festival da Amorosa, que é para a semana. Espero ver-te lá!

_________________________________________________________________________________________________________________

XVII olimpíadas do ambiente

No dia 10 de Janeiro de 2011, realizou-se nesta escola a 1ª eliminatória das XVII Olimpíadas do Ambiente, dirigida aos alunos do 7º ao 9º ano. Teve uma elevada participação e os alunos viram os seus conhecimentos sobre o ambiente a serem postos à prova.  As olimpíadas incluem duas eliminatórias e uma final nacional.  A próxima eliminatória a decorrer na escola será de 1 de Março de 2012 e a final nacional, em Lisboa, nos dias 4, 5 e 6 de Maio de 2012.
As OA têm como objectivos fundamentais:
Incentivar o interesse pela temática ambiental;
Aprofundar o conhecimento sobre a situação ambiental portuguesa e mundial;
Estimular a capacidade oral e escrita;
Promover o contacto com situações experimentais concretas;
Desenvolver o espírito e curiosidade científica; e
Estimular a dinâmica de grupo e espírito de equipa, assim como a cooperação.

 Consultem a página oficial das OA: www.esb.ucp.pt/olimpiadas.

___________________________________________________________________________________________________

sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

desafios para fim de semana

Hoje à noite, no Tertúlia Castelense:

Para ver e ouvir...


____________________________________________________________________________________
De passeio pelo Porto:

Para (re)conhecer e voltar...
No número 20 da Travessa de Cedofeita, no Porto, a Casa de Ló funde modernidade e tradição.

A antiga Casa Margaridense, famosa pelo seu pão-de-ló, transformou-se num espaço multifacetado: é antigo, é novo, é café, é bar.

É o que nós quisermos.

______________________________________________________________________________________

Em casa, no sofá, enrolado numa mantinha:

Para ver e apreciar...


Aproveitem bem o fim de semana!
___________________________________________________________________________________

13 de janeiro de 1979


No final de 1978, os Zé Pedro, Kalú, Tim e Zé Leonel, formam os Xutos e Pontapés, dando o primeiro concerto a 13 de Janeiro de 1979, com Zé Leonel na voz, Tim no Baixo, Zé Pedro na guitarra e Kalú na bateria, na sala Alunos de Apolo para a comemoração dos 25 anos do Rock & Roll.

quinta-feira, 12 de janeiro de 2012

Turmas de adultos com menos de 12 alunos têm de abandonar escolas públicas


Fernando Veludo/Nfactos
A partir de agora, as turmas dos cursos de Educação e Formação de Adultos (EFA) em funcionamento nas escolas públicas não poderão permanecer nestes estabelecimentos se o número dos seus alunos ficar reduzido a um número inferior a 12. (ler mais aqui)

sem comentários


henricartoon

quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

não apetece...

... informar sobre a austeridade, os jobs for the boys, o desemprego, as reformas curriculares, os salários em atraso, a pobreza, a falta de justiça... Não apetece! Não há pachorra.
Então, hoje, vamos dar-vos música. Não dessa, má, que nos andam a dar. Desta, boa, fresquinha e insolente, da Luísa Sobral.

100 sms/dia e 30m/dia ao telemóvel

Cada adolescente português envia diariamente, em média, uma centena de mensagens escritas (SMS) e passa meia hora por dia ao telemóvel, revela um estudo divulgado esta segunda-feira por um projecto promovido pelo Instituto Superior Técnico (IST).

Realizado no ano letivo 2010/2011 com base nas respostas de quase 2.500 alunos de 40 escolas do país, o inquérito revelou que apenas um em cada 200 jovens não tem telemóvel e a maior parte (30 por cento) recebeu o primeiro aparelho aos dez anos, no final do 1º ciclo. Mais de 23 por cento disse, contudo, ter começado a usar telefone móvel antes dessa idade. (ler mais aqui)

terça-feira, 10 de janeiro de 2012

segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

o fim das DRE

As cinco Direções Regionais de Educação vão ser extintas sendo as suas atribuições integradas na Direção-Geral da Administração Escolar, segundo a lei orgânica do Ministério da Educação e Ciência (MEC) hoje, 29-12-2011, publicada em Diário da República.
De acordo com o MEC, esta medida "permitirá aprofundar a autonomia das escolas, implementando modelos descentralizados de gestão e apoiando a execução dos seus projetos educativos e organização pedagógica".
No entanto, as cinco Direções Regionais de Educação extintas (Lisboa e Vale do Tejo, do Norte, do Centro, do Alentejo e do Algarve) mantém-se, transitoriamente, até 31 de dezembro de 2012, com a natureza de direções-gerais.
A lei orgânica do MEC determina ainda uma redefinição do papel atribuído ao Gabinete de Avaliação Educacional (GAVE), que deixará de integrar a administração direta do Estado.
De acordo com o diploma, o GAVE terá assim um novo enquadramento jurídico como entidade autónoma e independente, "capaz de se relacionar com entidades internar e externas ao Ministério, com competências científicas em várias áreas, de forma a conceber e a aplicar provas e exames nacionais, validados, fiáveis e comparáveis".
O GAVE mantém-se transitoriamente na dependência do MEC até 31 de dezembro de 2012. (ler mais aqui).

sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

cinema português em Palm Springs

O documentário "José & Pilar" e a ficção "Sangue do meu Sangue" fazem parte do cartaz planeado para o Festival Internacional de Cinema de Palm Springs, que começa hoje na Califórnia.

Miguel Gonçalves Mendes, realizador do documentário, e Pilar del Río, viúva do escritor José Saramago, estarão no festival nas sessões programadas para os dias 08 e 10. "José & Pilar" foi selecionado para o prémio de melhor filme estrangeiro.

"Sangue do meu Sangue", de João Canijo, integra a secção não competitiva "World Cinema" e será exibida nos dias 07 e 13. Nas sessões estará presente o ator Rafael Morais, atualmente a viver nos Estados Unidos.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2012

noite de reis

estátuas reis magos, Natal, Brasil
O Dia de Reis, segundo a tradição cristã, seria aquele em que Jesus Cristo recém-nascido recebera a visita de "alguns magos do Oriente" que, segundo o hagiológio, foram três Reis Magos, e que ocorrera no dia 6 de janeiro. A noite do dia 5 de janeiro e madrugada do dia 6 é conhecida como "Noite de Reis".

A data marca, para os católicos, o dia para a veneração aos Reis Magos, que a tradição surgida no século VIII converteu nos santos Belchior, Gaspar e Baltazar. Nesta data, ainda, encerram-se para os católicos os festejos natalícios - sendo o dia em que são desarmados os presépios e por conseguinte são retirados todos os enfeites natalícios.

“Nostalgia” foi a palavra mais procurada no dicionário Priberam

Quando grande parte dos portugueses só ouve falar em crise, durante o ano de 2011 esta malfadada palavra não foi a que mais despertou o interesse dos utilizadores do dicionário Priberam. “Nostalgia” foi o vocábulo mais procurado.

“Tristeza profunda causada por saudades do afastamento da pátria ou da terra natal” e “estado melancólico causado pela falta de algo” são as definições que o dicionário online apresenta para “nostalgia” que teve cerca de 185 mil consultas. (ler mais aqui)

quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Cidade do Porto nomeada para Melhor Cidade 2012

daqui

A cidade do Porto é uma das nomeadas para o prémio de “Melhor Cidade 2012”, nos “Design Awards” da revista britânica Wallpaper, lado a lado com Londres, Guangzhou, Cidade do México e Berlim.

 A “revitalização” da vida cultural da Baixa, a “ativa comunidade artística e estudantil”, as “casas de granito”, e a “atraente arquitetura moderna” estão na base dos pontos a favor da cidade Invicta, assim como os seus restaurantes e as “vistas excepcionais”. @ Descubra Portugal

terça-feira, 3 de janeiro de 2012

Acordo Ortográfico aplicado nos documentos oficiais

A decisão foi tomada em Conselho de Ministros a 25 de Janeiro de 2011 e terá efeitos a partir de hoje (1 de janeiro de 2012). 
O acordo foi assinado em Lisboa, em 1990, começou a ser aplicado em 2009, e tem um período de adaptação até 2015, durante o qual são aceites as duas grafias. A resolução do Conselho de Ministros (n.º8/2011) adota ainda o Vocabulário Ortográfico do Português e o conversor Lince como ferramentas de suporte à nova grafia.

Ambos estão disponíveis gratuitamente em www.portaldalinguaportuguesa.org e nos sítios de Internet de "todos os departamentos governamentais", de acordo com o texto publicado há quase um ano.

Os objetivos do acordo são reforçar o papel da língua portuguesa como idioma de comunicação internacional e garantir uma maior uniformização ortográfica entre os oito países que fazem parte da Comunidade de Língua Portuguesa (CPLP).

Na resolução refere-se que a adoção do Acordo Ortográfico por alguns órgãos de Comunicação Social tem vindo a contribuir, numa base quotidiana e de forma progressiva e natural, para a familiarização da população com as novas regras ortográficas.

Nas escolas, os manuais são adotados por seis anos, de acordo com um calendário já estabelecido "e que importa manter", aponta, devido ao investimento feito pelas famílias e pelo Estado na sua aquisição ou comparticipação.

A utilização progressiva do acordo deve ser adequada a este calendário, para que no final do período transitório de seis anos todos os manuais apliquem a nova grafia.

Também a partir de hoje o texto com a informação que acompanha os medicamentos terá de ser escrito com a grafia do Acordo Ortográfico, segundo indicações da autoridade que regula o sector.

Uma circular informativa do Infarmed esclarece que os titulares de Autorização de Introdução no Mercado (AIM) têm de implementar o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa na informação dos medicamentos, como o Resumo das Características do Medicamento (RCM), o folheto informativo e a rotulagem. @ Económico com Lusa

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Bem-vindos a 2012!

2012 (MMXII) é o atual ano, bissexto, que teve início
num domingo (1 de janeiro) do calendário gregoriano.

As Nações Unidas designam 2012 como o Ano Internacional da Energia Sustentável para todos.

Há uma enorme variedade de crenças populares sobre o ano de 2012, que são geralmente consideradas como não-científicas. @ WIKIPEDIA