Número total de visualizações de página

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

30 de novembro de 1935 - morre Fernando Pessoa

Faz hoje anos (76) que morreu Fernando Pessoa.

A Casa Fernando Pessoa organiza uma iniciativa que poderia ser levada a cabo em qualquer lugar. Numa tertúlia. Numa sala de aula. Em nossas casas...

Em que consiste? Ler em voz alta excertos do "Livro do Desassossego".

Ora façam o favor de se desassossegarem.

terça-feira, 29 de novembro de 2011

"o sentido do fim"


"O Sentido do Fim", romance do escritor britânico Julian Barnes distinguido com o Man Booker Prize 2011, acaba de chegar às livrarias portuguesas numa edição da Quetzal.
Um romance sobre o destino de amigos do liceu e sobre a memória, "O Sentido do Fim" ("The Sense of an Ending", no original) conta a história de Tony Webster e do seu grupo que, apesar de só terem conhecido Adrian Finn no último ano, conviveram durante esse período e juraram amizade para sempre. @ LUSA

segunda-feira, 28 de novembro de 2011

um filme de papel reciclado



Ao ver os caixotes do lixo inundados de papel e cartão na noite de Natal, o realizador José Miguel Ribeiro lembrou-se de aproveitar estes materiais para fazer um filme de animação.
Dodu, Papel de Natal, conta a história de um rapaz de papel que viaja por um mundo fantástico feito de material reciclável.

domingo, 27 de novembro de 2011

Que estranha forma de vida!*

daqui
O Fado já é Património da Humanidade. A distinção foi atribuída pela UNESCO este domingo, na Indonésia.

O Comité Intergovernamental da Organização da ONU para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO) considerou, este domingo, o Fado como Património Imaterial da Humanidade, em Bali, Indonésia.
in JPN
Para assinalar o momento, e na falta de um fadista na sala, o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, usou o telemóvel para passar «Estranha Forma de Vida», de Amália.

sábado, 26 de novembro de 2011

um jantar quentinho

Filomena e Silvina
Ontem sentamo-nos à mesa com a Silvina Ventura e com a Filomena Paupério e aquecemos as almas de consolo. Foi tão quentinho! Conversamos, disparatamos e gargalhamos como dantes.
 
A Silvina e a Filomena são mulheres das letras e certamente se esperava que a palavra se fizesse ouvir. Mas as palavras resolveram faltar não fossem aparecer as despudoradas lágrimas.
E na vez das palavras ouviram-se palmas. Muitas e emocionadas palmas. 
E, por isso, nós sabemos que a Silvina e a Filomena sabem que as palavras "estiveram"  lá. Em cada gesto, no papel do embrulho e no embrulho das coisas. No espaço, em cada um, na poesia de Sophia, nas flores e na caligrafia do amor. Gostamos de ti!
PIM!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

premiados "Histórias de Outono"

Trabalhos premiados:

Ano/Turma
Carolina Moura
5ºE
2
André Monteiro
5ºG
4
Sara Beatriz Leite dos Reis
6ºC
24
Mafalda Esteves
6ºL
21
Leonor Osório Pereira
7ºF
16
Inês Sofia Fernandes Brito
7ºG
15

 Entrega de prémios:   29 de Novembro - 10h - Biblioteca

os retratos da casa

quem é quem?
Os alunos do 11º E, os únicos alunos de Artes do agrupamento, fizeram retratos de gente da casa (de professores, de alunos e de funcionários) e expõem-nos e vendem-nos, agora, junto da nossa praça de alimentação.

Estes jovens pretendem ir a Madrid, em Fevereiro, à Feira da Arco, pelo que o dinheiro da venda destes retratos será um precioso contributo para atenuar a despesa.

quinta-feira, 24 de novembro de 2011

a greve geral ao minuto

Milhares de trabalhadores portugueses aderiram à paralisação desta quinta feira.
O jornal Público noticia esta greve geral ao minuto, numa curiosa iniciativa. Acompanhe aqui.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

23 de novembro: dia da Floresta Autóctone

Celebra-se hoje o Dia da Floresta Autóctone que foi estabelecido para promover a divulgação da importância da conservação das florestas naturais, apresentando-se simultaneamente como um dia mais adaptado às condições climatéricas de Portugal e Espanha para se proceder à sementeira ou plantação de árvores, alternativo ao Dia Mundial da Floresta, 21 de Março, que foi criado inicialmente para os países do Norte da Europa.  
A plantação de árvores no dia da Primavera em Portugal apresenta frequentemente um baixo sucesso associado ao aumento das temperaturas e redução das chuvas que se faz sentir com a proximidade do Verão.

terça-feira, 22 de novembro de 2011

CERN abre portas

Entre a cidade de Genebra e as montanhas do Jura, o CERN (Laboratório Europeu de Física de Partículas abre as suas portas ao público no dia 6 de Abril.
Será a última oportunidade para visitar as gigantescas experiências do maior acelerador de partículas do mundo antes de se iniciar a operação do acelerador e o acesso ser restringido a técnicos e cientistas.

Alunos e professores da nossa escola vão até lá.

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

o Crescer saiu por aí e perguntou

O Crescer retoma uma rubrica antiga e muito pertinente.
Desta feita, a nossa equipa vai sair pelo agrupamento à procura de respostas para duas perguntas inquietantes e promete dar conhecimento posterior das respostas que registar. 

1.      Por que razões os jovens (às vezes os muito jovens) aguardam os fins de semana para beberem até ficarem ébrios?  

2.      E por que razões ainda fumam tanto apesar de todas as campanhas de informação sobre os efeitos nocivos do consumo de tabaco?

sábado, 19 de novembro de 2011

desafio V, parte II

O desafio é sorrirem apesar da chuva que cai. Gostamos de pessoas que sorriem quando chove!


sexta-feira, 18 de novembro de 2011

“A Tempestade” de Shakespeare


daqui
Os nossos alunos do ensino secundário vão ao Teatro Helena Sá e Costa, no Porto, assistir à representação da última peça que Shakespeare escreveu, "A Tempestade".

Eis o que o encenador, Lee Beaglay, diz sobre o espetáculo:

Se nos permitimos esquecer que "A Tempestade" é a última peça de Shakespeare, torna-se um drama mais emocionante.
Torna-se uma peça sobre um pai e a sua filha.
Torna-se um drama sobre uma ilha que é tanto uma prisão e uma fonte de magia.
Isto existe como uma história de traição, vingança, repulsa, amor e perdão.
Torna-se teatro.

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

os ais!

Ai! Ai! Ai!
E mais não dizemos porque o Mário Viegas diz muito melhor!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

6-2

Quando rejubilamos apenas com os resultados de futebol, algo vai mal neste reino.
Mas, haja, pelo menos, uma seleção a dar ao povo alguma alegria!
Oxalá possamos escrever posts mais interessantes sobre assuntos mais interessantes que alegrem interessante e efetivamente os corações dos portugueses!
(Não, não nos enganamos. A repetição foi intencional.)

terça-feira, 15 de novembro de 2011

carpe diem!

Muitas vezes, as aulas misturam-se com o cinema e o cinema faz-nos lembrar assuntos das aulas..."O clube dos poetas mortos", de 1989, faz-nos pensar que o que é bom é sempre atual e, por isso, aqui está de novo. Desta vez, o trailler para despertar a vossa curiosidade...
A ver ou a rever!

segunda-feira, 14 de novembro de 2011

dia 14 de novembro: dia mundial da diabetes

O Dia Mundial da Diabetes (WDD) é a maior campanha a nível mundial de consciencialização sobre a diabetes.
Criado em 1991 pela International Diabetes Federation (IDF) e pela Organização Mundial da Saúde (OMS) como resposta ao aumento alarmante de casos de diabetes no mundo, tornou-se, em 2007, dia oficial de saúde da ONU após aprovação das Nações Unidas em Dezembro de 2006.
O Dia Mundial da Diabetes integra uma campanha global que apresenta anualmente um tema escolhido pela Federação Internacional de Diabetes, tendo por objectivo focar os diferentes aspectos da comunidade internacional da diabetes.
Apesar da campanha decorrer durante todo o ano, este dia é comemorado a 14 de Novembro, para celebrar o aniversário de Frederick Banting, que, juntamente com Charles Best, concebeu a primeira ideia que levou à descoberta da insulina em 1922.
Educação e Prevenção da Diabetes é o tema do Dia Mundial da Diabetes para o período 2009-2013, sendo que o slogan da campanha é ”Vamos controlar a Diabetes. Já!”.

sábado, 12 de novembro de 2011

até já, Rosa!


uma rosa para a Rosa
No dia 28 de Outubro, a colega Rosa Paiva deu a sua última aula neste Agrupamento.
Foi há tão pouco tempo e já temos imensas saudades.
Ser professora de Matemática foi o que sempre quis ser. Apenas isso… E isso foi tanto!...
Na sua passagem por este Agrupamento, deixou frutos do seu trabalho, dando aos outros aquilo que aprendeu.
Para a Rosa, o Saber é algo que se torna cada vez maior quando se divide pois, aqui, a divisão não é a operação aritmética fria e calculista que se ensina mas é, sim, sinónimo de partilha.
Foi com este sentimento que abraçou a profissão e, em cada dia, todos os dias, ia ensinando e aprendendo, sorrindo, incentivando, acreditando, ouvindo, observando, dando a mão, abraçando e construindo amizades… enfim, ia sendo ela própria.
Obrigada, Rosa, pelo teu exemplo, força de vontade e dedicação!
Até um dia!
Helena Coelho

“A crónica dos bons (alunos) malandros de animação”

Os alunos do 11ºe 12º ano do Curso Profissional de Técnico de Animador Sociocultural estiveram no Teatro de Sá da Bandeira a assistir a uma peça de teatro musicado baseada na “Crónica dos Bons Malandros” da autoria de Mário Zambujal.
Escrita há quase três décadas atrás a “Crónica dos Bons Malandros”, após uma experiência na sétima arte, foi transposta para o palco pelas mãos do encenador Francisco Santos que, em conjunto com o autor, decidiu dar uma vida nova à fantástica saga dos famosos “bons malandros” do Bairro Alto lisboeta.
Em palco estiveram os atores que deram corpo a cada um dos malandros lisboetas – o Renato (chefe do pequeno gang) e a sua inseparável Marlene, o “doutor” Flávio, o Arnaldo, o Pedro, a Adelaide e, finalmente, o Silvinoo Bitoque” como era conhecido de todos, à frente de um conjunto de outros atores e bailarinos, num total de mais de duas dezenas de figuras.
Marcado por um pitoresco linguarejar das principais personagens (leia-se o calão utilizado pelo autor no livro), toda a representação tem em vista a interação do pequeno grupo de assaltantes e a mistura de emoções, de deceções, de alegrias e tristezas de um jovem bando de assaltantes que teve a audácia de arquitetar e executar um inimaginável assalto ao Museu da Fundação Gulbenkian com o objetivo de “espantar o mundo”.
Com cenários e figurinos a fazer lembrar o castiço Bairro Alto, na Lisboa, nos anos 80 como pano de fundo, este musical medianamente interpretado surpreende, sobretudo, na sua parte final que não coincide em absoluto com o epílogo encontrado por Zambujal no seu livro.
De referir ainda o dispensável mau gosto em alguns dos medíocres diálogos a fazer lembrar o pior estilo revisteiro. Apesar de tudo, os alunos assistiram a alguns razoáveis momentos de música e de humor.
O jornalista Mário Zambujal estreou-se na literatura em 1980 com a “Crónica dos Bons Malandros”, um livro que tem cativado sucessivas gerações de leitores. Recentemente o autor publicou o seu mais recente livro intitulado  “Uma Noite Não São Dias”.
Acompanharam os alunos os professores Kátia Alves, Laura Vilela e António Mário Coimbra.
António Coimbra

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

11/11/11 11h11m

Hoje, quando faltarem 49 minutos para o meio dia, o relógio marcará 11h11m do 11/11/11, um raro número que, para os adeptos das ciências ocultas, pode indicar a ocorrência de eventos menos comuns.
Para a maioria das pessoas é apenas uma coincidência de relógio e calendário que acontece uma vez a cada 100 anos, mas numerólogos e esotéricos procuram sinais do que isto pode significar.
Alguns acreditam no início de um humanismo renovado, de uma nova harmonia no mundo, a abertura de um portal para outra dimensão ou até, uma revolução da consciência.
Centenas de aficionados pelas ciências ocultas planeiam reunir-se neste dia para cerimónias e danças. Foram criadas várias páginas dedicadas a esta data no Facebook.
A Organização Nacional dos Cegos Espanhóis (ONCE) organizará uma lotaria especial com um prémio de 11 milhões de euros.
Os médiums e sacerdotes paranormais mais conhecidos comentaram sobre a importância da sincronia das 11h11m do dia 11/11/11, como Uri Geller e o americano Solara.
Fanáticos do "Spinal Tap", um filme de 1984 baseado em factos reais e imaginários que descreve uma banda de hard rock para quem o número 11 tem um significado especial, também ressaltaram essa importância.
"Ter um número três vezes numa data é, sem dúvida, muito importante", disse Solara à AFP. "Vejo uma grande mudança na consciência do planeta e isto coincide com a data", acrescentou o médium. Solara vive no Peru e mantém em segredo os seus planos para o dia 11/11/11. Revelou que grupos em mais de 50 países vão aproveitar a ocasião para sentar em silêncio e meditar.
Alguns numerólogos atribuem ao número 11 poderes paranormais que criarão um canal de comunicação com o subconsciente. Outros sustentam que o número representa a dualidade do bem e do mal na Humanidade.
Na internet, bloguers insistem no caráter místico do número 11, que pode estar associado aos desastres como os ataques do 11 de setembro de 2001 nos Estados Unidos.
A profecia de São Malaquias, que no século XI previu que existiriam 112 papas antes do apocalipse bíblico, também foi citado. O atual papa, Bento XVI, é o número 111.
A data 11 é historicamente carregada de significados. Além dos atentados de 2001, o armistício da Primeira Guerra Mundial foi firmado às 11H00 da manhã do dia 11 de novembro de 1918.
"Existe uma sincronia interessante no facto de que muitos eventos estão associados com o número 11", observou Ellie Crystal, uma bloguer que se apresenta como exploradora da metafísica do mundo.
Para John Hoopes, professor de pensamento crítico na Universidade do Kansas, todas estas teorias pseudocientíficas são exemplos perfeitos do "viés de confirmação de hipóteses". É a tendência de privilegiar a informação que confirma as ideias pré-concebidas, sem levar em conta as outras que contradizem, afirmou.                                                                                                      SAPO com AFP
E até  há aplicações para Android e Iphone para que esses telefones possam tocar e assim participar numa sinfonia global a essa hora.                                                                                 

quinta-feira, 10 de novembro de 2011

"Passageiro do fim do dia"

O vencedor do Prémio Portugal Telecom de Literatura 2011, o escritor brasileiro Rubens Figueiredo ri-se do outro lado da linha telefónica, nesta conversa entre Lisboa e o Rio de Janeiro, quando lhe perguntámos se passou a ser só escritor e tradutor a tempo inteiro. “Não, sou professor. [risos] É o que mais gosto de fazer.”
É professor de Português e tradução literária numa escola pública do Rio de Janeiro. Foi de lá que, no dia seguinte à atribuição do Prémio Portugal Telecom ao seu romance “Passageiro do fim do dia” (Companhia das Letras), contou ao PÚBLICO como nasceu a ideia deste livro em que quis abordar a questão da desigualdade social e da dificuldade de vermos os outros como iguais a nós mesmos. Nada melhor do que uma viagem de autocarro, do centro da cidade para a periferia, na hora de ponta de um dia de semana, para se abordar este tema. O autocarro percorre várias localidades da cidade e reúne pessoas numa determinada situação: em que se observam, pensam, têm experiências. Enfim, essa foi a ideia de que partiu Rubens Figueiredo para criar a sua obra. (leia mais aqui)

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

somos grandes!!!

Nós, portugueses, conseguimos sempre ser grandes em qualquer coisinha. Foi sempre assim ao longo dos tempos. Fomos grandes conquistadores. Fomos grandes colonizadores. Fomos grandes rebeldes. Fomos grandes sofredores...
Agora, temos grandes... Oondasssss na Nazaré! É verdade! As maiores do mundo! Liiiindo!!! Mesmo.


O havaiano Garrett McNamara pode ter inscrito o seu nome, e o de Portugal, na história do surf mundial. No dia 1 de Novembro, apanhou, na Praia do Norte, Nazaré, uma onda que as primeiras estimativas dão como tendo cerca de 100 pés de altura (quase 27,5 metros). A confirmar-se esta estimativa, a onda surfada por McNamara terá batido o recorde mundial e passará a ser a maior jamais enfrentada por um surfista em todo o mundo.                                   
                                                                                                                                                                                    PÚBLICO

faz anos que caiu o muro da vergonha



o muro
A 9 de novembro de 1989, caiu o Muro de Berlim, um acontecimento de amplas consequências não só para a Alemanha como também para todo o mundo. Menos de um ano depois, a 3 de outubro de 1990, concretizava-se a reunificação da Alemanha, que estivera dividida durante 41 anos em consequência da derrota do país na Segunda Guerra Mundial.

O Muro de Berlim (em alemão Berliner Mauer) era uma barreira física, construída pela República Democrática Alemã (Alemanha Oriental) durante a Guerra Fria, que circundava toda a Berlim Ocidental, separando-a da Alemanha Oriental, incluindo Berlim Oriental. Este muro, além de dividir a cidade de Berlim ao meio, simbolizava a divisão do mundo em dois blocos ou partes: República Federal da Alemanha (RFA), que era constituído pelos países capitalistas encabeçados pelos Estados Unidos; e República Democrática Alemã (RDA), constituído pelos países socialistas simpatizantes do regime soviético. Construído na madrugada de 13 de Agosto de 1961, dele faziam parte 66,5 km de gradeamento metálico, 302 torres de observação, 127 redes metálicas eletrificadas com alarme e 255 pistas de corrida para ferozes cães de guarda. Este muro provocou a morte a 80 pessoas identificadas, 112 ficaram feridas e milhares aprisionadas nas diversas tentativas de o atravessar. A distinta e muito mais longa fronteira interna alemã demarcava a fronteira entre a Alemanha Oriental e a Alemanha Ocidental.


a queda do muro
 Ambas as fronteiras passaram a simbolizar a chamada "cortina de ferro" entre a Europa Ocidental e o Bloco de Leste. Antes da construção do Muro, 3,5 milhões de alemães orientais tinham evitado as restrições de emigração do Leste e fugiram para a Alemanha Ocidental, muitos ao longo da fronteira entre Berlim Oriental e Ocidental. Durante a sua existência, entre 1961 e 1989, o Muro quase parou todos os movimentos de emigração e separou a Alemanha Oriental de Berlim Ocidental por mais de um quarto de século. Numa onda revolucionária que varreu o Bloco de Leste, o governo da Alemanha Oriental anunciou em 9 de novembro de 1989, após várias semanas de distúrbios civis, que todos os cidadãos da RDA poderiam visitar a Alemanha Ocidental e Berlim Ocidental. Multidões de alemães orientais subiram e atravessaram o Muro, juntando-se aos alemães ocidentais do outro lado, em uma atmosfera de celebração. Ao longo das semanas seguintes, partes do Muro foram destruídas por um público eufórico e por caçadores de souvenirs, mais tarde, equipamentos industriais foram usados para remover quase todo da estrutura. A queda do Muro de Berlim, abriu o caminho para a reunificação alemã, que foi formalmente celebrada a 3 de outubro de 1990. Muitos apontam este momento também como o fim da Guerra Fria.
adaptado de Wikipedia

terça-feira, 8 de novembro de 2011

"she's always a woman"

E da arca, retiramos mais música. Esta, de Billy Joel, muito bem aproveitada por uma marca que diariamente invade os nossos televisores e nos faz sorrir.
Vá lá! Se não sorrirmos com estas coisas, sorrimos com e de quê??? :)

"nunca parto inteiramente"

Porque há cantautores que são EXCELENTES em qualquer lado mas não lhes apetece ser do "mainstream", aqui vai uma música do nortenho Manuel Cruz (ex Ornatos Violeta, Pluto, Super Nada, Foge Foge Bandido). Segue sem letra para ouvirem bem e sentirem as palavras (se é que é preciso dizer!):

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Bonjour, Madame Curie!


doodle do Google
O Google homenageia esta segunda-feira Marie Curie com um «doodle», em lembrança aos 144 anos do seu nascimento, no ano escolhido para marcar o centenário do segundo Prémio Nobel de Química concedido à cientista polaca.
Marie Curie, que fez importantes descobertas na área da radioactividade, foi a primeira mulher a ganhar um Nobel e uma das poucas personalidades a receber duas vezes a distinção instituída pelo inventor da dinamite, Alfred Nobel, no seu testamento.
Os seus trabalhos sobre a radioactividade alargaram os conhecimentos da física nuclear. Ela identificou dois novos elementos químicos, o rádio e o polónio, abrindo as portas para uma nova era da medicina com grandes avanços no tratamento de combate ao cancro.
Em 1903, a cientista recebeu o prémio Nobel de Física ao lado do marido Pierre Curie e Henri Becquerel. Oito anos mais tarde conquistou sozinha o Nobel de Química.
in Diário Digital

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

desafio IV, parte II

Desta vez, vimos propor-vos que acabem a história que nós aqui vamos começar. Tem tantos finais quantos os que lhe queiram dar...
Era uma vez uma União Europeia criada com o objetivo de pôr termo às frequentes guerras sangrentas entre países vizinhos, que culminaram na Segunda Guerra Mundial.
Os seis países fundadores são a Alemanha, a Bélgica, a França, a Itália, o Luxemburgo e os Países Baixos.
A Dinamarca, a Irlanda e o Reino Unido aderem à União Europeia em 1 de janeiro de 1973, elevando assim o número dos Estados-Membros para nove.
O Parlamento Europeu aumenta a sua influência na UE e, em 1979, os cidadãos passam, pela primeira vez, a poder eleger diretamente os seus deputados.
Em 1981, a Grécia torna-se o décimo Estado-Membro da UE, seguindo-se-lhe a Espanha e Portugal cinco anos mais tarde.
Com o desmoronamento do comunismo na Europa Central e Oriental, assiste-se a um estreitamento das relações entre os europeus.
Em 1995, a União Europeia passa a incluir três novos Estados-Membros, a Áustria, a Finlândia e a Suécia.
O euro é a nova moeda de muitos europeus.
Em 2004 oito países da Europa Central e Oriental (Estónia, Eslováquia, Eslovénia, Hungria, Letónia, Lituânia, Polónia e República Checa) aderem à União Europeia, pondo termo à divisão da Europa decidida em Yalta 60 anos antes pelas grandes potências. Chipre e Malta aderem igualmente.
Em 2007 mais dois países da Europa oriental, a Bulgária e a Roménia, aderem à União Europeia, elevando o número de Estados-Membros para 27.
Em 2011 o Conselho Europeu aprova a conclusão das negociações de adesão com a Croácia em finais de Junho de 2011, criando assim as condições para que este país se torne o 28.º membro da UE em 2013.
O Parlamento grego adota um pacote de cortes orçamentais e de reformas estruturais para reduzir o défice do país e tornar a economia mais competitiva.
adaptado de Portal da UE
E depois?
Happy end? Ou nem por isso?
Ficamos à espera.

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

até já, Silvina!

Há pessoas assim: discretas. Sempre. Mas nem por isso nos deixam indiferentes. Pelo contrário, marcam-nos pela sua sobriedade e verticalidade.
A Silvina Ventura passou pela ESÁS deste modo.
Discreta. Sempre. Mas sóbria e vertical.
Aprendemos todos muito com ela. Nós, os do mesmo grupo disciplinar, os outros colegas e funcionários e, obviamente, os alunos.
Hoje, saiu da sede do nosso Agrupamento da mesma forma como entrou: discreta, sóbria e vertical.
Tão discreta que alguns dos mais próximos não souberam e não puderam dar-lhe “aquele abraço”. Não conseguiram tirar "a foto" do momento.
Saiu da escola para se aposentar. Deixou ficar o halo dos que passam pela vida, assim, estoicamente.
Obrigada, Silvininha, por todo o teu legado. Esperamos estar à altura de o sabermos prolongar.
Deixamos-te aqui umas flores. Também elas discretas mas belas... como tu.
Até já!
a equipa do Crescer

"Isto não é um filme"

Impedido pelo regime de Teerão de realizar filmes ou de dar entrevistas durante 20 anos, o realizador iraniano Jafar Panahi filmou-se a si próprio em sua casa, onde permanecia em prisão domiciliária. "Isto Não é um Filme" estreia hoje nos cinemas nacionais.

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

Grécia: e agora?

A imprensa (espanhola) e vários analistas registam hoje preocupação pelo eventual impacto que o referendo na Grécia possa ter nas economias da zona euro, especialmente a de Espanha.
 in SOL