Número total de visualizações de página

terça-feira, 31 de janeiro de 2012

a FNAC, a campanha infeliz e o Facebook

As redes sociais, em especial o Facebook, tornaram-se num verdadeiro livro de reclamações. Desta vez é a gigante FNAC que se vê envolvida numa polémica, que despertou uma sucessão viral de comentários e partilhas naquela rede social, depois de ter lançado uma campanha promocional que não agradou aos clientes e, que por isso, já foi alterada.

foto do expositor
A fotografia partilhada é sempre a mesma e mostra um expositor de uma loja FNAC com o anúncio em destaque. Com o lema “A Cultura Renova-se”, a campanha da FNAC promove a entrega de livros, CD ou DVD usados, oferecendo um vale de cinco euros para descontar em compras de valor igual ou superior a 15 euros. Todo o material recolhido tem como destino a AMI. Até aqui tudo bem, não fosse o exemplo usado na campanha: “Troque ‘Os Maias’ por Meyer”.
O trocadilho e os dois livros em questão, em especial a forma como a loja apela à troca de obras como o romance “Os Maias”, de Eça de Queirós, por uma história de amor entre vampiros e humanos, são a principal reclamação que se tem multiplicado de várias formas pelo Facebook. Há quem fale em desvalorização do autor português e acuse a cadeia francesa de desrespeitar a cultura portuguesa, mas há outros que entendem a ideia, aplaudem a campanha, mas consideram a promoção uma piada de mau gosto. “Comunicação infeliz”, lê-se em muitos dos comentários.

2 comentários:

Alice disse...

Infeliz comunicação, mesmo! Valham as redes sociais pelo menos para isto.

Tiago disse...

De facto, antes das redes sociais nunca uma contestação destas seria tão eficaz!