Número total de visualizações de página

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

e o prémio vai para...

O trabalho abaixo publicado consiste numa carta escrita em registo de língua familiar/popular, propositadamente, pois é o resultado de uma atividade a partir do estudo do conto queirosiano «No Moinho». A atividade foi realizada a pares e os alunos escolheram o destinatário da carta, selecionando as fórmulas de saudação e de despedida, no âmbito de quatro temas orientados: Adrião (personagem do conto) escreve ao primo a agradecer o apoio; Adrião escreve a Maria da Piedade; João Coutinho escreve ao seu advogado, pedindo-lhe para processar Adrião; uma beata, que soube da história, escreve a uma amiga.

A publicação do texto é a forma de premiar o melhor trabalho (subordinado ao último tema) de duas alunas do 9º D,  Filipa Rodrigues e Sofia Figueiredo, da professora Sandra Fonseca.
Vila da Amorosa, 14 de novembro de 1887
Joaquina,
            Ai mulher! Nem te passa o que tem acontecido, aqui na Amorosa! Sabes, aquela cachopa que casou com o entrevado do Coutinho? Olha, aquela desavergonhada anda a enganar o pobre coitado!
            Então não é que estava o meu José a caminho do nosso campo, que até passa pelo moinho para chegar lá mais depressa, quando, para espanto do homem, ele chegou ao moinho e viu a moça aos beijos com outro! E sabes com quem, Joaquina? Pois bem, com o famoso Adrião, o primo do Coutinho! Onde é que já se viu, uma mulher trair o marido com o seu primo?! Cruzes! Credo!
            Quando o meu homem chegou a casa e me contou aquilo, eu fiquei danada, mas, por um lado, fiquei satisfeita. Assim, já podia esfregar na fronha do Nunes e do Abílio de que ela não era nenhuma santa como eles diziam. Tenho pena é dos fedelhos e do Coutinho, estão todos doentes e têm uma mãe e esposa assim...
            Oh mulher... Se o meu José me fizesse isso, eu nem sei o que lhe faria!
            Olha, Joaquina, tenho de me despedir. Está na hora de ir tratar dos meus cachopos. Vou-te dando notícias aqui da vila.
              Beijos da tua amiga,
Maria Albertina
            P.S.: Espero que esteja tudo bem contigo e com o teu António. Não te esqueças do festival da Amorosa, que é para a semana. Espero ver-te lá!

_________________________________________________________________________________________________________________

Sem comentários: