Número total de visualizações de página

segunda-feira, 5 de novembro de 2012

até já, Rosa e Maria José!


Um destes dias vi ramos de flores na sala de trabalho dos professores. Bonitos! Em tempos idos, não era de estranhar: um aniversário, uma gravidez… e os alunos brindavam com flores. Hoje, o gesto é mais raro. Mas havia um motivo: duas colegas tinham dado as suas últimas aulas. Quem oferecera os ramos? As restantes colegas do grupo disciplinar.
Pois bem, a tradição já não é o que era e não vale a pena chorar.
Vale a pena referir que a Matemática vai ficar mais pobre agora que a Rosa (Saavedra) e a Maria José (Silva) se ausentam para gozar as suas aposentações. E os meninos do ensino básico perdem duas professoras que lhes tentaram mostrar como a Matemática pode ser poesia e como a poesia é amor
Podia escrever mais sobre estas amigas mas as palavras de Millôr Fernandes são capazes de homenagear  a Rosa e a Maria José de forma muito encantadora. Deixo-vos com elas e com um pedido às duas companheiras: façam o favor de serem felizes.
Até já!
Manuela Couto
Às folhas tantas 
do livro matemático
um Quociente apaixonou-se
um dia 
doidamente
por uma Incógnita.
Olhou-a com seu olhar inumerável
e viu-a do ápice à base
uma figura ímpar;
olhos rombóides, boca trapezóide, 
corpo retangular, seios esferóides.
Fez de sua uma vida 
paralela à dela
até que se encontraram 
no infinito.
"Quem és tu?", indagou ele
em ânsia radical.
"Sou a soma do quadrado dos catetos.
Mas pode- me chamar de Hipotenusa."
E de falarem descobriram que eram
(o que em aritmética corresponde
a almas irmãs)
primos entre si.
E assim se amaram
ao quadrado da velocidade da luz…

3 comentários:

EF disse...

Que esta nova etapa das vossas vidas seja vivida intensamente e em paz.
Beijinhos

Luzia Lemos disse...

O meu abraço não tem algarismos!
O meu abraço não tem letras!
O meu abraço tem os meus braços e, dentro deles, o meu coração!

O meu abraço à Rosinha
O meu abraço à Maria José

Saudades do tempo de Escola,
dos "meninos", das Colegas, do tempo, anos a fio, que juntas caminhamos por entre e com eles.

Um abraço e os votos de uma vida feliz!

Isabel disse...

Um abraço a cada uma de vós.