Número total de visualizações de página

segunda-feira, 21 de março de 2011

hoje é dia de festa

Festa da primavera, festa da árvore, festa da poesia.
Foram muitas as manifestações festivas na nossa escola. A biblioteca pululou de movimento. E que bom foi!
Nós festejamos a POESIA (como não podia deixar de ser) e trazemos este poema de Jorge Sousa Braga.


Trepem, trepem trepadeiras!
Trepem, trepem pelo ar!
Que de plantas rasteiras,
está a terra a abarrotar!


Trepem, trepem trepadeiras!
Trepem, trepem sem parar!
E se o muro acabar,
trepem, trepem trepadeiras,
por um raio de luar.

1 comentário:

M.R. disse...

Lindo!
Adoro a poesia de Jorge Sousa Braga. Espero que muita gente descubra este grande poeta.
Olhem esta, tão pequenina, tão simples e tão bela:

MAGNÓLIAS
Esqueceram-se das folhas
tão grande era a pressa
de florirem