Número total de visualizações de página

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

entrevista ao diretor (III)


(continuação)
Diretor do Agrupamento de Escolas de Águas Santas
CRESCER: Referiu-se aos Encarregados de Educação (EE). A relação da escola com os EE é deveras importante. Tem sido cordial o relacionamento com a associação de pais?
Sr. Diretor: A relação da escola com a Associação de Pais tem sido muito cordial, baseando-se na colaboração e cooperação. As críticas construtivas que vão surgindo são benéficas porque nos ajudam a melhorar o que estará menos bem. Há que clarificar que não há uma Associação de Pais, há várias Associações de Pais, uma em cada escola do agrupamento. Foi mantida esta prática, pois cada associação tem a sua própria identidade e individualidade. Tem havido uma fidelização dos seus associados, muitos deles antigos estudantes da escola secundária.
 O trabalho realizado em parceria tem sido muito positivo - foram promovidas atividades enriquecedoras, algumas têm até contribuído para a melhoria dos espaços escolares.
Acresce dizer que o seu contributo também tem sido muito importante a nível social, caso da angariação de fundos para a compra de uma cadeira de rodas para um aluno da escola sede e da compra de material didático para as salas de AEL. A solidariedade tem norteado estas associações, o que é de louvar.

CRESCER: Vivemos tempos difíceis. De que forma é que a escola se vem ressentindo da crise económica em que o país está mergulhado?
Sr. Diretor: A crise económica que o país atravessa tem-se refletido no aumento da percentagem de alunos subsidiados - 60% dos nossos alunos são subsidiados. Sabemos que temos alunos que só fazem uma refeição por dia, por isso, nas nossas escolas, os alunos carenciados têm direito ao almoço, mesmo em tempo não letivo.
O Conselho Geral, aquando da definição das linhas orientadoras para elaboração do orçamento, teve em atenção esta situação e recomendou que fossem afetadas verbas para atenuar estas dificuldades dos alunos e das famílias.

CRESCER: A atual Associação de Estudantes tem-se pautado por ter uma atitude assertiva na sua dinâmica. Como vê este movimento associativo estudantil na escola?
Sr. Diretor: Valorizo muito o movimento associativo dos alunos, considero fundamental a sua existência nas escolas. O seu âmbito de intervenção pode ser amplo e benéfico a diversos níveis, como a integração e a gestão de conflitos, para citar apenas alguns. O papel da atual Associação de Estudantes tem sido muito positivo e tem-se pautado por uma postura correta, participativa e colaborativa. O presidente da Associação de Estudantes tem manifestado sempre uma atitude assertiva e de total disponibilidade para colaborar com os órgãos da escola.
 (continua)

Sem comentários: