Número total de visualizações de página

sexta-feira, 4 de março de 2011

difícil de explicar

Não resistimos a fazer um post com um curto diálogo suscitado pela publicação do cartoon de Antero, no nosso post "alguém explica?":

- Ó professoras, quer dizer que se fossemos todos MB não o podíamos ser, se houvesse quotas para nós?, perguntou a Diana, nossa aluna.
- Sim, é isso, respondemos.
- Ora essa!!!, retorquiu.

Ele há coisas mesmo difíceis de explicar, não?

3 comentários:

Helena Borges disse...

A propósito das cotas, e ao contrário do que o povo tão sabiamente diz, não te juntes aos bons para seres como eles, junta-te aos maus para poderes ser bom!

marcelo disse...

Se a avaliação for rigorosa, se não houver compadrio (talvez se a avaliação fosse feita por uma eentidade externa, não sei....),não são necessárias cotas. Naturalmente que há professores melhores que outros, e esta "cotização" aparecerá naturalmente. Quem nos dera ter todos os alunos com muito bom! Mas sabemos que vamos ter muitos que não passarão do suficiente!

nós disse...

Em qualquer actividade há profissionais Insuficientes, Regulares, Bons, Muito Bons e Excelentes. É natural! "Estranho", muito "estranho", na nossa ADD é o processo que distingue os melhores dos menos bons.